Missões_lição 3 - A igreja e missões

4.706 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.706
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
258
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Missões_lição 3 - A igreja e missões

  1. 1. IBADEPInstituto Bíblico da Assembleia de Deus no Estadodo ParanáMISSÕES: a grande comissão daIgrejaLição 3A Igreja e MissõesProf. Ms. Natalino das Neveswww.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. INTRODUÇÃO• Qual a nossa atitude diante da Grande Comissão deCristo?• Qual nosso empenho na evangelização e investimentoem missões mundiais?• Qual o papel da Igreja atual em missões?• Onde se encontra um crente em Jesus, encontra ummissionário em potencial!
  3. 3. I. MISSÕES: FÉ E RESPONSABILIDADE
  4. 4. I. MISSÕES: FÉ E RESPONSABILIDADE• Tem havido um avanço na realização missionária nasigrejas do Brasil: visão local para o visão mundial –modelo de Atos 1:8.• Missões envolvem fé e responsabilidade, tanto da Igrejaque envia como do missionário enviado.
  5. 5. A responsabilidade da Igreja• Sensibilização da comunidade• Para a Igreja iniciar a obra missionária é preciso primeiropreparar a comunidade, sensibilizando sobre a importânciadesta obra, bem como para transmitir a visão missionária.• Saber qual o seu papel?• Missão não é um projeto pessoal de um líder, mas a razão deexistência da Igreja.• Formas de sensibilização: conferências, palestras comespecialistas, reuniões periódicas, momentos de oraçõesespecíficas, entre outras.
  6. 6. A responsabilidade da Igreja• Escolher o campo alvo e seus missionários• Quais as prioridades missionárias hoje?• Quais recursos disponíveis e potenciais?• Busca de ajuda às agências ou igrejas missionárias.• Modelo de escolha de missionários da igreja primitiva – At 13:1-14:• Oração e jejum;• Dar ouvidos à voz do Espírito Santo;• Não foi por apadrinhamento;• Escolhidos dentre a liderança da igreja;• Os escolhidos não eram desocupado ou dispensáveis;• Foram escolhidos os melhores.
  7. 7. A responsabilidade da Igreja• O perigo de enviar pessoas erradas, escolher lugares errados eem hora errada.• Algumas características para um candidato a missões:• Firmeza e caráter;• Capacidade de adaptação (flexibilidade);• Responsabilidade, sinceridade e humildade;• Sensibilidade aos sentimentos alheios;• Ponderação no falar;• Apresentação pessoa e asseio;
  8. 8. A responsabilidade da Igreja• Capacidade de se relacionar (social – saber ouvir);• Capacidade de liderança;• Cortesia (ética )• Equilibrado financeiramente;• Aptidão para o ensino;• Persistência;• Iniciativa;• Vida devocional ativa;• Equilibrado doutrinariamente (usos e costumes – cultura).
  9. 9. O preparo da Igreja• Escolher o campo alvo e seus missionários• Deve estar preparada para enviar, bem como para manter,enquanto necessário.• Conscientização da batalha espiritual• Armas espirituais: oração e jejum (Ef 6:12, 18; 2 Co 10:4-5)• Elaboração do planejamento missionário:• Plano de ação de médio e longo prazo (objetivo, procedimentos,metas, prazo, controle orçamentário, entre outros).• Acompanhamento do plano de ação, com correção de rota, senecessária.
  10. 10. O preparo da Igreja• Escolher o campo alvo e seus missionários• Deverá proporcionar uma manutenção de custo de vidaequilibrada para o missionário, de acordo com o local.• Mentalidade equivocada de que o missionário deve sofrer epassar necessidade para provar que é da vontade e Deus.• Padecer por Cristo x padecer julgando ser por Cristo.• Modelo de contribuição: 2 Co 8:1-15; 2 Co 9:1-7.
  11. 11. O envio do missionário• Capacitação prévia do missionário.• Estabelecimento de prazo mínimo de permanência ecritérios de excepcionalidade.• Não é turismo!• Processo de transculturação x idas e vindas.• Demonstração de preocupação do missionário com opovo do campo.
  12. 12. O envio do missionário• Proposta de prazo mínimo: 04 anos (férias proporcionaisaos anos que ficou no campo).• Residência exclusiva para a família do missionário.
  13. 13. GABARITO – Parte 1QUESTÃO RESPOSTA1 A2 B3 A4 B5 C6 E7 C8 E
  14. 14. II. A IGREJA MISSIONARIA E SEUSRELACIONAMENTOS
  15. 15. II. A IGREJA MISSIONARIA E SEUS RELACIONAMENTOS• A objetivo principal da igreja missionária é estabelecerigrejas autônomas.• A IM pode ter três tipos de relacionamentos: IgrejaNacional Formada (INF), Igreja Nacional Nativa (INN) eAgência Missionária (AM).• Os recursos humanos e financeiros devem serpartilhados, visando beneficiar os lugares mais carentesda Palavra de Deus.
  16. 16. II. A IGREJA MISSIONARIA E SEUS RELACIONAMENTOS• Entretanto, devem ser doados quando solicitado poruma INF.• A doação tanto para INF ou INN não dá direito à IM deimpor condições sobre aquelas, no máximo,recomendações.
  17. 17. a) Igreja Nacional Formada• IM que coopera com uma INF não tem o direito deinterferir nas decisões da INF.• A IM deve consultar a INF como ajudá-la e não impor umplano de ação já pronto.• A INF deve sentir-se ajudada pela IM.
  18. 18. b) Igreja Nacional Nativa• A IM ao abrir um trabalho nativo não deve ter o objetivode torná-lo em uma de suas congregações, mas visar suaautonomia.• A IM deverá manter a INN com recursos financeiros,humanos e espiritual, enquanto estes realmente foremnecessários.• A IM deverá exercer o papel d conselheira, quandosolicitada.• A INN deverá evidenciar esforços para se autonomizar ese tornar uma INF.
  19. 19. c) Agência Missionária• O foco das agências, mesmo dentro de uma categoria,pode variar muito.• Algumas, por exemplo, possuem uma ênfase forte nospovos não-alcançados.• Outras focalizam mais o rápido resultado entre oscampos já maduros.• As tendências teológicas e filosóficas é ainda maisvariada.• As agências podem ser denominacionais ouinterdenominacionais.
  20. 20. c) Agência Missionária• As Agência Missionarias Denominacionais (AMD)são estabelecidas como parte de uma organizaçãoeclesiástica:• Exemplos de AMDs:• AGEMIW: Agência Missionária Wesleyana Tel/Fax: 11-6202-1924• APMT: Agência Presbiteriana de Missões Transculturaiswww.apmt.org.br Tel: 11-3341-8339 Fax: 11-3207-2139• CIBI: Convenção das Igrejas Batistas Independentes www.cibi.org.brTel/Fax: 19-3256-1346• DEM: Departamento de Evangelização e Missões (Igrejas EvangélicasCongregacionais) www.uiecb.com.br Tel: 21-2223-1458 R 205 Fax: 21-2516-7797• Igreja do Evangelho Quadrangular www.ieqmissoes.org.br Tel: 11-3826-5100 Fax: 11-3826-7795• JAMI: Junta Administrativa de Missões da CBN www.jami.com.br Tel:31-3454-6106 Fax: 31-3454-6908• JMM: Junta de Missões Mundiais da CBB www.jmm.org.br Tel: 21-2122-1900 Fax: 21-2122-1911
  21. 21. c) Agência Missionária• Exemplos de AMDs:• JMN: Junta de Missões Nacionais da CBBwww.missoesnacionais.org.br Tel/Fax: 21-2107-1818• MICEB: Missão Cristã Evangélica do Brasil Tel: 91-3245-5508 Fax: 91-3245-8282• Missão de Cristianismo Decidido: MCD Tel: 41-3336-1548Fax: 41-3336-0936• Missão Desafio: Junta de Missões da Igreja O BrasilPara Cristo http://www.convencaosp.com.brTel: 11-6283-2939• Secretaria de Missões da Igreja PresbiterianaIndependente do Brasil www.smi.org.br Tel: 11-3258-1422• SEMADI: Igreja Evangélica Assembléia de Deus:Imperatriz www.apazdosenhor.org.br Tel: 99-3525-1222• SENAMI: Secretaria Nacional de Missões: Assembléia deDeus www.senami.com.br Tel/Fax: 21-3351-5456
  22. 22. c) Agência Missionária• As Agências Missionárias Interdenominacionais sãoestabelecidas por várias igrejas missionáriasdenominacionais que não possuem recursos suficientespara manter missionários ou não têm Know-How.• As agências missionárias devem observar algumaspremissas para seu perfeito funcionamento (IBADEP,2004, p. 82-83 - adaptado):• Devem ser autônoma;• Não devem estar sob o controle direto dos líderes das igrejaslocais;
  23. 23. c) Agência Missionária• Devem ter plena liberdade para treinar e selecionar seusmissionários interculturais;• Devem ter liberdade para elaborar e executar suas própriasestratégias missionárias;• Devem ter liberdade para elaborar seus planos e estratégias,arrecadar e desembolsar se próprios fundos. Porém, deveprestar contas às igrejas missionárias filiadas/envolvidas,inclusive com relatórios periódicos.
  24. 24. c) Agência Missionária• Devem ter liberdade para apresentar seus planos e estratégiasàs igrejas missionárias filiadas• Devem informar à igreja missionária sobre alterações deutilização, bem como outras alterações de impacto, no exercíciodo missionário mantido por aquela.• Devem proporcionar a autonomização das igrejas nacionaisnativas, promovendo a independência destas.
  25. 25. Qual é a utilidade de uma agência missionária??• Um mal necessário ou um instrumento de Deus paraauxílio às igrejas?• As agências surgiram em resposta ao desafio de missões, epara servir à Igreja.• Seus alvos básicos: despertar, treinar e enviar missionários. eisto sempre servindo a Igreja.• Quando uma agência existe para servir um grupo de igrejasde uma mesma denominação, é chamada de juntamissionária, fazendo o mesmo trabalho de uma agênciainterdenominacional, porém, servindo somente a umadenominação.
  26. 26. Qual é a utilidade de uma agência missionária?• Um mal necessário ou um instrumento de Deus paraauxílio às igrejas?• Alguns sugerem que por certo tempo a Igreja foidesobediente e não atendeu ao seu chamado missionário,então o Senhor levantou as agencias (negligência da Igreja).• Uma outra maneira mais positiva de entendermos o papelde uma agência missionária é considerar as complexidadesdo campo missionário
  27. 27. Qual é a utilidade de uma agência missionária??• AM foram levantadas para servirem à Igreja naquiloque não lhe é fácil realizar:• Será que uma só igreja conseguiria entender tudo sobre ospovos tribais, muçulmanos, hindus e budistas?• Será que urna só igreja conseguiria treinar todos os seuscandidatos nos assuntos básicos necessários, tais como:adaptação transcultural, vida do missionário, base bíblica demissões, antropologia. Islamismo, etc.?• Será que uma única igreja poderia dar todo apoio no campoque os missionários precisam?
  28. 28. Qual é a utilidade de uma agência missionária??• Uma agência pode realizar as seguintes tarefas emserviço da Igreja:• Fazer todo o trabalho administrativo de manter ummissionário no campo.• Informar a Igreja onde há mais necessidades de obreiros.• Treinar transculturalmente os futuros missionários.• Participar de conferências, cultos e congressos missionáriospara assim instruir a Igreja.• Ter know-how dos campos onde atua, e instruir os recém-chegados.Fonte: http://www.missaoterra.com/estqual.html
  29. 29. Qual é a utilidade de uma agência missionária??• Uma agência pode realizar as seguintes tarefas emserviço da Igreja:• Ajudar no levantamento de recursos para o trabalho normale para projetos especiais• Ajudar a conseguir o visto.• Servir às igrejas já existentes, quando este for o caso,sempre treinando nacionais para assumirem o trabalho,tanto em um campo pioneiro, como em um campo com umaigreja já estabelecida.• Promover a unidade na expansão da obra missionária.Fonte: http://www.missaoterra.com/estqual.html
  30. 30. c) Agência Missionária• Para consultar as principais agências missionárias naAmérica Latina e no mundo, acesse os links abaixo:• http://www.perspectivasbrasil.com/recursos/agencias/pais• http://www.perspectivasbrasil.com/recursos/agencias/outros
  31. 31. ANEXO - GLOSSÁRIO
  32. 32. GLOSSÁRIO• Agência Missionária: Organismos Cristãos Evangélicoscom escritórios estabelecidos em várias nações domundo com propósito de tratar de negócios do Reinode Deus. Existem hoje cerca de 3.000 AgênciasMissionárias, as quais coordenam e apoiam o serviçode cerca de 180.000 Missionários assentados nocampo missionário.• Juntas Missionárias: São embriões de AgênciasMissionárias, ou Agências Regionais dentro daestrutura denominacional para tratar de assuntodelegado pelas Agências Denominacionais Nacionais.Fonte: http://www.arrebatamentodaigrejacmm.com.br/glossario-missi-mundi.htmM
  33. 33. GLOSSÁRIO• Agências Missionárias Brasileiras: São escritóriosmissionários organizados por várias Denominações daIgreja Brasileira estruturadas pela própria Igreja noBrasil ou por Denominações Estrangeiras no territórioBrasileiro. O Brasil possui mais de 200 AgênciasMissionárias.• A. M. Interdenominacionais: São agências quepossuem obreiros de várias Denominações, podem sernacionais que agregam obreiros nacionais einternacionais que agregam obreiros internacionais.Fonte: http://www.arrebatamentodaigrejacmm.com.br/glossario-missi-mundi.htmM
  34. 34. GLOSSÁRIO• A. M. Denominacionais: São agências que operamexclusivamente com obreiros da sua denominação,podem ser constituídas de obreiros nacionais einternacionais da mesma confissão. Exemplo: Batista,Metodista, Presbiteriana, Assembléia, Luterana,Comunitariano, etc.• Igreja Autóctone: É uma Igreja nativa que funcionadentro dos padrões da sua própria cultura, com omínimo ou nada de estrangeirismoFonte: http://www.arrebatamentodaigrejacmm.com.br/glossario-missi-mundi.htmM
  35. 35. GLOSSÁRIO• Grupo Etnolingüístico: É o grupo de indivíduos quepossuem uma identidade de acordo com a sua língua eetnia, que compartilha fatores sociais como raça,língua, religião, costumes, hábitos e demais sistemasde valores, vivendo dentro de um mesmo país oudistribuído em vários.Fonte: http://www.arrebatamentodaigrejacmm.com.br/glossario-missi-mundi.htmM
  36. 36. GABARITO – Parte 2QUESTÃO RESPOSTA9 C10 B11 A12 D13 D14 C15 C16 C
  37. 37. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASIBADEP. Missões: a grande comissão da Igreja. Guaíra:IBADEP, 2004.MERRILL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento.Rio de Janeiro: CPAD, 2001.Missão Mundial - Glossário Missionário Mundial. Disponívelem: <http://www.arrebatamentodaigrejacmm.com.br/glossario-missi-mundi.htm>. Acesso em 12/06/2013.Perspectiva no Movimento Cristão Mundial. Disponível em:<http://www.perspectivasbrasil.com/recursos/agencias>.Acesso em 12/06/2013.
  38. 38. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASQual o papel de uma agência missionária? Disponível em:<http://www.missaoterra.com/estqual.html>. Acesso em12/06/2013.PERRIN, Christine Lenemann. Missão e diálogo inter-religioso. São Leopoldo: Sinodal, CEBI, 2005.SILVA, Cácio. Fenomenologia da religião: compreendendo asideias religiosas a partir das suas manifestações. Goiânia:Transcultural Editora e Livraria, 2009.SUESS, Paulo. Introdução à teologia da missão. Rio deJaneiro: Vozes, 2007.

×