Vantagens do uso de Métodos de Melhoria de Processos 
Rio Info 2014
Agenda 
•Paradigmas do Início da Melhoria 
•Onde Estão suas Dores 
•Cases e Lições Aprendidas 
•Conclusão
Agenda 
•Paradigmas do Início da Melhoria 
•Onde Estão suas Dores 
•Cases e Lições Aprendidas 
•Conclusão
4 | © ProMove – Business Intelligence Solutions 
Por onde começar? 
Escolha do método (s) adequado (s)?
Paradigmas do Começo 
Modelo Ideal? 
Pode não ser 
o ideal 
para VOCÊ!! 
Ou.....
Paradigmas da Iniciação 
Pode ser que tenha mesmo que emagrecer para alcançar um objetivo!!
Paradigmas 
Existem métodos / processos para 
cada tipo de negócio e de empresa
Paradigmas da Iniciação 
Métodos e Processos 
Deveria ser Consequência
Paradigmas da Iniciação 
•Identificação das Características 
–Exigência do Cliente por certificação 
–Características da E...
Paradigmas do Planejamento 
•Levantamento dos Problemas para alcançar os desejos 
–Dores do Cliente (defeitos, produtivida...
Agenda 
•Paradigmas do Início da Melhoria 
•Onde Estão suas Dores 
•Cases e Lições Aprendidas 
•Conclusão
Onde estão suas dores?
Onde estão suas dores?
Agenda 
•Paradigmas do Início da Melhoria 
•Onde Estão suas Dores 
•Cases e Lições Aprendidas 
•Conclusão
Cases 1 
•Objetivo: 
–Certificação MPS.BR ou CMMI (independente do nível) 
–Aproveitamento dos requisitos da ISO 9001 
–Se...
Cases 1 
•Consequências: 
–Práticas de Suporte foram abandonadas 
–Práticas de ISO 9001 mantidas 
–Mais de 50% abandonaram...
Cases 2 
•Objetivo: 
–Certificação MPS.BR ou CMMI (independente do nível) 
–Sem preocupação com as dores 
–Menor Custo pos...
Cases 2 
•Consequências: 
–Práticas de Suporte foram abandonadas 
–Mais de 50% abandonaram mais de 80% das práticas 
–Cons...
Cases 3 
•Objetivo: 
–Entendimento da Norma ISO/IEC 20.000 
–Aproveitamento dos requisitos da ISO 9001 
–Preocupação com a...
Cases 3 
•Consequências: 
–Práticas implementadas não foram abandonadas 
–Renovação de consultoria ou implementação intern...
Cases 4 
•Objetivo: 
–Melhoria da Qualidade do Produto/Processo 
–Implementação das Dores encontradas durante entrevistas ...
Cases 4 
•Consequências: 
–Práticas implementadas não foram abandonadas 
–Renovação de consultoria ou implementação intern...
Agenda 
•Paradigmas do Início da Melhoria 
•Onde Estão suas Dores 
•Cases e Lições Aprendidas 
•Conclusão
24 | © ProMove – Business Intelligence Solutions 
Conclusão
25 | © ProMove – Business Intelligence Solutions 
Conclusão 
O que muda então? 
•Falta de Visibilidade/Conhecimento das do...
26 | © ProMove – Business Intelligence Solutions 
Conclusão 
Difícil é: 
•Decifrar nas variáveis o melhor processo 
•Decif...
27 | © ProMove – Business Intelligence Solutions 
Conclusão 
“ A Alta Direção é a única responsável pelo caminho da melhor...
Contato 
28 | © ProMove – Business Intelligence Solutions 
www.promovesolucoes.com contato@promovesolucoes.com Tel/Fax: (2...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desenvolvimento de software – novas abordagens e desafios - Analia Irigoyen

204 visualizações

Publicada em

Palestra sobre Desenvolvimento de software - novas abordagens e desafios do palestrante Analia Irigoyen

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Desenvolvimento de software – novas abordagens e desafios - Analia Irigoyen

  1. 1. Vantagens do uso de Métodos de Melhoria de Processos Rio Info 2014
  2. 2. Agenda •Paradigmas do Início da Melhoria •Onde Estão suas Dores •Cases e Lições Aprendidas •Conclusão
  3. 3. Agenda •Paradigmas do Início da Melhoria •Onde Estão suas Dores •Cases e Lições Aprendidas •Conclusão
  4. 4. 4 | © ProMove – Business Intelligence Solutions Por onde começar? Escolha do método (s) adequado (s)?
  5. 5. Paradigmas do Começo Modelo Ideal? Pode não ser o ideal para VOCÊ!! Ou.....
  6. 6. Paradigmas da Iniciação Pode ser que tenha mesmo que emagrecer para alcançar um objetivo!!
  7. 7. Paradigmas Existem métodos / processos para cada tipo de negócio e de empresa
  8. 8. Paradigmas da Iniciação Métodos e Processos Deveria ser Consequência
  9. 9. Paradigmas da Iniciação •Identificação das Características –Exigência do Cliente por certificação –Características da Equipe e Pessoas –Desejos Estratégicos –Estrutura Organizacional –Porte –Orçamento –Decisão pelo método de melhoria de processos
  10. 10. Paradigmas do Planejamento •Levantamento dos Problemas para alcançar os desejos –Dores do Cliente (defeitos, produtividade, qualidade) –Dores da Equipe (infra-estrutura, relacionamento) –Dores da Alta Direção (falta de visibilidade, custos)
  11. 11. Agenda •Paradigmas do Início da Melhoria •Onde Estão suas Dores •Cases e Lições Aprendidas •Conclusão
  12. 12. Onde estão suas dores?
  13. 13. Onde estão suas dores?
  14. 14. Agenda •Paradigmas do Início da Melhoria •Onde Estão suas Dores •Cases e Lições Aprendidas •Conclusão
  15. 15. Cases 1 •Objetivo: –Certificação MPS.BR ou CMMI (independente do nível) –Aproveitamento dos requisitos da ISO 9001 –Sem preocupação com as dores –Menor Custo possível •Características: –Empresas de Pequeno, médio e grande portes, necessidade de certificação.
  16. 16. Cases 1 •Consequências: –Práticas de Suporte foram abandonadas –Práticas de ISO 9001 mantidas –Mais de 50% abandonaram mais de 70% das práticas –Consultoria sempre presente de 3 em 3 anos •Causas: –Pouca automatização , Falta de visibilidade do retorno de investimento na qualidade –Aparentemente mais burocracia e custos para o mesmo retornos das “dores” –Processo é odiado e modelo/práticas inadequado(as)
  17. 17. Cases 2 •Objetivo: –Certificação MPS.BR ou CMMI (independente do nível) –Sem preocupação com as dores –Menor Custo possível •Características: –Empresas de Pequeno, médio e grande portes, necessidade de certificação.
  18. 18. Cases 2 •Consequências: –Práticas de Suporte foram abandonadas –Mais de 50% abandonaram mais de 80% das práticas –Consultoria sempre presente de 3 em 3 anos •Causas: –Pouca automatização –Falta de visibilidade do retorno de investimento na qualidade –Aparentemente mais burocracia e custos para o mesmo retornos das “dores” –Processo é odiado e modelo não adequado
  19. 19. Cases 3 •Objetivo: –Entendimento da Norma ISO/IEC 20.000 –Aproveitamento dos requisitos da ISO 9001 –Preocupação com as dores –Menor Custo possível –Implementação parcial das práticas conforme as dores detectadas •Características: –Empresas de Pequeno e médio portes – Sem necessidade de certificação
  20. 20. Cases 3 •Consequências: –Práticas implementadas não foram abandonadas –Renovação de consultoria ou implementação interna das práticas restantes •Causas: –Preocupação com a automatização e produtividade –Aumento da visibilidade do retorno de investimento na qualidade –A “burocracia” é vista como uma contribuição para outras equipes –Processo é bem vindo –Modelo adequado
  21. 21. Cases 4 •Objetivo: –Melhoria da Qualidade do Produto/Processo –Implementação das Dores encontradas durante entrevistas –Menor Custo possível –Implementação parcial das práticas conforme as dores detectadas •Características: –Empresas de Pequeno e médio portes – Sem necessidade de certificação
  22. 22. Cases 4 •Consequências: –Práticas implementadas não foram abandonadas –Renovação de consultoria ou implementação interna das práticas restantes •Causas: –Preocupação com a automatização e produtividade –Aumento da visibilidade do retorno de investimento na qualidade –A “burocracia” é vista como uma contribuição para outras equipes –Processo/Melhoria de produto são bem vindos –Modelo adequado
  23. 23. Agenda •Paradigmas do Início da Melhoria •Onde Estão suas Dores •Cases e Lições Aprendidas •Conclusão
  24. 24. 24 | © ProMove – Business Intelligence Solutions Conclusão
  25. 25. 25 | © ProMove – Business Intelligence Solutions Conclusão O que muda então? •Falta de Visibilidade/Conhecimento das dores •Certificado/Avaliação deveria ser consequência •Empresas com modelos ou práticas inadequadas para suas características e dores.
  26. 26. 26 | © ProMove – Business Intelligence Solutions Conclusão Difícil é: •Decifrar nas variáveis o melhor processo •Decifrar quando é melhor formal ou informal •Decifrar as dores do cliente, equipe e Alta Direção •Escolha dos melhores modelos/práticas para estas dores de forma iterativa
  27. 27. 27 | © ProMove – Business Intelligence Solutions Conclusão “ A Alta Direção é a única responsável pelo caminho da melhoria de processos, pode ser que o caminho mais rápido não seja o melhor” “ O melhor processo é aquele que não é percebido pelos executores (quanto mais automatizado melhor).”
  28. 28. Contato 28 | © ProMove – Business Intelligence Solutions www.promovesolucoes.com contato@promovesolucoes.com Tel/Fax: (21) 3283-8340

×