Brbcursoemexercicios02

102 visualizações

Publicada em

Estudo, técnicas e esforço !

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
102
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brbcursoemexercicios02

  1. 1. CONHECIMENTOS BANCÁRIOS EXERCÍCIOS – FX/002 Prof. Marcos Freire Guimarães O Sistema Financeiro Nacional é composto pelos subsistemas normativos e de intermediação. O subsistema normativo é composto por órgão que têm por objetivo regulamentar o funcionamento do sistema evitando prejuízos para as instituições financeiras e para seus usuários. Com base nas afirmações acima julgue os itens que se seguem. 01 – ( ) O Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional – CRSFN, é um órgão colegiado integrante do Ministério da Fazenda e que tem por objetivo regular os valores a serem aplicados no Mercado Financeiro. 02 – ( ) Cabe ao CRSFN julgar em segunda e última instância os recursos contra aplicação de penalidades aplicadas administrativas aplicadas pelo Banco Central, pela CVM e pela Secretaria de Comércio Exterior. 03 – ( ) Na composição do CRSFN encontramos dois representantes do Ministério da Fazenda, um representante do Banco Central e um Representante da CVM 04 – ( ) O presidente do CRSFN é um dos dois representantes do Ministério da Fazenda, cujo mandato tem a duração de dois anos, podendo ser reconduzido uma única vez por igual período. 05 – ( ) Fazem parte do CRSFN quatro representes dos órgãos de classe das instituições que integram os mercados financeiros e de capitais, sendo que um deles ocupa a vice-presidência do Conselho. 06 – ( ) Os integrantes do CRSFN são nomeados pelo Presidente da República, por indicação do Banco Central do Brasil. 07 - ( ) Integram o CRSFN três Procuradores da Fazenda Nacional, designados pelo Procurador Geral da República, que devem zelar pela observância das leis regulamentos e demais atos administrativos. 08 – ( ) Uma das atribuições do CRSFN é criar mecanismos para adaptar o volume dos meios de pagamentos as reais necessidades da economia. 09 – ( ) Os membros do CRSFN e seus respectivos suplentes são designados pelo Ministro da Fazenda, com mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos uma única vez. 10 – ( ) O CRSFN reune-se em Brasília, na sede do Banco Central, a cada 15 dias com o objetivo de definir as metas da política econômica do governo. Com relação as instituições financeiras integrantes do SFN, abrangendo os mercados financeiro e de capitais, os demais órgãos reguladores e fiscalizadores, as seguradoras e as entidades de previdência privada aberta e fechada, julgue o itens a seguir. 11 – ( ) Entre outras formas de captação de recursos como as Letras de Câmbio e os RDB – Recibos de Depósitos Bancários, as Financeiras podem emitir Letras Financeiras, conforme autorização do Banco Central do Brasil. 12 – ( ) Com atuação dinâmica no mercado de capitais, os Bancos de Investimentos efetuam operações de “underwriting” 13 – ( ) O Banco Múltiplo autorizado a funcionar pelo Banco Central, deve possuir no mínimo a Carteira Comercial ou a Carteira de Investimentos, e na sua razão social obrigatoriamente deve constar a denominação Banco Múltiplo. 14 – ( ) As Sociedades Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários além de efetuarem subscrição isolada ou em consórcio de emissão de títulos e valores mobiliários para revenda, operam no recinto das Bolsas de Valores. 15 – ( ) As Associações de Poupança e Empréstimos captam recursos através da Caderneta de Poupança, emissão de cédulas hipotecárias e empréstimos externos. 16 – ( ) As Sociedades Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários além de operarem no recinto das Bolsas de Valores, administram carteiras e custodiam valores mobiliários, podendo efetuar intermediações de operações de câmbio. 17 - ( ) O Banco do Nordeste é um Banco Múltiplo com a Carteira de Desenvolvimento, pertencente ao Ministério da Fazenda, constituído sob a forma de Sociedade de Economia Mista. 18 – ( ) O BNDES é uma Sociedade de Economia Mista com controle acionário pertencente ao Ministério da Fazenda, e com atuação permanente do Mercado Financeiro captando depósitos a prazo. 19 - ( ) Cabe ao Banco do Brasil regulamentar o serviço de compensação de cheques e outros documentos conforme autorização do CMN. 20 – ( ) Uma das fontes de recursos do BNDES é uma parcela do FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, que será destinada a política de criação de novos empregos. 21 – ( ) A SUSEP – Superintendência de Seguros Privados é uma sociedade de economia mista que tem atuação constante no mercado de seguros e de capitalização 22 - ( ) A Caixa Econômica capta recursos através da Caderneta de Poupança, cujo rendimento aos investidores será de 6% ao mês, mais a variação da TR. 23 – ( ) As Sociedades de Crédito, Financiamento e Investimento atuam no mercado financeiro, captando depósitos à vista e financiando o CDC – Crédito Direto ao Consumidor. 24 – ( ) O Banco que possui exclusivamente as Carteiras de Leasing e de Câmbio, não é considerado Banco Múltiplo. 25 – ( ) A Previc – Superintendência Nacional de Previdência Complementar é uma autarquia do Ministério da Previdência Social, responsável pela normatização e fiscalização das Sociedades de Previdência Complementar Abertas e Fechadas. 26 – ( ) A Previc é uma Empresa Pública integrante da estrutura do Ministério da Previdência Social e que tem por objetivo fiscalizar e supervisionar as entidades fechadas de previdência complementar.
  2. 2. 27 – ( ) As Sociedades Seguradoras são constituídas sob a forma de Sociedades Anônimas e por lei são enquadradas como instituições financeiras. 28 - ( ) As Sociedades de Capitalização efetuam captações de recursos através da venda de títulos de capitalização que têm como atrativo principal os sorteios. 29 – ( ) As Sociedades de Capitalização são fiscalizadas pelo Banco Central do Brasil, e pela CVM, conforme instrução do CMN. 30 – ( ) Os Bancos de Câmbio são autorizados a funcionarem por decisão do Banco Central do Brasil, e devem manter na sua razão social a denominação “Banco de Câmbio”. Atuam no Mercado Financeiro outras sociedades que prestam serviços, tais como as Sociedades de Fomento Mercantil, denominadas de FACTORING. Acerca das Factorings, julgue os itens a seguir. 31 – ( ) As Sociedades de Fomento Mercantil prestam serviços, adquirindo direitos creditórios junto as sociedades comerciais. 32 – ( ) As Sociedades de Fomento Mercantil são regulamentadas e fiscalizadas pelo Banco Central do Brasil 33 – ( ) As empresas de Factoring são consideradas instituições financeiras não monetárias, tendo por objetivo financiar empresas comerciais adquirindo seus direitos de curto prazo. 34 – ( ) A remuneração das empresas de Factoring são os juros cobrados sobre as aquisições dos direitos pertencentes a pessoas físicas e/ou jurídicas. 35 – ( ) As empresas de Factoring são regulamentadas pela CVM, e podem atuar no mercado primário, comprando e vendendo ações. 36 – ( ) Mesmo não sendo considerada instituição financeiras, as empresas de Factoring são obrigadas a recolherem o IOF – Imposto sobre Operações Financeiras. 37 – ( ) As aquisições dos direitos creditórios por parte das empresas de Factoring são efetuadas com deságio, que representa o ganho da sociedade. 38 - ( ) Trustee ocorre quando a empresa de Factoring assume a administração financeira e o gerenciamento das atividades produtivas do Sacador, operando assim como um prestadora de serviços de gerenciamento financeiro. 39 – ( ) As empresas de Factoring são classificadas como instituições financeiras auxiliares e portanto sujeitas a seguirem orientações do Conselho Monetário Nacional. 40 – ( ) As empresas de Factoring captam recursos através da emissão de Debêntures, e Commercial Papers, se forem S.A. Acerca de Seguros, Capitalização e Previdência, julgue os itens a seguir. 41 – ( ) O Conselho Nacional de Seguros Privados é um órgão exclusivamente executivo e que tem sob sua responsabilidade a fiscalização e regulamentação das seguradoras. 42 – ( ) A SUSEP – Autqarquia vinculada ao Ministério da Fazenda é um órgão normativo, responsável pelo estabelecimento das diretrizes gerais do mercado de seguros. 43 – ( ) Disciplinar a corretagem do mercado bem como a profissão de corretor é uma das atribuições da SUSEP. 44 - ( ) As Sociedades de Capitalização são fiscalizadas pelo Banco Central, e regulamentadas pela CVM. 45 - ( ) O Conselho Nacional de Previdência Complementar é um órgão colegiado integrante do Ministério da Previdência Social que têm entre outras atribuições a regulamentação do regime de previdência complementar aberto e fechado. 46 - ( ) A PREVIC – Superintendência Nacional de Previdência Complementar é uma autarquia integrante do Ministério da Previdência Social com responsabilidade de fiscalizar e supervisionar as entidades fechadas de previdência complementar. 47 – ( ) O Presidente do Conselho Nacional de Previdência Complementar é o Ministro da Previdência Social. 48 - ( ) O Instituto de Resseguros do Brasil – IRB-Brasil RE, é uma Sociedade de Economia Mista cujo controle acionário correspondente a 51% pertence a União. 49 – ( ) O IRB – Brasil RE, atua no mercado de resseguros e retrocessão exercendo principalmente o monopólio sobre os resseguros. 50 - ( ) As entidades abertas de Previdência Privada Complementar são fiscalizadas diretamente pelo Banco Central do Brasil, conforme norma do CMN. Acerca dos produtos e serviços existentes nos Mercados Financeiros e de Capitais, julgue os itens a seguir. 51 – ( ) O CDB – Certificado de Depósito Bancário, é uma forma de captação de recursos exclusiva dos Bancos Comerciais. 52 – ( ) O IOF – Imposto sobre Operações Financeiras cobrados nas aplicações do CDB obedece a uma tabela regressiva. 53 – ( ) A cobrança de duplicatas é um serviço prestado pelos Bancos, e sobre ele não há incidência do IOF. 54 – ( ) Os títulos de capitalização apresentam liquidez limitada. 55 – ( ) O hot-money é uma modalidade de empréstimo com finalidade de financiar a aquisição de bens de capital por parte das empresas.
  3. 3. 56 - ( ) Há incidência de IOF sobre os juros pagos em uma operação de factoring. 57 - ( ) O hot-money tem como característica ser um empréstimo de curtissimo prazo, cuja destinação é fortalecer o fluxo de caixa das empresas. 58 - ( ) Os rendimentos da caderneta de poupança são de 6% ao ano, acrescido da TR. 59 – ( ) Não haverá recolhimento de depósito compulsório por parte dos Bancos Comerciais referentes aos Depósitos em Contas Correntes. 60 – ( ) A TJLP – Taxa de Juros de Longo Prazo é aplicada pelo BNDES nas operações de empréstimos concedidos as pessoas jurídicas. No SFN encontramos várias formas de pagamentos e transferências de recursos efetuados pelas instituições financeiras. Acerca dessa informação julgue os itens a seguir. 61 – ( ) Um cheque nominal não pode ser transferido por medio de endosso em preto. 62 – ( ) Uma das características do cheque cruzado, e que o mesmo não pode ser sacado diretamente no caixa do banco. 63 - ( ) Um cheque ao portador pode ser emitido com valor superior a duzentos reais. 64 – ( ) O DOC só pode ser usado para transferência de recursos entre agências de um mesmo banco. 65 – ( ) A TED – Transferência Eletrônica Disponível pode ser usada para transferência de recursos entre agências de insdtituições financeiras diferentes. 66 – ( ) Quando um cliente usa o limite do seu cheque especial, ele está efetuado uma operação de empréstimo sujeita a incidência do IOF. 67 - ( ) Quando de pagamentos parcelados com cartão de crédito, não haverá incidência do IOF, somente os juros serão cobrados. 68 - ( ) Um cheque prescreve após seis meses a contar da data de sua emissão. 69 - ( ) A liquidação de um DOC ocorre através do serviço de compensação de cheques e outros papéis. 70 - ( ) Uma transferência de recursos via TED, não está sujeita a incidência do IOF pois trata-se de um serviço bancário e não um operação de crédito. 71 - ( ) Um cheque emitido em praça diferente daquela do banco sacado tem prazo de apresentação de até 60 dias. 72 - ( ) Se ocorrer divergência entre o valor lançado por extenso e o valor expresso em números, o banco deverá devolver o cheque. 73 - ( ) Se, ao endossar um cheque, se fezir constar no verso o nome de um novo beneficiário, fica caracterizado o endosso em brancos. 74 – ( ) Considere que um cheque com data para 15 de setembro de determinado ano foi apresentado ao banco em 15 de julho do mesmo ano. Nesse caso, havendo suficiência de fundos o banco deverá efetuar o pagamento. 75 – ( ) Ordem de pagamento é a remessa de dinheiro, de um mesmo banco, de um praça (cidade, localidade) para outra com o correspondente deslocamento físico do numerário. Acerca de Depósitos à Vista, Depósitos a Prazo, CDB – Certificado de Depósito Bancário, RDB – Recibo de Depósito Bancário e CDI – Certificado de Depósito Interfinanceiro, julgue os itens abaixo. 76 – ( ) O CDB – Certificado de Depósito Bancário é um título de renda fixa emitido exclusivamente por Bancos Comerciais. 77 - ( ) Uma das caracteristícas do RDB – Recibo de Depósito Bancário é que o mesmo não pode ser negociado antes da data do resgate. 78 - ( ) O CDI – Certificado de Depósito Interfinanceiro é uma forma de aplicação por parte de pessoas físicas, cujo rendimento está atrelado ao rendimento da Caderneta de Poupança. 79 - ( ) O Depósito à Vista é um produto básico na relação cliente X banco, representado para este uma captação a custo zero. 80 - ( ) Os depósitos à vista só podem ser captados pelas instituições financeiras monetárias, esobre eles são exigidos os depósitos compulsórios.
  4. 4. GABARITO 01 - E; 02 - C; 03 – C; 04 - C; 05 - C; 06 – E; 07 – E; 08 – E; 09 – C; 10 – E. 11 - C; 12 - C; 13 - E; 14 - C; 15 - C; 16 - C; 17 - C; 18 - E; 19 - E; 20 - C. 21 - E; 22 - E; 23 - E; 24 - C; 25 - E; 26 - E; 27 - C; 28 - C; 29 - E; 30 - C. 31 - C; 32 - E; 33 - E; 34 - E; 35 - E; 36 - C; 37 - C; 38 - C; 39 - E; 40 - C. 41 - E; 42 - E; 43 - E; 44 - E; 45 - E; 46 - C; 47 - C; 48 - C; 49 – E; 50 - E. 51 - E; 52 - C; 53 - C; 54 - C; 55 - E; 56 - E; 57 - C; 58 - C; 59 - E; 60 - C. 61 - E; 62 - C; 63 - E; 64 - E; 65 - C; 66 - C; 67 - E; 68 - E; 69 - C; 70 - C. 71 - C; 72 - E; 73 - E; 74 - C; 75 – E; 76 - E; 77 - C; 78 - E; 79 - C; 80 - C.

×