Impressionismo cd

397 visualizações

Publicada em

impressionismo

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impressionismo cd

  1. 1. O Ocidente, entre final do século XVIII e início do século XIX, é varrido por uma onda de revoluções liberais, políticas, e por outro lado, de revoluções industriais. Toda essa situação provocou mudanças, principalmente ao nível político, o que causou uma maior estabilidade, devido ao triunfo das democracias liberais e à consolidação da burguesia. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Imagem:LeMannequin'page:51/ UnitedStatesPublicDomain. Imagem:AViewinWhitechapelRoad,1831/ H.T.Alken/PublicDomain.
  2. 2. Outras características desse período são o Capitalismo e a industrialização em ascensão, bem como o avanço das ciências e técnicas. São criações dessa época o telefone, a eletricidade, o cinema e a fotografia (grandes símbolos de Modernidade). Nessa época, começaram a organizar-se exposições universais para apresentar as inovações e Paris tornou- se o centro da vida artística e cultural ocidental. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Imagem:AdolpheBitard/UnitedStatespublicdomain. Imagem:PopularScienceMonthlyVolume13/ UnitedStatespublicdomain.
  3. 3. O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França, no século XIX. Esse fenômeno artístico criou uma nova visão conceitual da natureza, utilizando pinceladas soltas, dando ênfase na luz e no movimento. Geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintor pudesse capturar melhor as nuances da luz e da natureza. ARTE, 3º. Ano Impressionismo
  4. 4. ARTE, 3º. Ano Impressionismo A primeira vez que o público teve contato com a obra dos impressionistas foi numa exposição coletiva realizada em Paris, em abril de 1874. O público e a crítica reagiram muito mal ao novo movimento, pois ainda se mantinham fiéis aos princípios acadêmicos da pintura. Imagem: Claude Monet retratado por Edouard Manet, 1874 / Neue Pinakothek / Public Domain.
  5. 5. A arte alegre e vibrante dos impressionistas enche os olhos de cor e luz. A presença dos contrastes, da natureza, transparências luminosas, claridade das cores, sugestão de felicidade e de vida harmoniosa transparecem nas imagens criadas pelos impressionistas. Imagem:EdgarDegas/Aprimeirabailarina,1878/PublicDomain. ARTE, 3º. Ano Impressionismo
  6. 6. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Imagem:BertheMarisot/CaçadeBorbbuletas/Muséed'Orsay/PublicDomain.
  7. 7. ARTE, 3º. Ano Impressionismo O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX. Imagem: Claude Monet / Impressão: nascer do sol, 1872 / Public Domain.
  8. 8. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Havia algumas considerações gerais, muito mais práticas do que teóricas, que os artistas seguiam em seus procedimentos técnicos para obter os resultados que caracterizaram a pintura impressionista. Imagem: Camille Pissarro / Avenue de l'Opéra, Soleil, Matinée d'hiver, 1898 / Public Domain.
  9. 9. Os autores impressionistas não mais se preocupavam com os preceitos do Realismo ou da academia. A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou os pintores impressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados em temáticas nobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em si mesma. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Imagem: Jean-François Millet / As Respigadeiras, 1857 / Musée d'Orsay / Public Domain.
  10. 10. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Principais características da pintura: -A pintura deve registrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz solar num determinado momento, pois as cores da natureza se modificam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol; - As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens; - As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam, e não escuras ou pretas, como os pintores costumavam representá-las no passado;
  11. 11. ARTE, 3º. Ano Impressionismo -Os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim, um amarelo próximo a um violeta produz uma impressão de luz e de sombra muito mais real do que o claro-escuro tão valorizado pelos pintores barrocos; - As cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura das tintas na paleta do pintor. Pelo contrário, devem ser puras e dissociadas nos quadros em pequenas pinceladas; - É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para se óptica.
  12. 12. - Romper completamente com o passado. - Fazer pesquisas sobre a óptica(ilusões). - Ser contra a cultura tradicional. - Pertencer a um grupo individualizado. - Falar de arte, sociedade etc., não concordar com as mesmas coisas, porém discordar do mesmo. - Pintar para o exterior, que com a evolução da indústria proporciona telas com mais formatos, tubos com as tintas, entre outras coisas (16). Imagem: Pierre-Auguste Renoir / O Almoço dos Remadores, 1881 / United States Public Domain. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Ações que caracterizam o impressionista:
  13. 13. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Principais artistas: Claude Monet - Incessante pesquisador da luz e seus efeitos. Pintou vários motivos em diversas horas do dia, a fim de estudar as mutações coloridas do ambiente com sua luminosidade (17). Imagem: Claude Monet / Estação de St-Lazare, 1877 / United States Public Domain. Imagem:ClaudeMonet/ AutorretratoemBeret/ UnitedStatesPublicDomain.
  14. 14. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Auguste Renoir - Foi o pintor impressionista que ganhou maior popularidade, chegando a ter o reconhecimento da crítica, ainda em vida. Seus quadros manifestam otimismo, alegria e a intensa movimentação da vida parisiense do fim do século XIX (18). Imagem: Pierre-Auguste Renoir / Retrato de Madame Henriot, 1876 – 1877 / United States Public Domain. Imagem:Pierre-AugusteRenoir/ Autorretrato,1899/ UnitedStatesPublicDomain.
  15. 15. Pintou o corpo feminino com formas puras e isentas de erotismo e sensualidade. Preferia os nus ao ar livre, as composições com personagens do cotidiano, os retratos e as naturezas mortas (19). Imagem: Pierre-Auguste Renoir / Bau du Moulin de la Galette, 1876 / Musée d'Orsay / United States Public Domain. ARTE, 3º. Ano Impressionismo
  16. 16. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Edgar Degas - Sua formação acadêmica e sua admiração por Ingres fizeram com que valorizasse o desenho e não apenas a cor, que era a grande paixão do Impressionismo. Além disso, foi pintor de poucas paisagens e cenas ao ar livre. Os ambientes de seus quadros são interiores e a luz é artificial. Sua grande preocupação era flagrar um instante da vida das pessoas, aprender um momento do movimento de um corpo ou da expressão de um rosto. Adorava o teatro de bailados (20). Imagem:EdgarDegas/Autorretrato,1863/PublicDomain.
  17. 17. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Imagem:Degas/OEnsaio,1873-78/FoggArtMuseum/ ZenodotVerlagsgesellschaftmbH/GNUFreeDocumentationLicense.
  18. 18. Imagem: Gaspard-Félix Tournachon / Foto de Édouard Manet, 1870 / United States Public Domain. Édouard Manet e seus seguidores viram que a arte tradicional representava homens e/ou objetos sob condições muito artificiais. Perceberam que o público estava tão acostumado com aquele estilo de pintura, que já não notavam as diferenças entre um objeto retratado no estúdio e outro ao ar livre. Esse grupo de pintores observou que se olharmos a natureza ao ar livre não vemos objetos individuais, cada um com sua cor própria, mas uma brilhante mistura de matizes que se combinam em nossos olhos e mente (21). ARTE, 3º. Ano Impressionismo
  19. 19. Imagem: Édouard Manet / As corridas em Longchamp, 1864 - 1865 / Art Institute of Chicago / Zenodot Verlagsgesellschaft mbH / GNU Free Documentation License. ARTE, 3º. Ano Impressionismo
  20. 20. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Originando-se na França, a música impressionista, caracterizada por sugestão e atmosfera, abstem-se dos excessos emocionais da Era Romântica. Compositores impressionistas preferiam composições com formas curtas como o Nocturne, Arabesque e o prelúdio. Um estilo musical do período da música impressionista foi o efeito de planar sobre uma frase melódica. Essa tendência era considerada distinta e marcante. Claude Debussy, especialmente, foi mestre desse efeito. "A música orquestral de Debussy é a que corresponde melhor à sua imagem de impressionista". Maurice Ravel também utiliza os mesmo efeitos que Debussy, e sua Pavane pour une infante demonstra isto muito bem (26). Link para ouvir Nocturne,1892: http://www.youtube.com/watch?v=uyZJ3rNb4xM Claude Debussy Imagem: Die berühmten Musiker Kunstverlag Lucien Mazenod, Genf 1946 / Claude Debussy / Domínio Público.
  21. 21. ARTE, 3º. Ano Impressionismo Assim como na pintura, a música impressionista não possui linhas (melódicas) nítidas, suas melodias são pouco angulosas, sensuais e etéreas. O efeito dos sons é muito importante no contexto da obra, muitas vezes mais importante que a própria melodia, como se pode observar nos floreios e dedilhados representados em Gaspard de La Nuit, obra para piano, de Maurice de Ravel (27). Imagem: Portrait de Maurice Ravel (1875 - 1937) au piano / Domínio Público.. Link Para ouvir Gaspard de La Nuit, 1908 – Ondine(1ª Parte): http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Maurice_Ravel_Ondine.ogg?uselang=pt-br

×