SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso Bíblico
JESUS – O CAMINHO DA VIDA
Lição 4
Jesus e a Oração
ESTUDO 4
JESUS E A
oração
Jesus e a Oração
Certa vez perguntaram a C. S. Lewis, um
dos maiores pensadores cristãos, por que ele
orava em favor de sua esposa que estava com
câncer. Ele respondeu:
“Deus não precisa de minha oração. Sou
eu que preciso dela. A oração me aproxima de
Deus, revela minha dependência, minha fome
e sede por Sua vontade, Seu Reino, Sua
pessoa. A oração muda principalmente a mim,
a minha visão de Deus, do próximo e das
circunstâncias.”
LUCAS 18:9-14
PARÁBOLA DO FARISEU
E PUBLICANO
9 Propôs também esta
parábola a alguns que
confiavam em si mesmos,
por se considerarem justos,
e desprezavam os outros:
10 Dois homens
subiram ao templo com o
propósito de orar: um,
fariseu, e o outro, publicano.
11 O fariseu, posto em pé,
orava de si para si mesmo, desta
forma: Ó Deus, graças te dou
porque não sou como os demais
homens, roubadores, injustos e
adúlteros, nem ainda como este
publicano;
12 jejuo duas vezes por
semana e dou o dízimo de tudo
quanto ganho.
13 O publicano, estando em
pé, longe, não ousava nem ainda
levantar os olhos ao céu, mas
batia no peito, dizendo: Ó Deus,
sê propício a mim, pecador!
14 Digo-vos que este
desceu justificado para sua
casa, e não aquele; porque todo
o que se exalta será humilhado;
mas o que se humilha será
exaltado.
Jesus adverte sobre o
perigo da oração:
• Hipócrita (Mateus 6.5)
• Mecânica (Mateus 6.7)
Jesus e a Oração
“Quando vocês orarem, não
sejam como os hipócritas. Eles
gostam de orar de pé nas sinagogas e
nas esquinas das ruas para serem
vistos pelos outros [...]
Mas você, quando orar, vá para
o seu quarto, feche a porta e ore ao
seu Pai, que não pode ser visto. E o
seu Pai, que vê o que você faz em
segredo, lhe dará a recompensa.”
(Mateus 6.5,6 – NTLH).
Jesus e a Oração
“Nas suas orações, não
fiquem repetindo o que vocês já
disseram, como fazem os pagãos.
Eles pensam que Deus os ouvirá
porque fazem orações compridas.
“Não sejam como eles, pois,
antes de vocês pedirem, o Pai de
vocês já sabe o que vocês
precisam”
(Mateus 6.7,8 – NTLH).
Jesus e a Oração
✓Por que devemos
orar?
✓O que é preciso fazer
para ser ouvido por
Deus?
✓Como Deus atende às
nossas orações?
Jesus e a Oração
“Não se cansem de
orar; perseverem
nisso; estejam
vigilantes e lembrem-
se de ser gratos”.
(Colossenses 4.2 – Nova
Bíblia Viva)
Jesus e a Oração
“Orar é desenvolver intimidade
com Deus por meio de um diálogo
sincero e dinâmico.
É conversar com Deus.
Nada tem a ver com repetições.
Muitas pessoas acreditam que
repetir uma oração que foi pré-escrita
por alguém pode trazer sorte, a pessoa
amada, uma boa noite de sono, isso é
um grande engano”.
Jesus e a Oração
A BÍBLIA NOS INCENTIVA À
PRÁTICA DA ORAÇÃO
✓ “Nunca deixem de orar.”.
(I Tessalonicenses 5.17 – NVT)
✓ “Antes de tudo, pois, exorto que se
use a prática de súplicas, orações,
intercessões, ações de graças, em
favor de todos os homens”
(I Timóteo 2.1 – ARA)
Jesus e a Oração
Jesus é o nosso maior exemplo de uma vida
devotada à oração
“Naqueles dias, retirou-se para o
monte, a fim de orar, e passou a noite
orando a Deus” (Lucas 6.12)
“[...] tomando consigo a Pedro, João e
Tiago, subiu ao monte com o propósito de
orar” (Lucas 9.28)
“Disse-lhes Jesus
uma parábola sobre
o dever de orar
sempre e nunca
esmorecer”
(Lucas 18.1)
Jesus e a Oração
A prática da oração além de
ser um privilégio é também
um mandamento bíblico.
(I Tessalonicenses 5.17)
Jesus e a Oração
Jesus nos ensina um modelo
de oração:
(Mateus 6.9-13)
Jesus e a Oração
A oração não deve ser realizada
de qualquer modo.
Tiago confirmou isso, ao dizer:
“Pedis e não recebeis, porque pedis
mal, para o gastardes em vossos
deleites”
(Tiago 4.3).
Jesus e a Oração
Os cinco elementos
da
oração:
(1) Adoração
(2) Gratidão
(3) Súplica
(4) Intercessão
(5) Confissão
Jesus e a Oração
Dia Para meditar O que Deus fala no texto? Qual é minha resposta?
1 Lucas 18:1 a 8
2 Romanos 12:9 a 12
3 Salmo 32:3 a 6
4 1 João 5:14 e 15
5 Daniel 6:10
6 Efésios 3:14 a 21
7 Mateus 6:5 a 15
ESTUDO ADICIONAL
COMUNHÃO
RELACIONAMENTO
Jesus orou por você:
“Não peço somente por estes, mas
também por aqueles que vierem a crer em
Mim, por meio da palavra que eles falarem,
a fim de que todos sejam um. E como Tu, ó
Pai, estás em Mim e Eu em Ti, também eles
estejam em Nós, para que o mundo creia
que Tu Me enviaste”
(João 17:20 e 21).
_______________
MISSÃO
Escreva a seguir o nome de cinco
amigos ou familiares. Ore por essas
pessoas e compartilhe com elas este
estudo.
1.................................................
2.................................................
3.................................................
4.................................................
5.................................................

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros CristaosOs Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaostenmario04
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesusMoisés Sampaio
 
Temas para cada dia de Oração e Jejum
Temas para cada dia de Oração e JejumTemas para cada dia de Oração e Jejum
Temas para cada dia de Oração e JejumIasd Jardim Paulista
 
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos geraisIntercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos geraisHerberti Pedroso
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoÉder Tomé
 
Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!Viva a Igreja
 
Adoracao - O Presente do Homem Para Deus - Palestra
Adoracao - O Presente do Homem Para Deus - PalestraAdoracao - O Presente do Homem Para Deus - Palestra
Adoracao - O Presente do Homem Para Deus - PalestraLevi de Paula Tavares
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaMoisés Sampaio
 
Fases do crescimento espiritual
Fases do crescimento espiritualFases do crescimento espiritual
Fases do crescimento espiritualMarcelo Lieuthier
 
Lição 10 - O Processo da Salvação
Lição 10 - O Processo da SalvaçãoLição 10 - O Processo da Salvação
Lição 10 - O Processo da SalvaçãoÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
 
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros CristaosOs Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus
 
Jejum
JejumJejum
Jejum
 
Temas para cada dia de Oração e Jejum
Temas para cada dia de Oração e JejumTemas para cada dia de Oração e Jejum
Temas para cada dia de Oração e Jejum
 
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos geraisIntercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 
Evangelismo infantil
Evangelismo infantilEvangelismo infantil
Evangelismo infantil
 
Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!
 
Adoracao - O Presente do Homem Para Deus - Palestra
Adoracao - O Presente do Homem Para Deus - PalestraAdoracao - O Presente do Homem Para Deus - Palestra
Adoracao - O Presente do Homem Para Deus - Palestra
 
Aprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansãoAprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansão
 
Santidade
SantidadeSantidade
Santidade
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
Oração do pai nosso
Oração do pai nossoOração do pai nosso
Oração do pai nosso
 
BEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de CristoBEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de Cristo
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 
Fases do crescimento espiritual
Fases do crescimento espiritualFases do crescimento espiritual
Fases do crescimento espiritual
 
Lição 10 - O Processo da Salvação
Lição 10 - O Processo da SalvaçãoLição 10 - O Processo da Salvação
Lição 10 - O Processo da Salvação
 
Curso basico de evangelismo
Curso basico de evangelismoCurso basico de evangelismo
Curso basico de evangelismo
 

Semelhante a JESUS E A ORAÇÃO

LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptxLIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptxOsielGomes3
 
Lição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarLição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarHamilton Souza
 
Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013
Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013
Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013Gerson G. Ramos
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarÉder Tomé
 
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxAndreLuizMontanheiro
 
Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014Gerson G. Ramos
 
A Igreja que Deus quer.docx
A Igreja que Deus quer.docxA Igreja que Deus quer.docx
A Igreja que Deus quer.docxEnoque13
 
A igreja que deus espera
A igreja que deus esperaA igreja que deus espera
A igreja que deus esperaLenilson Silva
 
“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”JUERP
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptxPaulaSilva605115
 
Guerreia com oração - 2º meio de semana
Guerreia com oração - 2º meio de semanaGuerreia com oração - 2º meio de semana
Guerreia com oração - 2º meio de semanaAnderson Serra Rocha
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...José Carlos Polozi
 
“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”JUERP
 
Liderança segundo o coração de Deus para transformação
Liderança segundo o coração de Deus para transformaçãoLiderança segundo o coração de Deus para transformação
Liderança segundo o coração de Deus para transformaçãojosericardo76515
 

Semelhante a JESUS E A ORAÇÃO (20)

LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptxLIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
 
Lição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarLição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem Cessar
 
Eu creio no jejum e na oração
Eu creio no jejum e na oraçãoEu creio no jejum e na oração
Eu creio no jejum e na oração
 
Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013
Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013
Lição_Oração: a força vital do reavivamento_original com textos_232013
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
 
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
 
Noções sobre oração!
Noções sobre oração!Noções sobre oração!
Noções sobre oração!
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Grandesoracoes pg
 
Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014
 
Igrejas perdidas
Igrejas   perdidasIgrejas   perdidas
Igrejas perdidas
 
A Igreja que Deus quer.docx
A Igreja que Deus quer.docxA Igreja que Deus quer.docx
A Igreja que Deus quer.docx
 
A igreja que deus espera
A igreja que deus esperaA igreja que deus espera
A igreja que deus espera
 
“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”
 
A amizade através da oração
A amizade através da oraçãoA amizade através da oração
A amizade através da oração
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 09 2Trim.pptx
 
Guerreia com oração - 2º meio de semana
Guerreia com oração - 2º meio de semanaGuerreia com oração - 2º meio de semana
Guerreia com oração - 2º meio de semana
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 4 - A oração ...
 
“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”
 
O Poder da Oração
O Poder da OraçãoO Poder da Oração
O Poder da Oração
 
Liderança segundo o coração de Deus para transformação
Liderança segundo o coração de Deus para transformaçãoLiderança segundo o coração de Deus para transformação
Liderança segundo o coração de Deus para transformação
 

Mais de Celso do Rozário Brasil Gonçalves

Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...
Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...
Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Explicação de alguns textos usados para combater a Lei Dietética - Atos 10
Explicação de alguns  textos usados para combater a Lei Dietética   - Atos 10Explicação de alguns  textos usados para combater a Lei Dietética   - Atos 10
Explicação de alguns textos usados para combater a Lei Dietética - Atos 10Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Função quadrática resumo teórico e exercícios - celso brasil
Função quadrática   resumo teórico e exercícios - celso brasilFunção quadrática   resumo teórico e exercícios - celso brasil
Função quadrática resumo teórico e exercícios - celso brasilCelso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Perguntas e curiosidades bíblicas questionários - celso brasil -####
Perguntas e curiosidades bíblicas   questionários - celso brasil -####Perguntas e curiosidades bíblicas   questionários - celso brasil -####
Perguntas e curiosidades bíblicas questionários - celso brasil -####Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...
ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...
ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Pirâmides questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...
Pirâmides   questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...Pirâmides   questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...
Pirâmides questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892
Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892
Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 

Mais de Celso do Rozário Brasil Gonçalves (20)

Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...
Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...
Geometria Espacial - Questões resolvidas sobre cubo e paralelepípedo - Fundam...
 
1. esfera fórmulas e questões
1. esfera   fórmulas e questões1. esfera   fórmulas e questões
1. esfera fórmulas e questões
 
Explicação de alguns textos usados para combater a Lei Dietética - Atos 10
Explicação de alguns  textos usados para combater a Lei Dietética   - Atos 10Explicação de alguns  textos usados para combater a Lei Dietética   - Atos 10
Explicação de alguns textos usados para combater a Lei Dietética - Atos 10
 
FUNÇÃO EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA
FUNÇÃO EXPONENCIAL E LOGARÍTMICAFUNÇÃO EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA
FUNÇÃO EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA
 
ORATÓRIA SACRA
ORATÓRIA SACRAORATÓRIA SACRA
ORATÓRIA SACRA
 
Função quadrática resumo teórico e exercícios - celso brasil
Função quadrática   resumo teórico e exercícios - celso brasilFunção quadrática   resumo teórico e exercícios - celso brasil
Função quadrática resumo teórico e exercícios - celso brasil
 
Função afim resumo teórico e exercícios - celso brasil
Função afim   resumo teórico e exercícios - celso brasilFunção afim   resumo teórico e exercícios - celso brasil
Função afim resumo teórico e exercícios - celso brasil
 
Perguntas e curiosidades bíblicas questionários - celso brasil -####
Perguntas e curiosidades bíblicas   questionários - celso brasil -####Perguntas e curiosidades bíblicas   questionários - celso brasil -####
Perguntas e curiosidades bíblicas questionários - celso brasil -####
 
Testes e curiosidades bíblicas celso brasil
Testes e curiosidades bíblicas   celso brasilTestes e curiosidades bíblicas   celso brasil
Testes e curiosidades bíblicas celso brasil
 
A Criação do Mundo
A Criação do MundoA Criação do Mundo
A Criação do Mundo
 
O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS (LEVÍTICO 11)
O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS (LEVÍTICO 11)O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS (LEVÍTICO 11)
O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS (LEVÍTICO 11)
 
ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...
ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...
ABSTINÊNCIA - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE AS LEIS DIETÉTICAS ESTABELECIDAS PO...
 
A PESSOA E A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NO ANTIGO TESTAMENTO - I
A PESSOA E A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NO ANTIGO TESTAMENTO - IA PESSOA E A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NO ANTIGO TESTAMENTO - I
A PESSOA E A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NO ANTIGO TESTAMENTO - I
 
UMA CARTA DE AMOR
UMA CARTA DE AMORUMA CARTA DE AMOR
UMA CARTA DE AMOR
 
O PRIVILÉGIO DE FALAR COM DEUS
O PRIVILÉGIO DE FALAR COM DEUSO PRIVILÉGIO DE FALAR COM DEUS
O PRIVILÉGIO DE FALAR COM DEUS
 
Pirâmides questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...
Pirâmides   questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...Pirâmides   questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...
Pirâmides questões resolvidas do livro fundamentos de matemática elementar ...
 
Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892
Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892
Almaeesprito oquesignificamessestermos-150906174841-lva1-app6892
 
O que é o querogrilo
O que é o querogriloO que é o querogrilo
O que é o querogrilo
 
Hermenêutica resposta do pc 19
Hermenêutica   resposta do pc 19Hermenêutica   resposta do pc 19
Hermenêutica resposta do pc 19
 
1 mundanismo na igreja
1  mundanismo na igreja1  mundanismo na igreja
1 mundanismo na igreja
 

Último

Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfFrancisco Baptista
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.pptNuno724230
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...edsonjsmarques
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2emprego2
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (10)

Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 

JESUS E A ORAÇÃO

  • 1. Curso Bíblico JESUS – O CAMINHO DA VIDA Lição 4 Jesus e a Oração
  • 2. ESTUDO 4 JESUS E A oração
  • 3. Jesus e a Oração Certa vez perguntaram a C. S. Lewis, um dos maiores pensadores cristãos, por que ele orava em favor de sua esposa que estava com câncer. Ele respondeu: “Deus não precisa de minha oração. Sou eu que preciso dela. A oração me aproxima de Deus, revela minha dependência, minha fome e sede por Sua vontade, Seu Reino, Sua pessoa. A oração muda principalmente a mim, a minha visão de Deus, do próximo e das circunstâncias.”
  • 4. LUCAS 18:9-14 PARÁBOLA DO FARISEU E PUBLICANO
  • 5. 9 Propôs também esta parábola a alguns que confiavam em si mesmos, por se considerarem justos, e desprezavam os outros: 10 Dois homens subiram ao templo com o propósito de orar: um, fariseu, e o outro, publicano.
  • 6. 11 O fariseu, posto em pé, orava de si para si mesmo, desta forma: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros, nem ainda como este publicano; 12 jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho.
  • 7. 13 O publicano, estando em pé, longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecador! 14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado.
  • 8. Jesus adverte sobre o perigo da oração: • Hipócrita (Mateus 6.5) • Mecânica (Mateus 6.7) Jesus e a Oração
  • 9. “Quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas para serem vistos pelos outros [...] Mas você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai, que não pode ser visto. E o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensa.” (Mateus 6.5,6 – NTLH). Jesus e a Oração
  • 10. “Nas suas orações, não fiquem repetindo o que vocês já disseram, como fazem os pagãos. Eles pensam que Deus os ouvirá porque fazem orações compridas. “Não sejam como eles, pois, antes de vocês pedirem, o Pai de vocês já sabe o que vocês precisam” (Mateus 6.7,8 – NTLH). Jesus e a Oração
  • 11. ✓Por que devemos orar? ✓O que é preciso fazer para ser ouvido por Deus? ✓Como Deus atende às nossas orações? Jesus e a Oração
  • 12. “Não se cansem de orar; perseverem nisso; estejam vigilantes e lembrem- se de ser gratos”. (Colossenses 4.2 – Nova Bíblia Viva) Jesus e a Oração
  • 13. “Orar é desenvolver intimidade com Deus por meio de um diálogo sincero e dinâmico. É conversar com Deus. Nada tem a ver com repetições. Muitas pessoas acreditam que repetir uma oração que foi pré-escrita por alguém pode trazer sorte, a pessoa amada, uma boa noite de sono, isso é um grande engano”. Jesus e a Oração
  • 14. A BÍBLIA NOS INCENTIVA À PRÁTICA DA ORAÇÃO ✓ “Nunca deixem de orar.”. (I Tessalonicenses 5.17 – NVT) ✓ “Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens” (I Timóteo 2.1 – ARA) Jesus e a Oração
  • 15. Jesus é o nosso maior exemplo de uma vida devotada à oração “Naqueles dias, retirou-se para o monte, a fim de orar, e passou a noite orando a Deus” (Lucas 6.12) “[...] tomando consigo a Pedro, João e Tiago, subiu ao monte com o propósito de orar” (Lucas 9.28) “Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lucas 18.1) Jesus e a Oração
  • 16. A prática da oração além de ser um privilégio é também um mandamento bíblico. (I Tessalonicenses 5.17) Jesus e a Oração
  • 17. Jesus nos ensina um modelo de oração: (Mateus 6.9-13) Jesus e a Oração
  • 18. A oração não deve ser realizada de qualquer modo. Tiago confirmou isso, ao dizer: “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites” (Tiago 4.3). Jesus e a Oração
  • 19. Os cinco elementos da oração: (1) Adoração (2) Gratidão (3) Súplica (4) Intercessão (5) Confissão Jesus e a Oração
  • 20. Dia Para meditar O que Deus fala no texto? Qual é minha resposta? 1 Lucas 18:1 a 8 2 Romanos 12:9 a 12 3 Salmo 32:3 a 6 4 1 João 5:14 e 15 5 Daniel 6:10 6 Efésios 3:14 a 21 7 Mateus 6:5 a 15 ESTUDO ADICIONAL COMUNHÃO
  • 21. RELACIONAMENTO Jesus orou por você: “Não peço somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em Mim, por meio da palavra que eles falarem, a fim de que todos sejam um. E como Tu, ó Pai, estás em Mim e Eu em Ti, também eles estejam em Nós, para que o mundo creia que Tu Me enviaste” (João 17:20 e 21). _______________
  • 22. MISSÃO Escreva a seguir o nome de cinco amigos ou familiares. Ore por essas pessoas e compartilhe com elas este estudo. 1................................................. 2................................................. 3................................................. 4................................................. 5.................................................