Biologia

623 visualizações

Publicada em

Apresentação feita para a disciplina Biologia do Colégio Bolivar Santana orientado pela Profª Marta Cristina D. Durão Nunes.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
623
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biologia

  1. 1.  Joseane  Luiza  Suelen
  2. 2. Bioética: reprodução e tecnologia
  3. 3.  Clones: copias idênticas  Gêmeos univitelinos: clones naturais  Clonagem de embriões, órgãos seres vivos  Benefícios da clonagem  células-tronco : tecnologia e ética  Estudo de problemas relacionados a embriologia e gestação
  4. 4. A palavra clone é utilizada para designar um conjunto de indivíduos que deram origem a outros por reprodução assexuada. o clone é basicamente um descendente de um conjunto de células, moléculas ou organismos geneticamente igual à de uma célula matriz. A clonagem é o processo natural ou artificial de produção de clones.
  5. 5.  Chama-se gêmeos a dois ou mais irmãos que nascem de uma mesma gestação da mãe, podendo ser idênticos ou não. Gêmeos idênticos  Quando um óvulo é produzido e fecundado por um só espermatozóide e se divide em duas culturas de células completas, dá origem aos gêmeos idênticos, ou monozigóticos, ou univitelinos. Sempre possuem o mesmo sexo. Os gêmeos idênticos têm o mesmo genoma, e são clones um do outro. Apenas um terço das gestações são de gêmeos univitelinos.
  6. 6. Atualmente, as células estaminais são retiradas de embriões humanos apenas alguns dias após a fertilização. Nesta fase, o embrião mede cerca de um quarto do tamanho de uma cabeça de alfinete. A utilização de um embrião provoca problemas éticos. Os cientistas esperam poder utilizar, no futuro, células estaminais retiradas de adultos, depois do devido consentimento.
  7. 7. Os cientistas esperam que as células estaminais humanas possam abrir caminho a novos tratamentos para doenças que de outra forma seriam incuráveis, tais como a doença de Parkinson, doenças cardíacas, doença de Alzheimer, paralisia, acidentes vasculares cerebrais e a diabetes.
  8. 8. As células-tronco, também conhecidas como células-mãe ou, erroneamente, como células estaminais, são células que possuem a melhor capacidade de se dividir dando origem a células semelhantes às progenitoras. As células-tronco dos embriões têm ainda a capacidade de se transformar, num processo também conhecido por diferenciação celular, em outros tecidos do corpo, como ossos, nervos, músculos e sangue.
  9. 9. A embriologia é a ciência que trabalha a formação dos órgãos e sistemas de um animal, a partir de uma célula . Faz parte da biologia do desenvolvimento. Considerando-se o desenvolvimento animal, este desenvolvimento inicia-se pela relação sexual, gerando o zigoto ou ovo, que passará por três fases sucessivamente: séluidadeu, bléteria e Gásmicolo. É estudada pelas ciências da sexologia e humana.

×