Fadeup doutoramento fisioterapia

2.678 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.678
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.459
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fadeup doutoramento fisioterapia

  1. 1. DOUTORAMENTO EM FISIOTERAPIA BIOLOGIA DO MOVIMENTO FEVEREIRO 2013 CONTROLOM.ª Emília Alves, Ph.D. alvesemil@gmail.com POSTURAL
  2. 2. CONTROLO “O controlo postural eficiente é fundamental para o sucesso dePOSTURAL grande parte das tarefas diárias. O conhecimento dos aspetos neurológicos e biomecânicos deste controlo, tem implicações diretas para a fisioterapia.” (Carvalho & Almeida, 2008)
  3. 3. CONTROLO IndivíduoPOSTURAL TarefaInteração Ambiente ? Resposta estímulo sensorial? Experiências e adaptações
  4. 4. CONTROLO POSTURALOrientação EquilíbrioPostural Postural
  5. 5. ORIENTAÇÃOPOSTURALCapacidade para manter umarelação apropriada entre ossegmentos corporais e oambiente
  6. 6. ORIENTAÇÃOPOSTURAL Depende Informações sensoriais Controlo Tónus emSuperfície de do alinhamento relação àsuporte do corpo gravidade
  7. 7. EQUILÍBRIOPOSTURALCapacidade para manter aposição docorpo
  8. 8. Centro de MassaEstável Inter-relação Força muscular Força da inércia Força da gravidade
  9. 9. EQUÍLIBRIO POSTURAL Manter DinâmicoEstático ESTABILIDADE POSTURAL
  10. 10. CONTROLO POSTURAL InteraçãoSistema Sistemaneural musculoesquelético
  11. 11. SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO FlexibilidadeAmplitude de Relações Propriedademovimento biomecânicas muscular
  12. 12. SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO Postura Movimento Fibras Tipo I Fibras Tipo IIMono articulares Poliarticulares
  13. 13. SISTEMANEURAL Processamento sensorial Processamento motor Processamento Processamento adaptativo antecipatório
  14. 14. Informações dosSistemas SensoriaisVisual Vestibular Somatossensorial Integradas pelo Sistema de Controlo Postural Orientar e alinhar os segmentos corporais
  15. 15. SistemaNervoso Elabora Estratégias Posturais Soluções sensório-motoras para o controlo da postura Sinergias musculares Padrões movimentos articulares
  16. 16. SISTEMA VISUAL
  17. 17. FunçãobásicaOrientar a posição emovimento da cabeçaem relação ao ambiente
  18. 18. VISÃOPapel fundamental naestabilização tardia dascorreções posturais e noplaneamento de reaçõesantecipatórias
  19. 19. Papel daVISÃO Pacientes com desordens vestibulares AUMENTA Permanência Aquisição em superfícies de uma habilidade instáveis motora
  20. 20. SISTEMA VESTIBULAR LabirintoÓRGÃO DO EQUILÍBRIOD ETETA A SENSAÇÃO DOEQUILÍBRIO / DESEQUILÍBRIOATRAVÉS APENAS DAORIENTAÇÃO E MOVIMENTOS DACABEÇA
  21. 21. PROPRIOCETORES DO PESCOÇOI NIBEM A INFORMAÇÃO DOAPARELHO VESTIBULARCONTROLANDO A ORIENTAÇÃOEQUILIBRADA DA CABEÇA EMRELAÇÃO AO TRONCO
  22. 22. SISTEMASOMATOSSENSORIALRecetores por todo o corpo Temperatura Dor Toque Proprioceção
  23. 23. POSTURA / EQUILÍBRIO INFLUENCIADA PORINFORMAÇÃO EXTEROCETIVA INFORMAÇÃO PROPRIOCETIVAOLHO - RETINA FUSOS NEUROMUSCULARESTATO ÓRGÃOS MUSCULO TENDINOSOS DE GOLGIPRESSÃO
  24. 24. INFORMAÇÃO PROPRIOCETIVA FUSO NEUROMUSCULAR VARIAÇÃO DO COMPRIMENTO E VELOCIDADE DE CONTRAÇÃO MUSCULAR ÓRGÃO TENDINOSO DE GOLGI FORÇA DE CONTRAÇÃO MUSCULAR
  25. 25. INFORMAÇÃO PROPRIOCETIVA BOCA E NTRADA PROPRIOCETIVA IMPORTANTE ATRAVÉS DA ARTICULAÇÃO T EMPORO - MANDIBULAR (ATM)Má oclusão ou dente cariado disfunção temporo-mandibular
  26. 26. ESTUDOS POSTURA * OCLUSÃO Autor Resultados Existe interrelação entre oclusão e alterações na postura do indivíduo podendo ser corrigida comStrini et al. (2009) utilização de dispositivo oclusal levando a modificações estomatológicas. Existe relação entre respiração oral, a postura daMota et al. (2009) cabeça e a oclusão dentária. a) Oclusão tem um importante papel regulador no equilíbrio postural.Stefanello et al. (2007) a) Independentemente do tipo de oclusão a maioria dos desequilíbrios observados foram anteriores.
  27. 27. INFORMAÇÃO EXTEROCETIVA VISUAL OS OLHOS ESTANDO ABERTOS PODEM, ATRAVÉS DA RETINA ENVIAR AS INFORMAÇÕES, CAPTADAS PELA MESMA, PARA OS CENTROS DE EQUILÍBRIO. TATO O CASO DO AR CONTRA O CORPO (FORÇA DA GRAVIDADE). CUTÂNEO INFORMAÇÃO FORNECIDA ATRAVÉS DA PLANTA PRESSÃO DOS PÉS (DISTRIBUIÇÃO DO PESO POR CADA PÉ).
  28. 28. CONTROLO POSTURAL INTEGRAÇÃO DOS DIVERSOS SISTEMAS TRONCO CEREBRAL (ALTERAÇÃO DE UM OU MAIS PROVOCA UMA ALTERAÇÃO NA POSTURA)SISTEMA MUSCULAR ORG. ANATÓMICA E FUNCIONAL E ARTICULAR SNC
  29. 29. ESQUEMAS MOTORES ERRADOS MAUS HÁBITOS POSTURAISNÃO CORRIGIDAS MODIFICAÇÕES SE CORRIGIDASATEMPADAMENTE FUNCIONAIS ATEMPADAMENTEIRREVERSÍVEIS REVERSÍVEIS
  30. 30. ESTUDOS EM IDADES JOVENS PREVENÇÃOENTRE 30 A 60% DAS CRIANÇAS EM IDADE ESCOLARAPRESENTAM ALTERAÇÕES POSTURAIS (ALONSO &MACON, 2003; TREVELYAN & LEGG, 2006)
  31. 31. ESTUDOS - POSTURA EM PÉ Autor Resultados 84,8% de alterações posturais em alunos entre os 7Ferronato et al. (1998) e 14 anosVerderi (2003) 80% de alterações posturais entre os 9 e 12 anosTobar (2004) 100% com deformações na coluna aos 8 anosVasconcelos et al. (2009) 70% de deformações na coluna em idade escolar
  32. 32. OBSERVAÇÃOComportamentosinadequadosEscola
  33. 33. EducaçãoFísica Observação/Deteção
  34. 34. 657 alunos 162 alunos os a lh e s ab ar Tr in e l im P r
  35. 35. AVALIAÇÃO DA POSTURA CORPORAL NA AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA Estudo de caraterização dos ! alunos do concelho deCentro de Saúde de Penafiel, com idades entre os 10 e os 15 anos.
  36. 36. “À PROCURA DE UMA MELHOR POSTURA CORPORAL”Blogue: posturacorporal.penafielsul.com
  37. 37. Referências bibliográficasAlonso, M. T. G., & Macon, E. I. (2003). La actitud postural en el escolar. Una propuesta de trabajo. EFDeportes.com, Revista Digital. Retrieved from http://www.efdeportes.com/efd60/postura.htm.Carvalho, R. L.., Almeida, G. L. (2008). Aspetos sensoriais e cognitivos do controle postural. Rev. Neurocienc: in press.Cheng, K. (s/d). A systematic Perspective of Postural Control. University of Toronto - IBBME. Retrieved from http://www. ecf.toronto.edu/~sdavies/sysbioldir/cheng.pdf.Tobar, N. J. M. (2004). Características posturales de los niños de la escuela" José Maria Obando" de la ciudad de Popayán. EFDeportes.com, Revista Digital. Retrieved from http://www.efdeportes.com/efd70/ postura.htm.Tribastone, F. (2001). Tratado de Exercícios Corretivos Aplicados à Reeducação Motora Postural: Editora Manole.Guyton, A. C., & Hall, J. E. (1996). Tratado de Fisiologia Médica. Editora Guanabara Koogan S.A.. Rio de Janeiro.Strini, P. A., Sousa, G. C., Júnior, R. B., Strini, P. A., & Neto, A. F. (2009). Alterações biomecânicas em pacientes portadores de Disfunção Temporomandibular antes e após o uso de dispositivos oclusais. Revista Odonto. 33(17), 42-47.Motta, L. J., Martins, M. D., Fernandes, K. S., Ferrari, R. M., Gonzalez, D. B. & Bussadori, S. K. (2009). Relação da postura cervical e oclusão dentária em crianças respiradoras orais. Rev. CEFAC. 11(3).Winter, D. A. (1995). Human balance and posture control during standing and walking. Gait & Posture: Vol. 3. 193-214.

×