Transporte nas plantas

2.204 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • é uma série de erros nestes slides. Contacte-me via omeuceu@gmail.com
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
221
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transporte nas plantas

  1. 1. Prof. Ana Rita Rainho Transporte nas Plantas
  2. 2. Transporte nas plantas Materiais transportados • Seiva bruta: água e sais minerais – Conduzida da raiz ate às folhas pelo xilema • Seiva elaborada: produtos orgânicos resultantes da FTS – Conduzida das folhas até aos órgãos de armazenamento pelo floema
  3. 3. Tecidos condutores Xilema Floema • Conduz a seiva bruta • Conduz a seiva elaborada • Elementos condutores: traqueídos e elementos de vaso • Elementos condutores: células dos tubos crivosos – Células mortas – Sem conteúdo celular – Parede espessada com lenhina – Células vivas – Placas crivosas facilitam a passagem de substâncias • Células de companhia – Facilitam a actividade dos tubos crivosos
  4. 4. Xilema Organização das células que constituem o xilema de uma planta Elementos de vaso Traqueídos
  5. 5. Floema Organização das células que constituem o floema de uma planta Placas crivosas: corte transversal de células dos tubos crivosos
  6. 6. Feixes vasculares numa raíz Simples e alternos
  7. 7. Feixes vasculares num caule Duplos e colaterais
  8. 8. Feixe vascular numa folha Epiderme superior Mesófilo Epiderme inferior
  9. 9. Estrutura da Folha Células-guarda Células-guarda Ostíolo Câmara estomática
  10. 10. Estrutura da Folha - Estomas Únicas células da epiderme com cloroplastos. Regulam as trocas gasosas com o meio.
  11. 11. TRANSPORTE NO XILEMA Hipótese da pressão radicular Hipótese da Tensão – Coesão – Adesão
  12. 12. Hipótese da Pressão Radicular • A água absorvida na raíz gera uma pressão que “empurra” a seiva bruta no sentido ascendente. – Comprovado pela ascensão do mercúrio no tubo.
  13. 13. Pressão Radicular observa-se em… Exsudação • Saída de seiva através de caules que são podados. – Ex: videira Gutação • Libertação de água pelos bordos das folhas quando a Prad é muito grande. – Ex: morangueiro
  14. 14. Problemas: • Não explica a ascensão em plantas de grandes dimensões; • Algumas plantas não apresentam pressão radicular.
  15. 15. Hipótese da Tensão-Coesão-Adesão
  16. 16. Controlo da Transpiração Entrada de iões Entrada de água A célula fica túrgida O ostíolo abre
  17. 17. Controlo da Transpiração Saída de iões Saída de água A célula fica plasmolisada O ostíolo fecha
  18. 18. Controlo da Transpiração Ostíolo aberto Ostíolo fechado
  19. 19. TRANSPORTE NO FLOEMA Hipótese do Fluxo de Massa
  20. 20. Evidências… Se o corte for muito profundo, existe acumulação de seiva floémica no sentido descendente. Ao fim de algum tempo a planta morre por falta de compostos orgânicos.
  21. 21. Evidências… Exsudação de seiva floémica no pinheiro. Cortes profundos permitem a saída de seiva do floema, que pelas suas propriedades é utilizada pelo homem (resina)
  22. 22. Teoria do Fluxo de Massa Transporte activo 20% 3% Transporte activo (?)
  23. 23. Transporte activo 20% A água passa do xilema para os tubos crivosos Origina-se um fluxo de massa em direcção às c. consumidoras Amido Aumento da Pressão osmótica Aumenta a Pressão de turgescência 3% Transporte de sacarose para os tubos crivosos A sacarose é convertida em amido (insolúvel) A água regressa aos vasos de xilema Diminui a pressão osmótica
  24. 24. Mais material disponível em: www.biogeolearning.com

×