Biosfera-divesidade na biosfera

2.913 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.913
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
241
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biosfera-divesidade na biosfera

  1. 1. Diversidade na Biosfera Biosfera
  2. 2. Diversidade na Biosfera Biosfera Camada superficial da Terra capaz de suportar vida. É um sistema global que inclui toda a vida na ambientes Terra, e os todas estabelecidas por si. respectivos as relações
  3. 3. Diversidade na Biosfera A Biosfera tem uma grande Biodiversidade ou Diversidade Biológica Quantidade e variedade de seres vivos Musgo Medusa Rotífero Bactérias Foca Girassol Cogumelo Percebes
  4. 4. Diversidade na Biosfera São conhecidas cerca de 1 milhão e 800 mil espécies mas supõe-se que existem cerca de 30 milhões de espécies…
  5. 5. Diversidade na Biosfera Espécies conhecidas vs Espécies por descobrir
  6. 6. Diversidade na Biosfera Biodiversidade ou Diversidade Biológica (ver pág. 11) Diversidade ecológica Diversidade de espécies Diversidade genética
  7. 7. Diversidade na Biosfera Hierarquia dos sistemas biológicos
  8. 8. Diversidade na Biosfera Hierarquia dos sistemas biológicos Biosfera Ecossistema Comunidade População Espécie Organismo Sistema de órgãos Órgão Tecido Célula Organelo Molécula Átomo
  9. 9. Diversidade na Biosfera Cadeias Alimentares Os seres vivos de um ecossistema estabelecem relações tróficas (alimentares), que envolvem transferências de matéria e energia quer entre os seres vivos quer entre os seres vivos e o meio. Cadeia Alimentar - sequência de seres vivos que se interrelacionam a nível alimentar.
  10. 10. Diversidade na Biosfera Teia Alimentar Cadeias alimentares interligadas entre si. Um ser vivo pode pertencer a várias cadeias alimentares e por isso ocupar níveis tróficos diferentes nas teias alimentares.
  11. 11. Diversidade na Biosfera Níveis Tróficos Posição que um ser vivo ocupa numa cadeia ou teia alimentar. Numa teia alimentar pode considerar-se três categorias de seres vivos: - Produtores - Consumidores - Decompositores
  12. 12. Diversidade na Biosfera Produtores Seres vivos capazes de produzir compostos orgânicos a partir de compostos inorgânicos – seres autotróficos usando uma fonte de energia externa (energia luminosa). Exemplos: plantas, algumas bactérias, algas, fitoplâncton …
  13. 13. Diversidade na Biosfera Consumidores Seres vivos incapazes de produzir compostos orgânicos a partir de compostos inorgânicos – seres heterotróficos – e, por isso alimentam-se directa ou indirectamente da matéria elaborada pelos produtores. Exemplos: o zooplâncton, os herbívoros e os carnívoros.
  14. 14. Diversidade na Biosfera Decompositores Seres vivos que obtêm a matéria orgânica a partir de outros seres vivos, decompondo os cadáveres e os excrementos. Transformam a matéria assegurando a devolução orgânica dos em matéria minerais incorporados pelos produtores) ao meio. Exemplos: algumas bactérias e alguns fungos. mineral, (inicialmente
  15. 15. Diversidade na Biosfera Ciclo de matéria Morte Consumidores Morte Decompositores Produtores Água e Sais Minerais Solo
  16. 16. Diversidade na Biosfera Fluxo de energia Fatores possíveis de perda de energia: - Funções vitais (transpiração, respiração, excreção); - Produção de novas células; - Manutenção da temperatura corporal. NOTA: apenas 10% de energia passa para o nível trófico seguinte. Por esse facto, as cadeias alimentares, normalmente, não ultrapassam o quinto nível trófico, pois a partir deste a energia disponível é mínima.
  17. 17. Diversidade na Biosfera Ciclo de matéria Fluxo de energia A matéria circula de forma O cíclica, atravessa um ecossistema é ou seja, ecossistemas orgânica a nos matéria circula dos fluxo de energia unidirecional sempre com que começando a luz solar os incidindo sobre os produtores consumidores e regressa ao e diminuindo à medida que solo, sob a forma de matéria aumenta o nível trófico. produtores, mineral, para pela ação dos decompositores. No solo esta matéria mineral fica disponível para ser utilizada durante a fotossíntese pelos produtores, reiniciando-se assim o ciclo.
  18. 18. Diversidade na Biosfera Pirâmide Ecológica Pirâmide energética
  19. 19. Diversidade na Biosfera Extinção de espécies
  20. 20. Diversidade na Biosfera Extinção de espécies Desde o surgimento das primeiras formas de vida até à atualidade, um sem número de espécies terão surgido e quase outras terão sido extintas. Redução do número de indivíduos de cada espécie até ao seu desaparecimento
  21. 21. Diversidade na Biosfera Espécies em vias de extinção em Portugal Cachalote Lince Ibérico Águia Real Lobo Ibérico Pombo Trocaz Bufo Real
  22. 22. Diversidade na Biosfera Conservação de espécies A necessidade de conservação da biodiversidade tem levado muitos países, entre outras medidas, à criação de zonas de proteção especial ou áreas protegidas. Estes locais pretendem ecossistemas livres manter as espécies e os da ação do Homem, permitindo conservar um património natural, não só para as gerações atuais como para as gerações futuras.
  23. 23. Diversidade na Biosfera Áreas protegidas de Portugal
  24. 24. Diversidade na Biosfera Importância dos ecossistemas para a Humanidade O bom funcionamento dos ecossistemas depende: • A manutenção da fertilidade dos solos; • A prevenção da erosão dos solos; • A desintoxicação e reciclagem de produtos residuais; • A regulação do ciclo da água e da composição da atmosfera; • O controlo de pragas na agricultura; • A polinização; • A biodiversidade, da qual o Homem depende para obter drogas, medicamentos, etc. • A qualidade estética da paisagem.

×