Uma das mais tradicionaisUma das mais tradicionais
organizações empresariais brasileirasorganizações empresariais brasilei...
PERFILPERFIL
Empresa de base florestal, de capital aberto, controladaEmpresa de base florestal, de capital aberto, control...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
CLIENTESCLIENTES
Temas de interesse:Temas de interesse:
...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
INVESTIDORESINVESTIDORES
 Relacionamento com o mercado ...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
COMUNIDADESCOMUNIDADES
Temas de interesse:Temas de inter...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
COMUNIDADESCOMUNIDADES
 Programas de visitas com morado...
COMUNIDADESCOMUNIDADES
 Em Teresina (PI), realizou o I Seminário de Eucaliptocultura e
Meio Ambiente, e participou da Rur...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
COMUNIDADESCOMUNIDADES
 Programa Educar e Formar, condu...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
FORNECEDORESFORNECEDORES
Temas de interesse:
 Estratégi...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
 A Suzano tem ainda o programa
Na mão certa, com combat...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
COLABORADORESCOLABORADORES
Temas de interesse:
 Prática...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
COLABORADORESCOLABORADORES
 Programa de Inclusão de Pes...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
COLABORADORESCOLABORADORES
 O Saúde Nota 10 é um progra...
COLABORADORESCOLABORADORES
 Diálogos de Segurança que são reuniões entre os
colaboradores operacionais e semanais entre o...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE
 Intrega o f...
ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS
STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE
 Tanto por i...
GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE
O compromisso com a sustentabilidade se revelaO compromisso com a sustentabilid...
GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE
 do Pacto Empresarial pela
Integridade e Contra a Corrupção,
conduzido pelo In...
 A SUZANO mantém o
Instituto Ecofuturo, que
em 2009 articulou a criação
do Dia Nacional da Leitura.
 Um de seus executiv...
 É uma Organização Não-Governamental que trabalha em
projetos que entrelaçam educação e meio ambiente com a
missão de ger...
POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA
PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE
 A SUZANO é associada a várias
entidades, nac...
POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA
PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE
 Em 2010, assinou a Carta
Empresarial pela Co...
POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA
PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE
 Integra ainda o Fórum Amazônia
Sustentável e...
POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA
PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE
 Desenvolve parcerias com
organizações não go...
PREMIAÇÕESPREMIAÇÕES
 Melhor Empresa do Setor de Papel e Celulose: Prêmio Melhores
do Agronegócio, concedido pela revista...
PREMIAÇÕESPREMIAÇÕES
 Prêmio Destaque do Setor da Associação Brasileira Técnica
de Celulose e Papel (ABTCP), na categoria...
CERTIFICAÇÕESCERTIFICAÇÕES
 Certificações em normas de gestão: Com exceção do Maranhão
e do Piauí, todas as nossas unidad...
SELOSSELOS
 Os resultados das pegadas de carbono da celulose
Suzano Pulp foram calculados utilizando a
metodologia PAS 20...
INDICADORES EXTERNOSINDICADORES EXTERNOS
UTILIZADOSUTILIZADOS
 EBITDA que é um indicador financeiro bastante empregado pe...
INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
COMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADESCOMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADES
PÚBLICO INTERNOPÚBLICO INTERNO
 Jornal Mural e Digital
 Intranet
 ...
COMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADESCOMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADES
PÚBLICO EXTERNOPÚBLICO EXTERNO
 A SUZANO conunica suas atividades an...
MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL
UTILIZADOUTILIZADO
 A SUZANO utiliza o modelo de relatório denominado ...
MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL
UTILIZADOUTILIZADO
 Apresenta ainda as principais informações
sobre o ...
MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL
UTILIZADOUTILIZADO
 O Relatório de Sustentabilidade 2010 SUZANO reflet...
MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL
UTILIZADOUTILIZADO
 O relatório foi impresso em papel feito com madeir...
MERCADO MUNDIALMERCADO MUNDIAL
 Mercado de Papel e Celulose:
exportação, importação e
doméstico.
 Mercado aquecido, com ...
MERCADO BRASILEIROMERCADO BRASILEIRO
 Referência internacional no
setor – práticas
sustentáveis (100% da
produção são pro...
MERCADO BRASILEIRO EMMERCADO BRASILEIRO EM
NÚMEROSNÚMEROS
 Produção de celulose em 2010: 14,0 milhões de toneladas –
5,6%...
METAS DO MERCADO BRASILEIROMETAS DO MERCADO BRASILEIRO
 Investimentos de 20 bilhões nos
próximos anos no aumento da base
...
SUZANO NO MERCADOSUZANO NO MERCADO
 Produção de 2,7 milhões de toneladas de papel e celulose
em 2010.
 Crescimento de 46...
SUZANO NO MERCADOSUZANO NO MERCADO
 Ocupa a posição de segunda maior produtora de celulose de
eucalipto do mundo, está en...
SUZANO NO MERCADOSUZANO NO MERCADO
PRODUTO SUSTENTÁVELPRODUTO SUSTENTÁVEL
 A Suzano no Mercado de Papel demonstra mais um...
METAS DE MERCADO SUZANOMETAS DE MERCADO SUZANO
 A Suzano Papel e Celulose vai
investir quase R$ 10 bilhões entre
2011 e 2...
METAS DE MERCADO SUZANOMETAS DE MERCADO SUZANO
 A companhia estima no seu
planejamento uma relação de dívida
líquida sobr...
METAS DE MERCADO SUZANOMETAS DE MERCADO SUZANO
 O plano de expansão da Suzano
também inclui a fábrica no Piauí, que
terá ...
PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES
KLABINKLABIN
 Fundada em 1899 – São Paulo.
 Papéis e cartões para embalag...
PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES
INTERNATIONAL PAPERINTERNATIONAL PAPER
 Criada em 1898 nos EUA.
 Presente...
PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES
FIBRIAFIBRIA
 Surgiu em 2009 da união da Votorantim Celulose e Papel e da
...
PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES
CENIBRACENIBRA
 Fundada em 1973 pela antiga Companhia Vale do Rio Doce (VA...
INFLUÊNCIAS QUE A SUZANOINFLUÊNCIAS QUE A SUZANO
SOFRERÁ NOS PRÓXIMOS ANOSSOFRERÁ NOS PRÓXIMOS ANOS
MERCADO FUTURO – PREVI...
FONTES DE CONSULTAFONTES DE CONSULTA
 Relatório de Sustentabilidade 2010 SUZANORelatório de Sustentabilidade 2010 SUZANO
...
GRUPOGRUPO
Carla ViolaCarla Viola
Déborah CarroloDéborah Carrolo
Fernanda MorenoFernanda Moreno
Ricardo PintoRicardo Pinto...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Suzano

779 visualizações

Publicada em

Trabalho de Grupo Pós Graduação Gestão Estratégica da Comunicação disciplina COMUNICAÇÃO, TERCEIRO SETOR E RESPONSABILIDADE SOCIAL Profª Alda Marina

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
779
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Suzano

  1. 1. Uma das mais tradicionaisUma das mais tradicionais organizações empresariais brasileirasorganizações empresariais brasileiras
  2. 2. PERFILPERFIL Empresa de base florestal, de capital aberto, controladaEmpresa de base florestal, de capital aberto, controlada pela Suzano Holding e pertencente ao Grupo Suzano. Compela Suzano Holding e pertencente ao Grupo Suzano. Com 87 anos de atuação, opera em dois segmentos: celulose de87 anos de atuação, opera em dois segmentos: celulose de mercado, comercializada em 31 países, e papel, vendidomercado, comercializada em 31 países, e papel, vendido em 86 países, cujo portfólio é integrado por quatro linhas,em 86 países, cujo portfólio é integrado por quatro linhas, de cerca de 30 marcas, entre elas Report®, TpPremium® ede cerca de 30 marcas, entre elas Report®, TpPremium® e Reciclato®.Reciclato®. Sua trajetória tem sido marcada pela capacidade deSua trajetória tem sido marcada pela capacidade de inovar, de assumir riscos e ousar na proposta de novosinovar, de assumir riscos e ousar na proposta de novos modelos de negócio e produtos, na busca de soluçõesmodelos de negócio e produtos, na busca de soluções geradoras de valor para a organização e a sociedade.geradoras de valor para a organização e a sociedade. Para manter a competitividade aliada a esse perfil, difundiPara manter a competitividade aliada a esse perfil, difundi práticas sustentáveis nos vários níveis da organização.práticas sustentáveis nos vários níveis da organização. Investe na construção de relacionamentos duradouros,Investe na construção de relacionamentos duradouros, marcados pelo respeito e confiança recíprocos, commarcados pelo respeito e confiança recíprocos, com colaboradores, consumidores, clientes, fornecedores,colaboradores, consumidores, clientes, fornecedores, comunidades e demais públicoscomunidades e demais públicos do seu relacionamento.do seu relacionamento.
  3. 3. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS CLIENTESCLIENTES Temas de interesse:Temas de interesse:  Cuidados da Suzano com o meio ambiente e com as comunidades onde são produzidos os produtos que eles adquirem; informações sobre as certificações da empresa; estratégias de crescimento da Suzano e impactos na cadeia produtiva. Programas:Programas:  Encontro com clientes da América do Sul, região na qual incrementou o percentual de seus clientes diretamente atendidos pela sua equipe comercial e realização de eventos de qualificação técnica para a melhor utilização dos vários tipos de papéis oferecidos pela empresa.  Mantém práticas permanentes de aproximação com os clientes e procura firmar com eles contatos de longo prazo, o que resulta em alto grau de satisfação e fidelidade.  Programas de visitas com clientes de comunidades próximas para conhecerem os processos fabris e florestais nas unidades de Mercuri e Suzano.
  4. 4. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS INVESTIDORESINVESTIDORES  Relacionamento com o mercado de capitais: coloca à disposição canais de comunicação e equipes dedicadas a manter relação direta com investidores e potenciais investidores e analistas do mercado de capitais.
  5. 5. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS COMUNIDADESCOMUNIDADES Temas de interesse:Temas de interesse:  Práticas da empresa para preservar a biodiversidade; uso da água pelas plantações da empresa e pelas fábricas; e plantio de eucalipto ameaçando a segurança alimentar das localidades. Programas:Programas:  Com o crescimento no estado do Maranhão, a Suzano firmou parcerias com o governo local, prefeituras, associações comerciais, o Senai do Maranhão e com o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFMA), cujo objetivo é capacitar e qualificar as pessoas das comunidades locais, gerando empregos e fortalecendo o desenvolvimento da região.  Desde 2005, a empresa tem o Programa de Voluntariado em parceria com a Fundação Lochpe, onde mantém três escolas instaladas nas unidades de Suzano (SP) e Mucuri (BA) e, desde 2009, em Embu (SP).
  6. 6. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS COMUNIDADESCOMUNIDADES  Programas de visitas com moradores de comunidades próximas para conhecerem os processos fabris e florestais nas unidades de Mercuri e Suzano.  Em 2010, estendeu a Matriz de Desempenho Social a todos os estados onde atua. Desenvolvida em 2009, na Unidade Mucuri, ela reúne um conjunto de ferramentas para diagnóstico e relacionamento com as comunidades vizinhas nas suas áreas florestais.  Por meio da Matriz de Desempenho Social, também aprimorou o diálogo com grupos locais, com a aplicação do livro Suzano em Campo, que orienta os colaboradores no relacionamento com moradores de convivência das unidades.  O Inventário Social, que é realizado antes de iniciar qualquer atividade para prevenir potenciais impactos, identifica os ativos sociais das comunidades e mantém um diálogo ativo com elas. Na execução desse trabalho, é demarcada as áreas de alto valor de conservação social e ambiental identificadas nas dependências.  No Maranhão e Piauí, onde estão sendo iniciadas as atividades, são realizadas reuniões com representantes de entidades, líderes comunitários e centros educacionais.
  7. 7. COMUNIDADESCOMUNIDADES  Em Teresina (PI), realizou o I Seminário de Eucaliptocultura e Meio Ambiente, e participou da Ruraltec, feira realizada pela Universidade Federal do Piauí por meio da qual os alunos de Agronomia puderam visitar as florestas na região.  Projeto Agricultura Comunitária, na fábrica do Piauí, onde foram formados cinco campos de produção agrícola comunitários, que são cultivados, de forma consorciada, arroz, milho, feijão e mandioca.  Em São Paulo, os Diálogos Sociais, com a promoção de 17 encontros no ano, em oito municípios (Alambari, Angatuba, Biritiba-Mirim, Itatinga, Pilar do Sul, Paraibuna, Salesópolis e São Miguel Arcanjo). Como consequência dos Diálogos, foram promovidas Oficinas de Elaboração de Projetos Socioambientais direcionadas a representantes da sociedade civil e do poder público em dois dos municípios: São Miguel Arcanjo e Pilar do Sul. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
  8. 8. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS COMUNIDADESCOMUNIDADES  Programa Educar e Formar, conduzido em parceria com o Instituto Ayrton Senna e prefeituras locais, que apóia o aprendizado de crianças do Ensino Fundamental a melhorar a infraestrutura escolar e a promover a leitura. Aplicada a sete municípios do extremo sul da Bahia, quatro no norte do Espírito Santo e três no leste de Minas Gerais.  O Programa Suzano na escola conta com a parceria da Junior Achievement, que visa estimular alunos de escolas públicas, do 6º ao 9º ano, a concluírem os estudos e conhecerem mais sobre carreias e negócios.
  9. 9. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS FORNECEDORESFORNECEDORES Temas de interesse:  Estratégias de crescimento da Suzano; e no relacionamento da empresa com seus públicos estratégicos. Programas:  Prêmio Fornecedores Suzano dividido por categorias de insumos, serviços, logística e inovação, além do fornecedor do ano.  Políticas de preferências por parceiros locais.  A Parceria Florestal contribui para o desenvolvimento social e econômico das regiões onde atua.  Em 2010, foi reformulado e passou a dirigir seu foco mais fortemente para o pequeno produtor.
  10. 10. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS  A Suzano tem ainda o programa Na mão certa, com combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, cujas diretrizes são constantemente disseminadas entre os fornecedores. FORNECEDORESFORNECEDORES  Outra ação de valorização é o fechamento de contratos de longo prazo, vantajosos para as duas partes: para a empresa, resulta em ganhos de custos e prazos; para os parceiros, por fortalecer a relação de confiança e assegurar a tranquilidade necessária ao planejamento de seus fluxos.
  11. 11. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS COLABORADORESCOLABORADORES Temas de interesse:  Práticas da empresa para preservar a biodiversidade; uso da água pelas plantações da empresa e pelas fábricas; projetos sociais desenvolvidos nas comunidades; estratégias de crescimento da Suzano; e no relacionamento da empresa com seus públicos estratégicos, principalmente Colaboradores. Programas:  Intensifica a integração entre as equipes comerciais e de produção, buscando assegurar a melhor e mais efetiva utilização dos seus produtos.  O Código de Conduta expressa, desde 2006, um dos princípios a serem seguidos pelos seus colaboradores.
  12. 12. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS COLABORADORESCOLABORADORES  Programa de Inclusão de Pessoas com Deficiência que passou a realizar, não só o recrutamento e seleção, mas, também, a formação dessas pessoas, capacitando-as comportamentalmente e tecnicamente.  Programa de Voluntários, que através de um portal específico na empresa criou um canal para incentivar seus colaboradores a abraçar a causa.  Plano de Previdência Privada – Suzano Prev desde 2005.  Programa Passo, que garante assistência à família do colaborador acidentado em serviço, além de problemas pessoais ou familiares, como dependência química, dificuldade financeira e outros. O serviço conta com apoio de psicólogos e assistentes sociais.
  13. 13. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS COLABORADORESCOLABORADORES  O Saúde Nota 10 é um programa de avaliações físicas, incentivos ao fim do tabagismo, melhoria na qualidade da alimentação, pratica de atividade física e redução de obesidade.  Programas de visitas corporativas onde cada colaborador, acompanhado de três familiares, pode participar de visitas monitoradas, onde todos têm a oportunidade de saber mais sobre os processos industriais e florestais através de vídeos e palestras.
  14. 14. COLABORADORESCOLABORADORES  Diálogos de Segurança que são reuniões entre os colaboradores operacionais e semanais entre os administradores, para reforçar a necessidade de comportamento 100% seguro e o Programa Acidente Zero, de treinamento e reconhecimento das equipes deacordo com o desempenho dos indicadores de segurança.  Em Mucuri, O Cine Suzano que oferece lazer aos colaboradores e à comunidade por meio de exibição de duas sessões semanais – uma adulta e uma infantil, em diferentes espaços na cidade. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS
  15. 15. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE  Intrega o fórum da Amazônia Sustentável e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável.  Em 2010, assinou a Carta Empresarial pela conservação e uso sustentável da biodiversidade. Por meio deste documento, as empresas declaram voluntariamente uma série de compromissos em benefício da biodiversidade brasileira.
  16. 16. ESTRATÉGIA JUNTO AOSESTRATÉGIA JUNTO AOS STAKEHOLDERSSTAKEHOLDERS GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE  Tanto por intermédio das organizações que faz parte, como por iniciativas próprias, contribuí para a formulação de políticas públicas.  Exemplos foram o trabalho desenvolvido em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para a adaptação à realidade nacional do GHG Protocol – metodologia de contabilização dos gases causadores do efeito estufa – e a criação do Dia Nacional da Leitura, em 2009, fruto de articulação do Instituto Ecofuturo.
  17. 17. GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE O compromisso com a sustentabilidade se revelaO compromisso com a sustentabilidade se revela em várias frentesem várias frentes  A SUZANO é signatária e membro do Comitê Brasileiro do Pacto Global, iniciativa da ONU de mobilização da comunidade empresarial para a adoção de dez princípios relacionados a direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção; dos Oito Objetivos do Milênio, também da ONU, para serem atingidos até 2015, referentes à erradicação da miséria, saúde, qualidade de vida e ao meio ambiente.
  18. 18. GOVERNO E A SOCIEDADEGOVERNO E A SOCIEDADE  do Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, conduzido pelo Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD);  e do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, também coordenado pelo Instituto Ethos e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).
  19. 19.  A SUZANO mantém o Instituto Ecofuturo, que em 2009 articulou a criação do Dia Nacional da Leitura.  Um de seus executivos preside o Comitê Mundial da ISO 26000 – um guia de diretrizes e orientações lançado no final de 2010 para que as empresas incorporem a responsabilidade social em suas estratégias de negócios. RESPONSABILIDADE SOCIALRESPONSABILIDADE SOCIAL
  20. 20.  É uma Organização Não-Governamental que trabalha em projetos que entrelaçam educação e meio ambiente com a missão de gerar e difundir conhecimento e práticas para a construção coletiva de uma cultura de sustentabilidade com indivíduos e grupos sociais.  A missão é promover a integração entre o homem e a natureza, por meio da educação ambiental. Tem como ideal conciliar o desenvolvimento econômico com desenvolvimento humano e conservação do meio-ambiente, incentivando a construção coletiva de uma cultura de sustentabilidade.  Atua em parceria com empresas, poder público, ONGs, institutos de pesquisa e universidades nas áreas de educação e meio ambiente. INSTITUTO ECOFUTUROINSTITUTO ECOFUTURO Uma inspiração da Suzano para o hoje e o amanhãUma inspiração da Suzano para o hoje e o amanhã
  21. 21. POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE  A SUZANO é associada a várias entidades, nacionais e internacionais, de defesa dos avanços socioambientais – entre elas o FSC – Forest Stewardship Council® e o Instituto Ethos – e dos interesses dos nossos setores de atuação, caso da Associação Brasileira de Celulose e Papel – Bracelpa, Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP), Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (Abraf) e Fundo Florestar.
  22. 22. POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE  Em 2010, assinou a Carta Empresarial pela Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, lançada em setembro pelo Movimento Empresarial pela Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade (MEB). Por meio do documento, as empresas declararam voluntariamente uma série de compromissos em benefício da biodiversidade brasileira.
  23. 23. POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE  Integra ainda o Fórum Amazônia Sustentável e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), que representa, no Brasil, o World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), do qual a SUZANO também faz parte.  E ainda um representante da área de Sustentabilidade também participou da Conferência das Partes das Nações Unidas (COP 16) de Mudanças Climáticas, realizada em dezembro, em Cancún, no México.
  24. 24. POSTURA E CULTURAPOSTURA E CULTURA PRÓ-SUSTENTABILIDADEPRÓ-SUSTENTABILIDADE  Desenvolve parcerias com organizações não governamentais reconhecidas internacionalmente, como The Nature Conservancy (TNC) e World Wide Fund for Nature (WWF).  Desenvolveu trabalho em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para a adaptação à realidade nacional do GHG Protocol – metodologia de contabilização dos gases causadores do efeito estufa.
  25. 25. PREMIAÇÕESPREMIAÇÕES  Melhor Empresa do Setor de Papel e Celulose: Prêmio Melhores do Agronegócio, concedido pela revista Globo Rural.  Melhor Empresa do Setor de Papel e Celulose, pelo segundo ano consecutivo, em ranking da revista Isto É Dinheiro.  Empresa-Modelo em Responsabilidade Social Corporativa no Brasil do Guia Exame de Sustentabilidade, pelo sétimo ano consecutivo, desta vez pelo nosso Inventário Corporativo de Emissões.  Prêmio Época de Mudanças Climáticas, concedido pela revista Época, por nosso Inventário Corporativo de Emissões.  A RISI Latin America reconheceu nosso presidente, Antonio Maciel Neto, pela segunda vez consecutiva, CEO do ano. Antonio Maciel Neto foi ainda um dos cinco finalistas do prêmio Global CEO of the Year, categoria que integra o PPI Awards.  Antonio Maciel Neto foi considerado o Melhor CEO da América Latina no setor de Papel e Celulose; Bernardo Szpigel, Melhor CFO da América Latina no setor de Papel e Celulose; e Andrea Fernandes, Melhor profissional de RI do setor de Papel e Celulose pela Institutional Investor Magazine, indicada pelos analistas buy side, por meio do Latin Executive Team Ranking.
  26. 26. PREMIAÇÕESPREMIAÇÕES  Prêmio Destaque do Setor da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP), na categoria Sustentabilidade e Desenvolvimento Florestal.  Certificação pela British Retail Consortium, sistema de gestão adotado na Inglaterra, concedido pelo comércio varejista do país.  Uma das dez empresas mais globalizadas do País, no Ranking das Trasnacionais Brasileiras, elaborado pela Fundação Dom Cabral.  Programa Benchmarking Ambiental Brasileiro, no qual nossa Matriz de Desempenho Social foi incluída no ranking de boas práticas socioambientais.  Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini, concedido pela Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf) e pela Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica (ABTG) à Unidade de Negócio Papel, pelos papéis para impressão revestidos e papelcartão para impressão com e sem revestimento.  Prêmio Graphprint, concedido pelas maiores gráficas do País, pelos papéis de imprimir e escrever revestidos, imprimir e escrever não revestidos, reciclados e papelcartão.  6º Prêmio Mogi News/Chevrolet de Responsabilidade Social do Alto Tietê, outorgado em razão do monitoramento da qualidade da água do Rio Paraitinga.
  27. 27. CERTIFICAÇÕESCERTIFICAÇÕES  Certificações em normas de gestão: Com exceção do Maranhão e do Piauí, todas as nossas unidades são certificadas pela ISO 14001 e auditadas pelo Bureau Veritas Certification. E todas as nossas áreas produtivas seguem as normas e diretrizes do FSC – Forest Stewardship Council®.  Modelo de gestão baseado nos critérios da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ): Pelo cumprimento desses critérios – Liderança, Estratégias e Planos, Clientes, Sociedade, Informações e Conhecimento, Pessoas, Processos, e Resultados – a organização concedeu a SUZANO, em 2001 e 2008, o Prêmio Nacional da Qualidade.
  28. 28. SELOSSELOS  Os resultados das pegadas de carbono da celulose Suzano Pulp foram calculados utilizando a metodologia PAS 2050, e posteriormente validados e certificados pela Carbon Trust, que concedeu o selo “Carbon Reduction Label” a este produto. A Carbon Trust é uma instituição britânica reconhecida mundialmente pela promoção de uma economia de baixo carbono.  O selo verde FSC, que é a sigla em inglês para a palavra Forest Stewardship Council, ou Conselho de Manejo Florestal, é a certificação florestal de garantia que a madeira utilizada em determinado produto é oriunda de um processo produtivo manejado de forma ecologicamente adequada, socialmente justa e economicamente viável, e no cumprimento de todas as leis vigentes.
  29. 29. INDICADORES EXTERNOSINDICADORES EXTERNOS UTILIZADOSUTILIZADOS  EBITDA que é um indicador financeiro bastante empregado pelas empresas de capital aberto, assim como pelos analistas de mercado. Sigla em inglês de Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization, que significa lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (LAJIDA).  NBR 14280, Cadastro de Acidentes do Trabalho Procedimento e Classificação, esta norma visa a identificação e registro de fatos fundamentais relacionados com os acidentes de trabalho, de modo a proporcionar meios de orientação aos esforços prevencionistas.  PAS 2050 é a metodologia mais reconhecida e a única disponível publicamente para quantificação da pegada de carbono de produtos com uma abordagem de Análise de Ciclo de Vida.  ISO 14001 é uma norma internacionalmente aceita que define os requisitos para estabelecer e operar um Sistema de Gestão Ambiental. A norma reconhece que organizações podem estar preocupadas tanto com a sua lucratividade quanto com a gestão de impactos ambientais.
  30. 30. INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
  31. 31. INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
  32. 32. INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
  33. 33. INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
  34. 34. INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
  35. 35. INDICADORES ENFATIZADOSINDICADORES ENFATIZADOS
  36. 36. COMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADESCOMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADES PÚBLICO INTERNOPÚBLICO INTERNO  Jornal Mural e Digital  Intranet  Pela sua Revista “Idéia” que já está 36ª edição.  Vídeos Institucionais
  37. 37. COMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADESCOMUNICAÇÃO DAS ATIVIDADES PÚBLICO EXTERNOPÚBLICO EXTERNO  A SUZANO conunica suas atividades anuais pelo seu Relatório de Sustentabilidade, no site é disponibilizado uma versão em PDF para download.  Pelo seu site http://www.suzano.com.br  Pelo facebook http://pt-br.facebook.com/pages/Suzano-Papel-e-Celulose-SA/  Pelo YouTube Canal “SUZANO Vídeos”  Pela sua Revista “Idéia” que já está 36ª edição, disponibilizada no site para download.
  38. 38. MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL UTILIZADOUTILIZADO  A SUZANO utiliza o modelo de relatório denominado Global Reporting Initiative (GRI), cujas diretrizes são mundialmente adotadas pelas melhores e maiores empresas sendo recomendado pelo Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social (GRI G3), que é uma ONG no qual orienta as empresas a gerir seus negócios com compromisso social sendo referência internacional no assunto.  O relatório expõe através de tópicos, mensagem do presidente, perfil, mensagem da administração, participação e compromisso, cadeia produtiva e gestão de riscos,utilizando uma abordagem estratégica ao tratar sobre a relação da organização com sustentabilidade seguindo neste tópico as diretrizes GRI.
  39. 39. MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL UTILIZADOUTILIZADO  Apresenta ainda as principais informações sobre o perfil organizacional, tais como principais marcas, produtos ou serviços, porte da organização, prêmios recebidos no período coberto pelo relatório entre outros com clareza atendendo as orientações GRI/G3.  Aborda de forma consistente os impactos financeiros e econômicos da empresa em relação aos stakeholders utilizando indicadores próprios e os de desempenho da GRI, apresentando sua dimensão econômica de sustentabilidade seguindo as diretrizes GRI.
  40. 40. MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL UTILIZADOUTILIZADO  O Relatório de Sustentabilidade 2010 SUZANO reflete o objetivo de crescimento de forma sustentável e, assim, assegurar a perenidade dos negócios e contribuir para os avanços econômicos e socioambientais do país.  Foi elaborado, pelo quinto ano consecutivo, com base nos indicadores e nas diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI) em sua terceira versão, e entendemos que se enquadra no nível C+ de aplicação as informações aqui contidas referem-se ao ano de 2010 e reportam-se ao desempenho e aos resultados de todas as unidades no Brasil e dos escritórios no exterior, exceto se indicadas de outra forma.  A apuração dos resultados econômico-financeiros está de acordo com as normas vigentes no Brasil e foram auditadas pela a empresa de consultoria Ernst & Young.
  41. 41. MODELO DE RELATÓRIO ANUALMODELO DE RELATÓRIO ANUAL UTILIZADOUTILIZADO  O relatório foi impresso em papel feito com madeira de reflorestamentos certificados de acordo com rigorosos critérios sociais, ambientais e econômicos estabelecidos pela organização internacional FSC (Conselho de Manejo Florestal).  As emissões de carbono, resultado do processo de impressão desse relatório, foram compensadas através de plantio de árvores nativas de Mata Atlântica.  Impresso com tinta de soja (produto de soja reconhecido pela American Soybean Association).
  42. 42. MERCADO MUNDIALMERCADO MUNDIAL  Mercado de Papel e Celulose: exportação, importação e doméstico.  Mercado aquecido, com setor em expansão, porém mais vulnerável à entrada de competidores.
  43. 43. MERCADO BRASILEIROMERCADO BRASILEIRO  Referência internacional no setor – práticas sustentáveis (100% da produção são provenientes de recursos renováveis) e volume produzido.  9º maior produtor mundial de papel.  4º no ranking dos produtores mundiais de celulose.  Maior produtor de celulose de fibra curta.
  44. 44. MERCADO BRASILEIRO EMMERCADO BRASILEIRO EM NÚMEROSNÚMEROS  Produção de celulose em 2010: 14,0 milhões de toneladas – 5,6% a mais que o ano anterior.  Produção de papel: 9,8 milhões de toneladas – 3,7% superior em relação a 2009.  Receita de exportação: 6,8 bilhões – 35,4% maior.  Saldo da Balança Comercial: 4,9 bilhões – 33% de elevação.  Mercado Doméstico: maiores vendas de papel para fins sanitários e papel cartão – variação positiva de 5,9% e 14% em relação ao ano anterior.  2011 – desempenho estável no 1º semestre: exportações cresceram 7,1% (3,6 bilhões); importação de 8,7% (papeis de impressão, escrever e papel cartão); vendas domésticas tiveram um recuo.  Maior produtor de celulose de fibra curta.
  45. 45. METAS DO MERCADO BRASILEIROMETAS DO MERCADO BRASILEIRO  Investimentos de 20 bilhões nos próximos anos no aumento da base florestal e da produção de papel e celulose.  Manter a 4ª posição no ranking mundial e atingir a produção de 15 milhões de toneladas no próximo ano.  Ultrapassar a China, alcançando o 3º lugar, até 2015.
  46. 46. SUZANO NO MERCADOSUZANO NO MERCADO  Produção de 2,7 milhões de toneladas de papel e celulose em 2010.  Crescimento de 46,7% em relação a 2009 (1,7 bilhões).  Receita líquida de 4,5 bilhões – 14,2% maior que 2009.
  47. 47. SUZANO NO MERCADOSUZANO NO MERCADO  Ocupa a posição de segunda maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, está entre as dez maiores de celulose do setor e lidera o mercado de papel no Brasil e na América Latina.  A Suzano foi a vencedora do ranking setorial de Papel e Celulose de “As Melhores da Dinheiro 2011”, realizado pela revista Isto É Dinheiro e anunciado no dia 11/8, em São Paulo.  Além do desempenho financeiro, colaboraram para esse resultado a política de preços adotada pela empresa, a aquisição da distribuidora de papel KSR e o controle integral do Consórcio Paulista de Papel e Celulose (Conpacel), antes compartilhado com a Fibria.
  48. 48. SUZANO NO MERCADOSUZANO NO MERCADO PRODUTO SUSTENTÁVELPRODUTO SUSTENTÁVEL  A Suzano no Mercado de Papel demonstra mais uma vez sua preocupação com o Meio Ambiente comercializando Reciclato Suzano®, o primeiro papel offset brasileiro 100% reciclado, que desde 2001 realiza um grande trabalho socioambiental.  Desenvolvido a partir das aparas de papéis pré e pós-consumo a Suzano contribui para o desenvolvimento econômico, para a preservação do meio ambiente urbano e, principalmente para inclusão social de milhares de famílias de catadores de papel.  É importante ressaltar que, tanto a linha Reciclato® Suzano quanto em todos os demais processos produtivos, a Suzano sempre mantém seu compromisso de sustentabilidade.
  49. 49. METAS DE MERCADO SUZANOMETAS DE MERCADO SUZANO  A Suzano Papel e Celulose vai investir quase R$ 10 bilhões entre 2011 e 2013, em meio aos planos da companhia de ampliar sua produção de celulose no país.  A companhia vai investir R$ 3,5 bilhões em 2011, R$ 4 bilhões em 2012 e R$ 2,2 bilhões em 2013.  Manter a posição de líder de vendas no mercado brasileiro.
  50. 50. METAS DE MERCADO SUZANOMETAS DE MERCADO SUZANO  A companhia estima no seu planejamento uma relação de dívida líquida sobre a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA, na sigla em inglês) entre 3 e 3,5 vezes este ano.  Investir R$ 1,164 bilhão na unidade do Maranhão, para inicio de suas atividades em novembro de 2013.  Em março, o conselho da Suzano autorizou contratos com as européias Metso e Siemens para compra dos principais equipamentos para a construção da fábrica no Maranhão, que será na cidade de Imperatriz e terá capacidade anual para 1,5 milhão de toneladas de celulose.
  51. 51. METAS DE MERCADO SUZANOMETAS DE MERCADO SUZANO  O plano de expansão da Suzano também inclui a fábrica no Piauí, que terá capacidade para outros 1,5 milhão de toneladas anuais de celulose.  Compra de equipamentos industriais para a nova fábrica no Piauí para o primeiro semestre de 2014.  Ao adquirir as operações de distribuição de papel KSR, junto à Fibria Celulose S.A, a maior distribuidora de papéis e produtos gráficos da América do Sul, por R$ 50 milhões em 01/03/2011 e à aquisição da participação de 50% dos ativos do Conpacel – Consórcio Paulista de Papel e Celulose – que pertenciam à Fibria, pretende ampliar a sua capilaridade em diferentes regiões do Brasil e fortalecer no futuro o canal e beneficiar diretamente seus clientes.
  52. 52. PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES KLABINKLABIN  Fundada em 1899 – São Paulo.  Papéis e cartões para embalagem, embalagem de papelão ondulado, sacos industriais.  17 unidades em oito estados brasileiros (Bahia, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo) e uma na Argentina.  Capital 100% brasileiro.  Maior produtora, exportadora e recicladora de papéis do país.  Exporta para mais de 50 países.  Líder na produção de Kraftlines e maior fornecedora deste papel para embalagem – 80% das exportações brasileiras e 2,5% do mercado mundial;  Única produtora de cartões para embalagem de líquidos da América Latina;  Lucro líquido de 560 milhões de reais – em 2010.  Pioneira em adotar a Política de Sustentabilidade no Brasil – tem ações sociais que abrangem a saúde, assistência social, cultura, educação técnica e ambiental.  Possui nove programas de responsabilidade socioambiental nos municípios onde atua: Programa Caiubi, Fomento Florestal, Programa Fitoterapia, Nossa Língua Digital, Matas Legais, etc.  Participante do Pacto Global, signatária do Pacto Empresarial pela Integridade contra a Corrupção e Associada ao Instituto Ethos.  Certificações: FSC, ISO 14001, ISO 22000, ISO 9001 e OHSAS 18001.
  53. 53. PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES INTERNATIONAL PAPERINTERNATIONAL PAPER  Criada em 1898 nos EUA.  Presente em mais de 20 países.  Papeis cortados e linha gráfica/ Celulose Fluff e Celulose para papel e Tissue.  Líder de mercado na produção de papel não revestido e embalagens.  23,4 bilhões em faturamento em 2009.  São três fábricas no Brasil: duas em São Paulo (Mogi Guaçu e Luis Antonio) e uma em Mato Grosso do Sul (Três Lagoas).  Produz 1 milhão de toneladas de papel de imprimir/ ano no Brasil.  Cerfificações: Ceflor, FSC, ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001.  Instituto International Paper (IIP) – desenvolve e apóia iniciativas voltadas para educação, conservação do meio ambiente, geração de renda e inserção no mercado de trabalho.  Projetos Sociais no Brasil – Os Guardiões da Biosfera (abrangência nacional) e Programa de Educação Ambiental (nas cidades sedes).
  54. 54. PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES FIBRIAFIBRIA  Surgiu em 2009 da união da Votorantim Celulose e Papel e da Aracruz Celulose – VCP incorporou as ações da Aracruz.  Maior produtor mundial de celulose – 5,2 milhões de toneladas/ ano.  Maior fabricante de celulose de fibra curta de eucalipto do mundo – 29,3% de participação no mercado.  Produz 190 mil toneladas de papel /ano.  São cinco fábricas, uma área florestal de 875 mil hectares, dos quais 323 mil hectares são dedicados à conservação de ecossistemas nativos.  Pioneira na certificação da “Pegada de Carbono”.  Certificada pela FSC, Cerflor, Índice Dow Jones de Sustentabilidade, Índice de Sustentabilidade da Bolsa de Valores de São Paulo.  Participa do Pacto Global (iniciativa da ONU junto à comunidade empresarial para tratar de valores fundamentais nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho,Meio Ambiente e Combate à Corrupção) e Pacto Global pela Restauração da Mata Atlântica.
  55. 55. PRINCIPAIS CONCORRENTESPRINCIPAIS CONCORRENTES CENIBRACENIBRA  Fundada em 1973 pela antiga Companhia Vale do Rio Doce (VALE) e Japan Brazil Paper and Pulp Resources Development Co. Ltd. (JBP) - Em julho de 2001, a JBP, passou a ser detentora do controle acionário total da Cenibra.  Localizada no leste de Minas Gerais.  Especializada em celulose de fibras curtas – desde 2002.  Produziu 1,18 milhões de toneladas em 2010.  Certificada FSC, Cerflor, ISO 9001, ISO 14001 e “Pegada de Carbono”.  Instituto Cenibra – apoio a cidadania, bem-estar coletivo, crescimento econômico e social, programas de geração de renda (atua em 100 municípios do Estado de Minas Gerais, onde desenvolve diversos projetos socioambientais, parcerias com as entidades locais e iniciativas que proporcionam a geração de renda e a integração, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável).
  56. 56. INFLUÊNCIAS QUE A SUZANOINFLUÊNCIAS QUE A SUZANO SOFRERÁ NOS PRÓXIMOS ANOSSOFRERÁ NOS PRÓXIMOS ANOS MERCADO FUTURO – PREVISÕES ATÉ 2020MERCADO FUTURO – PREVISÕES ATÉ 2020  O Mercado de Papel e Celulose está em plena ascensão, o bom desempenho dos últimos anos faz com que o setor projete investimentos de US$ 20 bilhões até 2020.  A produção de papel se elevará em 30% (para 12,7 milhões de toneladas ao ano) e a de celulose em 57% ( batendo 22 milhões de toneladas por ano).  Nesse contexto, o Brasil, pela qualidade das fibras de eucalipto e pinus e seus atributos de sustentabilidade, será player global cada vez mais importante.  O Brasil sinaliza melhorias, o desenvolvimento econômico levará ao desenvolvimento educacional, o que gerará novas demandas para livros e revistas, abrindo mais oportunidades de negócios.
  57. 57. FONTES DE CONSULTAFONTES DE CONSULTA  Relatório de Sustentabilidade 2010 SUZANORelatório de Sustentabilidade 2010 SUZANO  Site SUZANO -Site SUZANO - www.suzano.com.brwww.suzano.com.br  Site BRACELPA – Associação Brasileira de Celulose e Papel –Site BRACELPA – Associação Brasileira de Celulose e Papel – www.bracelpa.org.brwww.bracelpa.org.br  Site Painel Florestal -Site Painel Florestal - www.painelflorestal.com.brwww.painelflorestal.com.br  Revista Exame – Maiores e Melhores -Revista Exame – Maiores e Melhores - http://exame.abril.com.br/negocios/melhores-e-maioreshttp://exame.abril.com.br/negocios/melhores-e-maiores  Site SINPACEL - Sindicato das Indústrias de Papel, Celulose e Pasta deSite SINPACEL - Sindicato das Indústrias de Papel, Celulose e Pasta de Madeira para Papel, Papelão e de Artefatos de Papel e Papelão do EstadoMadeira para Papel, Papelão e de Artefatos de Papel e Papelão do Estado do Paranádo Paraná - www.sinpacel.org.br/informativoswww.sinpacel.org.br/informativos  Site da Folha -Site da Folha - http://www1.folha.uol.com.br/mercado/926969-suzano-papel-e-celulose-ihttp://www1.folha.uol.com.br/mercado/926969-suzano-papel-e-celulose-i  Site da KSR -Site da KSR - http://www.sppksr.com.br/portal/acontece/noticias/aquisicao-da-ksr-pelahttp://www.sppksr.com.br/portal/acontece/noticias/aquisicao-da-ksr-pela  Site da Fibria –Site da Fibria – www.fibria.com.brwww.fibria.com.br  Site da Votorantim Celulose e Papel -Site da Votorantim Celulose e Papel - http://www.votorantim.com.br/pt-br/negocios/celulosePapel/Paginas/celhttp://www.votorantim.com.br/pt-br/negocios/celulosePapel/Paginas/cel aspxaspx  Site da International Paper -Site da International Paper - www.internationalpaperdobrasil.com.brwww.internationalpaperdobrasil.com.br  Site da Klabin -Site da Klabin - www.klabin.com.brwww.klabin.com.br  Site da Cenibra -Site da Cenibra - www.cenibra.com.brwww.cenibra.com.br
  58. 58. GRUPOGRUPO Carla ViolaCarla Viola Déborah CarroloDéborah Carrolo Fernanda MorenoFernanda Moreno Ricardo PintoRicardo Pinto ©© 2011 – Ideia-se Projetos2011 – Ideia-se Projetos

×