A universalização doA universalização dosaneamento no Estado desaneamento no Estado deSão PauloSão Paulo26 de março de 2012
Estado de São PauloPopulações e Taxas de Crescimento4,88,114,322,229,334,539,65,4 5,94,5 2,61,8 1,41950 1960 1970 1980 199...
Estado de São PauloDistribuição da população53638089 93 93 962011 7 74456473741940 1950 1960 1970 1980 1991 2000 2010Urban...
Situação do SaneamentoMunicípiosPopulação Urbana(milhões de habitantes)Índice deUrbanizaçãoÍndices de Atendimento UrbanoÁg...
O Estado de São PauloPopulação Total dos MunicípiosQuantidade de Municípios30262755219Sabesp até 50milSabep > 50 milPermis...
A Sabesp hojeLigações (milhões)Cobertura (%)Tratamento (%)Volume faturado (milhões m³)Rede (milhares de km)Perdas de fatur...
Sabesp – Investimentos recentes
Evolução dos índices de cobertura
Saneamento ajuda a diminuir amortalidade infantilMortalidade Infantil x Abastecimento de Água e EsgotamentoSanitário – Est...
Aceleração dosinvestimentos rumo àuniversalização
Visão de futuro da SabespEm 2018Em 2018, serreconhecida como aempresa queuniversalizouuniversalizou osserviços de saneamen...
ProgramasEstruturantes
Programas estruturantes, com financiamento de parceirosinternacionais e instituições de fomentoProgramaMetropolitano deÁgu...
Obras concluídas (2º semestre de 2011):Valor: R$ 498 milhõesPopulação beneficiada: 6,6 milhões de habitantesObras em execu...
 BRASILBRASIL →→ 35.000 m³ / hab. ano35.000 m³ / hab. ano ESTADO DE SÃO PAULOESTADO DE SÃO PAULO →→ 2.468 m³ / hab. ano2...
e considerado pelo BID o mais bem gerenciadoMaior programa de saneamento ambiental do mundo,Projeto TietêEtapa I1992-19981...
Projeto Tietê – 1ª e 2ª Etapas (finalizadas)Benefícios e resultados alcançadosTratamento do esgoto gerado por uma populaçã...
Projeto Tietê – 3ª Etapa (em andamento)Objetivo: Melhoria da qualidade ambiental na Bacia do Alto Tietê, na RMSP.População...
Áreas com Intervenções da 3ª EtapaÁreas com Intervenções – 3ª Etapa
Projeto Tietê – 3ª Etapa: Resultados PrevistosMelhoria dos Índices de Coleta de EsgotoMAIRIPORÃARUJÁSUZANOV.GDEPAULISTACOT...
Projeto Tietê – 3ª Etapa: Resultados PrevistosMelhoria dos Índices de Tratamento de EsgotoRMSP – 200870 %RMSP – 201584 %ÍN...
QUANTITATIVOS FÍSICOS PREVISTOSAté 2018 2019-2024 (*)TOTALTratamento – Sistema Principal (m³/s) 8 - 8Afastamento – Obras F...
Projeto Tietê – 4ª EtapaBenefícios previstosETAPA III Até 2018 2024Índice de coleta (%) 87 95 95Índice de tratamento (%) 8...
Total de Esgoto gerado na RMSP Coletado Tratado2008Pop : 15,6 milhões2002Pop : 14,6 milhões2016Pop : 17,4 milhões80%62%84%...
Águas do LitoralMelhoria no sistema de abastecimento, propiciando maissegurança no fornecimento de água na Baixada Santist...
Programa Onda Limpa3 milhões de pessoas beneficiadas na Baixada SantistaInvestimento deR$ 1,5 bilhãoR$ 1,5 bilhãoExpansão ...
Programa Onda Limpa/Litoral NorteInvestimento de R$ 500 milhões até 2017 emCaraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatub...
Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)• Índices de AtendimentoÍndices de Atendimento 2010 2014 2018Ab...
Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)Cenário 2012231 municípios universalizados82 municípios não uni...
Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)Cenário 2014303 municípios universalizados10 municípios não uni...
Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)Cenário 2018313 municípios universalizadosUnidades de Negócio:R...
Programa Córrego LimpoAções conjuntas com a Prefeitura de São Paulo paramelhoria ambiental e das condições dos corpos d’ág...
45 mil famílias serão beneficiadas diretamenteInvestimento total: R$ 1,3 bilhãoPrograma coordenado pela Secretaria de Sane...
Redução de Perdas de ÁguaMeta: Reduzir perdas por faturamento de 26% em 2009para 13% até 2019Índice de PerdasSabesp (3º tr...
O Governo de São Paulo também investe na expansão dosserviços de saneamento no Estado. O programa ÁguaÁguaLimpaLimpa atend...
ReáguaÁgua é VidaOutras Ações do Governo de São Paulo
Ligação deEsgotoExecutado pelaSabesp sem ônuspara clienteAdequação dentro doImóvelRESPONSABILIDADEDO CLIENTERamalIntradomi...
Ligação deEsgotoExecutado pelaSabesp sem ônuspara clienteAdequação dentro doImóvelRESPONSABILIDADEDO CLIENTERamalIntradomi...
Desembolso Ano 1 Ano2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Ano 8GESP 36,64 34,72 31,68 33,6 38,4 39,44 35,6 29,52Sabesp 9,16 8,68...
Programa Pró Conexão“Se liga na rede da Sabesp”“Se liga na rede da Sabesp”•••OBJETOOBJETOGoverno do Estado e a Sabesp subs...
Novas parcerias embusca da universalização
PPP (Parcerias Público-Privadas)A empresa firmou sua primeira PPP em 2008: paraampliação do sistema produtor de água do Al...
Há oito projetos desenvolvidos (em execução, em licitação, alicitar), perfazendo investimento de R$ 922 milhõesR$ 922 milh...
A Sabesp firmou parcerias com empresas privadasprivadas (SPE)para operar a concessãoconcessão de serviços de saneamento em...
Parcerias em Soluções AmbientaisAQUAPOLO AMBIENTALAQUAPOLO AMBIENTAL: sociedade com a Foz doBrasil, com a criação de SPE, ...
Parcerias em Soluções AmbientaisCONTRATOS DE FIDELIZAÇÃOCONTRATOS DE FIDELIZAÇÃO: Estabelecem uma demanda mensalmínima de ...
Universalização no EstadoEstimativa dos InvestimentosNúmero de municípiosPopulação total2010Valor estimadodosinvestimentos...
Obrigadodrpauli@sabesp.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Universalização do saneamento em sp

390 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
390
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Universalização do saneamento em sp

  1. 1. A universalização doA universalização dosaneamento no Estado desaneamento no Estado deSão PauloSão Paulo26 de março de 2012
  2. 2. Estado de São PauloPopulações e Taxas de Crescimento4,88,114,322,229,334,539,65,4 5,94,5 2,61,8 1,41950 1960 1970 1980 1991 2000 2010Milhões dehabitantes
  3. 3. Estado de São PauloDistribuição da população53638089 93 93 962011 7 74456473741940 1950 1960 1970 1980 1991 2000 2010UrbanaRural
  4. 4. Situação do SaneamentoMunicípiosPopulação Urbana(milhões de habitantes)Índice deUrbanizaçãoÍndices de Atendimento UrbanoÁgua Coleta TratamentoEstado - 645 39,6 96% 98% 85% 63%Sabesp - 364 24,3 96% ‘97% 81% 74%Permissionários - 7 3,5 99% 99% 87% 19%Autônomos - 274 11,8 95% 100% 97% 59%população acimade 50 mil 8,7 97% 100% 97% 64%população até 50 mil 3,1 91% 100% 97% 46%
  5. 5. O Estado de São PauloPopulação Total dos MunicípiosQuantidade de Municípios30262755219Sabesp até 50milSabep > 50 milPermissionáriosAutônomos >50 milAutônomos até 50 mil3,621,73,59,03,5
  6. 6. A Sabesp hojeLigações (milhões)Cobertura (%)Tratamento (%)Volume faturado (milhões m³)Rede (milhares de km)Perdas de faturamentoProdutividade operacional (1): 848(1) Medido em ligaçõe por empregado7,3100%1.99263,226%5,781%75%1.43442,3Água EsgotoInformações básicasAtende 364 municípios364 municípios dos 645 doEstado de São Paulo.Fornece água a 23,6 milhões23,6 milhões depessoas e serviço de esgoto a 2020milhõesmilhões de pessoasVende água tratada no atacado a 6municípios (3,5 miilhões de pessoas)Atua em parceria em 4 municípios de SPCobre 68%Cobre 68% da população urbana doEstadoReceita líquida 2010: R$ 9,2 bilhõesR$ 9,2 bilhõesLucro líquido 2010: R$ 1,6 bilhãoR$ 1,6 bilhãoPrincipais indicadores operacionais
  7. 7. Sabesp – Investimentos recentes
  8. 8. Evolução dos índices de cobertura
  9. 9. Saneamento ajuda a diminuir amortalidade infantilMortalidade Infantil x Abastecimento de Água e EsgotamentoSanitário – Estado de São PauloFontes: Mortalidade infantil: Fundação Seade. Índice de atendimento: Sabesp
  10. 10. Aceleração dosinvestimentos rumo àuniversalização
  11. 11. Visão de futuro da SabespEm 2018Em 2018, serreconhecida como aempresa queuniversalizouuniversalizou osserviços de saneamentoem sua área de atuação,com foco no cliente, deforma sustentável ecompetitiva, comexcelência em soluçõesambientais.
  12. 12. ProgramasEstruturantes
  13. 13. Programas estruturantes, com financiamento de parceirosinternacionais e instituições de fomentoProgramaMetropolitano deÁguaRegião Metropolitana de São PauloProjeto Tietê(com BID)Vida Nova /Mananciais(com BancoMundial e JICA)Córrego LimpoOnda Limpa(com JICA)Água do LitoralOnda LimpaLitoral NortePrograma Corporativo de Redução de Perdas (com BNDES)Sistemas Regionais
  14. 14. Obras concluídas (2º semestre de 2011):Valor: R$ 498 milhõesPopulação beneficiada: 6,6 milhões de habitantesObras em execução/contratação:Valor: R$ 304 milhõesPopulação beneficiada: 3 milhões de habitantesObras em execução/contratação:Valor: R$ 133 milhõesPopulação beneficiada: 1,3 milhão de habitantesPrograma Metropolitano de ÁguaOBRAS PONTUAIS NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA
  15. 15.  BRASILBRASIL →→ 35.000 m³ / hab. ano35.000 m³ / hab. ano ESTADO DE SÃO PAULOESTADO DE SÃO PAULO →→ 2.468 m³ / hab. ano2.468 m³ / hab. ano PERNAMBUCOPERNAMBUCO →→ 1.188 m³ / hab. ano1.188 m³ / hab. ano BACIA DO PIRACICABABACIA DO PIRACICABA →→ 408 m³ / hab. ano408 m³ / hab. ano BACIA DO ALTO TIETÊBACIA DO ALTO TIETÊ →→ 201 m³ / hab. ano201 m³ / hab. anoBAIXA DISPONIBILIDADE RELATIVABAIXA DISPONIBILIDADE RELATIVABAIXA DISPONIBILIDADE RELATIVABAIXA DISPONIBILIDADE RELATIVACLASSIFICAÇÃOCLASSIFICAÇÃOONUONUAbundanteAbundante >> 20.000 m³ / hab. ano20.000 m³ / hab. ano...... ...... ......CorretaCorreta >> 2.500 m³ / hab. ano2.500 m³ / hab. anoPobrePobre << 2.500 m³ / hab. ano2.500 m³ / hab. anoCríticaCrítica << 1.500 m³ / hab. ano1.500 m³ / hab. ano
  16. 16. e considerado pelo BID o mais bem gerenciadoMaior programa de saneamento ambiental do mundo,Projeto TietêEtapa I1992-19981992-1998US$ 1,1 bilhãoEtapa II2000-20082000-2008US$ 500 milhõesEtapa III2009-20152009-2015US$ 1,05 bilhãoFonte: Relatório de Sustentabilidade 2008 e Superintendência de Projetos Especiais (TG)Etapa IVAté 2018Até 2018US$ 1,9 bilhão(em negociação)
  17. 17. Projeto Tietê – 1ª e 2ª Etapas (finalizadas)Benefícios e resultados alcançadosTratamento do esgoto gerado por uma população deaproximadamente 8,5 milhões de habitantes8,5 milhões de habitantes;Ampliação do índice de coletacoleta de 70% para 84%70% para 84% dapopulação urbana da RMSP;Ampliação do índice de tratamentotratamento de 24% para 70%24% para 70%do total coletado na RMSP;Melhoria na qualidade da água na região do Médio Tietê(redução da mancha de poluição em 120 km120 km);Redução da carga poluidora no manancial da BillingsBillings.
  18. 18. Projeto Tietê – 3ª Etapa (em andamento)Objetivo: Melhoria da qualidade ambiental na Bacia do Alto Tietê, na RMSP.População beneficiada: Coleta: + 1,5 milhão de pessoas Tratamento: + 3 milhões de pessoasResultados esperados: Ampliação do índice de coletacoleta dos atuais 84% para 87%84% para 87%; Ampliação do índice de tratamentotratamento de esgotos dos atuais 70% para 84%70% para 84%;Otimização dos sistemas de esgotos, com aumento de 39% na capacidadecapacidade detratamento; Obras e intervenções em 28 municípios28 municípios, incluindo a capital; Melhoria da qualidade da águaqualidade da água dos corpos d’água da RMSP.
  19. 19. Áreas com Intervenções da 3ª EtapaÁreas com Intervenções – 3ª Etapa
  20. 20. Projeto Tietê – 3ª Etapa: Resultados PrevistosMelhoria dos Índices de Coleta de EsgotoMAIRIPORÃARUJÁSUZANOV.GDEPAULISTACOTIAEMBUT. DASERRAS.C.DO SULDIADEMA.F.VASPOÁSANTANASUZANOCAJAMARMAIRIPORÃF. DA ROCHASALESÓPOLISF. MORATOCAIEIRASBARUERÍITAP. DASERRAARUJÁJANDIRAEMBUGUAÇUSTO.ANDRÉMAUÁMOGI DASCRUZESGUARULHOSS. C.DO SULDIADEMAS.BERNARDODO CAMPOCARAPICUÍBAITAQUAQUECETUBASÃO PAULOR.G. DASERRARIBEIRÃOPIRESBIRITIBA MIRIMOSASCOMAIRIPORÃARUJÁSUZANOV.GDEPAULISTACOTIAEMBUT. DASERRAS.C.DO SULDIADEMA.F.VASPOÁSANTANASUZANOCAJAMARMAIRIPORÃF. DA ROCHASALESÓPOLISF. MORATOCAIEIRASITAP. DASERRAARUJÁJANDIRAEMBUGUAÇUSTO.ANDRÉMAUÁMOGI DASCRUZESDIADEMAS.BERNARDODO CAMPOCARAPICUÍBAITAQUAQUECETUBASÃO PAULOR.G. DASERRARIBEIRÃOPIRESBIRITIBA MIRIMOSASCOMAIRIPORÃARUJÁSUZANOV.GDEPAULISTAITAPEVÍCOTIAEMBUT. DASERRAF.VASPOÁSANTANADO PARNAÍBASUZANOP. B. JESUSCAJAMARMAIRIPORÃF. DA ROCHASALESÓPOLISF. MORATOCAIEIRASBARUERIITAP. DASERRAARUJÁJANDIRAEMBUGUAÇUSTO.ANDRÉMOGI DASCRUZESS. C.DO SULDIADEMAS.BERNARDODO CAMPOCARAPICUÍBACETUBASÃO PAULOR.G. DASERRARIBEIRÃOPIRESBIRITIBA MIRIMOSASCOMOGI DASCRUZESGUARULHOSITAQUAQUES.LOURENÇODA SERRAJUQUITIBASTA ISABELGUARAREMAMAIRIPORÃARUJÁSUZANOV.GDEPAULISTACOTIAEMBUT. DASERRAS.C.DO SULDIADEMA.F.VASPOÁSANTANASUZANOCAJAMARMAIRIPORÃF. DA ROCHASALESÓPOLI SF. MORATOCAIEIRASBARUERÍITAP. DASERRAARUJÁJANDIRAEMBUGUAÇUSTO.ANDRÉMAUÁMOGI DASCRUZESGUARULHOSS. C.DO SULDIADEMAS.BERNARDODO CAMPOCARAPICUÍBAITAQUAQUECETUBASÃO PAULOR.G. DASERRARIBEIRÃOPIRESBIRITIBA MIRIMOSASCOMAIRIPORÃARUJÁSUZANOV.GDEPAULISTACOTIAEMBUT. DASERRAS.C.DO SULDIADEMA.F.VASPOÁSANTANASUZANOCAJAMARMAIRIPORÃF. DA ROCHASALESÓPOLI SF. MORATOCAIEIRASITAP. DASERRAARUJÁJANDIRAEMBUGUAÇUSTO.ANDRÉMAUÁMOGI DASCRUZESDIADEMAS.BERNARDODO CAMPOCARAPICUÍBAITAQUAQUECETUBASÃO PAULOR.G. DASERRARIBEIRÃOPIRESBIRITIBA MIRIMOSASCOMAIRIPORÃARUJÁSUZANOV.GDEPAULISTAITAPEVÍCOTIAEMBUT. DASERRAF.VASPOÁSANTANADO PARNAÍBASUZANOP. B. JESUSCAJAMARMAIRIPORÃF. DA ROCHASALESÓPOLISF. MORATOCAIEIRASBARUERIITAP. DASERRAARUJÁJANDIRAEMBUGUAÇUSTO.ANDRÉMOGI DASCRUZESS. C.DO SULDIADEMAS.BERNARDODO CAMPOCARAPICUÍBACETUBASÃO PAULOR.G. DASERRARIBEIRÃOPIRESBIRITIBA MIRIMOSASCOMOGI DASCRUZESGUARULHOSITAQUAQUES.LOURENÇODA SERRAJUQUITIBASTA ISABELGUARAREMALegenda:< 50%50% até 70%71% até 85%> 85%Sistemas Regionais (R)Não operadoRMSP – 200884 %RMSP –201587 %
  21. 21. Projeto Tietê – 3ª Etapa: Resultados PrevistosMelhoria dos Índices de Tratamento de EsgotoRMSP – 200870 %RMSP – 201584 %ÍNDICE DE TRATAMENTOQtratada / Q coletadaÍNDICE DE TRATAMENTOQtratada / Q coletadaLegenda:< 60%60% até 79%> 79%Sistemas Regionais (R)Não operado
  22. 22. QUANTITATIVOS FÍSICOS PREVISTOSAté 2018 2019-2024 (*)TOTALTratamento – Sistema Principal (m³/s) 8 - 8Afastamento – Obras Futuras - SistemaPrincipal (km)298 64 362Sistemas Isolados – Tratamento (L/s)Redes (km) 1.200 - 1.200Ligações (un.) 300.000 - 300.000Projeto Tietê – 4ª Etapa (em negociação)Sistemas a implantar(*) Obras no MSP previstas para “após 2018” - vinculadas ao cronograma do Programa de Reurbanização da PMSP – SEHAB
  23. 23. Projeto Tietê – 4ª EtapaBenefícios previstosETAPA III Até 2018 2024Índice de coleta (%) 87 95 95Índice de tratamento (%) 84 93 100População beneficiada (hab.) 3 milhões 4 milhões
  24. 24. Total de Esgoto gerado na RMSP Coletado Tratado2008Pop : 15,6 milhões2002Pop : 14,6 milhões2016Pop : 17,4 milhões80%62%84%70%87%84%Evolução dos Índices de Coleta e Tratamento1992Pop : 12,7 milhões70%24%2018Pop : 17,8 milhões2024Pop : 18,6 milhões95%93%95%100%(*) População somente dos Municípios operados pela Sabesp na RMSP (Região Metropolitana de São Paulo)
  25. 25. Águas do LitoralMelhoria no sistema de abastecimento, propiciando maissegurança no fornecimento de água na Baixada SantistaSistema produtor de água Mambú-Branco (Itanhaém)Investimento: R$ 376 milhõesComposto por uma estação de tratamento de água (ETA) com capacidade para 1,6mil L/s, 1,9 km de adutoras de água bruta, 68,6 km de adutoras de água tratada edois centros de reservação (ambos em Praia Grande): Melvi, com capacidade para20.000 m3, e Boqueirão, para 10.000 m3. Deve entrar em operação até dezembro,beneficiando uma população de 2 milhões de pessoas, entre fixa e flutuante.Sistema Produtor de Água de Jurubatuba (Guarujá)Investimento: R$ 81 milhõesComposto por estação de tratamento de água com capacidade para tratar 2.000 L/s,duas estações elevatórias, dois centros de reservação para 10.000 m3– o querepresenta aumento de 30% na capacidade atual do município – e 1 km deadutoras. Beneficiará 1 milhão de pessoas entre população fixa e flutuante. Deveentrar em operação no próximo verão.
  26. 26. Programa Onda Limpa3 milhões de pessoas beneficiadas na Baixada SantistaInvestimento deR$ 1,5 bilhãoR$ 1,5 bilhãoExpansão dotratamentotratamento de54%54% para 78%78% doesgoto coletadoExpansão dacoletacoleta de esgotospara 100%100%1,4 milhão de m1,4 milhão de m33de esgoto/mêsdeixaram de irpara rios e mar
  27. 27. Programa Onda Limpa/Litoral NorteInvestimento de R$ 500 milhões até 2017 emCaraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e UbatubaObras:- 390 km de Redes Coletoras, Coletores Tronco, Interceptores e Emissários;- 26.000 Novas Ligações Domiciliares;- 155 Estações Elevatórias de Esgotos (execução e reforma);- 15 Estações de Tratamento de Esgotos;- 1 EPC + Emissário Submarino – Ilhabela.Meta: elevar o índice de coleta de esgoto de 38% para 85%
  28. 28. Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)• Índices de AtendimentoÍndices de Atendimento 2010 2014 2018Abastecimento de Água 94,3 98 98Coleta de Esgotos 83,7 94 96Tratamento dos Esgotos Coletados 91,6 100 100• Municípios universalizadosMunicípios universalizados• 2012:2012: 231231• 2014:2014: 303303• 2018:2018: 313 – ou seja, todo o interior313 – ou seja, todo o interior
  29. 29. Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)Cenário 2012231 municípios universalizados82 municípios não universalizadosUnidades de Negócio:RA – UN Alto ParanapanemaRB – UN Baixo ParanapanemaRG - UN Pardo/GrandeRJ - UN Capivari/JundiaíRM - UN Médio TietêRR - UN Vale do RibeiraRT – UN Tietê/GrandeRV – UN Vale do ParaíbaRARBRGRJRMRRRTRV
  30. 30. Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)Cenário 2014303 municípios universalizados10 municípios não universalizadosUnidades de Negócio:RA – UN Alto ParanapanemaRB – UN Baixo ParanapanemaRG - UN Pardo/GrandeRJ - UN Capivari/JundiaíRM - UN Médio TietêRR - UN Vale do RibeiraRT – UN Tietê/GrandeRV – UN Vale do ParaíbaRARBRGRJRMRRRTRV
  31. 31. Sistemas Regionais(exceto Baixada Santista e Litoral Norte)Cenário 2018313 municípios universalizadosUnidades de Negócio:RA – UN Alto ParanapanemaRB – UN Baixo ParanapanemaRG - UN Pardo/GrandeRJ - UN Capivari/JundiaíRM - UN Médio TietêRR - UN Vale do RibeiraRT – UN Tietê/GrandeRV – UN Vale do ParaíbaRARBRGRJRMRRRTRV
  32. 32. Programa Córrego LimpoAções conjuntas com a Prefeitura de São Paulo paramelhoria ambiental e das condições dos corpos d’águaurbanos das bacias hidrográficas1ª fase (2007/2010) 96 córregos até dez/10 1,7 milhão de pessoas beneficiadas Investimento: R$ 135,6 milhõesProgramaProgramaCórrego LimpoCórrego LimpoSEM ESGOTOSSEM ESGOTOSEDUCAÇÃOEDUCAÇÃOPopulaçãoSEM LIXOSEM LIXO2ª fase (2011/2014) 46 córregos priorizados 1 milhão de pessoas beneficiadas Investimento: R$ 61 milhões
  33. 33. 45 mil famílias serão beneficiadas diretamenteInvestimento total: R$ 1,3 bilhãoPrograma coordenado pela Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos doEstado de São PauloVida Nova: recuperação e proteção dosmananciais Billings e Guarapiranga
  34. 34. Redução de Perdas de ÁguaMeta: Reduzir perdas por faturamento de 26% em 2009para 13% até 2019Índice de PerdasSabesp (3º tri 2010)Índice de PerdasSabesp (3º tri 2010)26%32,934,032,4 31,929,527,826,0 26,025,223,421,720,118,517,015,614,313,02003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019Índice de Perdas de Faturamento–Histórico e metasFonte: Relatório de Gestão Empresarial da SabespPrograma Corporativo de Redução PerdasIPF (%) - SabespDesde 2004, queda de 8 pp, que permiteatender 1,7 milhão de habitantes1,7 milhão de habitantesadicionaisadicionais sem necessidade de recorrera novos mananciais
  35. 35. O Governo de São Paulo também investe na expansão dosserviços de saneamento no Estado. O programa ÁguaÁguaLimpaLimpa atende municípios com até 50 mil habitantes nãoservidos pela SabespEm seis anos, já atendeu 70 municípios, com 884 milhabitantesEntre projetos concluídos, em execução e planejados, serãocontemplados 180 municípios180 municípios paulistas, com 2,72,7milhõesmilhões de pessoas beneficiadas com melhor qualidadede vidaO investimento deve chegar a R$ 687 milhõesR$ 687 milhões.Programa Água Limpa
  36. 36. ReáguaÁgua é VidaOutras Ações do Governo de São Paulo
  37. 37. Ligação deEsgotoExecutado pelaSabesp sem ônuspara clienteAdequação dentro doImóvelRESPONSABILIDADEDO CLIENTERamalIntradomiciliarIncentivar a conexão de moradias em área de baixa renda à redecoletora de esgotos da Sabesp.Ramal ExternoXXPrograma Se Liga na Rede
  38. 38. Ligação deEsgotoExecutado pelaSabesp sem ônuspara clienteAdequação dentro doImóvelRESPONSABILIDADEDO CLIENTERamalIntradomiciliarIncentivar a conexão de moradias em área de baixa renda à redecoletora de esgotos da Sabesp.Ramal ExternoXXDesafioCliente de Baixarenda não dispõedos recursos paraadequaçãointradomiciliar
  39. 39. Desembolso Ano 1 Ano2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Ano 8GESP 36,64 34,72 31,68 33,6 38,4 39,44 35,6 29,52Sabesp 9,16 8,68 7,92 8,4 9,6 9,86 8,9 7,38Região Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Ano 8RMSP 8.292 8.573 9.358 9.964 11.331 11.299 11.583 6.448Baixada Santista 7.000 5.000 3.000 3.000 5.000 5.000 1.000 1.000Campinas 2.200 2.200 600 600 - - - -Interior 7.617 8.051 8.760 9.499 9.985 10.771 11.847 12.773TotalTotal 25.10925.109 23.82423.824 21.71821.718 23.06323.063 26.31626.316 27.07027.070 24.43024.430 20.22120.221Metas em número de ligações
  40. 40. Programa Pró Conexão“Se liga na rede da Sabesp”“Se liga na rede da Sabesp”•••OBJETOOBJETOGoverno do Estado e a Sabesp subsidiarem famílias deGoverno do Estado e a Sabesp subsidiarem famílias debaixa renda para execução das obras intradomiciliares,baixa renda para execução das obras intradomiciliares,visando ligação na rede coletora.visando ligação na rede coletora. Áreas de IPVS 5 e 6 e com rede coletora implantada;Áreas de IPVS 5 e 6 e com rede coletora implantada; Famílias com renda de até 3 salários mínimos, ser oFamílias com renda de até 3 salários mínimos, ser omorador/responsável pelo imóvel e assinar o termomorador/responsável pelo imóvel e assinar o termode adesão.de adesão.OBJETOOBJETOGoverno do Estado e a Sabesp subsidiarem famílias deGoverno do Estado e a Sabesp subsidiarem famílias debaixa renda para execução das obras intradomiciliares,baixa renda para execução das obras intradomiciliares,visando ligação na rede coletora.visando ligação na rede coletora. Áreas de IPVS 5 e 6 e com rede coletora implantada;Áreas de IPVS 5 e 6 e com rede coletora implantada; Famílias com renda de até 3 salários mínimos, ser oFamílias com renda de até 3 salários mínimos, ser omorador/responsável pelo imóvel e assinar o termomorador/responsável pelo imóvel e assinar o termode adesão.de adesão.
  41. 41. Novas parcerias embusca da universalização
  42. 42. PPP (Parcerias Público-Privadas)A empresa firmou sua primeira PPP em 2008: paraampliação do sistema produtor de água do Alto TietêAlto Tietê,com a formação da CabspatCabspat.Investimento de R$ 300 milhõesR$ 300 milhõesResultado: produção de mais 5 mil litros5 mil litros de água porsegundo, suficientes para abastecer uma RecifeA Sabesp pretende firmar novas PPP: Sistema SãoSistema SãoLourençoLourenço, para ampliar a oferta de água na RMSP, comvalor estimado de R$ 1 bilhão, e Litoral NorteLitoral Norte, paraampliação de sistemas de esgotamento sanitário (R$ 600milhões)
  43. 43. Há oito projetos desenvolvidos (em execução, em licitação, alicitar), perfazendo investimento de R$ 922 milhõesR$ 922 milhõesentre 2011 e 2015.Exemplos:SES Campo do JordãoSES Pararangaba em São José dos CamposSistema Produtor de Água de FrancaLocação de ativos
  44. 44. A Sabesp firmou parcerias com empresas privadasprivadas (SPE)para operar a concessãoconcessão de serviços de saneamento emquatro polos do interior de SPAndradinaAndradina e CastilhoCastilho: CAB Ambiental – água eesgotoMairinqueMairinque: Foz do Brasil – água e esgotoMogi MirimMogi Mirim: OHL e ETEP – apenas esgotoParcerias em novos negócios
  45. 45. Parcerias em Soluções AmbientaisAQUAPOLO AMBIENTALAQUAPOLO AMBIENTAL: sociedade com a Foz doBrasil, com a criação de SPE, em 2009. Investimentode R$ 253 milhões.Produção de água de reúso para fins industriais: até1 mil L/s para abastecer o Polo Petroquímico deCapuava, em Santo André.Acaba de ser escolhida a segunda melhor iniciativa de reúso domundo pelo Global Water Awards
  46. 46. Parcerias em Soluções AmbientaisCONTRATOS DE FIDELIZAÇÃOCONTRATOS DE FIDELIZAÇÃO: Estabelecem uma demanda mensalmínima de consumo e as empresas se beneficiam de tarifasdiferenciadas e sistemas de gestão de consumo e, assim, reduzemcustos. Receita anual de aproximadamente R$ 260 milhõesRESÍDUOS INDUSTRIAISRESÍDUOS INDUSTRIAIS: Em 2010, foram coletados e tratados maisde 20 milhões de m³20 milhões de m³ de esgotos não domésticos, gerando faturamentode aproximadamente R$ 150 milhões. Foi firmada sociedade com aEstre Ambiental, com estimativa de receita anual de R$ 40 milhõesÁGUA DE REÚSOÁGUA DE REÚSO: produzida a partir do tratamento de esgotos paraser utilizada para refrigeração de equipamentos, em processosindustriais e para outros fins não-potáveis. Em 2010, foram fornecidos132 mil m³132 mil m³ por mês para os nossos clientes
  47. 47. Universalização no EstadoEstimativa dos InvestimentosNúmero de municípiosPopulação total2010Valor estimadodosinvestimentos(em milhares dehabitantes) (em milhões de R$)Municípios atendidos pela SabespRMSP 32 16.395 10.780RMBS 9 1.664 2.820Litoral Norte 4 282 540Interior 319 6.952 2.200Total 364 25.293 16.340Municípios não atendidos pela SabespPopulação maior de 50 mil habitantesAutônomos 55 9.039 2.456Permissionários 7 3.480 539População até 50 mil habitantesÁgua Limpa219 3.450582OutrosInvestimentos* 287TOTAL 645 41.262 20.204Sabesp e Programa Água LimpaElaboração a partir de dados da Sabesp, DAEE, SNIS, Censo, Fundação Seade.* Refere-se aos investimentos necessários à universalização do abastecimento de água e coleta de esgotos
  48. 48. Obrigadodrpauli@sabesp.com.br

×