A Importância da Música na Escola

91.746 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
4 comentários
37 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
91.746
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
86
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.037
Comentários
4
Gostaram
37
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Importância da Música na Escola

  1. 1. A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA ESCOLA<br />Centro de Ensino Especial<br /> 01 de Santa Maria<br />
  2. 2. “A MÚSICA É UMA LÍNGUA E PODE SER APRENDIDA COMO AS CRIANÇAS APRENDEM QUALQUER LÍNGUA: OUVINDO E IMITANDO”<br />Shinishi Suzuki<br />
  3. 3. CONCEITODE MÚSICA<br /><ul><li>É uma linguagem universal, tendo participado da história da humanidade desde as primeiras civilizações.
  4. 4. As primeiras músicas eram usadas em rituais, como: Nascimento, casamento, morte, recuperação de doenças e fertilidade.
  5. 5. Atualmente existem diversas definições para música. Mas, de um modo geral, ela é considerada ciência e arte. </li></li></ul><li>As músicas não ocidentais, como a africana apelam mais ao imaginário, ao mito, à magia e fazem a ligação entre a potencialidade espiritual e corporal. <br />O ouvinte desta música, bem como o da música folclórica ou popular ocidental participa diretamente da expressão do que ouve, através da dança ou do canto grupal.<br /> O ouvinte de um concerto na tradição erudita assume uma atitude contemplativa que quase impede sua participação corporal, como se só a sua mente estivesse presente ao concerto. <br />
  6. 6. DEFINIÇÃOSOCIAL<br />Coloca em jogo tanto os critérios históricos, quanto os geográficos. <br />A música passa tanto pelos símbolos de sua escritura , como pelos sentidos que são atribuídos a seu valor afetivo ou emocional. <br />No ocidente, nunca parou de se estender o fosso entre as músicas do ouvido (próximas da terra e do folclore e dotadas de uma certa espiritualidade) e as músicas do olho (marcadas pela escritura, pelo discurso). <br />
  7. 7. Mais do que qualquer outra manifestação humana, a música contém e manipula o som e o organiza no tempo. <br />É considerada por diversos autores como uma prática cultural e humana. <br />Atualmente não se conhece nenhuma civilização ou agrupamento que não possua manifestações musicais próprias. <br />
  8. 8. A MÚSICA COMO MEIO DE INTEGRAÇÃO DO SER<br /><ul><li>A investigação científica dos aspectos e processos psicológicos ligados à música é tão antiga quanto as origens da psicologia como ciência.
  9. 9. Hospitais: A música tem sido utilizada antes, durante e após cirurgias.
  10. 10. Empresas: O meio mais procurado para se fazer música é o canto coral, pois esta é uma atividade que permite a integração e exige cooperação entre seus membros.</li></li></ul><li><ul><li>Cantar é uma atividade que exige controle e uso total da respiração, proporcionando relaxamento e energização.
  11. 11. Assim como as atividades de musicalização a prática do canto também traz benefícios para a aprendizagem, por isso deveria ser mais explorada na escola.
  12. 12. Cantar pode ser um excelente companheiro de aprendizagem, contribui com a socialização, na aprendizagem de conceitos e descoberta do mundo. </li></li></ul><li>As atividades relacionadas à música também servem de estímulo para crianças com dificuldades de aprendizagem e contribuem para a inclusão de crianças portadoras de necessidades especiais. <br />As atividades de musicalização servem como estímulo a realização e o controle de movimentos específicos, contribuem na organização do pensamento, e as atividades em grupo favorecem a cooperação e a comunicação. <br />
  13. 13. <ul><li>Crianças mentalmente deficientes e autistas geralmente reagem à música, quando tudo o mais falhou. A música é um veículo expressivo para o alívio da tensão emocional, superando dificuldades de fala e de linguagem.
  14. 14. A música ajuda a equilibrar as energias, desenvolve a criatividade, a memória, a concentração, autodisciplina, socialização, além de contribuir para a higiene mental, reduzindo a ansiedade e promovendo vínculos.</li></li></ul><li>O PAPEL DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO<br /><ul><li>A música pode contribuir para tornar o ambiente escolar mais alegre e favorável à aprendizagem.
  15. 15. As atividades musicais realizadas na escola não visam a formação de músicos, e sim, propiciar a abertura de canais sensoriais, facilitando a expressão de emoções, ampliando a cultura geral e contribuindo para a formação integral do ser. </li></li></ul><li> As atividades musicais na escola podem ter objetivos profiláticos, nos seguintes aspectos: <br />Físico: Oferecendo atividades capazes de promover o alívio de tensões devidas à instabilidade emocional e fadiga. <br />Psíquico: Promovendo processos de expressão, comunicação e descarga emocional através do estímulo musical e sonoro. <br />Mental: Proporcionando situações que possam contribuir para estimular e desenvolver o sentido da ordem, harmonia, organização e compreensão.<br />
  16. 16. Motivos pelos quais a música deve ser valorizada na escola: <br />- A música transmite nossa herança cultural. <br />- É uma aptidão inerente a todas as pessoas e merece ser desenvolvida. <br />- É criativa e auto-expressiva, permitindo a expressão de nossos pensamentos e sentimentos mais nobres. <br />- Ensina os alunos sobre seus relacionamentos com os outros, tanto em sua própria cultura quanto em culturas estrangeiras. <br />- Oferece aos alunos rotas de sucesso que eles podem não encontrar em parte alguma do currículo. <br />- Melhora a aprendizagem de todas as matérias. <br />- Ajuda os alunos a aprenderem que nem tudo na vida é quantificável. <br />
  17. 17. A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA APRENDIZAGEM<br /><ul><li> Com base em pesquisas, as crianças que desenvolvem um trabalho com a música apresentam melhor desempenho na escola e na vida como um todo e geralmente apresentam notas mais elevadas quanto à aptidão escolar.
  18. 18. Mesmo nos dias atuais, com toda evolução tecnológica, nada substituirá as cantigas de roda, os jogos musicais, parlendas, atividades que simbolizam a infância pela sua pureza e que contribuem para o desenvolvimento da criança.  </li></li></ul><li><ul><li>A música tem a capacidade de aglutinar crianças, jovens e adultos, para cantar, tocar um instrumento, ou ambas. Verifica-se que os jovens se identificam por um mesmo gênero musical, o que lhes dá e reforça a sensação de pertencerem a um grupo, de possuírem um mesmo conhecimento.
  19. 19. O ambiente sonoro e a presença da música em diferentes e variadas situações do cotidiano fazem com que bebês e crianças iniciem seu processo de musicalização de forma intuitiva. </li></li></ul><li>A Música: <br />Contribui para a formação integral do indivíduo. <br />Reverencia os valores culturais. <br />Difunde o senso estético. <br />Promove a sociabilidade e a expressividade. <br />Introduz o sentido de parceria e cooperação. <br />Auxilia o desenvolvimento motor, pois trabalha com a sincronia de movimentos.<br />
  20. 20. <ul><li>A música não pode estar desconectada do processo de ensino-aprendizagem da escola.
  21. 21. A vivência musical para a criança, em geral é extremamente agradável. Ela aprende novos conceitos e desenvolve diferentes habilidades, melhora a comunicação e desenvolve a criatividade, a coordenação e a memória.
  22. 22. Há várias formas de se trabalhar a Música na escola, por exemplo, de forma lúdica e coletiva, utilizando jogos, brincadeiras de roda e confecção de instrumentos. </li></li></ul><li>O ENSINO DE MÚSICA NAS ESCOLAS<br /><ul><li>O ensino de música, tão importante para o estímulo da criatividade infantil, tornou-se novamente obrigatório nas escolas. Sancionada no dia 18 de agosto de 2008 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a lei nº 11.769 passou a valer para o ensino fundamental e médio de todas as escolas brasileiras, que têm, a partir de então, três anos para adaptar seu currículo na área de artes.
  23. 23. Essa lei altera a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) que determina o aprendizado de arte, mas não especifica o conteúdo. </li></li></ul><li>O ensino de música já fez parte dos currículos escolares, mas foi retirado na década de 1970. <br />O objetivo não é formar músicos profissionais, mas sim, reconhecer os benefícios que esse ensino pode trazer para o desenvolvimento e a sociabilidade das crianças. <br />
  24. 24. <ul><li> O MEC recomenda que, além das noções básicas de música, dos cantos cívicos nacionais e dos sons de instrumentos de orquestra, os alunos aprendam cantos, ritmos, danças e sons de instrumentos regionais e folclóricos para, assim, conhecer a diversidade cultural do Brasil.
  25. 25. As escolas terão até agosto de 2011 para se adaptar à nova lei e incluir o ensino de Música em sua grade curricular, comprar materiais (instrumentos musicais, CDs etc.) e verificar se possuem professores capazes de ministrar as aulas de Música, pois nem todos possuem docentes de todas as áreas. Se não tiverem, deverão contratá-los. </li></li></ul><li>A MÚSICA NA NOSSA ESCOLA<br />
  26. 26.
  27. 27.
  28. 28.
  29. 29.
  30. 30.
  31. 31.
  32. 32.
  33. 33.
  34. 34.
  35. 35.
  36. 36.
  37. 37.
  38. 38.
  39. 39.
  40. 40. PARTICIPANTES<br />BELISTER , LUZIA <br />WALQUÍRIA<br />SANDRA BARBOSA E <br />FRANCISCA PEREIRA<br />
  41. 41. “A MÚSICA EXPRESSA O QUE NÃO PODE SER DITO EM PALAVRAS MAS NÃO PODE PERMANECER EM SILÊNCIO”Victor Hugo<br />

×