SlideShare uma empresa Scribd logo

Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero

O documento descreve a obra rara "L'Odissea di Omero" de 1790, que reúne os poemas épicos "Ilíada" e "Odisséia" atribuídos ao poeta Homero em uma bela encadernação. O texto também discute as poucas informações conhecidas sobre a vida de Homero e como suas obras se tornaram fundamentais para a literatura e cultura ocidentais ao longo dos séculos, embora envoltas em mistérios sobre sua autoria e contexto histórico.

1 de 9
Baixar para ler offline
O B R A R A R A
L'Odissea di
Omero
HOMERO
1790
Como disse Platão, Homero
foi, no mais pleno sentido, o
educador da Grécia.
HENRI-IRÉNÉE MARROU, 1965.
Compondo a Coleção especial Victorino Felix
Sanson, a obra rara L'odissea di Omero de 1790 
reúne dois volumes em um único exemplar e
apresenta uma primorosa encadernação em
pergaminho e vinhetas que ornamentam a
poesia épica grega, transportada em oitava rima
pelo  Monsignor Bali Gregorio Redi, um
acadêmico aretino da Accademia Della Crusca,
um dos principais pontos de referência em
pesquisa em língua italiana fundada entre 1582
e 1583.
Provavelmente cego, devido a imagem lendária presente na
coleção dos "34 Hinos homéricos" a ele atribuída, o
historiador grego Heródoto sustenta que Homero nasceu por
volta de 850 a.C. em alguma região da costa sudoeste da
Ásia Menor, porém as informações sobre sua biografia são
especulativas.
Homero é considerado um poeta épico da Grécia Antiga e
tem sua história enredada entre mitos e veracidades, uma
vez que não há evidências sobre onde, como e com quem
viveu o personagem fabuloso.
Supõe-se que seus poemas, tempos mais
tarde escritos,  foram memorizados,
recitados e transmitidos entre gerações,
visto que Homero foi o poeta da
tradição oral.
Se Homero é uma lenda ou não, as obras mais
expressivas da Antiguidade Clássica, "Ilíada" e
"Odisséia", foram atribuídas ao poeta que é
considerando o principiante da mitologia grega.
A primeira, é considerada a mais antiga  literatura
do Ocidente e narra os ocorridos finais da Guerra
de Tróia, com detalhes da paixão pelo combate e,
como primeiro registro grego escrito, evidencia-se
sua importância histórico-cultural.

Recomendados

Sistema de Bibliotecas UCS - Le metamorfosi
Sistema de Bibliotecas UCS - Le metamorfosiSistema de Bibliotecas UCS - Le metamorfosi
Sistema de Bibliotecas UCS - Le metamorfosiBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cartas americanas
Sistema de Bibliotecas UCS - Cartas americanasSistema de Bibliotecas UCS - Cartas americanas
Sistema de Bibliotecas UCS - Cartas americanasBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - O suicida salvo pelo amor e pela amisade
Sistema de Bibliotecas UCS - O suicida salvo pelo amor e pela amisadeSistema de Bibliotecas UCS - O suicida salvo pelo amor e pela amisade
Sistema de Bibliotecas UCS - O suicida salvo pelo amor e pela amisadeBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - A garça e a serpente: rom...
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - A garça e a serpente: rom...Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - A garça e a serpente: rom...
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - A garça e a serpente: rom...Biblioteca UCS
 
Florbela Espanca
Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espancasin3stesia
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Cyrano de Bergerac: coméd...
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Cyrano de Bergerac: coméd...Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Cyrano de Bergerac: coméd...
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Cyrano de Bergerac: coméd...Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona brancaSistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona brancaBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Poemas sem domingo
Sistema de Bibliotecas UCS - Poemas sem domingoSistema de Bibliotecas UCS - Poemas sem domingo
Sistema de Bibliotecas UCS - Poemas sem domingoBiblioteca UCS
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de arielSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de arielBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filho
Sistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filhoSistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filho
Sistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filhoBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson Crusoé
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson CrusoéSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson Crusoé
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson CrusoéBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poéticaSistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poéticaBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Caderno H
Sistema de Bibliotecas UCS - Caderno HSistema de Bibliotecas UCS - Caderno H
Sistema de Bibliotecas UCS - Caderno HBiblioteca UCS
 
Biografia de vergílio ferreira
Biografia de vergílio ferreiraBiografia de vergílio ferreira
Biografia de vergílio ferreiraJoao Oliveira
 
O romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de Macedo
O romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de MacedoO romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de Macedo
O romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de Macedokelvinhosm
 
Ser poeta - Florbela Espanca
Ser poeta - Florbela EspancaSer poeta - Florbela Espanca
Ser poeta - Florbela Espancaanocas_rita
 
Florbela espanca
Florbela espancaFlorbela espanca
Florbela espancaliofer21
 
Romantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo CompletoRomantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo CompletoFaell Vasconcelos
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoafromgaliza
 
Terceira geração romântica
Terceira geração românticaTerceira geração romântica
Terceira geração românticaViviane Gomes
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no BrasilMarcos Souza
 
Historia da Literatura (orígem)
Historia da Literatura (orígem)Historia da Literatura (orígem)
Historia da Literatura (orígem)Joselma Mendes
 

Mais procurados (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de arielSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
 
Sistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filho
Sistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filhoSistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filho
Sistema de Bibliotecas UCS - As mãos de meu filho
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson Crusoé
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson CrusoéSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson Crusoé
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Aventures de Robinson Crusoé
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poéticaSistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Caderno H
Sistema de Bibliotecas UCS - Caderno HSistema de Bibliotecas UCS - Caderno H
Sistema de Bibliotecas UCS - Caderno H
 
Biografia de vergílio ferreira
Biografia de vergílio ferreiraBiografia de vergílio ferreira
Biografia de vergílio ferreira
 
Literatura Contemporânea
Literatura  ContemporâneaLiteratura  Contemporânea
Literatura Contemporânea
 
O romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de Macedo
O romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de MacedoO romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de Macedo
O romantismo, José de Alencar e Joaquim Manuel de Macedo
 
Ser poeta - Florbela Espanca
Ser poeta - Florbela EspancaSer poeta - Florbela Espanca
Ser poeta - Florbela Espanca
 
Florbela espanca
Florbela espancaFlorbela espanca
Florbela espanca
 
Romantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo CompletoRomantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
 
Erico verissimo Biografia
Erico verissimo BiografiaErico verissimo Biografia
Erico verissimo Biografia
 
Érico Veríssimo
Érico VeríssimoÉrico Veríssimo
Érico Veríssimo
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Terceira geração romântica
Terceira geração românticaTerceira geração romântica
Terceira geração romântica
 
Fernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmoFernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmo
 
Jose de Alencar e suas fases românticas
Jose de Alencar e suas fases românticasJose de Alencar e suas fases românticas
Jose de Alencar e suas fases românticas
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Historia da Literatura (orígem)
Historia da Literatura (orígem)Historia da Literatura (orígem)
Historia da Literatura (orígem)
 

Semelhante a Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero

Epopeia de os lusíadas
Epopeia de os lusíadasEpopeia de os lusíadas
Epopeia de os lusíadasbragacostaj
 
_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdf
_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdf_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdf
_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdfAllan Barros
 
01 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-1996
01 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-199601 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-1996
01 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-1996MGS High School
 
O Gênero Épico - Poesia
O Gênero Épico - Poesia O Gênero Épico - Poesia
O Gênero Épico - Poesia Awmergin O Bardo
 
Eurico, o presbitero
 Eurico, o presbitero Eurico, o presbitero
Eurico, o presbiteroItaandrea
 
Geografia da Europa 2015-2016 - Artes - Literatura
Geografia da Europa 2015-2016 - Artes - LiteraturaGeografia da Europa 2015-2016 - Artes - Literatura
Geografia da Europa 2015-2016 - Artes - LiteraturaCarlos Ribeiro Medeiros
 
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)Silvestre Lacerda
 
01 os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)
01   os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)01   os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)
01 os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)Esdras Cardoso
 
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)Américo Moraes
 
História da literatura perspectiva universal
História da literatura perspectiva universalHistória da literatura perspectiva universal
História da literatura perspectiva universalheleira02
 
Apresentação de "Introdução a Homero"
Apresentação de "Introdução a Homero"Apresentação de "Introdução a Homero"
Apresentação de "Introdução a Homero"Renata Cardoso
 
Geografia humana da Europa - Artes - Literatura
Geografia humana da Europa - Artes - LiteraturaGeografia humana da Europa - Artes - Literatura
Geografia humana da Europa - Artes - LiteraturaCarlos Ribeiro Medeiros
 

Semelhante a Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero (20)

Epopeia de os lusíadas
Epopeia de os lusíadasEpopeia de os lusíadas
Epopeia de os lusíadas
 
Homero
HomeroHomero
Homero
 
O mundo de Homero
O mundo de HomeroO mundo de Homero
O mundo de Homero
 
O mundo de Homero
O mundo de HomeroO mundo de Homero
O mundo de Homero
 
A Odisséia de Homero
A Odisséia de Homero A Odisséia de Homero
A Odisséia de Homero
 
_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdf
_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdf_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdf
_Colecao_Os_Pensadores__Vol_01.pdf
 
01 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-1996
01 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-199601 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-1996
01 os-pré-socraticos-coleção-os-pensadores-1996
 
O Gênero Épico - Poesia
O Gênero Épico - Poesia O Gênero Épico - Poesia
O Gênero Épico - Poesia
 
Eurico, o presbitero
 Eurico, o presbitero Eurico, o presbitero
Eurico, o presbitero
 
Geografia da Europa 2015-2016 - Artes - Literatura
Geografia da Europa 2015-2016 - Artes - LiteraturaGeografia da Europa 2015-2016 - Artes - Literatura
Geografia da Europa 2015-2016 - Artes - Literatura
 
Homero
HomeroHomero
Homero
 
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
 
01 os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)
01   os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)01   os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)
01 os pré-socráticos - coleção os pensadores (1996)
 
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)01   os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
01 os pré-socraticos - coleção os pensadores (1996)
 
História da literatura perspectiva universal
História da literatura perspectiva universalHistória da literatura perspectiva universal
História da literatura perspectiva universal
 
Ulisses 6º b
Ulisses 6º bUlisses 6º b
Ulisses 6º b
 
Apresentação de "Introdução a Homero"
Apresentação de "Introdução a Homero"Apresentação de "Introdução a Homero"
Apresentação de "Introdução a Homero"
 
Homero
HomeroHomero
Homero
 
Geografia humana da Europa - Artes - Literatura
Geografia humana da Europa - Artes - LiteraturaGeografia humana da Europa - Artes - Literatura
Geografia humana da Europa - Artes - Literatura
 
Homero
HomeroHomero
Homero
 

Mais de Biblioteca UCS

Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdfGuia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdfBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancistaSistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancistaBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia políticaSistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia políticaBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia RepresentativaSistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia RepresentativaBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdfSistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdfBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do SulSistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do SulBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo GraalSistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo GraalBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempoSistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempoBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passamSistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passamBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomesSistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomesBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosaSistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosaBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonorasSistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonorasBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamentoSistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamentoBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardi
Sistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardiSistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardi
Sistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardiBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchos
Sistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchosSistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchos
Sistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchosBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Deodoro
Sistema de Bibliotecas UCS - DeodoroSistema de Bibliotecas UCS - Deodoro
Sistema de Bibliotecas UCS - DeodoroBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas Gerais
Sistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas GeraisSistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas Gerais
Sistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas GeraisBiblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholica
Sistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholicaSistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholica
Sistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholicaBiblioteca UCS
 

Mais de Biblioteca UCS (20)

Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdfGuia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancistaSistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia políticaSistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia RepresentativaSistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdfSistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do SulSistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo GraalSistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
 
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempoSistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passamSistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomesSistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosaSistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonorasSistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamentoSistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardi
Sistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardiSistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardi
Sistema de Bibliotecas UCS - Visita a vila bernardi
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchos
Sistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchosSistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchos
Sistema de Bibliotecas UCS - Madrigais gaúchos
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Deodoro
Sistema de Bibliotecas UCS - DeodoroSistema de Bibliotecas UCS - Deodoro
Sistema de Bibliotecas UCS - Deodoro
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas Gerais
Sistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas GeraisSistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas Gerais
Sistema de Bibliotecas UCS - A capitania das Minas Gerais
 
Sistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholica
Sistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholicaSistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholica
Sistema de Bibliotecas UCS - O integralismo á luz da doutrina catholica
 

Último

a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...GraceDavino
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Prime Assessoria
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Prime Assessoria
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...azulassessoriaacadem3
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...Prime Assessoria
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 

Último (20)

a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 

Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero

  • 1. O B R A R A R A L'Odissea di Omero HOMERO 1790
  • 2. Como disse Platão, Homero foi, no mais pleno sentido, o educador da Grécia. HENRI-IRÉNÉE MARROU, 1965.
  • 3. Compondo a Coleção especial Victorino Felix Sanson, a obra rara L'odissea di Omero de 1790  reúne dois volumes em um único exemplar e apresenta uma primorosa encadernação em pergaminho e vinhetas que ornamentam a poesia épica grega, transportada em oitava rima pelo  Monsignor Bali Gregorio Redi, um acadêmico aretino da Accademia Della Crusca, um dos principais pontos de referência em pesquisa em língua italiana fundada entre 1582 e 1583.
  • 4. Provavelmente cego, devido a imagem lendária presente na coleção dos "34 Hinos homéricos" a ele atribuída, o historiador grego Heródoto sustenta que Homero nasceu por volta de 850 a.C. em alguma região da costa sudoeste da Ásia Menor, porém as informações sobre sua biografia são especulativas. Homero é considerado um poeta épico da Grécia Antiga e tem sua história enredada entre mitos e veracidades, uma vez que não há evidências sobre onde, como e com quem viveu o personagem fabuloso.
  • 5. Supõe-se que seus poemas, tempos mais tarde escritos,  foram memorizados, recitados e transmitidos entre gerações, visto que Homero foi o poeta da tradição oral.
  • 6. Se Homero é uma lenda ou não, as obras mais expressivas da Antiguidade Clássica, "Ilíada" e "Odisséia", foram atribuídas ao poeta que é considerando o principiante da mitologia grega. A primeira, é considerada a mais antiga  literatura do Ocidente e narra os ocorridos finais da Guerra de Tróia, com detalhes da paixão pelo combate e, como primeiro registro grego escrito, evidencia-se sua importância histórico-cultural.
  • 7. Já a segunda, Odisséia, trata do retorno do herói grego Odisseu ou Ulisses da batalha, percorrendo dez anos cheios de aventuras, descrevendo jornadas e experiências  indizíveis, até sua chegada à Ilha de Ítaca, onde reinava. Intelectuais se envolvem em calorosas disputas no intento de desvendar os mistérios que envolvem Homero, Ilíada e Odisséia, esta última, por exemplo acredita-se ter sido escrita por mais de um autor, devido às divergências estilísticas observadas no texto. Porém, incertezas e dúvidas não foram empecilhos para que essas obras, ao longo dos séculos, tenham se tornado referências marcantes da literatura ocidental, da tradição e da cultura grega.
  • 8. FONTES Homero. I l í ada. São Paul o: M. Cl aret, c2003. 532 p. (Col eção A obra- pri ma de cada autor. Séri e Ouro ; 18).   HTTP: //GRECI ANTIGA. ORG/ARQUIVO. ASP?NUM=0261 HTTP: //WWW. PORTALSAOFRANCISCO. COM. BR/HISTORIA- GERAL/HOMERO HTTPS: //ESCOLA. BRITANNICA. COM. BR/LEVELS/FUNDAMENTAL/ARTI CLE/HOMERO/481516 HTTPS: //ESCOLA. BRI TANNI CA. COM. BR/LEVELS/FUNDAMENTAL/ARTI CLE/I L%C3%ADADA/483298
  • 9. Homero; REDI, Gregorio. L'Odissea di Omero. Vercelli [Italia]: Presso Giuseppe Panialis, 1790. Texto elaborado por: Elisiane da Silva Soares Editoração: Isabella Daneluz Revisão e Colaboração: Ana Guimarães Pereira e Paula Fernanda Fedatto Leal