Apresentação (1)

255 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
255
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação (1)

  1. 1. Inês Nº13 Ion Nº14 Módulo 5 – Área de Integração
  2. 2. A clonagem é a produção de indivíduos geneticamente iguais, ou seja, é o processo que formará um clone. Este termo, foi criado por Herbert J. Webber em 1903 e segundo ele, o clone é basicamente um descendente de um conjunto de células, moléculas ou organismos geneticamente igual à de uma célula matriz. É um processo de reprodução assexuada que resulta na obtenção de cópias geneticamente idênticas de um mesmo ser vivo.
  3. 3. - Artificial - Embrionária - Terapêutica - Reprodutiva - Natural
  4. 4. A clonagem terapêutica tem como objetivo, não a duplicação de um ser vivo, mas sim a produção de células-tronco embrionárias com as quais se constroem tecidos e órgãos para transplantes.
  5. 5. A clonagem terapêutica tenta criar através de células indiferenciadas: tecidos, órgãos ou outros componentes do corpo. As células-tronco embrionárias são importantes porque são multifuncionais, isto é, podem ser usadas em diferentes tipos de células. Podem ser utilizadas no intuito de restaurar a função de um órgão ou tecido, transplantando novas células para substituir as células perdidas pela doença, ou substituir células que não funcionam adequadamente devido a defeito genético.
  6. 6. Os cientistas com as novas descobertas esperam poderem abrir caminho para novos tratamentos para doenças, tais como:  Doença de Parkinson;  Doença de Alzheimer;  A diabetes;  Doenças cardíacas;  Acidentes vasculares cerebrais (AVC); Cancro.
  7. 7. A criação de órgãos ou tecidos para transplante sem risco de rejeição; Cura da infertilidade; Prevenção e cura de doenças; Prevenção do envelhecimento.
  8. 8. Envelhecimento precoce; Potencialidade de perda de variabilidade genética; Ocorrência de grande número de anomalias.
  9. 9. Reprodução Assexuada: Conjunto de processos pelos quais os seres vivos originam outros idênticos a si próprios. Matriz Extracelular: Formada por conjunto variado de moléculas localizadas nos espaços intercelulares dos tecidos, com capacidade de interagir formando agregados tridimensionais e ligando-se a recetores celulares específicos. Função: Contribui para a integridade dos tecidos, do órgão e organismo. Célula-tronco: As células-tronco são células indiferenciadas, ou seja, células não especializadas, que podem ser definidas por duas propriedades peculiares: autorrenovação (capacidade que as células-tronco têm de proliferar, gerando células idênticas à original) e potencial de diferenciação (capacidade que as células-tronco têm de, quando em condições favoráveis, gerar células especializadas e de diferentes tecidos).
  10. 10. Infertilidade: É definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como: “a incapacidade de um casal para alcançar a conceção ou levar uma conceção a termo após um ano ou mais de relações sexuais regulares, sem proteção contracetiva”. Genoma: É um código genético, que possui toda a informação hereditária de um ser, e é codificada no ADN. É o conjunto de todos os diferentes genes que se encontram em cada núcleo de uma determinada espécie. Na dotação cromossômica haploide, um núcleo possui só um genoma.

×