SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
A Psicologia humana e
    os modelos de
      Felicidade

     Prof. Raul Pessolani - TEM

          Email: raul@vm.uff.br
Paradigmas
É uma percepção, um ponto de vista, um
modo de ver o mundo.
 Ex: Muro de dormentes de madeira

Repensar nossos paradigmas.
 Podemos estar precisando de mais informação.
 Antes de mudar a sí mesmo é preciso mudar a
 própria perspectiva.
Captação da realidade
 Sentidos Externos
   Vista, tato, gosto, olfato, audição


 Sentidos Internos
   Unifica os sinais dos sentidos
     Forma a Imagem
   Imaginação
     Forma um banco de imagens
   Memória
     Armazena os dados
                                         3
Potências inferiores
Nível sensorial, orgânico, material
  Reação da sensibilidade => Sentimentos

Paixões => Movimentos interiores
    Amor, ódio, ira, medo,...

São Irracionais
    Podem ser aproveitadas ou nos destruir.

Fruto: impulsos e os desejos
    Gosto disso e não daquilo
    Deu raiva.... Estou com medo.
    Não fui com a cara...Bateu uma preguiça...   4
Potências Superiores
 Além do orgânico, do sensível.

 Inteligência.
  Capacidade de conhecer a realidade
  Busca o Conhecimento Verdadeiro
  Não é material
   Nossos pensamentos não tem gosto, nem cor,
                 nem cheiram
                                                5
Gosto e Vontade
Gosto => Reação da sensibilidade
 Gosto de cerveja, mas prefiro beber água
 Quero ir à praia, mas eu devo estudar!
 Dá vontade de gritar, mas é melhor ficar quieto

Vontade => Auto-determinação
 Fruto de um processo de raciocínio que produz
 uma escolha livre.
 Quero estudar, vou emagrecer, prefiro água.
                                              6
O Processo de decisão
Os sentidos captam.

A sensibilidade reage.

A inteligência elabora.

A vontade decide.

O Homem atua.
                            7
Uma depende da outra
Se os sentidos não captam, a sensibilidade não
reage.

A vontade precisa da inteligência para que
mostre o que vale a pena.

Se a inteligência não é cultivada, não
reconhecerá o verdadeiro.

                                             8
Personalidade equilibrada
A inteligência e a vontade prevalecem sobre as
              paixões sem anulá-las.

 Defeitos:
     Agir só com os sentimentos => Sentimental

     Agir só com as paixões       => Apaixonado

     Agir só com a inteligência   => Frio, sem coração

     Agir só com a vontade        => Voluntarioso


                                                         9
Equilíbrio
As paixões devem ser dominadas

A Inteligência deve ser educada a conhecer
o verdadeiro.

A Vontade deve ser forte para escolher o que
vale a pena, e não só o que a sensibilidade
lhe pede
                                               10
Educação da Vontade

Não desprezes as pequenas coisas, porque, através
   do contínuo exercício de negar e te negares a ti
  próprio nessas coisas - que nunca são futilidades
   nem ninharias -, fortalecerás, virilizarás, com a
    graça de Deus, a tua vontade, para seres, em
      primeiro lugar, inteiro senhor de ti mesmo.

   E depois, guia, chefe, líder! - que prendas, que
 empurres, que arrastes, com o teu exemplo e com a
 tua palavra e com a tua ciência e com o teu império.
Habituar-se a dizer não à sí
         próprio!

Lista de pontos de vencimentos pessoais:
 Tomar banho frio
 Acordar numa hora fixa
 Seguir um horário com pontualidade
 Não comer ou beber sempre do que gosta mais.
 Dormir numa hora fixa.
 Não fazer sempre o que gosta mais.
O QUE BUSCAMOS
  NAS NOSSAS
    AÇÕES?


                 13
A Felicidade, a realização!

Escolhe-se as ações que, acreditamos, nos
levarão à realização.

Perguntas que inconscientemente nos fazemos:
  O que devo fazer para ser feliz?
    Como devo atuar, qual caminho devo tomar?




 O que devo fazer para ser feliz?
                                                14
O que é mais valorizado hoje em dia?
   Em que se coloca a felicidade?

1) Prazer
  Aproveitar a vida ao máximo

2) Dinheiro
  Acumular o máximo de dinheiros e bens que se é capaz

3) Honra, Poder
  Ganhar muita fama, ficar famoso e mandar na própria vida


       Modelo materialista baseado na
      satisfação das potências inferiores.                   15
O que procura a Juventude atual?
                 (Revista Veja, 15-2-09)



 Os que nasceram a partir de 1990 não almejam fazer
 nenhum tipo de revolução – nem sexual nem política,
 como sonhavam os jovens dos anos 60 e 70. Mudar o
 mundo não é com eles. O que querem mesmo é ganhar
 um bom dinheiro com seu trabalho.

 Qual é a percepção imediata da vida? Limita-se a um
 medo instintivo da morte, a uma procura imediata do
 prazer e à possibilidade de ter sucesso na vida à
 qualquer custo e sem muito escrúpulo.
                                           Massimo Borghesi
   “Burguês em Estado Puro”
    Total Ausência de Ideais
                                                         16
Características da
Sociedade Atual
Jurandir Freire Costa, Psicólogo, Prof. da UERJ




     Hipervalorização do externo, do visual, do material.
        A forma física, a juventude, o prazer => medida de felicidade
            Mede-se o valor de um homem e da Mulher pela sua aparência.
        Se vc quer ser feliz:
            Mantenha a juventude, a forma física, a beleza
            Dê rédea solta às suas sensações: satisfaça os seus
            sentidos, tenha o máximo prazer.

                  “Quando quiser saber quem é você,
                        pergunte ao seu corpo”                          17
Aonde nos passam esses
        valores?
Mídia: somos treinados a não pensar.
  Objetos de consumo
  Novelas: não são espelho, mas lente de
  aumento da realidade


Modelo que ofende a nossa natureza.
  Somos seres que pensam, amam, e que
  somos capazes de realizar ações nobres
  O mais importante é a nossa intimidade

É lamentável o que os interesses econômicos, vem fazendo
   com vários aspectos das nossas vidas como o amor, a 18
                sexualidade e a intimidade.
Reflexos no comportamento
 A Ética da malandragem.
   “O importante é levar vantagem em tudo”
                   Não há princípios!

 Perda de ideais mais nobres.
   Passado: música, a literatura, ou a família
   Hoje: prazer, beleza, juventude.
     Esparta: Modelo cultural semelhante:
     O que ficou de Esparta? Nada!


                                                 19
Conseqüências
1) Ansiedade.
   Medo de perder a forma
   –   Pressão insuportável: de perder a forma, de ficar velho.
   –   Anorexia e Bulimia
   Não se consegue manter a todo o tempo a taxa de
   prazer que esse modelo exige.
   Felicidade cada vez mais distante


2) Depressão
   Falta de apetite para viver
   - Decepção, desânimo perante a vida.

                                                                  20
Fico surpreso quando constato que há uma grande
      clientela de jovens dos 18 aos 30 anos que
                     procuram o divã.

Antes, recorria-se ao psicólogo porque não se ousava
       realizar os seus desejos. Hoje, os jovens o
         procuram por não saber o que desejar.

Foram criados em condições que promovem a busca
   rápida do prazer máximo e sem obrigações. Isto
     provoca grandes dificuldades e frustrações.
                                                   21
Reflexos
Consumo de Bebidas

Consumo de Drogas.

Consumo de Sexo.

       Animalização do homem
Critica
O Modelo materialista é reducionista
  Só contempla o sensível, o gosto.
    Nega a parte nobre => as potências superiores
  Nega a interioridade humana
   A Espiritualidade

Na vida, cedo ou tarde, lidamos com questões vitais
  Prazer/Dor, Sucesso/Fracasso, Saúde/doença.

 O modelo materialista não responde à essas
                  questões.
                                                    23
Como sair da mecânica
         materialista?
1. Pensar mais:
    Overdose de informação (TV, Internet, som,...)
    Experimentar a experiência do silêncio.

 Esse é o pior dos mundos, onde não penso sobre o
            que sou, ou sobre o que quero.

2. Cultivar novos valores:
    Descobrir a felicidade no enriquecimento interior.
    A Interioridade, a espiritualidade.

                                                         24
Aristóteles: aonde pode
    estar a Felicidade?

Ainda que, para muitos a felicidade esteja no
prazer e no gozo, ou na honra, ou em juntar
riquezas, parece que nenhum deles o representa
completamente, pois:

O Prazer e o gozo nos torna semelhantes aos animais.

A Honra: não depende de nós, mas de quem a dá: é algo
extrínseco.

As Riquezas: são um meio e não um fim.
                                                       25
Modelo segundo Aristóteles

Para Aristóteles a felicidade consiste não no ter ou no
fazer, mas no ser, no enriquecimento interior.

No exercício das potências superiores:
  Inteligência => Pensar, ler, conhecer, estudar.
  Vontade => acostumá-la a escolher o bem.


Ao atuar, edifico a mim mesmo
  Se digo a verdade, faço-me sincero, e torno-me melhor
    Ao dizê-la não ganho nada externamente e até me prejudico,
    mas me edifico internamente.                          26
Nenhum bem finito, nem as
riquezas, o prazer, as honras, a
 saúde ou a fortaleza corporal-
  pode ser objeto da felicidade
humana, porque são incapazes
     de saciar as tendências
    principais do ser humano
               (Aristóteles, Séc VI AC)




                                          27
Modelo não material
Condizente com a dignidade do homem
Satisfação das potências superiores
 Inteligência

 Vontade => Agir bem!
Pratica
Qual é o seu modelo de felicidade? Como você
imagina a sua perfeita realização?

Comente o que representa para você cada um dos
itens abaixo.
  Prazer
  Poder
  Serviço
  Família
  Amizade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Empreendedorismo feminino: em busca da independência financeira
Empreendedorismo feminino: em busca da independência financeiraEmpreendedorismo feminino: em busca da independência financeira
Empreendedorismo feminino: em busca da independência financeiraCelia Carvalho
 
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!Fabrício Ottoni
 
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptxPsicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptxFernanda Nocam
 
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"Vocação
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocionalemagrecer
 
tipos de animação.docx
tipos de animação.docxtipos de animação.docx
tipos de animação.docxSusana Costa
 
Motivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipeMotivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipeRúbian Fátima
 
Orientação Profissional
Orientação ProfissionalOrientação Profissional
Orientação ProfissionalMaristela Moura
 
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacaoSlide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacaoestudosacademicospedag
 
Como Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoçõesComo Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoçõesDora Guiseline
 

Mais procurados (20)

Empreendedorismo feminino: em busca da independência financeira
Empreendedorismo feminino: em busca da independência financeiraEmpreendedorismo feminino: em busca da independência financeira
Empreendedorismo feminino: em busca da independência financeira
 
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
 
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptxPsicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Auto Estima
Auto EstimaAuto Estima
Auto Estima
 
Aula Liberdade e Limites
Aula Liberdade e Limites Aula Liberdade e Limites
Aula Liberdade e Limites
 
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Autoestima
 
teorias da personalidade - Carl Rogers
teorias da personalidade - Carl Rogersteorias da personalidade - Carl Rogers
teorias da personalidade - Carl Rogers
 
tipos de animação.docx
tipos de animação.docxtipos de animação.docx
tipos de animação.docx
 
Slide apresentação carl rogers
Slide apresentação carl rogersSlide apresentação carl rogers
Slide apresentação carl rogers
 
Motivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipeMotivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipe
 
A auto estima
A auto estimaA auto estima
A auto estima
 
50638172 auto-conhecimento
50638172 auto-conhecimento50638172 auto-conhecimento
50638172 auto-conhecimento
 
Orientação Profissional
Orientação ProfissionalOrientação Profissional
Orientação Profissional
 
Sustentabilidade da Liderança
Sustentabilidade da Liderança Sustentabilidade da Liderança
Sustentabilidade da Liderança
 
Motivação na Escola.pdf
Motivação na Escola.pdfMotivação na Escola.pdf
Motivação na Escola.pdf
 
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacaoSlide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
 
Como Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoçõesComo Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoções
 

Semelhante a As potencias humanas e os modelos de felicidade

Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Leonardo Pereira
 
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Leonardo Pereira
 
Palestra Crença de Heroi
Palestra Crença de Heroi Palestra Crença de Heroi
Palestra Crença de Heroi Edhyr Motta
 
O despertar de uma alma!
O despertar  de uma  alma!O despertar  de uma  alma!
O despertar de uma alma!Sonia Leite
 
Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...
Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...
Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...Paulo Ernesto Nunes
 
Aula Perfeição Moral
Aula  Perfeição MoralAula  Perfeição Moral
Aula Perfeição MoralCeile Bernardo
 
Relações humanas e cooperação - nova apresentação
Relações humanas e cooperação - nova apresentaçãoRelações humanas e cooperação - nova apresentação
Relações humanas e cooperação - nova apresentaçãoPertti Simula
 
1 resumo prático - auto-conhecimento 2fls
1   resumo prático - auto-conhecimento 2fls1   resumo prático - auto-conhecimento 2fls
1 resumo prático - auto-conhecimento 2flsCleiton Conde
 
O porquê dos nossos sentimentos
O porquê dos nossos sentimentosO porquê dos nossos sentimentos
O porquê dos nossos sentimentosArgos Arruda Pinto
 
7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimento7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimentoCelia Niza
 
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011Ana Caetano
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxMatildePaulo1
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaJoseni Carvalho Ramos
 
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESEAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESNorberto Scavone Augusto
 
Ética na Ótica Espírita - USE - Tatuapé
Ética na Ótica Espírita - USE - TatuapéÉtica na Ótica Espírita - USE - Tatuapé
Ética na Ótica Espírita - USE - TatuapéNorberto Tomasini Jr
 

Semelhante a As potencias humanas e os modelos de felicidade (20)

Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
 
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
 
Palestra Crença de Heroi
Palestra Crença de Heroi Palestra Crença de Heroi
Palestra Crença de Heroi
 
2 (4)
2 (4)2 (4)
2 (4)
 
Quem você pensa que é?
Quem você pensa que é?Quem você pensa que é?
Quem você pensa que é?
 
Pedagogia da virtude
Pedagogia da virtudePedagogia da virtude
Pedagogia da virtude
 
O despertar de uma alma!
O despertar  de uma  alma!O despertar  de uma  alma!
O despertar de uma alma!
 
Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...
Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...
Aspectos Comportamentais - MBA Gestão Empresarial - Alunos Ribeirão Preto - O...
 
Aula Perfeição Moral
Aula  Perfeição MoralAula  Perfeição Moral
Aula Perfeição Moral
 
Aula a.c.c
Aula a.c.cAula a.c.c
Aula a.c.c
 
Joelden.pptx
Joelden.pptxJoelden.pptx
Joelden.pptx
 
Relações humanas e cooperação - nova apresentação
Relações humanas e cooperação - nova apresentaçãoRelações humanas e cooperação - nova apresentação
Relações humanas e cooperação - nova apresentação
 
1 resumo prático - auto-conhecimento 2fls
1   resumo prático - auto-conhecimento 2fls1   resumo prático - auto-conhecimento 2fls
1 resumo prático - auto-conhecimento 2fls
 
O porquê dos nossos sentimentos
O porquê dos nossos sentimentosO porquê dos nossos sentimentos
O porquê dos nossos sentimentos
 
7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimento7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimento
 
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
 
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESEAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
 
Ética na Ótica Espírita - USE - Tatuapé
Ética na Ótica Espírita - USE - TatuapéÉtica na Ótica Espírita - USE - Tatuapé
Ética na Ótica Espírita - USE - Tatuapé
 

Mais de Universidade Federal Fluminense

Mais de Universidade Federal Fluminense (20)

Etica nas ações profissionais
Etica nas ações profissionaisEtica nas ações profissionais
Etica nas ações profissionais
 
As virtudes na profissão e na universidade
As virtudes na profissão e na universidadeAs virtudes na profissão e na universidade
As virtudes na profissão e na universidade
 
éTica nas ações profissionais
éTica nas ações profissionaiséTica nas ações profissionais
éTica nas ações profissionais
 
éTica nas ações profissionais
éTica nas ações profissionaiséTica nas ações profissionais
éTica nas ações profissionais
 
Rompendo barreiras para gerar nov as idéias
Rompendo barreiras para gerar nov as idéiasRompendo barreiras para gerar nov as idéias
Rompendo barreiras para gerar nov as idéias
 
Identificação do problema
Identificação do problemaIdentificação do problema
Identificação do problema
 
Etica e ciencia
Etica e cienciaEtica e ciencia
Etica e ciencia
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Exito ou fracasso
Exito ou fracassoExito ou fracasso
Exito ou fracasso
 
Metodologia de pesquisa nv
Metodologia de pesquisa nvMetodologia de pesquisa nv
Metodologia de pesquisa nv
 
Exito ou fracasso
Exito ou fracassoExito ou fracasso
Exito ou fracasso
 
O desafio da amizade
O desafio da amizadeO desafio da amizade
O desafio da amizade
 
As invenções e a revolução industrial
As invenções e a revolução industrialAs invenções e a revolução industrial
As invenções e a revolução industrial
 
As virtudes cardeais no ambiente profissional
As virtudes cardeais no ambiente profissionalAs virtudes cardeais no ambiente profissional
As virtudes cardeais no ambiente profissional
 
1. introdução ao método dos elementos de contorno
1. introdução ao método dos elementos de contorno1. introdução ao método dos elementos de contorno
1. introdução ao método dos elementos de contorno
 
8. ciencia e fe 1
8. ciencia e fe 18. ciencia e fe 1
8. ciencia e fe 1
 
Modelagem mef
Modelagem mefModelagem mef
Modelagem mef
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
O papel das vitrudes na formação do carater
O papel das vitrudes na formação do caraterO papel das vitrudes na formação do carater
O papel das vitrudes na formação do carater
 
Virtudes e defeitos dos caracteres
Virtudes e defeitos dos caracteresVirtudes e defeitos dos caracteres
Virtudes e defeitos dos caracteres
 

Último

Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 

Último (20)

Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 

As potencias humanas e os modelos de felicidade

  • 1. A Psicologia humana e os modelos de Felicidade Prof. Raul Pessolani - TEM Email: raul@vm.uff.br
  • 2. Paradigmas É uma percepção, um ponto de vista, um modo de ver o mundo. Ex: Muro de dormentes de madeira Repensar nossos paradigmas. Podemos estar precisando de mais informação. Antes de mudar a sí mesmo é preciso mudar a própria perspectiva.
  • 3. Captação da realidade Sentidos Externos Vista, tato, gosto, olfato, audição Sentidos Internos Unifica os sinais dos sentidos Forma a Imagem Imaginação Forma um banco de imagens Memória Armazena os dados 3
  • 4. Potências inferiores Nível sensorial, orgânico, material Reação da sensibilidade => Sentimentos Paixões => Movimentos interiores Amor, ódio, ira, medo,... São Irracionais Podem ser aproveitadas ou nos destruir. Fruto: impulsos e os desejos Gosto disso e não daquilo Deu raiva.... Estou com medo. Não fui com a cara...Bateu uma preguiça... 4
  • 5. Potências Superiores Além do orgânico, do sensível. Inteligência. Capacidade de conhecer a realidade Busca o Conhecimento Verdadeiro Não é material Nossos pensamentos não tem gosto, nem cor, nem cheiram 5
  • 6. Gosto e Vontade Gosto => Reação da sensibilidade Gosto de cerveja, mas prefiro beber água Quero ir à praia, mas eu devo estudar! Dá vontade de gritar, mas é melhor ficar quieto Vontade => Auto-determinação Fruto de um processo de raciocínio que produz uma escolha livre. Quero estudar, vou emagrecer, prefiro água. 6
  • 7. O Processo de decisão Os sentidos captam. A sensibilidade reage. A inteligência elabora. A vontade decide. O Homem atua. 7
  • 8. Uma depende da outra Se os sentidos não captam, a sensibilidade não reage. A vontade precisa da inteligência para que mostre o que vale a pena. Se a inteligência não é cultivada, não reconhecerá o verdadeiro. 8
  • 9. Personalidade equilibrada A inteligência e a vontade prevalecem sobre as paixões sem anulá-las. Defeitos: Agir só com os sentimentos => Sentimental Agir só com as paixões => Apaixonado Agir só com a inteligência => Frio, sem coração Agir só com a vontade => Voluntarioso 9
  • 10. Equilíbrio As paixões devem ser dominadas A Inteligência deve ser educada a conhecer o verdadeiro. A Vontade deve ser forte para escolher o que vale a pena, e não só o que a sensibilidade lhe pede 10
  • 11. Educação da Vontade Não desprezes as pequenas coisas, porque, através do contínuo exercício de negar e te negares a ti próprio nessas coisas - que nunca são futilidades nem ninharias -, fortalecerás, virilizarás, com a graça de Deus, a tua vontade, para seres, em primeiro lugar, inteiro senhor de ti mesmo. E depois, guia, chefe, líder! - que prendas, que empurres, que arrastes, com o teu exemplo e com a tua palavra e com a tua ciência e com o teu império.
  • 12. Habituar-se a dizer não à sí próprio! Lista de pontos de vencimentos pessoais: Tomar banho frio Acordar numa hora fixa Seguir um horário com pontualidade Não comer ou beber sempre do que gosta mais. Dormir numa hora fixa. Não fazer sempre o que gosta mais.
  • 13. O QUE BUSCAMOS NAS NOSSAS AÇÕES? 13
  • 14. A Felicidade, a realização! Escolhe-se as ações que, acreditamos, nos levarão à realização. Perguntas que inconscientemente nos fazemos: O que devo fazer para ser feliz? Como devo atuar, qual caminho devo tomar? O que devo fazer para ser feliz? 14
  • 15. O que é mais valorizado hoje em dia? Em que se coloca a felicidade? 1) Prazer Aproveitar a vida ao máximo 2) Dinheiro Acumular o máximo de dinheiros e bens que se é capaz 3) Honra, Poder Ganhar muita fama, ficar famoso e mandar na própria vida Modelo materialista baseado na satisfação das potências inferiores. 15
  • 16. O que procura a Juventude atual? (Revista Veja, 15-2-09) Os que nasceram a partir de 1990 não almejam fazer nenhum tipo de revolução – nem sexual nem política, como sonhavam os jovens dos anos 60 e 70. Mudar o mundo não é com eles. O que querem mesmo é ganhar um bom dinheiro com seu trabalho. Qual é a percepção imediata da vida? Limita-se a um medo instintivo da morte, a uma procura imediata do prazer e à possibilidade de ter sucesso na vida à qualquer custo e sem muito escrúpulo. Massimo Borghesi “Burguês em Estado Puro” Total Ausência de Ideais 16
  • 17. Características da Sociedade Atual Jurandir Freire Costa, Psicólogo, Prof. da UERJ Hipervalorização do externo, do visual, do material. A forma física, a juventude, o prazer => medida de felicidade Mede-se o valor de um homem e da Mulher pela sua aparência. Se vc quer ser feliz: Mantenha a juventude, a forma física, a beleza Dê rédea solta às suas sensações: satisfaça os seus sentidos, tenha o máximo prazer. “Quando quiser saber quem é você, pergunte ao seu corpo” 17
  • 18. Aonde nos passam esses valores? Mídia: somos treinados a não pensar. Objetos de consumo Novelas: não são espelho, mas lente de aumento da realidade Modelo que ofende a nossa natureza. Somos seres que pensam, amam, e que somos capazes de realizar ações nobres O mais importante é a nossa intimidade É lamentável o que os interesses econômicos, vem fazendo com vários aspectos das nossas vidas como o amor, a 18 sexualidade e a intimidade.
  • 19. Reflexos no comportamento A Ética da malandragem. “O importante é levar vantagem em tudo” Não há princípios! Perda de ideais mais nobres. Passado: música, a literatura, ou a família Hoje: prazer, beleza, juventude. Esparta: Modelo cultural semelhante: O que ficou de Esparta? Nada! 19
  • 20. Conseqüências 1) Ansiedade. Medo de perder a forma – Pressão insuportável: de perder a forma, de ficar velho. – Anorexia e Bulimia Não se consegue manter a todo o tempo a taxa de prazer que esse modelo exige. Felicidade cada vez mais distante 2) Depressão Falta de apetite para viver - Decepção, desânimo perante a vida. 20
  • 21. Fico surpreso quando constato que há uma grande clientela de jovens dos 18 aos 30 anos que procuram o divã. Antes, recorria-se ao psicólogo porque não se ousava realizar os seus desejos. Hoje, os jovens o procuram por não saber o que desejar. Foram criados em condições que promovem a busca rápida do prazer máximo e sem obrigações. Isto provoca grandes dificuldades e frustrações. 21
  • 22. Reflexos Consumo de Bebidas Consumo de Drogas. Consumo de Sexo. Animalização do homem
  • 23. Critica O Modelo materialista é reducionista Só contempla o sensível, o gosto. Nega a parte nobre => as potências superiores Nega a interioridade humana A Espiritualidade Na vida, cedo ou tarde, lidamos com questões vitais Prazer/Dor, Sucesso/Fracasso, Saúde/doença. O modelo materialista não responde à essas questões. 23
  • 24. Como sair da mecânica materialista? 1. Pensar mais: Overdose de informação (TV, Internet, som,...) Experimentar a experiência do silêncio. Esse é o pior dos mundos, onde não penso sobre o que sou, ou sobre o que quero. 2. Cultivar novos valores: Descobrir a felicidade no enriquecimento interior. A Interioridade, a espiritualidade. 24
  • 25. Aristóteles: aonde pode estar a Felicidade? Ainda que, para muitos a felicidade esteja no prazer e no gozo, ou na honra, ou em juntar riquezas, parece que nenhum deles o representa completamente, pois: O Prazer e o gozo nos torna semelhantes aos animais. A Honra: não depende de nós, mas de quem a dá: é algo extrínseco. As Riquezas: são um meio e não um fim. 25
  • 26. Modelo segundo Aristóteles Para Aristóteles a felicidade consiste não no ter ou no fazer, mas no ser, no enriquecimento interior. No exercício das potências superiores: Inteligência => Pensar, ler, conhecer, estudar. Vontade => acostumá-la a escolher o bem. Ao atuar, edifico a mim mesmo Se digo a verdade, faço-me sincero, e torno-me melhor Ao dizê-la não ganho nada externamente e até me prejudico, mas me edifico internamente. 26
  • 27. Nenhum bem finito, nem as riquezas, o prazer, as honras, a saúde ou a fortaleza corporal- pode ser objeto da felicidade humana, porque são incapazes de saciar as tendências principais do ser humano (Aristóteles, Séc VI AC) 27
  • 28. Modelo não material Condizente com a dignidade do homem Satisfação das potências superiores Inteligência Vontade => Agir bem!
  • 29. Pratica Qual é o seu modelo de felicidade? Como você imagina a sua perfeita realização? Comente o que representa para você cada um dos itens abaixo. Prazer Poder Serviço Família Amizade