SlideShare uma empresa Scribd logo
O DESPERTAR DE UMA ALMA!
O QUE É ALMA??
134. O que é a alma? — Um Espírito encarnado.
134 – a) O que era a alma, antes de unir-se ao
corpo?. — Espírito.
134 – b) As almas e os Espíritos são, portanto, uma e a
mesma coisa?
— Sim, as almas não são mais que Espíritos. Antes de ligar-
se ao corpo, a alma é um dos seres inteligentes que
povoam o mundo invisível, e depois reveste
temporariamente um invólucro carnal, para se purificar e
esclarecer.
LIVRO DOS ESPIRITO, Allan Kardec
O QUE É ALMA?
Comentário de Kardec:O homem é, assim, formado
de três partes essenciais:
1°) O corpo, ou ser material, semelhante aos dos
animais e animado pelo mesmo princípio vital;
2°) A alma. Espírito encarnado, do qual o corpo é a
habitação;
3°) O perispírito. princípio intermediário, substância
semimaterial, que serve de primeiro envoltório ao
Espírito e une a alma ao corpo. Tais são como num
fruto, a semente, a polpa e a casca.
TRAJETÓRIA NA TERRA
 O Espírito, antes de reencarnar, escolhe
por atração e afinidades o meio onde irá
nascer.
 Ele reflete e repara as suas fragilidades,
suas dificuldades, se preparando para
retornar à matéria, onde buscará se
fortalecer e realizar conquistas, progredir
naquela situação em que ele possui a
dificuldade que o descontrola.
E NESSA TRAJETÓRIA...
 Deus não dá a ninguém uma prova
que não possa suportar.
 Todos têm liberdade, o que na
maioria falta é a vontade, esta é
individual. Sabemos que com força
de vontade não existem tendências
viciosas insuperáveis, o que ocorre é
que o vício, muitas vezes, ainda nos
dá prazer e, assim, não fazemos os
esforços necessários para domar a
má paixão.
QUEM OU O QUE É ESSA ALMA?
 Nos dias de hoje, é corajoso aquele que busca
explicitamente a alma; que deixa de lado a compulsão
do pensamento racional restritivo e olha para dentro
de si mesmo, procurando o que está vivo no seu nível
mais profundo, principalmente se for diferente dos
padrões existentes e dos conceitos sociais.
 Quando se abre a porta do mundo interior, é que o
indivíduo se torna consciente de todas as suas partes
sombrias.
EMOÇÕES VICIANTES
Muitas pessoas são viciadas em emoções negativas.
Não tendo nenhuma inspiração em suas vidas, elas
vivem em suas cabeças, remoendo as coisas e sentindo-
se mal durante todo o dia.
É assim que os vícios externos começam a florescer
eles vêm do vício em emoções internas.
CRIANDO ESSAS EMOÇÕES
 Vc é solteiro(a), mas você realmente quer uma
namorado(a) ou porque se sente solitário?
 Drummond já dizia: "A dor é inevitável. O sofrimento é
opcional." Estamos realmente fadados a passar por
diversas situações tais como: desemprego, morte de pessoas
queridas, assaltos, doenças, discussões com pessoas
próximas, entre outros tantos acontecimentos.
CRIANDO ESSAS EMOÇÕES
 Geralmente sozinho, você executa
as coisas em sua mente. Todas as
situações negativas dos últimos
dias, meses ou mesmo anos.
 O que não fez, o que você fez de
errado, o que você deveria ter
feito, etc ... Assim você cria
estresse, ansiedade e / ou
depressão em si mesmo, apenas
pelo pensamento
CRIANDO ESSAS EMOÇÕES
 Depois de algum tempo, você se torna viciado nessas
emoções negativas. Não parece lógico que alguém
possa ser viciado em emoções negativas, mas acontece.
MODIFICANDO AS EMOÇOES VICIANTES
 Há muitas coisas que podem ser feitas para
melhorar estas situações, mas a principalmente
lembrar que você realmente tem que fazer
alguma coisa e sozinho!
MODIFICANDO AS EMOÇOES VICIANTES
 A primeira coisa que você tem a fazer é tomar a decisão de
fazer algo e fazê-lo sozinho. Você tem de se comprometer a
fazer mudanças internamente.
 A segunda coisa que você precisa fazer é observar seus
próprios padrões.
Observe a si mesmo. Isso inclui as suas sensações, suas
emoções, o tempo, outras pessoas e o que elas dizem ou
fazem, seus arredores, a poluição, se você se exercita ou
não, o que você come, seus pensamentos, suas crenças, as
imagens que flutuam em sua mente tudo dia, e muitos
outros fatores.
MODIFICANDO AS EMOÇOES
VICIANTES
A terceira coisa que você tem é
que aprender a quebrar o
padrão e fazer isso de forma
consistente. Eventualmente,
hábitos negativos atrofiam e os
novos tomam o seu lugar.
Claro, isso não é fácil se você
foi condicionado a si mesmo
em padrões negativos durante
anos.
OLHANDO PARA A ALMA
Cada dia é um novo dia de luta para superar seu
passado e você precisa encontrar o espírito de luta
dentro de si mesmo para ajudá-lo a continuar e superar
a negatividade.
O VÍCIO É DA ALMA
 O meio influencia, mas não é
determinante.
 O vício é da alma, quando o Espírito
já tem conquista moral, vive em
qualquer ambiente. Ele não é feito pelo
meio, é ele quem faz o meio se
modificar, pelo seu exemplo.
 Arrastamento, existe sim; mas, não é
irresistível.” (Livro dos Espíritos)
CONCLUINDO
Nesta época, em que a visão científica englobou tudo, existe
um grande ceticismo a respeito da capacidade de enxergar
mais além da realidade física, sensorial.
Enxergar com a visão interna, sentir e intuir com o
coração… tudo isto é descartado como não real, como tola
superstição. Isto é um grande paradoxo, pois é somente no
nível da alma que você descobre quem realmente é. É
exatamente no mundo interno, e não no externo, que você
encontra a si mesmo.
Você acaba se desviando do caminho, nesta sociedade,
porque muita ênfase é colocada na importância das
aparências e no conhecimento exterior.
VÍCIOS EMOCIONAIS E COMO LIDAR
COM ELES!
 Em todas as situações ele buscará sempre vencer
aquilo que o motiva negativamente, como a
bebida, o fumo, e quaisquer outras compulsões.
 Enquanto o Espírito passar por provas deste
jeito, é porque a sua lição ainda não foi
concluída, e ainda precisa realizar várias fixações
sobre aquele assunto, até que haja a conquista
completa.
DEIXE ALMA REFLETIR A SUA LUZ
O melhor a fazer é aprendermos a
pensar, a escolher, a refletir e, assim,
construirmos o nosso próprio código de
valores morais, que foi fundamentado e
alicerçado, usando como padrão, Jesus
(o modelo perfeito).
Vamos ouvir com a Alma

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Poder do Pensamento
O Poder do PensamentoO Poder do Pensamento
O Poder do Pensamento
Ricardo Azevedo
 
Muitos os Chamados, Poucos os Escolhidos
Muitos os Chamados, Poucos os EscolhidosMuitos os Chamados, Poucos os Escolhidos
Muitos os Chamados, Poucos os Escolhidos
Almir Silva
 
Perdão na visão espírita
Perdão na visão espíritaPerdão na visão espírita
Perdão na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
PALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃO
PALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃOPALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃO
PALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃO
Mauro Santos
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a EvoluçãoO homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a Evolução
Ceile Bernardo
 
Perdão
PerdãoPerdão
O valor do tempo
O valor do tempoO valor do tempo
O valor do tempo
grupodepaisceb
 
O Poder da Fé
O Poder da FéO Poder da Fé
O Poder da Fé
igmateus
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
Sergio Menezes
 
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiososPalestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Tiburcio Santos
 
Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016
Ricardo Azevedo
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Grupo Espírita Cristão
 
Palestra O poder da oração
Palestra O poder da oraçãoPalestra O poder da oração
Palestra O poder da oração
Angela Moraes
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Patricia Farias
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
gmo1973
 
Ano novo, vida nova!
Ano novo, vida nova!Ano novo, vida nova!
Ano novo, vida nova!
Leonardo Pereira
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
Lisete B.
 
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmoCapítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Cynthia Castro
 

Mais procurados (20)

O Poder do Pensamento
O Poder do PensamentoO Poder do Pensamento
O Poder do Pensamento
 
Muitos os Chamados, Poucos os Escolhidos
Muitos os Chamados, Poucos os EscolhidosMuitos os Chamados, Poucos os Escolhidos
Muitos os Chamados, Poucos os Escolhidos
 
Perdão na visão espírita
Perdão na visão espíritaPerdão na visão espírita
Perdão na visão espírita
 
PALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃO
PALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃOPALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃO
PALESTRA - TRABALHO E EVOLUÇÃO
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
 
O homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a EvoluçãoO homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a Evolução
 
Perdão
PerdãoPerdão
Perdão
 
O valor do tempo
O valor do tempoO valor do tempo
O valor do tempo
 
O Poder da Fé
O Poder da FéO Poder da Fé
O Poder da Fé
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiososPalestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
 
Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
 
Palestra O poder da oração
Palestra O poder da oraçãoPalestra O poder da oração
Palestra O poder da oração
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
 
Ano novo, vida nova!
Ano novo, vida nova!Ano novo, vida nova!
Ano novo, vida nova!
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmoCapítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
 

Semelhante a O despertar de uma alma!

O segredo resumido
O segredo resumidoO segredo resumido
O segredo resumido
Claudio Duarte Sá
 
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011   auto-obsessaoExposicao 28 junho 2011   auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
caminhodaluz41
 
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Marcelo Suster
 
Juventude e emoção
Juventude e emoçãoJuventude e emoção
Juventude e emoção
Ana Paula Ribeiro de Oliveira
 
Procrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão EspiritualProcrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão Espiritual
Ricardo Azevedo
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdf
AnaBressane
 
As potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidadeAs potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidade
Universidade Federal Fluminense
 
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
Mocidade Espírita União Fraternal
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
Ceile Bernardo
 
Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).
Leonardo Pereira
 
Segredo resumido
Segredo resumidoSegredo resumido
Segredo resumido
Alvaro Santos
 
73867 o segredo-resumido
73867 o segredo-resumido73867 o segredo-resumido
73867 o segredo-resumido
ilce marinho
 
O Segredo (Resumido)
O Segredo (Resumido)O Segredo (Resumido)
O Segredo (Resumido)
Marcia 1810
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
MatildePaulo1
 
Fundamentos gnosticos-para-a-morte-do-ego
Fundamentos gnosticos-para-a-morte-do-egoFundamentos gnosticos-para-a-morte-do-ego
Fundamentos gnosticos-para-a-morte-do-ego
Paulo César Sanches
 
Doenças da alma
Doenças da alma Doenças da alma
Doenças da alma
Victor Passos
 
SR Florais De Bach
SR Florais De BachSR Florais De Bach
SR Florais De Bach
Sandra Regina De Souza
 
Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)
Alice Lirio
 
Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
PatiSousa1
 

Semelhante a O despertar de uma alma! (20)

O segredo resumido
O segredo resumidoO segredo resumido
O segredo resumido
 
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011   auto-obsessaoExposicao 28 junho 2011   auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
 
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
 
Juventude e emoção
Juventude e emoçãoJuventude e emoção
Juventude e emoção
 
Procrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão EspiritualProcrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão Espiritual
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdf
 
As potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidadeAs potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidade
 
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
 
Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).
 
Segredo resumido
Segredo resumidoSegredo resumido
Segredo resumido
 
73867 o segredo-resumido
73867 o segredo-resumido73867 o segredo-resumido
73867 o segredo-resumido
 
O Segredo (Resumido)
O Segredo (Resumido)O Segredo (Resumido)
O Segredo (Resumido)
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
 
Fundamentos gnosticos-para-a-morte-do-ego
Fundamentos gnosticos-para-a-morte-do-egoFundamentos gnosticos-para-a-morte-do-ego
Fundamentos gnosticos-para-a-morte-do-ego
 
Doenças da alma
Doenças da alma Doenças da alma
Doenças da alma
 
SR Florais De Bach
SR Florais De BachSR Florais De Bach
SR Florais De Bach
 
Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)
 
Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
 

Último

DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 

Último (18)

DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 

O despertar de uma alma!

  • 1. O DESPERTAR DE UMA ALMA!
  • 2. O QUE É ALMA?? 134. O que é a alma? — Um Espírito encarnado. 134 – a) O que era a alma, antes de unir-se ao corpo?. — Espírito. 134 – b) As almas e os Espíritos são, portanto, uma e a mesma coisa? — Sim, as almas não são mais que Espíritos. Antes de ligar- se ao corpo, a alma é um dos seres inteligentes que povoam o mundo invisível, e depois reveste temporariamente um invólucro carnal, para se purificar e esclarecer. LIVRO DOS ESPIRITO, Allan Kardec
  • 3. O QUE É ALMA? Comentário de Kardec:O homem é, assim, formado de três partes essenciais: 1°) O corpo, ou ser material, semelhante aos dos animais e animado pelo mesmo princípio vital; 2°) A alma. Espírito encarnado, do qual o corpo é a habitação; 3°) O perispírito. princípio intermediário, substância semimaterial, que serve de primeiro envoltório ao Espírito e une a alma ao corpo. Tais são como num fruto, a semente, a polpa e a casca.
  • 4. TRAJETÓRIA NA TERRA  O Espírito, antes de reencarnar, escolhe por atração e afinidades o meio onde irá nascer.  Ele reflete e repara as suas fragilidades, suas dificuldades, se preparando para retornar à matéria, onde buscará se fortalecer e realizar conquistas, progredir naquela situação em que ele possui a dificuldade que o descontrola.
  • 5. E NESSA TRAJETÓRIA...  Deus não dá a ninguém uma prova que não possa suportar.  Todos têm liberdade, o que na maioria falta é a vontade, esta é individual. Sabemos que com força de vontade não existem tendências viciosas insuperáveis, o que ocorre é que o vício, muitas vezes, ainda nos dá prazer e, assim, não fazemos os esforços necessários para domar a má paixão.
  • 6. QUEM OU O QUE É ESSA ALMA?  Nos dias de hoje, é corajoso aquele que busca explicitamente a alma; que deixa de lado a compulsão do pensamento racional restritivo e olha para dentro de si mesmo, procurando o que está vivo no seu nível mais profundo, principalmente se for diferente dos padrões existentes e dos conceitos sociais.  Quando se abre a porta do mundo interior, é que o indivíduo se torna consciente de todas as suas partes sombrias.
  • 7. EMOÇÕES VICIANTES Muitas pessoas são viciadas em emoções negativas. Não tendo nenhuma inspiração em suas vidas, elas vivem em suas cabeças, remoendo as coisas e sentindo- se mal durante todo o dia. É assim que os vícios externos começam a florescer eles vêm do vício em emoções internas.
  • 8. CRIANDO ESSAS EMOÇÕES  Vc é solteiro(a), mas você realmente quer uma namorado(a) ou porque se sente solitário?  Drummond já dizia: "A dor é inevitável. O sofrimento é opcional." Estamos realmente fadados a passar por diversas situações tais como: desemprego, morte de pessoas queridas, assaltos, doenças, discussões com pessoas próximas, entre outros tantos acontecimentos.
  • 9. CRIANDO ESSAS EMOÇÕES  Geralmente sozinho, você executa as coisas em sua mente. Todas as situações negativas dos últimos dias, meses ou mesmo anos.  O que não fez, o que você fez de errado, o que você deveria ter feito, etc ... Assim você cria estresse, ansiedade e / ou depressão em si mesmo, apenas pelo pensamento
  • 10. CRIANDO ESSAS EMOÇÕES  Depois de algum tempo, você se torna viciado nessas emoções negativas. Não parece lógico que alguém possa ser viciado em emoções negativas, mas acontece.
  • 11. MODIFICANDO AS EMOÇOES VICIANTES  Há muitas coisas que podem ser feitas para melhorar estas situações, mas a principalmente lembrar que você realmente tem que fazer alguma coisa e sozinho!
  • 12. MODIFICANDO AS EMOÇOES VICIANTES  A primeira coisa que você tem a fazer é tomar a decisão de fazer algo e fazê-lo sozinho. Você tem de se comprometer a fazer mudanças internamente.  A segunda coisa que você precisa fazer é observar seus próprios padrões. Observe a si mesmo. Isso inclui as suas sensações, suas emoções, o tempo, outras pessoas e o que elas dizem ou fazem, seus arredores, a poluição, se você se exercita ou não, o que você come, seus pensamentos, suas crenças, as imagens que flutuam em sua mente tudo dia, e muitos outros fatores.
  • 13. MODIFICANDO AS EMOÇOES VICIANTES A terceira coisa que você tem é que aprender a quebrar o padrão e fazer isso de forma consistente. Eventualmente, hábitos negativos atrofiam e os novos tomam o seu lugar. Claro, isso não é fácil se você foi condicionado a si mesmo em padrões negativos durante anos.
  • 14. OLHANDO PARA A ALMA Cada dia é um novo dia de luta para superar seu passado e você precisa encontrar o espírito de luta dentro de si mesmo para ajudá-lo a continuar e superar a negatividade.
  • 15. O VÍCIO É DA ALMA  O meio influencia, mas não é determinante.  O vício é da alma, quando o Espírito já tem conquista moral, vive em qualquer ambiente. Ele não é feito pelo meio, é ele quem faz o meio se modificar, pelo seu exemplo.  Arrastamento, existe sim; mas, não é irresistível.” (Livro dos Espíritos)
  • 16. CONCLUINDO Nesta época, em que a visão científica englobou tudo, existe um grande ceticismo a respeito da capacidade de enxergar mais além da realidade física, sensorial. Enxergar com a visão interna, sentir e intuir com o coração… tudo isto é descartado como não real, como tola superstição. Isto é um grande paradoxo, pois é somente no nível da alma que você descobre quem realmente é. É exatamente no mundo interno, e não no externo, que você encontra a si mesmo. Você acaba se desviando do caminho, nesta sociedade, porque muita ênfase é colocada na importância das aparências e no conhecimento exterior.
  • 17. VÍCIOS EMOCIONAIS E COMO LIDAR COM ELES!  Em todas as situações ele buscará sempre vencer aquilo que o motiva negativamente, como a bebida, o fumo, e quaisquer outras compulsões.  Enquanto o Espírito passar por provas deste jeito, é porque a sua lição ainda não foi concluída, e ainda precisa realizar várias fixações sobre aquele assunto, até que haja a conquista completa.
  • 18. DEIXE ALMA REFLETIR A SUA LUZ O melhor a fazer é aprendermos a pensar, a escolher, a refletir e, assim, construirmos o nosso próprio código de valores morais, que foi fundamentado e alicerçado, usando como padrão, Jesus (o modelo perfeito).
  • 19. Vamos ouvir com a Alma