A Revolução Industrial

265 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
265
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Revolução Industrial

  1. 1. A Revolução Industrial Docente Nilton Bruno Feitosa Santana
  2. 2. A Invenção que deu início James Watt Máquina a Vapor de James Watt
  3. 3. O que precisa para abrir uma fábrica?
  4. 4. 1.Acumular Capital
  5. 5. 2.Mão de Obra
  6. 6. 3.Matéria-prima
  7. 7. 4. Mercado Consumidor
  8. 8. Elementos necessários para o surgimento da Revolução Industrial 1.Acumulação de Capital 2.Mão de Obra 3.Matéria-prima 4.Mercado Consumidor
  9. 9. Por que ocorreu na Inglaterra?  Capital acumulado- pela pirataria, tráfico de escravos, comércio internacional.  Mão de obra – Os camponeses que se mudaram para a cidade ou por opção ou em busca de melhores condições de vida.  Matéria prima – ricas minas de carvão e de ferro.  Mercado consumidor – em ascensão graças a abolição de direitos feudais.
  10. 10. Por que ocorreu na Inglaterra?  O Puritanismo – que ao contrário da Igreja Católica, não condenava o lucro.  A Revolução Gloriosa (1688) - a burguesia inglesa chega ao poder e realiza obras favoráveis ao surgimento do capitalismo..  A livre-concorrência – Cada comerciante inglês procurava baratear os seus produtos para vencer a concorrência. As máquinas faziam os custos de produção diminuírem e, assim, o barateamento dos produtos.
  11. 11. O IMPACTO SOCIAL
  12. 12. 1. Divisão do Trabalho
  13. 13. A Divisão do Trabalho causa Maior agilidade no processo de produção:  “A produção é dividida em etapas, e por isso, o processo torna-se mais rápido”.  Cada trabalhador se especializa em uma única função.  A Divisão do Trabalho vai ser uma das diferenças principais entre o trabalho industrial e o trabalho artesanal. Tem como objetivo otimizar a produção na indústria.
  14. 14. Europa Pré-industrial  Antes da Revolução Industrial a cada 10 gestações apenas 2 ou 3 crianças sobreviviam ao primeiro ano de vida.  Expectativa de vida de apenas 36 anos na Inglaterra do século XVII.  Grande participação do trabalho Infantil Pós-Industrial  A mortalidade infantil caiu 40%.  A expectativa de vida aumentou.  Erradicação do Trabalho Infantil
  15. 15. O que aconteceu para modificar a vida do europeu?  Os cercamentos de propriedades rurais e aplicação de novas técnicas aumentaram a produção de alimentos.  As máquinas aumentaram a produtividade.  O crescimento da Economia elevou os salários e puxou para baixo as horas de trabalho.  A produção em série fez os produtos custarem menos. E criou mais empregos.
  16. 16. O movimento Ludita  Lutava por melhores salários e condições de trabalho.  Culpavam as máquinas pela diminuição dos salários e pela falta de emprego.  Invadiam fábricas para destruir as máquinas.
  17. 17. O movimento cartista  Redigiu o documento chamado Carta do Povo e enviaram ao Parlamento Inglês.  Principal reivindicação: sufrágio universal, ou seja, o direito de voto de todos os homens.  O povo inglês conquistou o direito ao voto em 1867.
  18. 18. Outras organizações operárias  As associações de ajuda mútua que se tornaram Sindicatos.  E a mais influente forma de luta: greve.
  19. 19. Conclusão  A revolução Industrial modificou drasticamente a maneira de viver da sociedade. Pode-se dizer que a Revolução Industrial foi um conjunto de mudanças profundas iniciadas por volta de 1760 na maneira como as pessoas vivem, se relacionam, e organizam e produzem o trabalho.
  20. 20. Bibliografia  HOBSBAWM, Eric. A Era das Revoluções 1789-1848; Editora Paz e Terra: São Paulo, 2009.  JÚNIOR, Alfredo Boulos; História Sociedade e Cidadania – Edição Reformulada, 9º Ano; Editora FTD S. A.: São Paulo 2012.  NARLOCH, Leandro. “Guia Politicamente Incorreto do Mundo”; Editora Leya: São Paulo, 2013.  SANTIAGO, Pedro; Por dentro da História, 8ª Série; Editora Escala Educacional: São Paulo, 2006.  SCHIMIDT, Mário; Nova História Crítica, 8ª Série; Editora Nova Geração: São Paulo, 2002. Imagem  Divisão do Trabalho Fonte: SCHIMIDT, Mário; Nova História Crítica, 8ª Série; Editora Nova Geração: São Paulo, 2002  Demais imagens http://www.google.com.br/imghp?hl=pt-PT
  21. 21. Bons estudos!

×