Conference Call - Apresentação dos Resultados | 3T11
Aviso Importante“Declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas dosnegócios da Companhia, projeções de ...
Destaques do Período – 3T11 A performance da Eternit foi superior aos resultados do setor; Volume vendido de fibrociment...
Perfil Corporativo
Maior e mais diversificada indústria de coberturas do País                                                             5
Cadeia Produtiva                   6
Outros Segmentos                   7
Localização das Fábricas – Fibrocimento / Mineradora                                             Filiais de vendas   1) An...
Localização das Fábricas – Telhas de Concreto                                                9
Visão Geral - SAMA
Mercado Mundial – Mineral Crisotila        Canadá 6%                                                        Rússia – 48%  ...
Vendas do Mineral Crisotila (em mil toneladas)            5,3%                    306      291                            ...
Visão Geral - Eternit
Produtos e Soluções para Construção Civil                            Caixas d’ água e Filtros para Tubulações             ...
Mercado de Cobertura – Brasil (2010)        Mercado Residencial                    Mercado Industrial/Comercial           ...
Vendas de Fibrocimento* (em mil toneladas)                 13,2%                              827          731            ...
Visão Geral - Tégula
Principais Produtos de Cobertura de Concreto                                               18
Solução Completa de Cobertura de Concreto                                            19
Telhas de Concreto           Vendas em mil m²                                    Capacidade Utilizada                     ...
TégulaDesempenho Operacional e Financeiro              3T11              3T10              %Volume Vendido em m2 de Telhas...
Desempenho Econômico-Financeiro
Receita Líquida Consolidada (em R$ milhões)          30,2%                    759                                         ...
Composição da Receita Líquida Consolidada                          3T10                                                   ...
Composição do Custo de Produção – 3T11                         Fibrocimento                                               ...
EBITDA (em R$ milhões)          17,1%                  145                                                     -9,2%     1...
Lucro Líquido (em R$ milhões)       39,7%                  102                                                   -10,9%   ...
Margens                         45%                                  45%          43%42%                                  ...
Investimentos (em R$ milhões)                           93                                                                ...
Construção da Linha de Mármore Sintético  Área Externa do Galpão   Linha de Produção   Silo de Resina                     ...
Aquisição do Terreno para a Fábrica Multiprodutos - Ceará                                                  Cimenteira     ...
1° Fase da Fábrica Multiprodutos no CearáJoint-Venture: Companhia Sulamericana de Cerâmica S. A.           60% de particip...
Visão artística e Lay-out da Planta de Louças Sanitárias                                                           33
Expectativa de Ocupação da área – Fábrica Multiprodutos                                                          34
Governança Corporativa e Mercado de Capitais
Estrutura Acionária – Out/11                                                        Destaques            Out/11     Out/10...
Estrutura Acionária                                         Média Diária – Volume de       Número de Acionistas           ...
Remuneração aos Acionistas      Lucro Líquido X Proventos                             Dividend Yield       Pagos (em R$ mi...
Desempenho da Ação (Dez/06 - Out/11) No período de 28/12/2006 a 31/10/2011, as ações da Eternit registraram valorização de...
Campanha Quer ser sócio?                       Eternit adere à campanha Quer Ser Sócio? da                                ...
Perspectivas
Comparação do Crescimento PIB vs. Eternit (%)                     PIB Construção Civil           PIB Brasileiro           ...
Programa Estruturado de Expansão e Diversificação                                          OBJETIVOConsolidar a Eternit co...
Lançamentos - 2011Bairro Nova Odebrecht – Angra dos Reis/ RJ   Seguindo a tendência do mercado, a Eternit lançou o ETERSYS...
Expositor de Louças - MóvelCarros Fiat Doblô equipados com expositores de Louças e Assentos Sanitários.                   ...
Crisotila – O amianto do Brasil
Crisotila – O amianto do Brasil O uso do minérial crisotila no Brasil éregulamentado pela Lei Federal 9.055/95,Decreto 2.3...
Brasil conclui pesquisa inédita sobre os riscos do amianto                       Projeto Asbesto Ambiental “Exposição Ambi...
Maiores InformaçõesÉlio A. Martinselio.martins@eternit.com.brRodrigo Lopes da Luzrodrigo.luz@eternit.com.brFrederico Gomes...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação 3 t11

443 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
443
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
93
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 3 t11

  1. 1. Conference Call - Apresentação dos Resultados | 3T11
  2. 2. Aviso Importante“Declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas dosnegócios da Companhia, projeções de resultados operacionais e financeiros,e referências ao potencial de crescimento da Companhia, constituem merasprevisões e foram baseadas nas expectativas da Administração em relação aoseu desempenho futuro. Estas expectativas são altamente dependentes docomportamento do mercado, da situação econômica do Brasil, da indústria edos mercados internacionais, portanto estão sujeitas a mudanças.” 2
  3. 3. Destaques do Período – 3T11 A performance da Eternit foi superior aos resultados do setor; Volume vendido de fibrocimento cresceu 12,9% e atingiu 232 mil toneladas; Vendas de telhas de concreto apresentaram crescimento de 9,2%; Receita líquida consolidada cresceu 6,6% e atingiu R$ 213 milhões; EBITDA de R$ 42,3 milhões e margem EBITDA de 20%, crescimento de 10,4%; Lucro Líquido de R$ 27,3 milhões e margem líquida de 13%, crescimento de 6,9%; Aumento de 60% na capacidade de produção da Tégula, com destaque para a nova fábrica em São José do Rio Preto / SP; Início da construção da sua unidade multiprodutos, no Estado do Ceará; A primeira fábrica será para produção de louças sanitárias - 12ª fábrica do Grupo. 3
  4. 4. Perfil Corporativo
  5. 5. Maior e mais diversificada indústria de coberturas do País 5
  6. 6. Cadeia Produtiva 6
  7. 7. Outros Segmentos 7
  8. 8. Localização das Fábricas – Fibrocimento / Mineradora Filiais de vendas 1) Anápolis/GO; 2) Colombo/PR; 3) Goiânia/GO; 4) Rio de Janeiro/RJ; 5) Simões Filho/BA; e 6) São Paulo/SP. 8
  9. 9. Localização das Fábricas – Telhas de Concreto 9
  10. 10. Visão Geral - SAMA
  11. 11. Mercado Mundial – Mineral Crisotila Canadá 6% Rússia – 48% Cazaquistão – 10% China – 22% Brasil 14%Consumo Mundial (em MM de T) 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2,1 2,3 2,3 2,4 2,4 2,1 2,2 11
  12. 12. Vendas do Mineral Crisotila (em mil toneladas) 5,3% 306 291 - 3,8% 226 218 136 163 120 -14,6% 124 81 70 155 143 43 106 39 94 39 31 2009 2010 3T10 3T11 9M10 9M11 Mercado Interno Mercado Externo 12
  13. 13. Visão Geral - Eternit
  14. 14. Produtos e Soluções para Construção Civil Caixas d’ água e Filtros para Tubulações Sistemas Construtivos e Acessórios Coberturas Louças e Assentos Sanitários 14
  15. 15. Mercado de Cobertura – Brasil (2010) Mercado Residencial Mercado Industrial/Comercial Concreto Outros CerâmicasFibrocimento 4% 12% 11% 51% Cerâmicas Fibrocimento Metálicas 45% 42% 35% Mercado Total Evolução do Mercado (milhões de m²) Concreto Metálicas 8% -2% Outros 3% 10% 3% 10% 8% 534 5% 505 495 459 425 406 Cerâmicas Fibrocimento 36% 48% 2005 2006 2007 2008 2009 2010 15
  16. 16. Vendas de Fibrocimento* (em mil toneladas) 13,2% 827 731 8,4% 644 595 12,9% 205 232 2009 2010 3T10 3T11 9M10 9M11* Inclui os componentes para sistemas construtivos 16
  17. 17. Visão Geral - Tégula
  18. 18. Principais Produtos de Cobertura de Concreto 18
  19. 19. Solução Completa de Cobertura de Concreto 19
  20. 20. Telhas de Concreto Vendas em mil m² Capacidade Utilizada 15,0% 4.388 90% 3.818 80% 9,2% 3.341 1.454 1.588 477 3T10 3T11 9M10* 9M11 3T10 3T11• A Tégula foi adquirida em 11 de fevereiro de 2010. Os 587 mil m2 foram consolidados na Eternit. 20
  21. 21. TégulaDesempenho Operacional e Financeiro 3T11 3T10 %Volume Vendido em m2 de Telhas 1.588 mil 1.454 mil 9%Receita Operacional Líquida R$ 23.817 mil R$ 20.933 mil 14%Lucro Bruto R$ 6.902 mil R$ 7.534 mil -8%M argem Bruta 29% 36% -7p.p.EBITDA R$ 3.308 mil R$ 2.748 mil 20%M argem EBI TDA 14% 13% 1p.p.Lucro Líquido (*) R$ 788 mil R$ 3.671 mil -79%M argem Líquida 3% 18% -15p.p.(*) A despesa com variação cambial (R$ 1 milhão) referente a aquisição dos moldesafetou o lucro líquido no 3T11. 21
  22. 22. Desempenho Econômico-Financeiro
  23. 23. Receita Líquida Consolidada (em R$ milhões) 30,2% 759 9,5% 583 600 549 648 6,6% 453 464 533 199 213 169 190 130 111 85 67 30 23 2009 2010 3T10 3T11 9M10 9M11 Mercado Interno Mercado Externo 23
  24. 24. Composição da Receita Líquida Consolidada 3T10 3T11 Telhas de Telhas de Concreto e Louças Concreto e Louças Componentes Acessórios Sanitárias Componentes Acessórios Sanitárias para Sistemas 10,5% 1,6% para Sistemas 11,2% 4,4% Construtivos 3,0% Construtivos Mineral 2,6% Mineral Crisotila Crisotila Fibrocimento 30,2% 21,9% 53,1% Fibrocimento 58,8% Outros (*) 1,1% Outros (*) 1,6%(*) Outros: telhas metálicas, caixas d’água de polietileno, assentos sanitários e filtros para tubulações de água. 24
  25. 25. Composição do Custo de Produção – 3T11 Fibrocimento Mineral Crisotila Energia Energia 3% 8% Outros Custos Outros 10% Custos Materiais (**) 20% Depreciação 29% Depreciação Matérias- 5% 4% Primas(*) 63% Mão-de-Obra 48% Mão-de-Obra 10%1 - Cimento (45%), mineral crisotila (43%) e outros (12%) 2 - Combustível, explosivos, embalagens, entre outros Telhas de Concreto Energia 5% Outros Custos 21% Matérias- Primas(*) 49% Mão-de-Obra Depreciação 18% 7% 3 - Cimento (53%), areia (31%) e outros (16%) 25
  26. 26. EBITDA (em R$ milhões) 17,1% 145 -9,2% 123 110 100 10,4% 42 38 2009 2010 3T10 3T11 9M10 9M11 26
  27. 27. Lucro Líquido (em R$ milhões) 39,7% 102 -10,9% 73 73 65 6,9% 26 27 2009 2010 3T10 3T11 9M10 9M11 27
  28. 28. Margens 45% 45% 43%42% 41% 38% 38% 39%21% 20% 20% 19% 19% 17% 16% 14%13% 13% 13% 13% 13% 11% 9% 10%2009 2010 3T10 1T11 2T11 3T11 9M10 9M11 Margem Bruta Margem EBITDA Margem Líquida 28
  29. 29. Investimentos (em R$ milhões) 93 -57,5% 6 80 14 3 220,7% 14 34 -28,6% 34 34 29 12 2 21 12 8 15 13 3 27 10 4 21 20 3 16 11 5 2009 2010 3T10 3T11 9M10 9M11 Investimentos Correntes Aumento de Capacidade – Eternit Aquisição Tégula Moldes e Novos Negócios Aumento de Capacidade – Tégula Aquisição Terreno - Ceará 29
  30. 30. Construção da Linha de Mármore Sintético Área Externa do Galpão Linha de Produção Silo de Resina 30
  31. 31. Aquisição do Terreno para a Fábrica Multiprodutos - Ceará Cimenteira Linha Gás Natural 35 km 15 kmTerreno de 400 mil m² 31
  32. 32. 1° Fase da Fábrica Multiprodutos no CearáJoint-Venture: Companhia Sulamericana de Cerâmica S. A. 60% de participação 40% de participação Conhecimento do mercado local Conhecimento de tecnologia de Forte rede de distribuição produção e de produtos Logística eficiente Baixo custo de produção Força da marca Experiência em desenvolvimento de novos produtos Recursos para investimentos Experiência em desenvolvimento Conhecimento do Brasil de novos mercados Investimentos: R$ 97 milhões Capacidade: 1.500.000 peças / ano Inicio das obras: Primeiro semestre de 2012 Prazo para conclusão: 18 meses Estimativa de Faturamento Bruto a plena capacidade: na ordem de R$ 127 milhões Mão de obra direta: 330 colaboradores 32
  33. 33. Visão artística e Lay-out da Planta de Louças Sanitárias 33
  34. 34. Expectativa de Ocupação da área – Fábrica Multiprodutos 34
  35. 35. Governança Corporativa e Mercado de Capitais
  36. 36. Estrutura Acionária – Out/11 Destaques Out/11 Out/10 Geração L. Par. F. I. A. 18,61% 19,66%30,70% Luiz Barsi Filho 13,41% 12,53% Victor Adler + VIC DTVM 8,50% 7,83% Diretoria 1,08% 1,50% Demais Conselheiros 0,07% 0,03% 59,41% Ações em Tesouraria 0,03% 0,03%7,54% 2,35% Membro Conselho de Administração Desde Sérgio Alexandre Melleiro (*) 1993 Pessoas Físicas Lírio Albino Parisotto (*) 2004 Pessoas Jurídicas Victor Adler (*) 2005 Élio A. Martins 2007 Residentes no Exterior Luiz Barsi Filho (*) 2008 Clubes, Fundos e Fundações Marcelo Munhoz Auricchio (*) 2011 Luis Terepins (*) 2011 (*) Conselheiro Independente Membro FREE-FLOAT 76,33% Conselho Consultivo Desde Guilherme Affonso Ferreira 2011 Mário Fleck 2011 36
  37. 37. Estrutura Acionária Média Diária – Volume de Número de Acionistas Negócios (em R$ mil) 6.615 6.714 5.910 1.108 975 800 2009 2010 2011(*) 2009 2010 2011(*)(*) Até outubro de 2011 37
  38. 38. Remuneração aos Acionistas Lucro Líquido X Proventos Dividend Yield Pagos (em R$ milhões) 102 15,1% 73 81 72 9,3% 65 55 7,5% 2009 2010 2011* 2009 2010 2011* Lucro Líquido Dividendos e JCP(*) Até novembro de 2011 38
  39. 39. Desempenho da Ação (Dez/06 - Out/11) No período de 28/12/2006 a 31/10/2011, as ações da Eternit registraram valorização de 49,5% contra uma valorização do índice IBOVESPA de 31,2%. Neste mesmo período, considerando o pagamento de dividendos e JCP as ações da Eternit registraram valorização de 146,9%.220 ETER3 IBOVESPA200180160 R$ 9,06140 58.338120100 80 60 40 dez fev abr jun ago out dez fev abr jun ago out dez fev abr jun ago out dez fev abr jun ago out dez fev abr jun ago out 06 07 07 07 07 07 07 08 08 08 08 08 08 09 09 09 09 09 09 10 10 10 10 10 10 11 11 11 11 11 39
  40. 40. Campanha Quer ser sócio? Eternit adere à campanha Quer Ser Sócio? da BM&FBOVESPA O Objetivo da campanha é atingir a meta de conquistar 5 milhões de investidores e tornar o mercado mais acessível a todos os brasileiros que querem ser sócios do crescimento do País. 40
  41. 41. Perspectivas
  42. 42. Comparação do Crescimento PIB vs. Eternit (%) PIB Construção Civil PIB Brasileiro Eternit 37,1 18,3 16,8 15,2 11,6 8,6 8,2 7,5 5,0 5,4 5,1 3,4 3,5 -0,2 -6,3 2007 2008 2009 2010 2011(E)(E) - Estimado - Fonte: BACEN.O crescimento da receita bruta consolidada da Eternit é comparando o acumulado de janeiro a setembro de 2011vs. o mesmo período de 2010 já deflacionado pelo IGP-M. A empresa não divulga expectativa de receita futura. 42
  43. 43. Programa Estruturado de Expansão e Diversificação OBJETIVOConsolidar a Eternit como empresa de produtos e soluções para a construção civil INICIATIVAS - Criação da Diretoria de Desenvolvimento e Novos Negócios - Inclusão de Telhas Metálicas no portfolio - Investimento em novas linhas de produção de fibrocimento na Eternit - Investimento em máquinas de novos produtos nas fábricas atuais - Aumento de capacidade de produção na SAMA - Lançamento de novos produtos - Entrada no segmento de louças sanitárias - Crescimento Inorgânico - Aquisições 43
  44. 44. Lançamentos - 2011Bairro Nova Odebrecht – Angra dos Reis/ RJ Seguindo a tendência do mercado, a Eternit lançou o ETERSYSTEM Estrutura metálica para telhados. 44
  45. 45. Expositor de Louças - MóvelCarros Fiat Doblô equipados com expositores de Louças e Assentos Sanitários. 45
  46. 46. Crisotila – O amianto do Brasil
  47. 47. Crisotila – O amianto do Brasil O uso do minérial crisotila no Brasil éregulamentado pela Lei Federal 9.055/95,Decreto 2.350/97 e normas regulamentadorasdo Ministério do Trabalho. Também estáprevisto na Convenção 162 da OrganizaçãoInternacional do Trabalho (OIT). Amianto branco Fibras curvas, sedosas e sem ponta Alta concentração de magnésio: 3MgOSiO2H2O Biopersistência*: 2,5 dias *Biopersistência: Tempo que uma partícula inalada permanece no pulmão antes de ser eliminada pelos mecanismos de defesa do organismo. Para provocar dano pulmonar, a fibra precisa ter capacidade de penetração e de durabilidade nos alvéolos. Rocha de serpentinito com fibras de minério crisotila 47
  48. 48. Brasil conclui pesquisa inédita sobre os riscos do amianto Projeto Asbesto Ambiental “Exposição Ambiental ao Asbesto: Avaliação do Risco e Efeitos na Saúde” Processo CNPq n. 420001/2006-9O resultado da pesquisa, realizada por renomados médicos ligados aimportantes universidades federais e estaduais brasileiras, divulgado 25 denovembro de 2010 em Brasília, comprova que:Em relação às avaliações da amostra dos moradores estudados, não foramencontradas alterações clínicas, funcionais respiratórias e tomográficas dealta resolução, passíveis de atribuição à inalação ambiental à fibras deasbesto.Na avaliação ocupacional, não se identificou novas alterações nemprogressão do comprometimento pleural ou intersticial nos indivíduos doGrupo exposto após 1980, que fizeram Tomografia Computadorizada deAlta Resolução - TCAR nos dois estudos.A íntegra desta pesquisa está disponível em www.sectec.go.gov.br. 48
  49. 49. Maiores InformaçõesÉlio A. Martinselio.martins@eternit.com.brRodrigo Lopes da Luzrodrigo.luz@eternit.com.brFrederico Gomes Amaralfrederico.amaral@eternit.com.brTelefones: (55-11) 3038-3818 ou (55-11) 3194-3872www.eternit.com.br/ri ou www.blogdaeternit.com.br Consultoria de RI Silvia Helena Madi Pinheiro silvia.pinheiro@firb.com Este material foi produzido com papeis certificados FSC (Forest Stewardship Council), que é uma garantia de que a matéria- prima advém de uma floresta manejada de forma Tel: (55-11) 3500-5564 ecologicamente correta, socialmente e economicamente viável. 49

×