Bg 11 reprodução assexuada

3.136 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.136
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
237
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bg 11 reprodução assexuada

  1. 1. BIOLOGIA E GEOLOGIA Reprodução Assexuada 11
  2. 2. A duração de vida dos indivíduos é muito diversa, mas sempre limitada. Nuno Correia 2012/13
  3. 3. REPRODUÇÃOA continuidade da vida é assegurada pelo conjunto de processos pelos quais os seres vivos originam novos indivíduos idênticos a si próprios. Nuno Correia 2012/13
  4. 4. REPRODUÇÃO ASSEXUADAFormam-se novos indivíduos a partir de um só progenitor semocorrer fusão de gâmetas – sem fecundação. Nuno Correia 2012/13
  5. 5. Nuno Correia 2012/13
  6. 6. REPRODUÇÃO SEXUADAOs novos indivíduos são originados a partir de um ovo, célula que que resulta da fusão de gâmetas. Nuno Correia 2012/13
  7. 7. REPRODUÇÃO ASSEXUADANuno Correia 2012/13
  8. 8. BIPARTIÇÃODivisão de um ser em dois com idênticas dimensões. Nuno Correia 2012/13
  9. 9. Nuno Correia 2012/13
  10. 10. Divisão de um ser em dois com idênticas dimensões . Nuno Correia 2012/13
  11. 11. DIVISÃO MÚLTIPLANuno Correia 2012/13
  12. 12. GEMULAÇÃOFormação de uma ou mais saliências, os gomos ou gemas, que se desenvolvem e separam, originando novos seres. Nuno Correia 2012/13
  13. 13. Nuno Correia 2012/13
  14. 14. Nuno Correia 2012/13
  15. 15. Formação de uma ou mais saliências, os gomos ou gemas, que se desenvolvem e separam, originando novos seres. Nuno Correia 2012/13
  16. 16. Nuno Correia 2012/13
  17. 17. ESPORULAÇÃOFormação de células reprodutoras, os esporos, cada um dos quais pode originar um novo indivíduo. Nuno Correia 2012/13
  18. 18. Nuno Correia 2012/13
  19. 19. Nuno Correia 2012/13
  20. 20. ESPORO Célula revestida por um invólucro resistente e capaz de desenvolver, de forma independente, um novo indivíduo. São células reprodutoras assexuadas, quando resultantes de mitose. Nuno Correia 2012/13
  21. 21. MULTIPLICAÇÃO VEGETATIVA Formação de novos seres a partir do desenvolvimento de certas estruturasvegetativas, como raízes, caules, folhas. Nuno Correia 2012/13
  22. 22. Formação de novos seres a partir do desenvolvimento decertas estruturas vegetativas, como raízes, caules e folhas. Estolhos do morangueiro Nuno Correia 2012/13
  23. 23. Nuno Correia 2012/13
  24. 24. Rizomas Nuno Correia 2012/13
  25. 25. EstolhosNuno Correia 2012/13
  26. 26. Tubérculos Bolbos Nuno Correia 2012/13
  27. 27. Réplicas Nuno Correia 2012/13
  28. 28. MULTIPLICAÇÃO VEGETATIVA ARTIFICIAL Estacaria Nuno Correia 2012/13
  29. 29. Mergulhia Nuno Correia 2012/13
  30. 30. Nuno Correia 2012/13 Alporquia
  31. 31. EnxertiaNuno Correia 2012/13
  32. 32. CLONAGEM DE PLANTAS Nuno Correia 2012/13
  33. 33. Nuno Correia 2012/13
  34. 34. Nuno Correia 2012/13
  35. 35. Nuno Correia 2012/13
  36. 36. FRAGMENTAÇÃOSeparação de fragmentos do corpo, originando cada fragmento um novo indivíduo por regeneração. Nuno Correia 2012/13
  37. 37. Nuno Correia 2012/13
  38. 38. Nuno Correia 2012/13
  39. 39. PARTENOGÉNESEFormação de novos indivíduos exclusivamente a partir do desenvolvimento de gâmetas femininos. Nuno Correia 2012/13
  40. 40. Nuno Correia 2012/13
  41. 41. Nuno Correia 2012/13
  42. 42. Na espécie Cnemidophorus uniparens, não existem machos.As fêmeas podem, contudo, adoptar, durante a parada nupcial, comportamentosde macho ou de fêmea. Durante este processo, os «machos» simulam uma cópula,embora não libertem esperma, dado que não o produzem.As «fêmeas» libertam os seus óvulos, dos quais resultam ovos que originarãodescendência. Nuno Correia 2012/13
  43. 43. Nuno Correia 2012/13
  44. 44. Nuno Correia 2012/13
  45. 45. CLONAGEM DE ANIMAIS Nuno Correia 2012/13
  46. 46. Nuno Correia 2012/13
  47. 47. Nuno Correia 2012/13
  48. 48. VANTAGENS DA REPRODUÇÃO ASSEXUADA Uma das vantagens deste processo é os seres vivos que não se deslocam para outros locais ou que vivem isolados poderem reproduzir-se sem necessidade de encontrar um parceiro e sem gasto de energia na produção de gâmetas e na fecundação. A possibilidade de um rápido crescimento populacio nal, por exemplo, nas bactérias (que se reproduzem em menos de três horas, cerca de trinta minutos em algumas espécies), se existi - rem condições favoráveis, obtêm -se populações de milhões de seres em pouco mais de vinte e quatro horas. Na agricultura, a possibilidade de as plantas se propagarem vegetativamente proporcionou , ao longo do tempo, a produção de grande número de plantas, com um mínimo de esforço e despesa. Nuno Correia 2012/13
  49. 49. VANTAGENS DA REPRODUÇÃO ASSEXUADA Muitas das ár vores de fruto e ornamentais foram pro pagadas assexuadamente a partir de caules ou folhas de uma planta com boas características. Muitas outras plantas são propagadas a partir de fragmentos de raízes ou caules subterrâneos (por exem plo, as batatas). As plantas também podem ser multiplicadas em laboratório , utilizando técnicas de cultura de células. Podem ainda ser utilizadas técnicas de engenharia genética , que melhoram as características originais das plantas, introduzindo genes com interesse nas células que vão ser clonadas. Estas técnicas são aplicadas para obter mono culturas, grandes áreas com uma única variedade de planta que apresenta grande interesse, do ponto de vista económico, para o Homem . Nuno Correia 2012/13
  50. 50. DESVANTAGENS DA REPRODUÇÃO ASSEXUADA A grande desvantagem da reprodução asse xuada é o facto de todos os descendentes do mesmo progenitor serem geneticamente iguais (a população é uniforme). Se as condições ambientais do local se modificarem e deixarem de ser propícias a esses indivíduos, estes podem desaparecer. Numa população com variabilidade genética, porém, alguns seres conseguem sobreviver nas novas condições ambientais e, por isso, manter-se. Nuno Correia 2012/13
  51. 51. EXERCÍCIOSIndique o objetivo do tipo de clonagem descrito na figura. Nuno Correia 2012/13
  52. 52. Refira as principais etapas da técnica de clonagem utilizada. Nuno Correia 2012/13
  53. 53. Explique o uso dos elefantes fêmea neste processo. Nuno Correia 2012/13

×