REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E NEOCOLONIALISMO

1.115 visualizações

Publicada em

PPT - RESUMO SOBRE REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E NEOCOLONIALISMO

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.115
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
135
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E NEOCOLONIALISMO

  1. 1. O QUE É UMA REVOLUÇÃO ? É uma mudança rápida e profunda que afeta as estruras de uma sociedade. Implica uma aceleração no ritmo das transformações históricas.
  2. 2. A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Mudança de uma economia de base agrícola e artesanal para uma economia de base industrial e mecanizada. Conjunto de mudanças tecnológicas com profundo impacto no processo produtivo em nível econômico, social e cultural.
  3. 3. 1ª FASE Iniciou-se na Inglaterra; Século XVIII (aproximadamente 1750);
  4. 4. Antes
  5. 5. Depois
  6. 6. ANTECEDENTES Revolução Comercial Burguesia no poder político e econômico Investimentos em inovações tecnológicas Acumulação de Capitais Existência de Matérias-primas Mão-de-obra Barata Existência de Mercados Consumidores
  7. 7. Revolução Inglesa, regime liberal no poder, burguesia Cercamentos = liberaram mão-de-obra e mecanizaram a agricultura Mão-de-obra barata abundante Próspero comércio colonial Infraestrutura naval e burguesia empreendedora Ricas jazidas de carvão
  8. 8. Atinge demais países da Europa (França, Alemanha, Itália, Holanda, Bélgica), Japão, Rússia e EUA; Expandiu-se ao longo do século XIX (1850 a 1900); Racionalização do trabalho: - disciplina de horários (vários turnos); - manutenção de um ritmo de trabalho; - divisão do trabalho; - especialização de tarefas;
  9. 9. Cresce a concorrência; A indústria de bens de produção se desenvolve; As ferrovias se expandem; Surgem novas formas de energia - hidrelétrica e a derivada do petróleo; São criados o dínamo, o motor a combustão interna, o telégrafo e o telefone.
  10. 10. Primeira Fase Segunda Fase Material Industrial Básico FERRO AÇO Principal Fonte Energética VAPOR ELETRICIDADE PETRÓLEO Setor Predominante TÊXTIL DIVERSIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO (expansão)
  11. 11. CONSEQUÊNCIAS Políticas: Burguesia no poder, aplicação do Liberalismo; “lassez faire, laissez passer” (deixai fazer, deixar passar) “plena igualdade de direito, desigualdade de fato”; Sociedade baseada no dinheiro e na instrução;
  12. 12. Sociais: Surgimento de gravíssimas questões sociais; Jornada de trabalho de 15/16h por dia; Salários miseráveis; Péssimas condições de trabalho; Habitações de péssimas condições; Exploração do trabalho infantil e feminino;
  13. 13. Econômicas: “Fim da escravidão”; Modo de produção capitalista se torna predominante; IMPERIALISMO = busca de mercados para extrair matérias-primas e vender manufaturados; Inglaterra e França = impérios coloniais na Ásia e África (partilha); Conflitos (1ª guerra );
  14. 14. IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO O acirramento da concorrência entre as potências industrializadas; O protecionismo exacerbado; A política de expansão territorial e econômica; Busca nova divisão econômica e política do mundo pelas potências capitalistas em ascensão;
  15. 15. JUSTIFICATIVAS As características biológicas da “raça branca” (Darwinismo Social); A fé religiosa (Cristianismo); O desenvolvimento técnico e científico (Revolução Industrial).
  16. 16. Busca de matéria-prima; Conquista de mercados-consumidores; Acomodação de excedentes populacionais (secundário); Estruturação de bases estratégicas (neutralizando a concorrência).
  17. 17. CONSEQUÊNCIAS DO NEOCOLONIALISMO Desestruturação de sistemas produtivos locais; Fome endêmica, miséria crônica; Submissão econômica das regiões dominadas; Agravamento de conflitos regionais; Desenvolvimento de nações industrializadas; Disputas imperialistas; I Guerra Mundial.

×