CENTRO DE 
INFORMÁTICA UFPB 
Interação além da tela: design de 
aplicações para as próximas 
gerações 
Glauco Sousa, Viníc...
Sumário 
´ Interação Humano-Computador 
´ Design da Interação 
´ Interação Natural 
´ Drones 
´ Design Multisensorial...
Interação Humano-Computador (IHC) 
´ Sistemas (Software + hardware) 
´ Usuários (Peopleware) 
´ Interfaces de Usuário (...
Design da Interação 
´ It is not about technology… 
http://designmind.frogdesign.com/blog/behaving-badly-in-vancouver.htm...
Fato ou Ficção?
Matrix, 1999 
Minority Report, 
2002 
The 6th Day, 2000 
Ficção Científica
Kinect, 2010 
Google Glass, 2013 
Teclado Holográfico, 
2011 
Fatos Científicos
Saindo do mundo dos pixels…
Saindo do mundo dos pixels…
Saindo do mundo dos pixels…
Saindo do mundo dos pixels…
Saindo do mundo dos pixels… 
Passado… Presente… Futuro…
Como pensar no design do futuro? 
´ É loucura pensar no que ainda não “existe”? 
´ Como é possível pensar no que as pess...
Como pensar no design do futuro? 
´ É loucura pensar no que ainda não “existe”? 
´ Como é possível pensar no que as pess...
Multisensory 
Interaction Design 
Thinking of how things will look like in the 
future
Multisensory Interaction Design 
´ Quanto mais sofesticada é nossa tecnologia, mais simples e 
transparente é forma com a...
Multisensory Interaction Design 
´ Quanto mais sofisticada é nossa tecnologia, mais simples e 
transparente é forma com a...
Multisensory Design Interaction
Multisensory Design Interaction 
+ 
HUMAN SENSES
Multisensory Design Interaction 
+ 
HUMAN SENSES
Multisensory Design Interaction 
+ 
HUMAN SENSES
Multisensory Design Interaction 
+ 
HUMAN SENSES
Multisensory Design Interaction 
+ 
HUMAN SENSES
Multisensory 
Interaction Design 
Ongoing projects
Interação Natural 
Leap Motion versus Kinect
Motivação 
´ Interagir através de gestos
Motivação 
´ Interação Natural 
´ Experiência do Usuário 
´ Intuitivo 
´ Imersivo 
´ Satisfatório 
´ Avaliar a exper...
Interfaces Naturais de Usuário (NUI) 
´ Inversão de papéis 
´ O sistema enxerga as intenções do usuário 
´ Comunicação ...
Interfaces Naturais de Usuário (NUI) 
´ Interface “invisível” 
´ Atuação direta do usuário 
´ Ausência de instrumentos ...
Dispositivos
Jogos com recursos de IN 
´ Fruit Ninja 
´ Arcade Mode
Experimentos realizados 
´ Leap Motion 
´ Kinect
Resultados 
´ Contato com a tacnologia 
9 
Contato Anterior 
0 
13 
9 
18 
5 
KINECT LEAP MOTION FRUIT NINJA 
Já teve con...
Resultados 
´ Avaliação dos usuários 
8 
10 
Preferência 
Leap Motion Kinect 
4 
Avaliação da Experiência 
14 
4 
3 
9 
6...
Trabalhos Futuros 
´ Guidelines para Construção de Interfaces com IN 
´ Como usar/especificar gestos? 
´ Avaliação em o...
Interação com Drones 
Interação com Objetos Físicos
Drones 
´ Definição 
´ Drone, VANT (UAV), VARP 
´ Surgimento e Ascensão 
´ EUA, cerca de 60 anos atrás 
´ Fins milita...
Drones 
´ Questionamentos 
´ Segurança x Privacidade 
´ Qualquer pessoa pode pilotar um drone? E em qualquer lugar? 
´...
Tecnologias dos Drones 
´ Exemplos 
Drone de Asa Fixa Drone de Asa Giratória
Desafios de Áreas de Atuação 
´ Uso Militar 
´ Espionagem 
´ Patrulhamento de fronteiras 
´ Missões bélicas 
´ Uso Co...
Drones no Brasil 
´ Surgimento: década de 80 
´ Atualmente 
´ Acordo com Israel (2010) 
´ Monitoramento de fronteiras ...
Tecnologia Utilizada 
´ Drone UDIR/C U817A 
´ Tamanho: 33x33 cm 
´ Peso: 0,4kg 
´ Autonomia: 7-10 minutos 
´ Distânci...
Distância Interpessoal 
´ Edward Hall (1966)
Distância com Drone 
´ A distância interpessoal é válida para drones?
Experiência de Uso 
´ Áreas de atuação e exemplos de uso 
´ Uso militar, comercial 
´ Graether e Mueller (2012) – Joggo...
Experiência de Uso 
´ Voo do Drone
Experiência de Uso 
´ Making Off
Análise Qualitativa 
´ Parte II – Pergunta 1 
´ Como você se sentiria dividindo seu espaço cotidiano com drones? 
14 
12...
Análise Qualitativa 
´ Parte II – Pergunta 2 
´ Você se imagina sendo acompanhado por um drone na execução de alguma ati...
Considerações 
´ Experimento com drone realizado com 20 voluntários 
´ Análise de um questionário respondido por cada vo...
PAINTing BALL 
Jogos Sinestésicos
Sinestesia 
´ Sinestesia do grego syn (união) e esthesia (sentidos) 
´ “¬Anestesia” 
´ Estímulo de um sentido quando ou...
53 Sinestesia 
´ Efeito Kiki-Bouba (Köhler, 1929)
Sinestesia em computação 
´ Corrêa et al (2009) - sistema musical de realidade aumentada para a 
terapia musical de pacie...
Sinestesia em computação 
´ Tavares et al (2013) – uso de tecnologias digitais para a apreciação 
artística de pinturas s...
Sphero 
´ Esfera robótica fabricada pela Orbotix 
´ Controle por dispositivos móveis 
´ IOS 
´ Android 
´ Movimentaçã...
Sphero 
´ Sensores 
´ Acelerômetro 
´ Magnetômetro 
´ Giroscópio 
´ Desenvolvimento 
´ OrbBasic 
´ Macros 
´ Bibli...
PAINTingBALL 
´ Esquema de interação proposto 
58
PAINTingBALL 
´ Storyboard e Protótipo 
59
Considerações Finais 
´ Indústria Criativa 
´ Jogos e Entretenimento 
´ Transmídia 
´ Dispositivos de Interação 
´ Ac...
Convite 
http://webmedia2014.lavid.ufpb.br/ 
http://www.facebook.com/XXWebmedia 
Obrigado J 
Profa. Tatiana Aires Tavares...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações (JATIC)

2.084 visualizações

Publicada em

Quem já assistiu a filmes como Minority Report e Matrix, talvez não conseguisse imaginar que a interação com o virtual ganharia proporções além da ficção científica em tão pouco tempo. O objetivo da palestra “Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações” é discutir os novos formatos de interação que serão adotados nas aplicações nos próximos anos. Como é possível observar, o que era ficção científica está cada vez mais se tornando fatos científicos. Além disso, as interfaces de usuário das aplicações estão se tornando cada vez menos baseadas em tela (pixels). Em outras palavras, as aplicações estão saindo da tela dos computadores e fazendo parte do nosso mundo real (ou físico). Robôs, dispositivos de interação vestíveis e controles por movimentos. Essas novidades tecnológicas têm sido amplamente absorvidas pela nossa sociedade nos mais diferentes cenários, onde podemos destacar as manifestações artísticas como um grande berço de inovação. O tema é um mix de tecnologia, inovação e criatividade que faz uma apanhado na evolução das interfaces de usuário, discutindo os desafios e, especialmente, oportunidades de atuação na área de Interação Humano Computador.

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.084
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações (JATIC)

  1. 1. CENTRO DE INFORMÁTICA UFPB Interação além da tela: design de aplicações para as próximas gerações Glauco Sousa, Vinícius Antônio Campos Fagundes, Braulio Siebra, Raul Felipe de Morais Fernandes, Eliza Oliveira, Tatiana Aires Tavares www.lavid.ufpb.br Campina Grande – 09 de setembro de 2014 - V Jornada de Tecnologia da Informação e Comunicação
  2. 2. Sumário ´ Interação Humano-Computador ´ Design da Interação ´ Interação Natural ´ Drones ´ Design Multisensorial – PAINTing BALL
  3. 3. Interação Humano-Computador (IHC) ´ Sistemas (Software + hardware) ´ Usuários (Peopleware) ´ Interfaces de Usuário (comunicação)
  4. 4. Design da Interação ´ It is not about technology… http://designmind.frogdesign.com/blog/behaving-badly-in-vancouver.html “If we, as a community, are not willing to invest some effort and yes, exert some influence, through the products and services we design, then how exactly will these changes come about?” Robert Fabricant is the frog's Vice President of Creative and an expert in design for social innovation.
  5. 5. Fato ou Ficção?
  6. 6. Matrix, 1999 Minority Report, 2002 The 6th Day, 2000 Ficção Científica
  7. 7. Kinect, 2010 Google Glass, 2013 Teclado Holográfico, 2011 Fatos Científicos
  8. 8. Saindo do mundo dos pixels…
  9. 9. Saindo do mundo dos pixels…
  10. 10. Saindo do mundo dos pixels…
  11. 11. Saindo do mundo dos pixels…
  12. 12. Saindo do mundo dos pixels… Passado… Presente… Futuro…
  13. 13. Como pensar no design do futuro? ´ É loucura pensar no que ainda não “existe”? ´ Como é possível pensar no que as pessoas vão interagir amanhã?
  14. 14. Como pensar no design do futuro? ´ É loucura pensar no que ainda não “existe”? ´ Como é possível pensar no que as pessoas vão interagir amanhã? Lévy, Pierre. Qu’est-ce le virtuel? (1995)
  15. 15. Multisensory Interaction Design Thinking of how things will look like in the future
  16. 16. Multisensory Interaction Design ´ Quanto mais sofesticada é nossa tecnologia, mais simples e transparente é forma com a qual as pessoas interagem com ela. ´ Hoje em dia, nossos bebês já possuem um modo de interação “touch-oriented” com anossa tecnologia. ´ Sentidos humanos são cada vez mais exigidos na interação com a nossa tecnologia.
  17. 17. Multisensory Interaction Design ´ Quanto mais sofisticada é nossa tecnologia, mais simples e transparente é forma com a qual as pessoas interagem com ela. ´ Hoje em dia, nossos bebês-usuários já possuem um modo de interação “touch-oriented” com anossa tecnologia. ´ Sentidos humanos são cada vez mais exigidos na interação com a nossa tecnologia.
  18. 18. Multisensory Design Interaction
  19. 19. Multisensory Design Interaction + HUMAN SENSES
  20. 20. Multisensory Design Interaction + HUMAN SENSES
  21. 21. Multisensory Design Interaction + HUMAN SENSES
  22. 22. Multisensory Design Interaction + HUMAN SENSES
  23. 23. Multisensory Design Interaction + HUMAN SENSES
  24. 24. Multisensory Interaction Design Ongoing projects
  25. 25. Interação Natural Leap Motion versus Kinect
  26. 26. Motivação ´ Interagir através de gestos
  27. 27. Motivação ´ Interação Natural ´ Experiência do Usuário ´ Intuitivo ´ Imersivo ´ Satisfatório ´ Avaliar a experiência
  28. 28. Interfaces Naturais de Usuário (NUI) ´ Inversão de papéis ´ O sistema enxerga as intenções do usuário ´ Comunicação Natural ´ Características cognitivas ´ Interpretação pessoal
  29. 29. Interfaces Naturais de Usuário (NUI) ´ Interface “invisível” ´ Atuação direta do usuário ´ Ausência de instrumentos intermediários
  30. 30. Dispositivos
  31. 31. Jogos com recursos de IN ´ Fruit Ninja ´ Arcade Mode
  32. 32. Experimentos realizados ´ Leap Motion ´ Kinect
  33. 33. Resultados ´ Contato com a tacnologia 9 Contato Anterior 0 13 9 18 5 KINECT LEAP MOTION FRUIT NINJA Já teve contato Nunca Utilizou
  34. 34. Resultados ´ Avaliação dos usuários 8 10 Preferência Leap Motion Kinect 4 Avaliação da Experiência 14 4 3 9 6 REGULAR BOA EXCELENTE Leap Motion Kinect
  35. 35. Trabalhos Futuros ´ Guidelines para Construção de Interfaces com IN ´ Como usar/especificar gestos? ´ Avaliação em outros dispositivos (MYO) ´ Novas visões de interação natural ´ Desenvolvimento de aplicações ´ Novas áreas de aplicações (jogos, fisioterapia, treinamento) ´ Expandir o alcance da tecnologia
  36. 36. Interação com Drones Interação com Objetos Físicos
  37. 37. Drones ´ Definição ´ Drone, VANT (UAV), VARP ´ Surgimento e Ascensão ´ EUA, cerca de 60 anos atrás ´ Fins militares ´ Modalidade de veículos que mais cresce em níveis de tecnologia ´ Compartilhamento do espaço aéreo com outras aeronaves ´ Vantagens ´ Diversidade de aplicações ´ Baixo custo
  38. 38. Drones ´ Questionamentos ´ Segurança x Privacidade ´ Qualquer pessoa pode pilotar um drone? E em qualquer lugar? ´ E se um drone cair em alguma rua, ou sobre alguém? ´ O sistema é livre de falhas? ´ Qual a distância que um drone deve manter de uma pessoa?
  39. 39. Tecnologias dos Drones ´ Exemplos Drone de Asa Fixa Drone de Asa Giratória
  40. 40. Desafios de Áreas de Atuação ´ Uso Militar ´ Espionagem ´ Patrulhamento de fronteiras ´ Missões bélicas ´ Uso Comercial ´ Amazon (entregas) ´ Vídeos (filmagem, jornalismo) ´ Agricultura ´ Legislação
  41. 41. Drones no Brasil ´ Surgimento: década de 80 ´ Atualmente ´ Acordo com Israel (2010) ´ Monitoramento de fronteiras ´ Monitoramento da Copa do Mundo ´ Monitoramento das Olimpíadas de 2016
  42. 42. Tecnologia Utilizada ´ Drone UDIR/C U817A ´ Tamanho: 33x33 cm ´ Peso: 0,4kg ´ Autonomia: 7-10 minutos ´ Distância máxima: 30 metros
  43. 43. Distância Interpessoal ´ Edward Hall (1966)
  44. 44. Distância com Drone ´ A distância interpessoal é válida para drones?
  45. 45. Experiência de Uso ´ Áreas de atuação e exemplos de uso ´ Uso militar, comercial ´ Graether e Mueller (2012) – Joggobot ´ Cormac Eubanks (2014) – Cycledrone
  46. 46. Experiência de Uso ´ Voo do Drone
  47. 47. Experiência de Uso ´ Making Off
  48. 48. Análise Qualitativa ´ Parte II – Pergunta 1 ´ Como você se sentiria dividindo seu espaço cotidiano com drones? 14 12 10 8 6 4 2 0 Falta de Privacidade Dúvida À Favor
  49. 49. Análise Qualitativa ´ Parte II – Pergunta 2 ´ Você se imagina sendo acompanhado por um drone na execução de alguma atividade de seu cotidiano? Se sim, cite exemplos de atividades. 14 12 10 8 6 4 2 0 Não Dúvida Sim
  50. 50. Considerações ´ Experimento com drone realizado com 20 voluntários ´ Análise de um questionário respondido por cada voluntário ´ Dificuldade ´ Autonomia da bateria do drone ´ Conclusões Gerais ´ A maioria das pessoas não estão acostumadas à esta tecnologia ´ Estão dispostas a conhecê-la e a utilizá-la de alguma forma ´ A distância interpessoal não é válida para drones como é para pessoas
  51. 51. PAINTing BALL Jogos Sinestésicos
  52. 52. Sinestesia ´ Sinestesia do grego syn (união) e esthesia (sentidos) ´ “¬Anestesia” ´ Estímulo de um sentido quando outro é incitado ´ Capacidade de escutar cores, sentir o sabor de formas 52
  53. 53. 53 Sinestesia ´ Efeito Kiki-Bouba (Köhler, 1929)
  54. 54. Sinestesia em computação ´ Corrêa et al (2009) - sistema musical de realidade aumentada para a terapia musical de pacientes com problemas físicos nas mãos 54
  55. 55. Sinestesia em computação ´ Tavares et al (2013) – uso de tecnologias digitais para a apreciação artística de pinturas sinestésicas 55 Fonte: Chromesthetic painting interactions: working with synethesia and interactivity - Tavares el al (2013)
  56. 56. Sphero ´ Esfera robótica fabricada pela Orbotix ´ Controle por dispositivos móveis ´ IOS ´ Android ´ Movimentação ´ Luminosidade 56
  57. 57. Sphero ´ Sensores ´ Acelerômetro ´ Magnetômetro ´ Giroscópio ´ Desenvolvimento ´ OrbBasic ´ Macros ´ Bibliotecas Android e IOS
  58. 58. PAINTingBALL ´ Esquema de interação proposto 58
  59. 59. PAINTingBALL ´ Storyboard e Protótipo 59
  60. 60. Considerações Finais ´ Indústria Criativa ´ Jogos e Entretenimento ´ Transmídia ´ Dispositivos de Interação ´ Acessibilidade
  61. 61. Convite http://webmedia2014.lavid.ufpb.br/ http://www.facebook.com/XXWebmedia Obrigado J Profa. Tatiana Aires Tavares E-mail: tatiana@lavid.ufpb.br Home: http://tatiana.lavid.ufpb.br/

×