SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
CÂMPUS SÃO LUÍS DE M. BELOS
LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS E SUAS
RESPECTIVAS LITERATURAS
DISCIPLINA: LITERATURA INGLESA
DISCENTES: PRISCILA HILÁRIA DE SOUZA;
SARA SOUZA NUNES
DOCENTE: GISELIA RODRIGUES DIAS DA
SILVA
SETEMBRO/2016
Elementos góticos na
obra Frankenstein
A modalidade gótica teve início na Inglaterra, no século
XVIII, com a publicação do livro O Caslote de Otranto, de
Horace Walpole, em 1764. A literatura Gótica tem como
elementos principais as paisagens típicas da era medieval, tais
como palácios, templos, florestas, destroços. E apresenta
também personagens melodramáticos: donzelas, cavaleiros,
seres vis; e uma simbologia repetitiva: mistérios que surgem
de tempos passados, manuscritos ocultos, previsões do futuro,
imprecações. Algumas obras recorrem igualmente à
psicologia do terror – o pavor, a insanidade mental, os abusos
da sexualidade, entre outros temas -; a esfera transcendental –
espíritos, seres demoníacos, etc. -; meditações sobre a esfera
do Poder – sistema colonial, as tarefas que cabem ao
feminino, etc. -; debates políticos – monarquia, república,
Revoluções -; tópicos religiosos – Inquisição, Cruzadas, etc. -
; temas relacionados à estética e à filosofia, entre outras
possíveis leituras desse gênero.
Frankenstein é uma história densa, que nos traz diversas
reflexões enquanto nos dá cenas atemorizantes. Diferente
da maioria das histórias que envolvem o retorno de
mortos, não temos nenhum tipo de apego por parte do
Victor com à sua criação, como um amigo que faleceu e
deseja tê-lo de volta. A criatura é uma experiência, ele é
um mero aglomerado de partes humanas já falecidas que
voltaram a se mexer graças a impulsos elétricos. É tão
impessoal que nem nome tem.
A história nos fala sobre o medo do avanço da tecnologia e
da ciência, e de como a linha entre o ético e imoral podem
ser facilmente ultrapassadas. É uma história sobre o medo
do que não conhecemos, além de um relato sobre a
verdadeira natureza humana.
A criatura é maltratada e humilhada por conta de sua
aparência grotesca e justifica seus atos mais torpes
alegando que nunca teve chance de demonstrar bondade,
pois sempre lhe foi negada.
Mary Shelley consegue brincar com nossos sentimentos
durante toda a narrativa, pois podemos sentir pena de um e
raiva do outro e mudar nossas opiniões no capítulo
seguinte. Isso cria uma dinâmica bastante interessante e
nos faz inclusive duvidar de nosso próprio senso de juízo.
Dessa forma, Frankenstein é um relato sobre como a
ciência sem ética pode tornar-se terrível e nos faz refletir
sobre quem é o verdadeiro monstro mediante tudo isso: O
jovem criador com um desejo de vencer a mortalidade, ou
sua criatura mortal que assusta a todos?
Na obra Frankenstein é nítida a presença dos três
elementos góticos. O Terror é apresentado pelas atitudes
de Victor Frankenstein, pela falta de ética e rompimento
com a moral, por praticar um crime, e principalmente por
abandonar sua criatura alegando imbecilidade, inutilidade,
colocando-a na condição de experimento equivocado. Essas
ações desencadeiam o que chamamos de horror que é
apresentado nas ações da criatura ao se revoltar contra o
criador e jurar vingança, derramando sangue e cometendo
as mais grotescas e absurdas atrocidades. A postura e o
modo de se portar da criatura provocam o medo, o medo
do estranho, do absurdo, do macabro, o medo do que não
estamos acostumados a ver, presenciar e sentir.
REFERÊNCIAS:
• “Frankenstei” de Mary Shelkey, um clássico da literatura gótica disponível em <
http://www.recantodasletras.com.br/resenhasdelivros/4699253 > acesso em 01 de
outubro de 2016
• Frankenstein gótico-romántico disponível em <
http://www.matavilela.com/2013/03/frankenstein-gotico-romantico.html > acesso em 01 de
outubro de 2016
• Livro Frankenstein em pdf disponível em <
http://www.companhiadasletras.com.br/trechos/10479.pdf > acesso em 01 de setembro
de 2016
AGRADECIDAS!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CL - A metamorfose, Kafka
CL - A metamorfose, KafkaCL - A metamorfose, Kafka
CL - A metamorfose, KafkaLuís
 
Slide - A tapeçaria de Aracne
Slide - A tapeçaria de AracneSlide - A tapeçaria de Aracne
Slide - A tapeçaria de AracnePIBID HISTÓRIA
 
57 sexta categoria - segundo subgrupo - caso 03
57   sexta categoria - segundo subgrupo - caso 0357   sexta categoria - segundo subgrupo - caso 03
57 sexta categoria - segundo subgrupo - caso 03Fatoze
 
O absurdo enquanto reflexão crítico filosófica
O absurdo enquanto reflexão crítico filosóficaO absurdo enquanto reflexão crítico filosófica
O absurdo enquanto reflexão crítico filosóficaErica Frau
 
Ficção científica
Ficção científicaFicção científica
Ficção científicaNagila Polido
 
Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...
Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...
Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...Rafael Nascimento dos Santos
 
Franz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfoseFranz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfoseAriane Mafra
 
00.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...
00.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...00.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...
00.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...Talles Lisboa
 
Crime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor DostoiévskiCrime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor DostoiévskiBruno Diel
 

Mais procurados (19)

CL - A metamorfose, Kafka
CL - A metamorfose, KafkaCL - A metamorfose, Kafka
CL - A metamorfose, Kafka
 
Uma noite no século
Uma noite no século Uma noite no século
Uma noite no século
 
Slide - A tapeçaria de Aracne
Slide - A tapeçaria de AracneSlide - A tapeçaria de Aracne
Slide - A tapeçaria de Aracne
 
Simbolismo/Decadentismo
Simbolismo/DecadentismoSimbolismo/Decadentismo
Simbolismo/Decadentismo
 
Franz kafka
Franz kafkaFranz kafka
Franz kafka
 
57 sexta categoria - segundo subgrupo - caso 03
57   sexta categoria - segundo subgrupo - caso 0357   sexta categoria - segundo subgrupo - caso 03
57 sexta categoria - segundo subgrupo - caso 03
 
Conto Fantástico
Conto FantásticoConto Fantástico
Conto Fantástico
 
O abismo do teu leito
O abismo do teu leitoO abismo do teu leito
O abismo do teu leito
 
O absurdo enquanto reflexão crítico filosófica
O absurdo enquanto reflexão crítico filosóficaO absurdo enquanto reflexão crítico filosófica
O absurdo enquanto reflexão crítico filosófica
 
Ficção científica
Ficção científica   Ficção científica
Ficção científica
 
Ficção científica
Ficção científicaFicção científica
Ficção científica
 
Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...
Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...
Ciência e Literatura: A ficção cientifica como uma forma de pensar e divulgar...
 
Albert Camus: A Revolta do Homem Absurdo
Albert Camus: A Revolta do Homem AbsurdoAlbert Camus: A Revolta do Homem Absurdo
Albert Camus: A Revolta do Homem Absurdo
 
Franz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfoseFranz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfose
 
A via crucis do corpo
A via crucis do corpoA via crucis do corpo
A via crucis do corpo
 
00.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...
00.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...00.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...
00.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - n...
 
Tcc francisco
Tcc franciscoTcc francisco
Tcc francisco
 
Diversos aspectos dos romances brasileiros
Diversos aspectos dos romances brasileirosDiversos aspectos dos romances brasileiros
Diversos aspectos dos romances brasileiros
 
Crime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor DostoiévskiCrime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor Dostoiévski
 

Destaque

Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...
Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...
Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...Sergey Saltykov
 
The First World War on the Web -The Case of Serbia
The First World War on the Web -The Case of SerbiaThe First World War on the Web -The Case of Serbia
The First World War on the Web -The Case of SerbiaSlobodan Mandic
 
Vestuário em inglês
Vestuário em inglêsVestuário em inglês
Vestuário em inglêsRayan Gomes
 
корольков г.к. праснышское сражение. июль 1915 года - 1928
корольков г.к.   праснышское сражение. июль 1915 года - 1928корольков г.к.   праснышское сражение. июль 1915 года - 1928
корольков г.к. праснышское сражение. июль 1915 года - 1928Александр Галицин
 
Álbum fotográfico
Álbum fotográficoÁlbum fotográfico
Álbum fotográficoMariam_98
 
Letter of Recommendation
Letter of RecommendationLetter of Recommendation
Letter of RecommendationSwadesh Gupta
 
Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon
Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon
Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon Ravi Kampattu
 
Wright recomendation letter
Wright recomendation letterWright recomendation letter
Wright recomendation letterKristin Walker
 
Practica integral
Practica integral Practica integral
Practica integral Katy Najera
 
Metodologia trabalhos acadêmicos
Metodologia trabalhos acadêmicosMetodologia trabalhos acadêmicos
Metodologia trabalhos acadêmicosjanainacoutinho1986
 

Destaque (18)

Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...
Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...
Хакатон по открытым данным: анализ паспортов ВАК и диссертаций средствами пои...
 
The First World War on the Web -The Case of Serbia
The First World War on the Web -The Case of SerbiaThe First World War on the Web -The Case of Serbia
The First World War on the Web -The Case of Serbia
 
federal reserve
federal reservefederal reserve
federal reserve
 
Tema 2.resumen
Tema 2.resumenTema 2.resumen
Tema 2.resumen
 
Content marketing - Définition
Content marketing - DéfinitionContent marketing - Définition
Content marketing - Définition
 
Vestuário em inglês
Vestuário em inglêsVestuário em inglês
Vestuário em inglês
 
корольков г.к. праснышское сражение. июль 1915 года - 1928
корольков г.к.   праснышское сражение. июль 1915 года - 1928корольков г.к.   праснышское сражение. июль 1915 года - 1928
корольков г.к. праснышское сражение. июль 1915 года - 1928
 
Kit personagens
Kit personagensKit personagens
Kit personagens
 
Álbum fotográfico
Álbum fotográficoÁlbum fotográfico
Álbum fotográfico
 
Letter of Recommendation
Letter of RecommendationLetter of Recommendation
Letter of Recommendation
 
Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon
Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon
Shell Nigeria participate Shell Eco-Marathon
 
Wright recomendation letter
Wright recomendation letterWright recomendation letter
Wright recomendation letter
 
ice poster
ice posterice poster
ice poster
 
Practica integral
Practica integral Practica integral
Practica integral
 
Impacto web
Impacto webImpacto web
Impacto web
 
federal reserve
federal reservefederal reserve
federal reserve
 
Metodologia trabalhos acadêmicos
Metodologia trabalhos acadêmicosMetodologia trabalhos acadêmicos
Metodologia trabalhos acadêmicos
 
Wireframe la información
Wireframe la informaciónWireframe la información
Wireframe la información
 

Semelhante a Elementos góticos em Frankenstein

Semelhante a Elementos góticos em Frankenstein (20)

Frankenstein - slides.pptx
Frankenstein - slides.pptxFrankenstein - slides.pptx
Frankenstein - slides.pptx
 
Frankenstein slides
Frankenstein slidesFrankenstein slides
Frankenstein slides
 
O EXTRATERRESTRE ESSE SER MARAVILHOSO.pdf
O EXTRATERRESTRE ESSE SER MARAVILHOSO.pdfO EXTRATERRESTRE ESSE SER MARAVILHOSO.pdf
O EXTRATERRESTRE ESSE SER MARAVILHOSO.pdf
 
naturalismo.ppt
naturalismo.pptnaturalismo.ppt
naturalismo.ppt
 
Realismo (3)
Realismo (3)Realismo (3)
Realismo (3)
 
A arte-de-lidar-com-as-mulheres
A arte-de-lidar-com-as-mulheresA arte-de-lidar-com-as-mulheres
A arte-de-lidar-com-as-mulheres
 
Período Moderno: contos e mentalidade
Período Moderno: contos e mentalidade Período Moderno: contos e mentalidade
Período Moderno: contos e mentalidade
 
Cópia de naturalismo ok.pptx
Cópia de naturalismo ok.pptxCópia de naturalismo ok.pptx
Cópia de naturalismo ok.pptx
 
J herculano pires o menino e o anjo (juvenil)
J herculano pires   o menino e o anjo (juvenil)J herculano pires   o menino e o anjo (juvenil)
J herculano pires o menino e o anjo (juvenil)
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Literatura fantástica
Literatura fantásticaLiteratura fantástica
Literatura fantástica
 
Pub maria mendes
Pub maria mendesPub maria mendes
Pub maria mendes
 
Joana d'arc leon denis
Joana d'arc   leon denisJoana d'arc   leon denis
Joana d'arc leon denis
 
Naturalismo no Brasil
Naturalismo  no BrasilNaturalismo  no Brasil
Naturalismo no Brasil
 
Naturalismo no Brasil
Naturalismo no BrasilNaturalismo no Brasil
Naturalismo no Brasil
 
Literatura Brasileira: Livro A Carne
Literatura Brasileira: Livro A CarneLiteratura Brasileira: Livro A Carne
Literatura Brasileira: Livro A Carne
 
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaRomantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de Sousa
 
O que é emerso (1)
O que é emerso (1)O que é emerso (1)
O que é emerso (1)
 
Os livros malditos jacques bergier
Os livros malditos   jacques bergierOs livros malditos   jacques bergier
Os livros malditos jacques bergier
 
Lançamentos março
Lançamentos marçoLançamentos março
Lançamentos março
 

Mais de Priscila Hilária

Atividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesaAtividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesaPriscila Hilária
 
Substantivos - Malandramente
Substantivos - MalandramenteSubstantivos - Malandramente
Substantivos - MalandramentePriscila Hilária
 
Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008Priscila Hilária
 
Uma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredoUma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredoPriscila Hilária
 
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?Priscila Hilária
 
Da ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentarDa ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentarPriscila Hilária
 
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemasWALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemasPriscila Hilária
 
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães RosaPriscila Hilária
 
O gato preto - Edgar Allan Poe
O gato preto - Edgar Allan PoeO gato preto - Edgar Allan Poe
O gato preto - Edgar Allan PoePriscila Hilária
 

Mais de Priscila Hilária (20)

Atividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesaAtividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesa
 
Língua Inglesa-9º ano
Língua Inglesa-9º anoLíngua Inglesa-9º ano
Língua Inglesa-9º ano
 
Língua Inglesa-8º ano
Língua Inglesa-8º anoLíngua Inglesa-8º ano
Língua Inglesa-8º ano
 
7º ano - Língua Inglesa
7º ano - Língua Inglesa7º ano - Língua Inglesa
7º ano - Língua Inglesa
 
6º ano-Língua Portuguesa
6º ano-Língua Portuguesa6º ano-Língua Portuguesa
6º ano-Língua Portuguesa
 
6º ano inglês
6º ano   inglês6º ano   inglês
6º ano inglês
 
Substantivos - Malandramente
Substantivos - MalandramenteSubstantivos - Malandramente
Substantivos - Malandramente
 
Narrador em Mrs. Dalloway
Narrador em Mrs. DallowayNarrador em Mrs. Dalloway
Narrador em Mrs. Dalloway
 
Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008
 
Uma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredoUma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredo
 
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Da ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentarDa ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentar
 
Coerência
CoerênciaCoerência
Coerência
 
Texto argumentativo
Texto argumentativoTexto argumentativo
Texto argumentativo
 
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemasWALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
 
Realismo e Naturalismo
Realismo e NaturalismoRealismo e Naturalismo
Realismo e Naturalismo
 
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
 
Carta de leitor
Carta de leitorCarta de leitor
Carta de leitor
 
O gato preto - Edgar Allan Poe
O gato preto - Edgar Allan PoeO gato preto - Edgar Allan Poe
O gato preto - Edgar Allan Poe
 

Último

Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasCasa Ciências
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 

Último (20)

Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 

Elementos góticos em Frankenstein

  • 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SÃO LUÍS DE M. BELOS LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS E SUAS RESPECTIVAS LITERATURAS DISCIPLINA: LITERATURA INGLESA DISCENTES: PRISCILA HILÁRIA DE SOUZA; SARA SOUZA NUNES DOCENTE: GISELIA RODRIGUES DIAS DA SILVA SETEMBRO/2016
  • 3.
  • 4. A modalidade gótica teve início na Inglaterra, no século XVIII, com a publicação do livro O Caslote de Otranto, de Horace Walpole, em 1764. A literatura Gótica tem como elementos principais as paisagens típicas da era medieval, tais como palácios, templos, florestas, destroços. E apresenta também personagens melodramáticos: donzelas, cavaleiros, seres vis; e uma simbologia repetitiva: mistérios que surgem de tempos passados, manuscritos ocultos, previsões do futuro, imprecações. Algumas obras recorrem igualmente à psicologia do terror – o pavor, a insanidade mental, os abusos da sexualidade, entre outros temas -; a esfera transcendental – espíritos, seres demoníacos, etc. -; meditações sobre a esfera do Poder – sistema colonial, as tarefas que cabem ao feminino, etc. -; debates políticos – monarquia, república, Revoluções -; tópicos religiosos – Inquisição, Cruzadas, etc. - ; temas relacionados à estética e à filosofia, entre outras possíveis leituras desse gênero.
  • 5.
  • 6. Frankenstein é uma história densa, que nos traz diversas reflexões enquanto nos dá cenas atemorizantes. Diferente da maioria das histórias que envolvem o retorno de mortos, não temos nenhum tipo de apego por parte do Victor com à sua criação, como um amigo que faleceu e deseja tê-lo de volta. A criatura é uma experiência, ele é um mero aglomerado de partes humanas já falecidas que voltaram a se mexer graças a impulsos elétricos. É tão impessoal que nem nome tem.
  • 7. A história nos fala sobre o medo do avanço da tecnologia e da ciência, e de como a linha entre o ético e imoral podem ser facilmente ultrapassadas. É uma história sobre o medo do que não conhecemos, além de um relato sobre a verdadeira natureza humana. A criatura é maltratada e humilhada por conta de sua aparência grotesca e justifica seus atos mais torpes alegando que nunca teve chance de demonstrar bondade, pois sempre lhe foi negada.
  • 8. Mary Shelley consegue brincar com nossos sentimentos durante toda a narrativa, pois podemos sentir pena de um e raiva do outro e mudar nossas opiniões no capítulo seguinte. Isso cria uma dinâmica bastante interessante e nos faz inclusive duvidar de nosso próprio senso de juízo. Dessa forma, Frankenstein é um relato sobre como a ciência sem ética pode tornar-se terrível e nos faz refletir sobre quem é o verdadeiro monstro mediante tudo isso: O jovem criador com um desejo de vencer a mortalidade, ou sua criatura mortal que assusta a todos?
  • 9. Na obra Frankenstein é nítida a presença dos três elementos góticos. O Terror é apresentado pelas atitudes de Victor Frankenstein, pela falta de ética e rompimento com a moral, por praticar um crime, e principalmente por abandonar sua criatura alegando imbecilidade, inutilidade, colocando-a na condição de experimento equivocado. Essas ações desencadeiam o que chamamos de horror que é apresentado nas ações da criatura ao se revoltar contra o criador e jurar vingança, derramando sangue e cometendo as mais grotescas e absurdas atrocidades. A postura e o modo de se portar da criatura provocam o medo, o medo do estranho, do absurdo, do macabro, o medo do que não estamos acostumados a ver, presenciar e sentir.
  • 10. REFERÊNCIAS: • “Frankenstei” de Mary Shelkey, um clássico da literatura gótica disponível em < http://www.recantodasletras.com.br/resenhasdelivros/4699253 > acesso em 01 de outubro de 2016 • Frankenstein gótico-romántico disponível em < http://www.matavilela.com/2013/03/frankenstein-gotico-romantico.html > acesso em 01 de outubro de 2016 • Livro Frankenstein em pdf disponível em < http://www.companhiadasletras.com.br/trechos/10479.pdf > acesso em 01 de setembro de 2016