Aula método cientifico

18.366 visualizações

Publicada em

Aula método cientifico

  1. 1. O MÉTODO CIENTÍFICOProf. ALAN BRUNO
  2. 2. George F. Kneller em seu livro A ciência comoatividade humana, diz: “Toda investigação é uma tentativa para resolver um problemadecorrente da solução de um problema anterior. Se for bem-sucedida, descobre um ou mais novos problemas a sereminvestigados por pesquisas. O problema resolvido é um elo nacadeia de problemas e suas soluções, através dos quais a ciênciaavança. De um modo geral, uma nova teoria é uma fonte muitofecunda de problemas, através das predições que gera”.
  3. 3. O movimento da ciência descrito por Kneller mostrajustamente o caráter histórico e provisório dasconclusões, sempre enfrentando novos questionamentos. Nesse sentido, nos deparamos com problemas, assimsendo, nos perguntamos:Quais sãos os melhores procedimentos a serem aplicados mediante um problema? Qual é o método da ciência?
  4. 4. Comecemos pelo exemplo do procedimento levado a feito por Claude Bernard (1813-1879):1°) Claude Bernard percebeu que os coelhos trazidos do mercado têm a urina clara e ácida, característica dos animais carnívoros (observação);2°) Como ele sabia que os coelhos tem a urina turva e alcalina, por ser herbívoros, supôs que aqueles coelhos não se alimentavam a muito tempo e se transformaram pela abstinência em verdadeiros carnívoros, vivendo do seu próprio sangue (hipótese);3°) Fez variar o regime alimentar dos coelhos, dando a alguns alimentação herbívora e, a outros, carnívora; repetiu a experiência com um cavalo (controle experimental);4°) No final, enunciou que “em jejum todos os animais se alimentam de carne” (generalização).
  5. 5. O que é método científico?
  6. 6. Definição de método científico O método científico é um conjunto de regras básicaspara desenvolver uma experiência a fim de produzirnovo conhecimento, bem como corrigir e integrarconhecimentos pré-existentes. Na maioria dasdisciplinas científicas consiste em juntar evidênciasobserváveis, empíricas (ou seja, baseadas apenas naexperiência) e mensuráveis e as analisar com o uso dalógica. Para muitos autores o método científico nadamais é do que a lógica aplicada à ciência.
  7. 7. Como é proceder através de um método científico?Para isso, existem etapas, que nos auxiliamde maneira didática a compreender opróprio método científico.
  8. 8. ObservaçãoComo o próprio nome diz, é a visualização de umfato (ou fenômeno). Essa observação deve serrepetida várias vezes, buscando obter o maiornúmero possível de detalhes, sendo realizada,portanto, com a maior precisão possível. Deve-setomar o cuidado com os “vícios” para que ocorrauma observação correta do fato; em muitoscasos, a pessoa vê o que deseja ver, e não o queestá ocorrendo de fato.
  9. 9. A observação científica é impregnada de teoria. Ao fazer a coleta de dados, o cientista seleciona os mais relevantes para o encaminhamento da solução do problema. O critério para a seleção dos fatos obviamente já orienta a observação.
  10. 10. Problematização Corresponde à execução de questionamentossobre o fato observado. E para essas perguntas, opesquisador vai à busca de respostas. Umproblema bem formulado é mais importantepara a ciência do que a sua solução, pois, abrecaminho para diversas outras pesquisas.
  11. 11. Formulação da hipótese A hipótese nada mais é do que uma possível explicação para oproblema. No jargão científico, hipótese equivale, habitualmente, àsuposição verossímel, depois comprovável ou denegável pelos fatos,os quais hão de decidir, em última instância, sobre a verdade oufalsidade dos fatos que se pretende explicar. "A hipótese é asuposição de uma causa ou de uma lei destinada a explicarprovisoriamente um fenômeno até que os fatos a venhamcontradizer ou afirmar." (Cervo & Bervian,1974:29)
  12. 12. Experimentação Etapa em que o pesquisador realiza experiências para provar (ou negar) a veracidade de sua(s) hipótese(s). Se, após a execução por repetidas vezes da experiência,os resultados obtidos forem os mesmos, a hipótese éconsiderada verdadeira. Na antiguidade, as experiências não eram controladas –experiências empíricas – muito usadas pelosalquimistas. Nesse modelo, as experiências eram do tipotentativa-erro; com isso, as descobertas acabam sendopuramente casual.
  13. 13. Uma hipótese confirmada nas experimentações passa a serdenominada de lei científica. A um conjunto de leis que explicamum determinado fenômeno (ou grupo deles) chamamos de teoria.As teorias científicas têm validade até que sejam incapazes deexplicar determinados fatos ou fenômenos, ou até que algumdescobrimento novo comprovado se oponha a elas. A partir deentão, os cientistas começam a elaborar outra teoria que possaexplicar esses novos descobrimentos. A Ciência é conhecimentoevolutivo e não estacionário.GENERALIZAÇÃO.
  14. 14. Responda1) Analise os itens a seguir.I. Levantamento de deduções;II. Formulação de hipótese;III. Experimentos que podem ser realizados;IV. Observação de um fato.Os itens listados são etapas simplificadas do método científico. Pode-se prever que os passos lógicos desse método seria:a) I, II, III e IV;b) I, IV, II e III;c) III, I, II e IV;d) III, II, IV e I;e) IV, II, I e III.
  15. 15. 2) No nosso cotidiano, acontecem, geralmente, coisas que servem para ilustrardeterminados estudos teóricos.A contextualização é um meio muito utilizado para enriquecermos nossoconhecimento. As figuras a seguir mostram elementos que exemplificam essa idéia.Observe-as. De acordo com as figuras e o assunto abordado, analise as alternativas a seguir e assinale a que REPRESENTA os passos correspondentes à experimentação (parte prática) evidenciada no desenvolvimento de uma pesquisa científica. a) I, II e III. b) I e III, apenas c) I e II, apenas. d) II e III, apenas.

×