Treinamento para professores da EBD.

6.013 visualizações

Publicada em

Dicas , recursos, e muito mais pra voce elaborar uma boa aula da Escola Dominical...

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.013
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
301
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Treinamento para professores da EBD.

  1. 1. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 3 Treinamento para professores da EBD CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra MARANATA! Ora Vem Senhor Jesus... Fortaleza - Ce 2015 De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria. Rm 12, 6-8. Romanos 12:6-8 1ª Tm 4. 1-3.
  2. 2. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 4 Copyright Treinamento para professores da EBD Publicado com todos os direitos reservados por Abdias Barreto. Pedidos e Contatos 85.9905-5757 / 85.8857-5757 www.facebook.com/centro.apologetico www.abdiasbarreto.blogspot.com abdiasbarreto@gmail.com Capa / Projeto Editorial Abdias Barreto/ Erick Barreto Proibida a reprodução por quaisquer meios (mecânicos, eletrônicos, xerográficos, fotográficos, gravação, estocagem em bancos de dados, etc.) a não ser em citações breves com indicação da fonte. Impresso no Brasil ISBN CATALOGAÇÃO NA FONTE DO DEPARTAMENTO NACIONAL DO LIVRO B2794 © Copyright Barreto, Abdias. cm 14X2122/2p. Apologética Cristã, Teologia Sistemática. / Abdias Barreto. Cristologia – Bibliologia – Religiões. Educação religiosa – Teologia, Escolas e Cursos. Fortaleza: 2014. CDD 232.14 As citações bíblicas foram extraídas da Edição Revista e Atualizada de João Ferreira de Almeida, publicada pela Sociedade Bíblica.
  3. 3. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 5 INDICE INTRODUÇÃO............................................................04 UNIDADE I – A ESCOLA DOMINICAL....................05 CAP. I – CONCEITO E HISTÓRIA A EBD................05 CAP. II – OS OBJETIVOS DA EDB............................10 UNIDADE II – PEDAGOGIA.......................................12 CAP. I – O ENSINO.......................................................12 CAP. II – O PROFESSOR DA EBD..............................17 CAP. III – MÉTODOS DE ENSINO.............................24 CONCLUSÃO....................................................... .....29
  4. 4. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 6 INTRODUCÃO O objetivo principal este curso é prover conhecimentos básicos aos professores iniciantes da EDB, bem como reforçar a bagagem dos já veteranos contribuindo para o aumento de sua capacidade para o ensino. Esta simples apostila tem como fonte principal o livro já consagrado no assunto Manual da Escola Dominical CPAD, a Pr. Antônio Gilberto – 10° edição – 1995. Portanto os méritos pertencem primeiramente a DEUS, e aos responsáveis pelo manual citado acima, que nos proporcionaram tão preciosa ajuda. Esperamos que essas aulas sirvam de subsídios àqueles amam o Ministério do Ensino da Palavra de Deus. Rm. 12.6,7.
  5. 5. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 7 UNIDADE I A ESCOLA DOMINICAL CAPITULO I CONCEITO E HISTÓRIA DA ESCOLA DOMINICAL. I - Conceito de Escola Bíblica Dominical.  A EBD é a escola de ensino bíblico da igreja que evangeliza enquanto ensina, conjugando assim os dois lados da comissão de Jesus à Igreja (Mt 28.20; Mc 16.15). Ela não é uma parte da igreja; é a própria igreja ministrando ensino bíblico metódico.  A EBD é um ministério pessoal para alcançar crianças, jovens, adultos, a família, a comunidade inteira, tal como fazia a igreja dos dias apostólicos. É ela a única escola de educação religiosa popular que a igreja dispõe.  A EBD devidamente funcionando é o povo do Senhor, no dia do Senhor estudando a palavra do Senhor, na casa do Senhor.
  6. 6. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 8 I - Resumo Histórico da Escola Bíblica Dominical.  Nos dias de Moisés: Dt 6.7; 11.18,19; 31.12,13.  Na época dos Sacerdotes, Reis e Sacerdotes: Dt 24.8; I Sm 12.23; II Cr 15.3; Jr 18.18.  Durante o Cativeiro Babilônico: Foi nessa época que criaram as sinagogas. Elas eram usadas como escolas bíblica, casa de cultos e escola pública.  Pós-Cativeiro: Ne 8.1-8.  Nos dias de Jesus:  Jesus é o Grande Mestre. Das 90 vezes que alguém se dirigiu a ele nos evangelhos, 60 vezes chamaram-no de Mestre.  Jesus ensinava: Nas sinagogas (Mc 6.2); Em casas particulares (Mc 2.1);  No templo (Mc 12.35); Nas aldeias (Mc 6.6); As multidões (Mc 6.34); A pequenos grupos (Lc 24.27); Individualmente (Jo 3 e 4).  Seus apóstolos também ensinavam (Mc 6.30).
  7. 7. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 9  Nos dias da Igreja.  Após a ascensão do Senhor, os apóstolos e discípulos continuaram a ensinar (At 5.42).  Paulo, um grande mestre, foi maravilhosamente usado por Deus nessa área (At 11.26b; 18.11; 20.20,31).  Na Idade Média devido a males que penetravam na igreja, a marcha do ensino bíblico sofreu solução de continuidade.  Com a Reforma Protestante, as densas trevas espirituais da Idade Média começaram a desaparecer. 1 - A Fase Atual da Escola Bíblica Dominical Moderna.  O Movimento religioso que nos deu a EBD como tem hoje, começou em 1780, na cidade de Gloucester, no sul da Inglaterra. O fundador foi o jornalista evangélico (episcopal) Kobert Raikes, de 44 anos redator do “Gloucester jornal”. Raikes foi inspirado a fundar a EBD no sentir compaixão pelas crianças de sua cidade perambulando pelas ruas, entregues a delinquência, ociosidade vício, sem qualquer orientação espiritual.
  8. 8. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 10  Ele que já a quinze anos trabalhava entre os detentos das prisões da cidade, pensou no futuro daquelas crianças e decidiu fazer algo em seu favor, a fim de que mais tarde não fossem também para a cadeia. Procurava as crianças em plena rua e em casa dos pais e as conduzia ao local da reunião e pedia-lhes para que todos os domingos voltassem ali. 1- Escola Bíblica Dominical no Brasil – A EBD teve inicio entre nós no dia 19 de agosto de 1855 na cidade de Petrópolis – RJ.  O fundador foi o missionário Robert Kalley e sua esposa Dra Sarah Kalley da Igreja Congregacional. Eram escoceses.
  9. 9. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 11 CAPITULO II OS OBJETIVOS DA ESCOLA DOMINICAL. 1 - Ganhar Almas para Jesus.  O primeiro grande dever do professor é agir e orar a Deus para que seus alunos aceitem a jesus como salvador e O siga. 2 - Desenvolver a Espiritualidade e o Caráter dos Alunos.  Fazer de seus alunos homens e mulheres verdadeiros cristãos, cujas as vidas se assemelhem em palavras e obras ao ideal apresentado em Jesus Cristo. A tarefa do professor da EBD é da máxima importância e do maior alcance, precisamos não somente de conhecimento da matéria (a Bíblia) e da arte de ensinar (Pedagogia), mas também de influenciar e orientar o pensamento do aluno, resultando em contínua moldagem do caráter cristão ideal, no sentido moral, social e espiritual. 3 - Treinar o Crente para o Serviço do Mestre.  Ao prover o treinamento espiritual, a EBD apresenta ao aluno oportunidades ilimitadas de servir ao divino Mestre. Inúmeros obreiros das nossas igrejas saíram da EBD.
  10. 10. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 12 4 - O lema da Escola Bíblica Dominical perfeita deve ser:  Cada aluno, um crente salvo.  Cada salvo, bem treinado.  Cada aluno, bem treinado, um obreiro ativo, dinâmico e diligente. 5 - Os objetivos Acima Podem ser Resumidos em Três Fases: 01- Aceitar a Jesus. 02- Crescer com Jesus. 03- Servir a Jesus.
  11. 11. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 13 UNIDADE II A PEDAGOGIA CAPITULO I O ENSINO I- QUE É ENSINO. 01- Ensinar não é apenas ler ou falar diante de uma classe, mas primeiro despertar, motivar ou interessar a mente do aluno e em seguida dirigi-la no processo do aprendizado.  Marlon Lawranco disse: “Os melhores professores não são os que transmitem mais conhecimentos aos seus alunos, e, sim, os que criam em seus alunos a fome profunda pelo conhecimento, e uma ambição no sentido de procura-la para tal”. (A minha mensagem aos obreiros da escola dominical, pag. 54).  Paul Vieth declarou: “Ensinar não é uma forma de dizer aos outros como devem viver”! É simplesmente um esforço no sentido de ajudar outros a descobrirem por si mesmo, e
  12. 12. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 14 oferecer a sua atenção aos materiais que lhes ajudarão na sua aula. Desta maneira o professor cristão é um evangelista que aponta o caminho para Cristo.  “O ensino é uma amizade visando certo propósito entre uma pessoa em fase de crescimento e suficientemente madura para lhes oferecer orientação: ambos, no entanto, sendo aprendizes na longa estrada da vida”. (Como ensinar na Escola da Igreja pag. 15). II- O ENSINO DEVE TER OBJETIVOS DEFINIDOS.  Você sem dúvida, já notou que cada uma das lições de nossas revistas traz os objetivos. Esses objetivos retrata aquilo que a lição se propõe a desenvolver na vida do aluno.  Um dos primeiros passos do professor ao preparar a lição deve ser o de tomar conhecimentos dos objetivos da lição.  O objetivo dá significado ao ensino.  Ter objetivo evita desvios.  Ter objetivo evita perda de tempo.
  13. 13. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 15  Quando o professor não tem objetivo definido é comparado a um caçador que sai atirando na caça sem mirar um alvo especial. Ao invés de trazer boa caça, ele a espanta.  A EBD tem também objetivos específicos em relação a vida do aluno. Caso abaixo citados: - O aluno e suas relações...  Com Deus (Is 64.8).  Com o Senhor (14.6).  Com Espírito Santo (Ef 5.18).  Com a Bíblia (Sl 119.105).  Com a Igreja (Ef 4 14-16).  Consigo Mesmo ( Fp 1.21).
  14. 14. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 16 III- LEIS DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM.  O aluno normal aprende quando... 01- Motivado (Jo 4. 13-15). 02- Gosta (Hc 12.37). 03- Necessita (Mt 24.3). 04- Vê fazer (Mc 10.13-16). 05- Faz (Lc 10.17). 06- Há métodos certos de ensino ( Mc 12. 41-44). 07- Investiga (At 17.10-12). 08- Está interessado (Lc 19.1-10). 09- Crê, Confia (Jo 11.25-27). 10- Ora (Jo 17). 11- Recebe atenção pessoal (Mt 13.36,37).
  15. 15. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 17 IV- A APRENDIZAGEM E OS SENTIDOS FÍSICOS.  Para se ter uma ideia do papel e do valor dos sentidos físicos do ensino saiba que:  Aprende 20% do que ouve. A voz do professor tem grande influência aqui. Deve ter a intensidade ideal e ser agradável.  Aprende 30% do que se ver. Aqui tem grande importância a iluminação, a arrumação da sala e do professor.  Aprende 70% do que se examina. Consultas bíblicas, exercícios para casa, pesquisas.  Aprende-se 90% do que se faz. Participação em grupo, cânticos com gestos, provas, análise com mapas, entre outros.  Aprende 90% do que se fala. Leitura, recitativo de memória, perguntas e exposição.
  16. 16. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 18 CAPITULO II O PROFESSOR DA ESCOLA DOMINICAL I- O PROFESSOR E O ENSINO. 01- O que é ensinar? Ensinar é... a. Despertar a mente do aluno quanto a aprendizagem. b. Mostrar, explicar, guiar, comunicar. c. Moldar vidas. 02- O professor espiritual e preparado. a. É a nossa maior necessidade. b. Contribui para o êxito da EBD. c. Completa o trabalho do evangelista ou pregador. 03- O Ensino do ponto de vista do professor. a. Por que ensinar? (Mt 28.19). b. Qual o seu propósito no ensino? (Lc 13.22-24). c. O que ensinarei? (Mt 28.20). d. A quem ensinarei? (Dt 31.12). e. Como ensinarei? (II Ts 2.15; I Pe 3.15).
  17. 17. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 19 II – O PROFESSOR E O PREPARO DA LIÇÃO. 01- Material para o Preparo da Lição. a. A Bíblia – Para o estudo do texto, contexto e referências e se possível várias versões. b. A Revista da EBD – Para está ciente do assunto a ser ministrado, que obedece a uma sequência sistemática. c. Livros de consulta – Dicionário Bíblico, concordância, comentários, uma boa teologia sistemática, mapas. (subsídio para professores T.C.). d. Lições anteriores – Revistas da EBD (colecione-as). e. Apontamentos pessoais – Guarde-os para consultas posteriores. f. Ilustrações – Fatos ou exemplos pessoais ou de outros devem ser guardados para futuras ilustrações. (O professor deve ser observador).
  18. 18. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 20 g. Reunião para Professores. (A Igreja deve promover Uma Reunião periódica para facilitar o ensino aos professores) h. Oração – Todo ensino deve ser regado com oração, suas técnicas e habilidades sem a ajuda de Deus serão inúteis. 02- Etapas no Preparo da lição. a. Estudo Pessoal – Bíblia, Revista, Apontamentos pessoais. b. Estudo em Fonte de Consulta - Dicionário Bíblico, concordância, comentários, uma boa teologia sistemática, mapas, internet (subsídio para professores T.C.). c. Preparo do Esboço da Lição – Ver suplemento do professor, definir objetivos, cronometrar o tempo, Introdução (10min), Desenvolvimento (45min), Conclusão (5 min). d. Escolha do Método e Material – Métodos expositivos (Mt 5.1,2), Perguntas e Respostas (Mt 22.41-46), Debate Orientado (Lc 24.15-27,32). Audiovisual (Mt 6.26), Narrativo (Lc 10.30-37), leitura (Lc 4.16-21). Tarefas (Mt 17.24-27), demonstrativo (Jo 13.15).
  19. 19. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 21 e. Preparo de Trabalhos para a Classe – Questionários escrito ou oral, pesquisas, dinâmicas, entre outros.
  20. 20. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 22 III – O PROFESSOR E APRESENTAÇÃO DA LIÇÃO. 01- Chegar Cedo – A EBD começa 7.00hs com oração, 8.30hs café da manhã, 8.50hs arrumação das salas, 9.00hs liturgia (louvor, leitura da revista da EBD), 9.30hs ensinamento em salas, 10.40hs encerramento do ensino e retorno ao templo, 11.00hs encerramento da EBD. (Cada Igreja tem seu horário próprio) 02- Providências preliminares – Boas vindas aos visitantes, cumprimentos aos aniversariantes da semana. 03- Etapas da Lição diante da classe – 60 a 70 min. a. Introdução (10 min) – Oração, introduzir o assunto da lição relacionada com as demais lições da série e adapta ao cotidiano dos alunos. b. Explanação (45 min) – É o desenvolvimento da lição seguido o esboço da ( comentário). c. Verificação (5 min) - É a recapitulação das verdades bíblicas da lição, seguida de perguntas e respostas.
  21. 21. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 23 d. Aplicação (5 min) – Aplicar o ensino ao cotidiano do aluno. É onde interagiremos os objetivos. e. Encerramento (5 min) – Tarefa e avisos. Ao ouvir a campainha procure parar logo. 04- A Linguagem do Professor (I Co 14.8,9). a. Correta – Procurar pronunciar perfeitamente as palavras. Evitar defeitos de pronúncia. Saber aceitar uma correção. b. Expressiva – Tradução perfeita da ideia que queremos exprimir. Evitar palavras difíceis.
  22. 22. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 24 IV – JESUS COMO EXEMPLO DO PROFESSOR.  O Mestre do professor é o Senhor Jesus – O Mestre dos Mestres. Vejamos alguns pontos sobre o mestre. 01- Jesus Conhecia a Matéria que Ensinava (Lc 24.27) – Um grande estudo para 2 alunos. 02- Jesus Conhecia seus Alunos (Jo 21) – Ele os visitava, conhecia-os minunciosamente, tratava-os com amor. 03- Jesus Reconhecia o que havia de bom em seus alunos (Jo 1.47) – Procuremos ver mais qualidades e menos defeitos. 04- Jesus Ensinava as verdades bíblicas de modo simples e claro (Mt 11.16-19) – Ele levava fatos simples da vida como exemplo. 05- Jesus Variava o método de ensino conforme a ocasião e tipo de ouvinte Mc 8.11-21 - (demonstrativo), Mc 12.41-44 – (audiovisual) e entre outros. 06- Jesus Ensinava através de seu exemplo, isto é, sua vida de obediência; Mt 11.29; Jo 13.15, Jesus é exemplo em tudo.
  23. 23. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 25 V – OBSERVAÇÕES 01- O Professor tem por obrigação saber a lição que vai ensinar. Se não souber, nem inicie a aula. 02- Ele Precisa ensinar tão bem a lição bíblica de domingo, como um bom professor de matemática ensina essa matéria em escola secular. 03- Somente o preparo intelectual forma alunos técnicos, somente o preparo espiritual forma alunos fanáticos, por isso é bom que haja um equilíbrio.
  24. 24. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 26 CAPITULO III – MÉTODOS DE ENSINO  Métodos de ensino são modos de ministrar a aula e o ensino que se tem em mira. I- Finalidade dos Métodos de Ensino.  É adaptar a lição ao aluno. Nunca ao contrário. II- O Uso dos Métodos de Ensino.  Uma aula apresenta uma combinação de dois ou mais métodos. Nunca um só. Jesus ensinou usando métodos. Métodos somente não resolvem.  É preciso que o professor (ou obreiro cristão em geral) tenha também duas outras coisas – A MENSAGEM dada por DEUS e a VIDA vibrante pelo Espírito Santo.
  25. 25. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 27 III- A Escola e a combinação dos métodos.  Depende de vários fatores como: 01- O grupo de idade. 02- O material que vai ser utilizado. 03- O preparo do professor. 04- O tempo de duração da aula. 05- As instalações de ensino na escola. IV- Os Métodos de Ensino. 01- Preleção ou exposição (Mt 5 a 7) – Sempre usado em combinação com outro método. Inclui toda apresentação oral feita pelo professor.  Vantagens. 1. Poupa o tempo. Fornece informações que aos alunos custaria muito tempo acha-las. 2. Bem aplicável para grandes classes: classe acima de 50 alunos há pouquíssima oportunidade para perguntas e quase nenhuma para debate. 3. Utilizado para introduzir debate, introduzir novo método e para resumir a aula.
  26. 26. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 28  Desvantagens. 1. Permite participação mínima por meio do aluno. 2. Não admite as diferenças individuais. 3. Exige um preletor capacitado. 4. Exige do aluno pouco preparo para a aula. 5. Possibilita pouca resposta do aluno. 6. Pode ficar monótono.  Para o Sucesso da Preleção. 1. Ser original. 2. Demonstrar espontaneidade. 3. Estabelecer com clareza o alvo a atingir. 4. Incluir boas instruções e exemplos. 5. Empregar ocasionalmente um pouco de humor. 6. Em tom de conversa. 7. Sempre intercalados com outros métodos. 02- Perguntas e Respostas (Mt 22. 42- 46) – Serve como ponto de contato entre o professor e o aluno, Ajuda a medir o conhecimento do aluno, Desperte o interesse, Estimule o pensamento, faça perguntas resumidas e claras, Evite perguntas cuja as respostas serão SIM ou NÃO. a. Dirija à pergunta a classe toda. b. Espere uns dez segundos para que todos pensem. c. Chame o aluno pelo nome para respondê-lo.
  27. 27. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 29 d. Valorize a resposta certa. Não despreze quem errou. 03- Debate (Lc 24.15-27,32) – A sequência na condução deste método é: Pergunta, Argumentação, Análise e Resposta abalizada. Aqui o aluno precisa já ter certo conhecimento sobre o assunto estudado. 04- Audiovisual (Mt 6.26,28; Mc 12.15,16; Lc 9.47) - Este método utiliza material o mais variado. Seu emprego é de grande valor no setor infantil como também nos demais, depende do emprego dosado. 05- Narração (Mt 13) – São as Histórias. a. Três finalidades de uma história.  Usada como lição em si.  Usada como ilustração.  Usada como introdução de uma lição ou tema. b. Três regras para o êxito ao contar histórias.  Ser uma história com “h”(não mentir).  Conhecer de fato a história.  Mentalize a história mesmo conhecendo-a.
  28. 28. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 30 06- Leitura (Lc 4.15-18) – Mandar procurar e ler textos. 07- Tarefas (Mt 17.24-27) – Aprender fazendo. Pesquisas, Redação, Trabalhos manuais, entre outros. 08- Demonstrativo (Jo 13.15) – Fazer antes de ensinar.
  29. 29. Treinamento para professores da EBD Prof. Abdias Barreto. CAPP – Centro Apologético Plenitude da Palavra. Página 31 CONCLUSÃO Pelo testemunho da história, por seus objetivos e pelos frutos alcançados a ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL é a melhor e a maior escola do mundo, pois o seu livro texto é o melhor, o mais vendido, o mais traduzido em idiomas diferentes e o mais lido em todo o mundo. A BÍBLIA SAGRADA. O seu supremo diretor é o maior, o mais sábio, o mais inteligente, o mais capacitado é o criador do mundo, o DEUS VIVO, amoroso e TODO PODEROSO. O seu alcance é o mais abrangente do mundo, não faz distinção entre classes sociais, faixa-etária, cultura ou economia é para todos os seres humanos, do mais tenro bebê, ao ancião mais idoso, seus alunos são o melhor povo do mundo os que conhecem e amam a Deus e sua palavra, e esforçam-se para cumpri-la os seus resultados são os melhores do mundo, porque são infalíveis, materiais, espirituais e eternos. Portanto esmeremo-nos na qualidade como professores, e na prática do ensino, para que o nosso trabalho seja digno de uma tão grande, abençoada e eficiente ESCOLA (Rm 12.7).

×