O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Características dos Sistemas de Tutoria

4.377 visualizações

Publicada em

Apresentação de Rita Maria Lino Tarcia, palestrante da 1ª Mesa de Trabalho - Características dos Sistemas de Tutoria no I Seminário Nacional de Tutores da Educação a Distância

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Características dos Sistemas de Tutoria

  1. 1. CARACTERÍSTICAS DOS SISTEMAS DE TUTORIA<br />Profa. Dra. Rita Maria LinoTarcia<br />Diretora da ABED<br />ProfessoraAdjunta e Pesquisadora da UNIFESP<br />rtarcia@uol.com.br/rtarcia@unifesp.br<br />30 de setembro de 2011<br />
  2. 2. Conceitos<br />Sistema<br />Conjunto de elementosorganizados entre si, de modo a formar um todo<br />Origemgrega, significacombinar, ajustar, formar um conjunto<br />Tutoria<br />Tutoria foi utilizada como método de ensino nas Universidades, no século XV. <br />No século XX, o tutor assumiu o papel de orientador e acompanhante dos trabalhos acadêmicos, e é com este mesmo sentido que incorporou aos atuais programas de educação a distância (Sá, 1998)<br />
  3. 3. Sistemas de tutoria<br />Organizaçãoinstitucional de apoio, acompanhamento, orientação de estudantese do processo de aprendizagememcursosoferecidosnamodalidade a distância<br />Diretamenterelacionados com o Modelo de Educação a distânciadesenvolvidopelaInstituição e pelosProjetosPedagógicos dos Cursos<br />
  4. 4. Participantes do Processo<br />InstituiçãoemEaD<br />responsávelpeloprocesso, équeensina(Keegn, apudBelloni, 1999)<br />Professor e estudante<br />Continuam a exisitir, assumindocaracterísitcas, funções e papéisespecíficosrelacionadosàmodalidade a distância<br />Tutor<br />Representaa instituição; humaniza o processo, se relacionadiretamente com o estudante e podeassumirdiferentespapéis e exercerdiferentesfunções<br />
  5. 5. ConcepçõesPedagógicas<br />Abordagenspedagógicas(Mizukami, 1986)<br />Tradicional<br />Comportamental<br />Humanista<br />Congnitivista<br />Sócio-cultural<br />A definição da abordagem de ensinoorientaa aprendizagem, a produção do material, o papel do professor/tutor, o papel do aluno, a avaliação – o processocomo um todo<br />
  6. 6. Diversidade de Modelos<br />Material impresso – funçãocomunicativa dos manuais<br />TransmissãoporRádio/ TV <br />Integração de Tecnologias: rádio, TV, telefone<br />Satélites/antenas<br />Teleconferências (áudio, áudio e vídeo)<br />AmbientesVirtuais<br />Internet, redes de computadores… mobile …<br />
  7. 7. Tutoria<br />Tutoriapresencial<br />Tutoriaon-line, a distânciaou virtual<br />Tutoriainteligente: “Os STI sãoprogramas de software quedãosuporteàsatividades da aprendizagem” (Gamboa, 2001)<br />
  8. 8. Modelos de Tutoria<br />Semipresencial I : tutoria a distância + sessõesperiódicas de atendimentopresencialreferenteaoconteúdo<br />SemipresencialII : tutoria a distância + sessõesperiódicas de atendimentopresencialparauso das tecnologias<br />Bimodal: tutoria a distância + encontrospresenciaissistemáticos<br />Virtual: tutoriaexclusivamente a distância<br />
  9. 9. Tutoria e Comunicação<br />Interação – conhecimentoconstruídopormeio da interação entre sujeito e objeto<br />Tutor - estudante<br />Mediação: conhecimentoconstruídopormeio da interção entre sujeito e objeto e entre sujeito e sujeito(s)<br />Tutor – estudante – estudantes<br />Participação<br />Colaboração: Construçãocoletiva, nasredes, <br />
  10. 10. Ações<br />Esclarecimentosadministrativos, tecnológicos, pedagógicos e teóricos<br />Acompanhamento<br />Avaliação<br />
  11. 11. Competências<br />Competência Teórica - específica da área<br /> Competência Técnica - específica da área<br /> Competência Tecnológica – uso do AVA e seus recursos<br /> Competência Pedagógica - formação docente<br /> Competência em Educação a Distância: uso das diferentes linguagens<br />
  12. 12. Visão<br />Visão interdisciplinar e sistêmica<br /> Visão e competência de pesquisa<br /> Gestão de processos e de situações de aprendizagem<br />
  13. 13. Referências<br />BELLONI, M.L. Educaçào a Distância. Campinas: AutoresAssociados, 1999.<br />CARLINI, A; TARCIA, R.M.L 20% distância, e agora? São Paulo:Pearson, 2010.<br />GAMBOA, H., FRED, A. Designing Intelligent Tutoring Systems: a Bayesian Approach. 3rd International Conference on Enterprise Information Systems, ICEIS'2001.<br />MACHADO, L.D. & MACHADO, E.de C. O papel da tutoria em ambientes de ead. http://www.abed.org.br/congresso2004/por/htm/022-TC-A2.htm, acesso em 30 de agosto de 2009.<br />MATTAR, J. Tutoria e interação em educação a dstância. São Paulo: Cengage Learning, 2011.<br />MIZUKAMI, M.daG.N. Ensino: aboragens do processo. São Paulo: EPU, 1986.<br />OLIVEIRA, G.M.S. O sistema de tutorianaeducação a distância. Disponívelemwww.uab.ufmt.br/uab/images/artigos_site_uab/tutoria_ead.pdf. Acessoem 25de setembro de 2011<br />SÁ, I. M. A. Educação a Distância: Processo Contínuo de Inclusão Social. Fortaleza: C.E.C., 1998.<br />

×