SlideShare uma empresa Scribd logo

Apresentação na EXPO ETEP - Realidade Virtual, Aumentada e Cruzada

Teoria sobre IHC ( rv - ra - rc) Estado da prática e aplicações Futuro - IoT, Ambientes inteligentes, robôs, etc

1 de 43
Baixar para ler offline
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Mis
HIC
Ficha:
Nome: Apresentação sobre RVA
Local: ETEP
Data: 2016-12-02 – 20h  21h30
Público Alvo: Alunos de Graduação - Multidisciplinares
1:58 1
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Onde essa conversa começa?!!
▪Ivan Sutherland
▪ Cientista da computação
▪ Ivan Edward Sutherland é um
informático estadunidense. É um dos
pioneiros da Internet. Desenvolveu o
Head-Mounted-display, em 1968.
Criou o Sketchpad, em 1963, uma
aplicação gráfica inovadora
IHC – Interface (Interaction) Human-Computer
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Realidade Virtual,
Aumentada e
Cruzada
Christopher Shneider Cerqueira
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Roteiro
13:59 4
Teoria:
Interação
Homem-Máquina
RV, RA, RC
Estado da Prática:
O que temos hoje
para desenvolver
Futuro:
Mercado
Aplicações
Tendências
13:595
Bits of Theory
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
Mission Simulation Lab
HICEE
“The product is no longer
the basis of value. The
experience is.”
Venkat Ramaswamy
The Future of Competition
61:59

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Demonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade Aumentada
Demonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade AumentadaDemonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade Aumentada
Demonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade AumentadaLeonardo Pereira Santos
 
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...Christopher Cerqueira
 
Ar tool kit-cap6-2004
Ar tool kit-cap6-2004Ar tool kit-cap6-2004
Ar tool kit-cap6-2004caetano_selva
 
Realidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da históriaRealidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da históriaVítor J. Sá
 
Monografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade Aumentada
Monografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade AumentadaMonografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade Aumentada
Monografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade AumentadaGil Ambrósio Lopes Júnior
 
Ampliando Experiências: Publicidade em Realidade Aumentada
Ampliando Experiências: Publicidade em Realidade AumentadaAmpliando Experiências: Publicidade em Realidade Aumentada
Ampliando Experiências: Publicidade em Realidade AumentadaPaperCliQ Comunicação
 

Destaque (20)

Demonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade Aumentada
Demonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade AumentadaDemonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade Aumentada
Demonstrador Virtual Web com Recursos de Realidade Aumentada
 
Blender tcc
Blender tccBlender tcc
Blender tcc
 
Marcadore ar toolkit
Marcadore ar toolkitMarcadore ar toolkit
Marcadore ar toolkit
 
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...
 
Artoolkit
ArtoolkitArtoolkit
Artoolkit
 
Ar tool kit-cap6-2004
Ar tool kit-cap6-2004Ar tool kit-cap6-2004
Ar tool kit-cap6-2004
 
Realidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da históriaRealidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da história
 
Monografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade Aumentada
Monografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade AumentadaMonografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade Aumentada
Monografia - Representação de Ambientes com recursos de Realidade Aumentada
 
programação c 13
programação c 13programação c 13
programação c 13
 
Ampliando Experiências: Publicidade em Realidade Aumentada
Ampliando Experiências: Publicidade em Realidade AumentadaAmpliando Experiências: Publicidade em Realidade Aumentada
Ampliando Experiências: Publicidade em Realidade Aumentada
 
Artoolkit vs2005 v1.0
Artoolkit vs2005 v1.0Artoolkit vs2005 v1.0
Artoolkit vs2005 v1.0
 
2011 12 07_curso_bas_ar_start
2011 12 07_curso_bas_ar_start2011 12 07_curso_bas_ar_start
2011 12 07_curso_bas_ar_start
 
2011 10 07_curso_basar
2011 10 07_curso_basar2011 10 07_curso_basar
2011 10 07_curso_basar
 
programação c 2 aula
programação c 2 aulaprogramação c 2 aula
programação c 2 aula
 
programação c 3 aula
programação c 3 aulaprogramação c 3 aula
programação c 3 aula
 
Tutorial sacra
Tutorial sacraTutorial sacra
Tutorial sacra
 
programação c 6 aula
programação c 6 aulaprogramação c 6 aula
programação c 6 aula
 
programação c 10 aula
programação c 10 aulaprogramação c 10 aula
programação c 10 aula
 
programação c 7 aula
programação c 7 aulaprogramação c 7 aula
programação c 7 aula
 
programação c 8 9_aula
programação c 8 9_aulaprogramação c 8 9_aula
programação c 8 9_aula
 

Semelhante a Apresentação na EXPO ETEP - Realidade Virtual, Aumentada e Cruzada

[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...
[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...
[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...Christopher Cerqueira
 
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade AumentadaRealidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade AumentadaNael.Passos
 
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados ParciaisApresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados ParciaisCarlos Campani
 
Apresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRADApresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRADCarlos Campani
 
2008 08 19 Hsm Convergencia Rio
2008 08 19 Hsm Convergencia Rio2008 08 19 Hsm Convergencia Rio
2008 08 19 Hsm Convergencia Riosrlm
 
Webcompany [Labs]: Realidade Virtual
Webcompany [Labs]: Realidade VirtualWebcompany [Labs]: Realidade Virtual
Webcompany [Labs]: Realidade VirtualWebcompany GetSocial
 
Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações (JATIC)
Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações� (JATIC)Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações� (JATIC)
Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações (JATIC)Tatiana Tavares
 
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)Alexandre Berbe
 
Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces
Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces
Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces Alvaro Viebrantz
 
Computação Ubíqua
Computação UbíquaComputação Ubíqua
Computação Ubíquaherickfaro
 
O Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces Hápticas
O Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces HápticasO Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces Hápticas
O Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces HápticasAlessandra Rosa
 
FrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design MobileFrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design MobileHorácio Soares
 
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)Dra. Camila Hamdan
 

Semelhante a Apresentação na EXPO ETEP - Realidade Virtual, Aumentada e Cruzada (20)

[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...
[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...
[WRVA2014] Utilização de Realidade Aumentada, com marcadores(ARToolKitPlus) e...
 
Realidade_Aumentada.pptx
Realidade_Aumentada.pptxRealidade_Aumentada.pptx
Realidade_Aumentada.pptx
 
[Ci2015] sim rva
[Ci2015] sim  rva[Ci2015] sim  rva
[Ci2015] sim rva
 
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade AumentadaRealidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
 
WRVA 2015
WRVA 2015WRVA 2015
WRVA 2015
 
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados ParciaisApresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
 
Apresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRADApresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRAD
 
2011 06 15_inpe_ra
2011 06 15_inpe_ra2011 06 15_inpe_ra
2011 06 15_inpe_ra
 
2008 08 19 Hsm Convergencia Rio
2008 08 19 Hsm Convergencia Rio2008 08 19 Hsm Convergencia Rio
2008 08 19 Hsm Convergencia Rio
 
Webcompany [Labs]: Realidade Virtual
Webcompany [Labs]: Realidade VirtualWebcompany [Labs]: Realidade Virtual
Webcompany [Labs]: Realidade Virtual
 
Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações (JATIC)
Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações� (JATIC)Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações� (JATIC)
Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações (JATIC)
 
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
 
Jogos, Computação e Robótica
Jogos, Computação e RobóticaJogos, Computação e Robótica
Jogos, Computação e Robótica
 
Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces
Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces
Internet das coisas, machine learnign e maquinas de doces
 
Computação Ubíqua
Computação UbíquaComputação Ubíqua
Computação Ubíqua
 
Digital1_aula09
Digital1_aula09Digital1_aula09
Digital1_aula09
 
...
......
...
 
O Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces Hápticas
O Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces HápticasO Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces Hápticas
O Futuro das Interfaces: Zero UI e Interfaces Hápticas
 
FrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design MobileFrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
 
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
 

Mais de Christopher Cerqueira

MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?
MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?
MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?Christopher Cerqueira
 
Jornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servem
Jornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servemJornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servem
Jornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servemChristopher Cerqueira
 
[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...
[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...
[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...Christopher Cerqueira
 
Using Finite State Machines From Concept to Realization
Using Finite State Machines From Concept to RealizationUsing Finite State Machines From Concept to Realization
Using Finite State Machines From Concept to RealizationChristopher Cerqueira
 
A Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 Standard
A Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 StandardA Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 Standard
A Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 StandardChristopher Cerqueira
 
Modelos e metodologias de projeto de sistemas
 Modelos e metodologias de projeto de sistemas Modelos e metodologias de projeto de sistemas
Modelos e metodologias de projeto de sistemasChristopher Cerqueira
 

Mais de Christopher Cerqueira (20)

MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?
MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?
MICRO SATÉLITES BRASILEIROS, ELES EXISTEM?
 
Jornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servem
Jornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servemJornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servem
Jornada Espacial 2018 - Cubesats: o que são e pra que servem
 
CI2018_Simuladores
CI2018_Simuladores CI2018_Simuladores
CI2018_Simuladores
 
CI2018_MBSE4.0
CI2018_MBSE4.0CI2018_MBSE4.0
CI2018_MBSE4.0
 
[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...
[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...
[Thesis] Tangible Collaboration applied in Space Systems Concurrent Engineeri...
 
XV Jornada do Espaço
XV Jornada do EspaçoXV Jornada do Espaço
XV Jornada do Espaço
 
Using Finite State Machines From Concept to Realization
Using Finite State Machines From Concept to RealizationUsing Finite State Machines From Concept to Realization
Using Finite State Machines From Concept to Realization
 
So 01 - processos
So   01 - processosSo   01 - processos
So 01 - processos
 
Redes 05 - aplicação
Redes   05 - aplicaçãoRedes   05 - aplicação
Redes 05 - aplicação
 
Redes 04 - transporte
Redes   04 - transporteRedes   04 - transporte
Redes 04 - transporte
 
Redes 03 - rede
Redes   03 - redeRedes   03 - rede
Redes 03 - rede
 
Redes 02 - enlace
Redes   02 - enlaceRedes   02 - enlace
Redes 02 - enlace
 
Redes 01 - topologia
Redes   01 - topologiaRedes   01 - topologia
Redes 01 - topologia
 
Intro heuristica
Intro heuristicaIntro heuristica
Intro heuristica
 
[Ci2017] Simuladores de Satélites
[Ci2017] Simuladores de Satélites[Ci2017] Simuladores de Satélites
[Ci2017] Simuladores de Satélites
 
MBSE e Espaço 4.0
MBSE e Espaço 4.0MBSE e Espaço 4.0
MBSE e Espaço 4.0
 
A Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 Standard
A Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 StandardA Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 Standard
A Model Based Concurrent Engineering Framework using ISO-19450 Standard
 
Introdução à Engenharia Espacial
Introdução à Engenharia EspacialIntrodução à Engenharia Espacial
Introdução à Engenharia Espacial
 
CubeSats e Software Embarcado
CubeSats e Software EmbarcadoCubeSats e Software Embarcado
CubeSats e Software Embarcado
 
Modelos e metodologias de projeto de sistemas
 Modelos e metodologias de projeto de sistemas Modelos e metodologias de projeto de sistemas
Modelos e metodologias de projeto de sistemas
 

Último

Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 

Último (20)

Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 

Apresentação na EXPO ETEP - Realidade Virtual, Aumentada e Cruzada

  • 1. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mis HIC Ficha: Nome: Apresentação sobre RVA Local: ETEP Data: 2016-12-02 – 20h  21h30 Público Alvo: Alunos de Graduação - Multidisciplinares 1:58 1
  • 2. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Onde essa conversa começa?!! ▪Ivan Sutherland ▪ Cientista da computação ▪ Ivan Edward Sutherland é um informático estadunidense. É um dos pioneiros da Internet. Desenvolveu o Head-Mounted-display, em 1968. Criou o Sketchpad, em 1963, uma aplicação gráfica inovadora IHC – Interface (Interaction) Human-Computer
  • 3. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Realidade Virtual, Aumentada e Cruzada Christopher Shneider Cerqueira
  • 4. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Roteiro 13:59 4 Teoria: Interação Homem-Máquina RV, RA, RC Estado da Prática: O que temos hoje para desenvolver Futuro: Mercado Aplicações Tendências
  • 6. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE “The product is no longer the basis of value. The experience is.” Venkat Ramaswamy The Future of Competition 61:59
  • 7. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE 3 níveis Lógico: Resolvem, solucionam, facilitam. Emocional: Satisfazem necessidades e desejos afetivos. Visceral: resolvem questões fundamentais, sem consciência. Impulso. 1:59 7
  • 8. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Espera.... Visceral? 1:59 8
  • 9. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE 1:59 9
  • 10. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Interação homem-máquina 1:59 10
  • 11. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE 13:59 11
  • 12. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Formalmente... Realidade Virtual interfaceque permite ao usuário interagir, em tempo real, com um mundo tridimensional gerado por computador, usando seus sentidos através de equipamentos especiais. 1:59 12
  • 13. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Billinghurst Vision Introdução 1:59 13 Billinghurst – Popularizador da Realidade Aumentada
  • 14. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Formalmente... Realidade Aumentada uma interfacebaseada na sobreposição de informações virtuais geradas por computador (envolvendo imagens estáticas e dinâmicas, sons espaciais e sensações hápticas) com o ambiente físico do usuário, percebida através de dispositivos tecnológicos e usando as interações naturais do usuário, no mundo físico. 1:59 14 LEGO Unreal Demo
  • 15. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE 1:59 15
  • 16. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Formalmente... Realidade Cruzada é um ambiente de realidade misturada ubíqua, que vem da fusão de uma rede de sensores e atuadores (que coletam e enviam dados relacionados ao mundo real) com mundos virtuais compartilhados, usando a interface da realidade aumentada. Claudio Kirner Introdução 1:59 17 basAR
  • 17. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE IHC - ROADMAP CR AI HI AR IoT HR 13:59cscerqueira.com.br HIMYM HR
  • 18. O que temos pra hoje?!
  • 19. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Hardware Arquitetura Genérica Processamento Aquisição de Informação Software Ferramenta de Autoria Apresentação de Conteúdo Interação Ambiente
  • 20. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Aquisição de Informação Interação Ambiente 13:59 21
  • 21. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Processamento 13:59 22
  • 22. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Apresentação do Conteúdo 13:59 23
  • 23. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Software for hardcore developers: 13:59 24 ▪openFrameworks ▪Cinder ▪Processing ▪JavaFX (WIMP) ▪Flash ??? (futuro incerto) ▪HTML5 + JavaScript oF C++
  • 24. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Software easing-up - Frameworks ▪ Vuforia ▪ ARToolKit e derivados (ARToolKitPlus) ▪ openCV e derivados ▪ SLAM e derivados (PTAMM) ▪ WebGL (openGL) ▪ Mirror API (Glass) ▪ .... mol! http://socialcompare.com/en/comparison/augmented-reality-sdks 13:59cscerqueira.com.br
  • 25. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Software easing-up - Ferramentas de Autoria ▪[motor de jogos] Unreal ▪[motor de jogos] Unity3D ▪[autoria] BuildAR ▪[autoria br] basAR, FLARAS ▪[autoria] ATOMIC ▪[autoria] Junaio – Comprado pela Apple ▪[autoria] Layar, Augment, 13:59cscerqueira.com.br
  • 26. Prototipação - DIY O que temos a médio/fácil alcance! $$$ pensando no nosso bolso
  • 27. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Entrada SaídaProcessamento 13:59cscerqueira.com.br
  • 29. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Se tudo correr bem..... Estamos indo para um mundo onde o ambiente será a Hiper-Realidade Hiper- Realidade Realidade Cruzada •Wearables •IoT •Realidade Aumentada Inteligência Humana Inteligência Artificial Augmented City
  • 30. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Interfaces (computacionais) em todos os locais. ▪ Computação Ubíqua ▪Interfaces de todos os dispositivos se sobrepõem num ambiente único ▪ Cada interface tem uma micro-interação 13:59 31
  • 31. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Corpo ▪ Empoderamento do corpo = WEARABLES ▪ RA Glasses ficarão de segundo plano. ▪ RV Glasses vão melhorar por um tempo. ▪ Framework integrado de Wearables ▪ Bluetooth não vale! ▪ Mapeamento completo (multimodal) de interações. ▪ Desenvolvimento de protocolos. ▪ Health http://blog.atmel.com/2015/10/09/23-smart-crowdfunding-campaigns-you-may- want-to-back-this-week/
  • 32. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Controle do Ambiente ▪ Controle do Ambiente = INTERNET OF THINGS ▪Ambientes Industriais ▪Entretenimento ▪Monitoramento Residencial (SmartGrids) ▪Ambiente Doméstico ▪ Frameworks ▪Falta uma padronização de linguajar (protocolos) 13:59 33 MIT - Material Zooids
  • 33. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Aumento das interfaces tangíveis 13:59 34
  • 34. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Holografia (Holovect Mk II ) 13:59 35 https://www.kickstarter.com/projects/2029950924/holovect-holographic-vector-display
  • 36. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE ▪Conceitos de IHC ▪Funções são obrigação do desenvolvedor ▪Interações são o diferencial de mercado!!! ▪Tipos de ambientes (na moda) ▪Realidade Virtual ▪Realidade Aumentada ▪Realidade Cruzada (ainda não é realidade  ) ▪HW/SW para desenvolvimento ▪Prototipação rápida ▪Futurologia 13:59cscerqueira.com.br
  • 37. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Futuro?!1?! O escritor de ficção científica britânico Arthur C. Clarke formulou três leis que tratam da relação entre o homem e a tecnologia, são elas: ▪“Quando um cientista distinto e experiente diz que algo é possível, é quase certeza que tem razão. Quando ele diz que algo é impossível, ele está muito provavelmente errado.” ▪“O único caminho para desvendar os limites do possível é aventurar-se um pouco além dele, adentrando o impossível.” ▪“Qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível de magia.” future 13:59cscerqueira.com.br
  • 38. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Eventos da área no Brasil ▪ SVR – Simpósio de Realidade Virtual e Aumentada ▪ Primeiro Semestre ▪ (Em geral) Trabalho completos de maior nível (Mestrado/ Doutorado/ Indústria) ▪ Palestras Internacionais ▪ Cursos Avançados ▪ WRVA – Workshop de Realidade Virtual e Aumentada ▪ Segundo Semestre ▪ Trabalhos em andamento ▪ Palestras Nacionais ▪ Curso de entrada 13:59cscerqueira.com.br
  • 39. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE 13:59cscerqueira.com.br 40
  • 40. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Dúvidas: christophercerqueira@gmail.com Site: http://cscerqueira.com.br Facebook: http://fb.com/RVA.BR Para maiores dúvidas: INPE – SJC Prédio Satélite Sala 95 13:59cscerqueira.com.br
  • 41. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE O INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) 13:59cscerqueira.com.br
  • 42. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE CONSTRUÇÃO DE AMBIENTES CONTÍNUOS BASEADOS EM REALIDADE CRUZADA PARA ANÁLISE DE MISSÃO
  • 43. Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Mission Simulation Lab HICEE Academicamente http://www.inpe.br/ci/ 13:59cscerqueira.com.br ▪ 7 Pós-Graduações: ▪ Astrofísica ▪ Engenharia e Tecnologia Espaciais ▪ Mecânica Espacial e Controle ▪ Combustão e Propulsão ▪ Ciência e Tecnologia de Materiais e Sensores ▪Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais ▪ Geofísica Espacial ▪ Computação Aplicada ▪ Meteorologia ▪ Sensoriamento Remoto ▪ Ciência do Sistema Terrestre