SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 43
JOGO
GRAMATICAL
DE
PERGUNTAS
E
RESPOSTAS
ELABORAÇÃO: PROFESSORA PAULA MEYER
ADVÉRBIOS
INSTRUÇÕES
1. A sala será divida em grupos.
2. Cada integrante deverá responder uma pergunta
relacionada ao contéudo estudado em aula, no caso
advérbios.
Caso acerte, a pessoa pontuará 2 pontos e se errar
perderá 1 ponto para sua equipe.
Se algum integrante do grupo atrapalhar o
andamento do jogo, a equipe perderá 3 pontos.
3. Ao final das perguntas, o grupo que possuir
mais pontos vencerá e receberá um prêmio.
VAI COMEÇAR!!!!!
BOA SORTE A
TODOS!
APRESENTAÇÃO:
QUESTÃO 1
O que são advérbios?
A. São palavras invariáveis que expressam
sentimentos e emoções.
B. São palavras invariáveis que modificam o
sentido do verbo, do adjetivo e do próprio
advérbio.
C. São palavras variáveis que acompanham
ou substituem o substantivo.
D. Nenhuma das alternativas anteriores.
QUESTÃO 2
Na frase: Ele é lindo "demais", o advérbio
modifica:
A. O adjetivo
B. O advérbio
C. O substantivo
D. O verbo
QUESTÃO 3
Na frase: Ela trabalha "muito", o advérbio
modifica:
A. O adjetivo
B. O advérbio
C. O substantivo
D. O verbo
QUESTÃO 4
Na frase: Ele canta bem "demais", o advérbio
modifica:
A. O adjetivo
B. O advérbio
C. O substantivo
D. O verbo
QUESTÃO 5
Na frase: Os atletas correram "muito", o
advérbio modifica:
A. O adjetivo
B. O advérbio
C. O substantivo
D. O verbo
QUESTÃO 6
Na frase: Laís estava "muito" feliz, o advérbio
modifica:
A. O adjetivo
B. O advérbio
C. O substantivo
D. O verbo
QUESTÃO 7
Na frase: Cozinhar é tão bom, o advérbio
modifica:
A. O adjetivo
B. O advérbio
C. O substantivo
D. O verbo
QUESTÃO 8
Na frase: Ele saiu cedo da aula, o advérbio
modifica:
A. O adjetivo
B. O advérbio
C. O substantivo
D. O verbo
QUESTÃO 9
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
A minha escola é tão limpa quanto a sua.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 10
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Elisa anda menos devagar do que eu.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 11
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Falei pessimamente na apresentação.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 12
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Falei muito mal na apresentação de
ontem.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 13
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Aquela garota fala mais alto do que a
professora.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 14
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Aquela garota fala melhor do que a
professora.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 15
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
A comida da minha mãe é melhor do que
a do restaurante.
A.Grau comparativo de igualdade.
B.Grau comparativo de inferioridade.
C.Grau comparativo de superioridade analítico.
D.Grau comparativo de superioridade sintético.
E. Grau superlativo analítico.
F. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 16
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Dormir é tão legal quanto comer.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 17
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Pedro ri altíssimo.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 18
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Ele agiu menos generosamente do que
você.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 19
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Ela agiu educadissimamente.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 20
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Ele anda muito devagar.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 21
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Marcos chegou menos tarde do que eu.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 22
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Ele agia mais friamente do que o
comparsa.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 23
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Minha amiga mora muito longe.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 24
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Não a visito porque ela mora longíssimo.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 25
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Os alunos chegaram tão cedo quanto os
professores.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 26
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Cheguei cedíssimo à escola ontem.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 27
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Cheguei muito cedo à escola ontem.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 28
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Aquele homem é amicíssimo do meu pai.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 29
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Eles estão muito perto do estádio de
futebol.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 30
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Acordando cedíssimo, conseguiremos
fazer caminhada à beira-mar.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 31
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Tranquilíssimo, o aluno apresentou o
trabalho e obteve um excelente
resultado.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 32
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
No jogo ele foi mais rápido que você.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 33
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
No jogo ele foi menos rápido do que
você.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 33
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
No jogo ele foi tão rápido quanto você.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 34
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Aquele cão é ferocíssimo.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 35
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Aquele cão é o mais feroz de todos.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 36
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Ele respondeu mais rápido do que você.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 37
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Ele respondeu menos rápido do que
você.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
QUESTÃO 38
Classifique o grau do advérbio da seguinte
frase:
Ele respondeu tão rápido quanto você.
A. Grau comparativo de igualdade.
B. Grau comparativo de inferioridade.
C. Grau comparativo de superioridade.
D. Grau superlativo analítico.
E. Grau superlativo sintético.
DECISÃO:
PARABÉNS À TODOS QUE
PARTICIPARAM E SE DEDICARAM!!!
MAS O GRUPO VENCEDOR DESTE JOGO
FOI: .................
ELABORAÇÃO: PROFESSORA PAULA MEYER

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxPaula Meyer Piagentini
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)GernciadeProduodeMat
 
Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]Ana De Paula
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfNatália Moura
 
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisElaine Rabelo
 
Proposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxProposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxVirginia Fortes
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptpnaicdertsis
 
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresAtividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresMarina Alessandra
 
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - docSIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - docwendell Viana
 
Texto de divulgação científica
Texto de divulgação científicaTexto de divulgação científica
Texto de divulgação científicaJosiele Dognani
 
Atividade de charge
Atividade de chargeAtividade de charge
Atividade de chargeNivea Neves
 
Aula divertida: Adjetivos
Aula divertida: AdjetivosAula divertida: Adjetivos
Aula divertida: AdjetivosAndrea Alves
 
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerênciaGabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerênciaRoberto Luiz
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaNivea Neves
 

Mais procurados (20)

JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
 
Atividade anaf cataf 9 ano dinarte
Atividade anaf cataf 9 ano dinarteAtividade anaf cataf 9 ano dinarte
Atividade anaf cataf 9 ano dinarte
 
Paródia
ParódiaParódia
Paródia
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
 
Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
 
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
 
D13 (5º ano l.p.)
D13 (5º ano   l.p.)D13 (5º ano   l.p.)
D13 (5º ano l.p.)
 
Proposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxProposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docx
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresAtividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
 
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - docSIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
 
Texto de divulgação científica
Texto de divulgação científicaTexto de divulgação científica
Texto de divulgação científica
 
Atividade de charge
Atividade de chargeAtividade de charge
Atividade de charge
 
Aula divertida: Adjetivos
Aula divertida: AdjetivosAula divertida: Adjetivos
Aula divertida: Adjetivos
 
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerênciaGabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguística
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
 
FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM
 

Destaque

Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Paula Meyer Piagentini
 
REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"
REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"
REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"Paula Meyer Piagentini
 
Sociologia - Sociedades e Modos de Produção
Sociologia - Sociedades e Modos de ProduçãoSociologia - Sociedades e Modos de Produção
Sociologia - Sociedades e Modos de ProduçãoPaula Meyer Piagentini
 
Sociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições Sociais
Sociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições SociaisSociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições Sociais
Sociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições SociaisPaula Meyer Piagentini
 
Apresentação sobre a origem dos "Months of the Year and Days of the Week"
Apresentação sobre a origem dos  "Months of the Year and Days of the Week"Apresentação sobre a origem dos  "Months of the Year and Days of the Week"
Apresentação sobre a origem dos "Months of the Year and Days of the Week"Paula Meyer Piagentini
 
Tipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritos
Tipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritosTipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritos
Tipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritosmarlenybedoyalear
 
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOSCORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOSPaula Meyer Piagentini
 
Livros poliedro caderno 1 português
Livros poliedro   caderno 1 portuguêsLivros poliedro   caderno 1 português
Livros poliedro caderno 1 portuguêsClaudinei Pereria
 
Português: Interjeições e Locuções Interjetivas
Português: Interjeições e Locuções InterjetivasPortuguês: Interjeições e Locuções Interjetivas
Português: Interjeições e Locuções InterjetivasA. Simoes
 
Conjugação pronominal.
Conjugação pronominal.Conjugação pronominal.
Conjugação pronominal.Teresa Rocha
 
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas Paula Meyer Piagentini
 
Caça-palavras classes de palavras resp
Caça-palavras classes de palavras respCaça-palavras classes de palavras resp
Caça-palavras classes de palavras respDilmara Faria
 
Caça palavras dos platelmintos e nematelmintos
Caça palavras dos platelmintos e nematelmintosCaça palavras dos platelmintos e nematelmintos
Caça palavras dos platelmintos e nematelmintosIsa ...
 
Português: onomatopeias e palavras onomatopaicas
Português: onomatopeias e palavras onomatopaicasPortuguês: onomatopeias e palavras onomatopaicas
Português: onomatopeias e palavras onomatopaicasA. Simoes
 
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"Guilherme Leão
 

Destaque (20)

Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
 
REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"
REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"
REFLEXÃO ACERCA DO TERMO "FAVELA" x "COMUNIDADE"
 
Sociologia - Sociedades e Modos de Produção
Sociologia - Sociedades e Modos de ProduçãoSociologia - Sociedades e Modos de Produção
Sociologia - Sociedades e Modos de Produção
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
A Sociologia no Brasil
A Sociologia no BrasilA Sociologia no Brasil
A Sociologia no Brasil
 
Sociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições Sociais
Sociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições SociaisSociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições Sociais
Sociologia - Família, Agrupamentos Sociais e Instituições Sociais
 
Apresentação sobre a origem dos "Months of the Year and Days of the Week"
Apresentação sobre a origem dos  "Months of the Year and Days of the Week"Apresentação sobre a origem dos  "Months of the Year and Days of the Week"
Apresentação sobre a origem dos "Months of the Year and Days of the Week"
 
shobdrawing
shobdrawingshobdrawing
shobdrawing
 
Tipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritos
Tipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritosTipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritos
Tipos de texto, en contextos comunicativos: orales y escritos
 
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOSCORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
 
Livros poliedro caderno 1 português
Livros poliedro   caderno 1 portuguêsLivros poliedro   caderno 1 português
Livros poliedro caderno 1 português
 
Português: Interjeições e Locuções Interjetivas
Português: Interjeições e Locuções InterjetivasPortuguês: Interjeições e Locuções Interjetivas
Português: Interjeições e Locuções Interjetivas
 
Conjugação pronominal.
Conjugação pronominal.Conjugação pronominal.
Conjugação pronominal.
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
 
Caça-palavras classes de palavras resp
Caça-palavras classes de palavras respCaça-palavras classes de palavras resp
Caça-palavras classes de palavras resp
 
Caça palavras dos platelmintos e nematelmintos
Caça palavras dos platelmintos e nematelmintosCaça palavras dos platelmintos e nematelmintos
Caça palavras dos platelmintos e nematelmintos
 
Português: onomatopeias e palavras onomatopaicas
Português: onomatopeias e palavras onomatopaicasPortuguês: onomatopeias e palavras onomatopaicas
Português: onomatopeias e palavras onomatopaicas
 
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
 
O Principezinho
O PrincipezinhoO Principezinho
O Principezinho
 

Semelhante a Jogo Pedagógico sobre "Advérbios".

Semelhante a Jogo Pedagógico sobre "Advérbios". (12)

adjetivos.ppt
adjetivos.pptadjetivos.ppt
adjetivos.ppt
 
5603729.ppt
5603729.ppt5603729.ppt
5603729.ppt
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 
adjetivo e locução.docx
adjetivo e locução.docxadjetivo e locução.docx
adjetivo e locução.docx
 
Morfologia - Adjetivos
Morfologia - AdjetivosMorfologia - Adjetivos
Morfologia - Adjetivos
 
Flexão de Grau dos Adjetivos
Flexão de Grau dos AdjetivosFlexão de Grau dos Adjetivos
Flexão de Grau dos Adjetivos
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Grausdosadjetivos 111009132635-phpapp01
Grausdosadjetivos 111009132635-phpapp01Grausdosadjetivos 111009132635-phpapp01
Grausdosadjetivos 111009132635-phpapp01
 
classes-de-palavras-o-adjetivo.ppt
classes-de-palavras-o-adjetivo.pptclasses-de-palavras-o-adjetivo.ppt
classes-de-palavras-o-adjetivo.ppt
 
Ficha sobre o Grau dos adjetivos para o quarto ano
Ficha sobre o Grau dos adjetivos para o quarto anoFicha sobre o Grau dos adjetivos para o quarto ano
Ficha sobre o Grau dos adjetivos para o quarto ano
 
O adjetivo
O adjetivoO adjetivo
O adjetivo
 

Mais de Paula Meyer Piagentini

Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao RomantismoJogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao RomantismoPaula Meyer Piagentini
 
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Paula Meyer Piagentini
 
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Paula Meyer Piagentini
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no BrasilEscritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no BrasilPaula Meyer Piagentini
 
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIXTabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIXPaula Meyer Piagentini
 
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)Paula Meyer Piagentini
 
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino MédioMapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino MédioPaula Meyer Piagentini
 
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino MédioMapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino MédioPaula Meyer Piagentini
 
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)Paula Meyer Piagentini
 

Mais de Paula Meyer Piagentini (20)

Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao RomantismoJogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
 
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
 
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no BrasilEscritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
 
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIXTabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
 
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
 
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino MédioMapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
 
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino MédioMapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
 
Interpretação Textual (Sétimo Ano)
Interpretação Textual (Sétimo Ano)Interpretação Textual (Sétimo Ano)
Interpretação Textual (Sétimo Ano)
 
Síndromes
Síndromes Síndromes
Síndromes
 
Dia Internacional das Mulheres
Dia Internacional das MulheresDia Internacional das Mulheres
Dia Internacional das Mulheres
 
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
 
Projeto Poesia
Projeto PoesiaProjeto Poesia
Projeto Poesia
 
Projeto Interdisciplinar
Projeto Interdisciplinar Projeto Interdisciplinar
Projeto Interdisciplinar
 

Último

Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?Rosalina Simão Nunes
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxAD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxkarinedarozabatista
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSilvana Silva
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 

Último (20)

Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxAD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 

Jogo Pedagógico sobre "Advérbios".

  • 2. INSTRUÇÕES 1. A sala será divida em grupos. 2. Cada integrante deverá responder uma pergunta relacionada ao contéudo estudado em aula, no caso advérbios. Caso acerte, a pessoa pontuará 2 pontos e se errar perderá 1 ponto para sua equipe. Se algum integrante do grupo atrapalhar o andamento do jogo, a equipe perderá 3 pontos. 3. Ao final das perguntas, o grupo que possuir mais pontos vencerá e receberá um prêmio.
  • 3. VAI COMEÇAR!!!!! BOA SORTE A TODOS! APRESENTAÇÃO:
  • 4. QUESTÃO 1 O que são advérbios? A. São palavras invariáveis que expressam sentimentos e emoções. B. São palavras invariáveis que modificam o sentido do verbo, do adjetivo e do próprio advérbio. C. São palavras variáveis que acompanham ou substituem o substantivo. D. Nenhuma das alternativas anteriores.
  • 5. QUESTÃO 2 Na frase: Ele é lindo "demais", o advérbio modifica: A. O adjetivo B. O advérbio C. O substantivo D. O verbo
  • 6. QUESTÃO 3 Na frase: Ela trabalha "muito", o advérbio modifica: A. O adjetivo B. O advérbio C. O substantivo D. O verbo
  • 7. QUESTÃO 4 Na frase: Ele canta bem "demais", o advérbio modifica: A. O adjetivo B. O advérbio C. O substantivo D. O verbo
  • 8. QUESTÃO 5 Na frase: Os atletas correram "muito", o advérbio modifica: A. O adjetivo B. O advérbio C. O substantivo D. O verbo
  • 9. QUESTÃO 6 Na frase: Laís estava "muito" feliz, o advérbio modifica: A. O adjetivo B. O advérbio C. O substantivo D. O verbo
  • 10. QUESTÃO 7 Na frase: Cozinhar é tão bom, o advérbio modifica: A. O adjetivo B. O advérbio C. O substantivo D. O verbo
  • 11. QUESTÃO 8 Na frase: Ele saiu cedo da aula, o advérbio modifica: A. O adjetivo B. O advérbio C. O substantivo D. O verbo
  • 12. QUESTÃO 9 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: A minha escola é tão limpa quanto a sua. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 13. QUESTÃO 10 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Elisa anda menos devagar do que eu. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 14. QUESTÃO 11 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Falei pessimamente na apresentação. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 15. QUESTÃO 12 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Falei muito mal na apresentação de ontem. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 16. QUESTÃO 13 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Aquela garota fala mais alto do que a professora. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 17. QUESTÃO 14 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Aquela garota fala melhor do que a professora. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 18. QUESTÃO 15 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: A comida da minha mãe é melhor do que a do restaurante. A.Grau comparativo de igualdade. B.Grau comparativo de inferioridade. C.Grau comparativo de superioridade analítico. D.Grau comparativo de superioridade sintético. E. Grau superlativo analítico. F. Grau superlativo sintético.
  • 19. QUESTÃO 16 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Dormir é tão legal quanto comer. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 20. QUESTÃO 17 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Pedro ri altíssimo. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 21. QUESTÃO 18 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Ele agiu menos generosamente do que você. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 22. QUESTÃO 19 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Ela agiu educadissimamente. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 23. QUESTÃO 20 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Ele anda muito devagar. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 24. QUESTÃO 21 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Marcos chegou menos tarde do que eu. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 25. QUESTÃO 22 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Ele agia mais friamente do que o comparsa. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 26. QUESTÃO 23 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Minha amiga mora muito longe. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 27. QUESTÃO 24 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Não a visito porque ela mora longíssimo. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 28. QUESTÃO 25 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Os alunos chegaram tão cedo quanto os professores. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 29. QUESTÃO 26 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Cheguei cedíssimo à escola ontem. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 30. QUESTÃO 27 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Cheguei muito cedo à escola ontem. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 31. QUESTÃO 28 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Aquele homem é amicíssimo do meu pai. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 32. QUESTÃO 29 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Eles estão muito perto do estádio de futebol. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 33. QUESTÃO 30 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Acordando cedíssimo, conseguiremos fazer caminhada à beira-mar. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 34. QUESTÃO 31 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Tranquilíssimo, o aluno apresentou o trabalho e obteve um excelente resultado. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 35. QUESTÃO 32 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: No jogo ele foi mais rápido que você. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 36. QUESTÃO 33 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: No jogo ele foi menos rápido do que você. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 37. QUESTÃO 33 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: No jogo ele foi tão rápido quanto você. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 38. QUESTÃO 34 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Aquele cão é ferocíssimo. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 39. QUESTÃO 35 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Aquele cão é o mais feroz de todos. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 40. QUESTÃO 36 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Ele respondeu mais rápido do que você. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 41. QUESTÃO 37 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Ele respondeu menos rápido do que você. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 42. QUESTÃO 38 Classifique o grau do advérbio da seguinte frase: Ele respondeu tão rápido quanto você. A. Grau comparativo de igualdade. B. Grau comparativo de inferioridade. C. Grau comparativo de superioridade. D. Grau superlativo analítico. E. Grau superlativo sintético.
  • 43. DECISÃO: PARABÉNS À TODOS QUE PARTICIPARAM E SE DEDICARAM!!! MAS O GRUPO VENCEDOR DESTE JOGO FOI: ................. ELABORAÇÃO: PROFESSORA PAULA MEYER