Projeto catadores

4.486 visualizações

Publicada em

Apresentação de um Projeto de Criação de a Cooperativa de Catadores de Material Reciclável

Publicada em: Educação
2 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.486
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
111
Comentários
2
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto catadores

  1. 1. “Integração Sócio- econômica de CatadoresDe Materiais Recicláveis de São Luiz Gonzaga - RS, Região das Missões”
  2. 2. • Execução: Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS• Financiamento dos equipamentos: Conselho Nacional de Pesquisa - CNPq• Órgãos parceiros: Prefeitura Municipal de São Luiz Gonzaga – Construção do galpão – Cedência das máquinas existentes• Associação Comercial e Industrial de São Luiz Gonzaga – ACI -
  3. 3. Equipe de Execução• Prof. Ana Margarete R. Martins Ferreira (Coordenadora)• Adão de Jesus Ferreira (Bolsista de Extensão do CNPq)• Marcus Vinícius Monteiro Bolzan (Bolsista ITI do CNPq
  4. 4. Objetivos Gerais• Desenvolver a organização e o profissionalismo do catador de resíduos estimulando-o ao exercício da cidadania.
  5. 5. Objetivos Específicos• Capacitar os catadores para a melhoria das condições de operação com conseqüente ganho de escala;• Capacitar para a gestão do empreendimento;• Proporcionar sustentabilidade aos catadores de material reciclável;
  6. 6. Objetivos Específicos• Esquematizar o processo de venda dos produtos;• Preparar tecnicamente os recursos humanos disponíveis;• Redesenhar os processos de produção internos;
  7. 7. Objetivos Específicos• Treinar para o trabalho em equipe, estruturação, logística, aproveitamento de espaços;• Treinar para o gerenciamento de fluxo de materiais, objetivando menor impacto de resíduos sobre o ambiente;• e conseqüente melhoria da qualidade de vida dos catadores de material reciclável;
  8. 8. Objetivos Específicos• Ampliar a capacidade produtiva e de atuação da Associação dos catadores enquanto gestores autônomos e donos do próprio negócio.
  9. 9. Objetivos Específicos• Sensibilizar a população local em relação à importância social e ambiental do trabalho desenvolvido pelos catadores organizados, e da coleta seletiva de materiais recicláveis, para a geração de trabalho e renda destes trabalhadores, com a promoção da educação ambiental junto as escolas e associações de bairros;
  10. 10. Objetivos Específicos• Incluir socialmente os catadores com organização da categoria de forma autônoma, extensiva a catadores não pertencentes a associação, inserindo-os dentro do sistema produtivo;
  11. 11. MetodologiaAquisição dos equipamentos de proteçãoindividual; Treinamento de todos os catadores parautilização e conservação destesequipamentos;Acompanhamento técnico por professorese bolsistas da UERGS, bem como daPrefeitura Municipal de São Luiz Gonzagae ACI, com o objetivo de capacitar oscatadores para gestão de seuempreendimento;
  12. 12. O Problema Do Lixo Em São Luiz Gonzaga
  13. 13. Análise Da Situação Dos Catadores
  14. 14. RENDA MENSAL OBTIDA COM A COLETA DE MATERIAL RECICLADO 4% 18% Inferior a 25% R$50,00 De R$51,00 à 6% R$100,00 De R$1 ,00 à 01 R$150,00 De R$1 ,00 à 51 R$200,00 De R$201,00 R$250,00 Acim de a R$251,00 26% 21%
  15. 15. ÁREA DA MORADIA DOS CATADORES 6% 1% Até 30 m ² De 31 à 50 m ² De 51 à 80 m ²33% De 81 à 100 m ² 60%
  16. 16. NÚMERO DE COMPONENTES NA RESIDÊNCIA 3%11% 30% 1 à 3 pessoas 4 à 6 pessoas 7 à 9 pessoas mais de 9 pessoas56%
  17. 17. LOCAL ONDE ARMAZENA O MATERIAL COLETADO Em casa81% Na Atama 9% Presídio 3% Outros 7%
  18. 18. LOCAL ONDE COMERCIALIZA O MATERIAL COLETADO 10% No galpão da ATAMA90% Intermediário
  19. 19. PARTICIPAÇÃO EM ALGUM TIPO DE ASSOCIATIVISMO 13% ATAMA Não faz parte87%
  20. 20. A Coleta Seletiva• Viabilidade da implantação do projeto;• Percepção da população quanto a coleta seletiva;• Prática da separação do lixo nas residências;
  21. 21. PERCEPÇÃO DA POPULAÇÃO QUANTO A COLETA SELETIVA 3%66% Ótima 3% Boa Péssima Outras 28%
  22. 22. PORCENTAGEM DA POPULAÇÃO QUE SEPARA O LIXO EM SUA RESIDÊNCIA Sim84% Não 16%
  23. 23. A Construção Da Usina De Triagem E Classificação
  24. 24. Aquisição DeEquipamentos
  25. 25. A Formação Da Cooperativa• Reunião com catadores;• Formação de associações nos bairros;• Dificuldades encontradas• Atualmente: formação de um grupo sólido de catadores;• Local da sede;
  26. 26. Resultados Obtidos• Formação de um grupo sólido de trabalhadores;• Eliminação de atravessadores no processo de venda do material;• Aumento da renda obtida com material reciclado;
  27. 27. • Mudança do trabalho eventual para o profissional organizado;• Trabalho em equipe, estruturado;• Aumento da satisfação dos catadores com o trabalho executado;
  28. 28. • O material reciclável é recolhido de porta em porta, diminuindo o risco de trabalhar no lixão;• Aumento da qualidade de vida, não apenas dos catadores, mas também de seus familiares;• A população ganha com uma cidade mais limpa;
  29. 29. 50% DOS CATADORES RECEBIAM ATÉ R$ 150,00 REAIS 82% DOS CATADORES RECEBIAM ATÉ R$ 250,00 REAIS RENDA OBTIDA PELOS CATADORES NOS PRIMEIROS MESES DE TRABALHO COOPERATIVOR$ 400,00R$ 350,00R$ 300,00R$ 250,00R$ 200,00R$ 150,00R$ 100,00 R$ 50,00 R$ - 1º MÊS 2º MÊS 3ºMÊS
  30. 30. Ganhos No Contexto Ambiental• Redução dos resíduos que iriam se acumular no lixão;• O aproveitamento dos materiais recicláveis diminui a utilização de recursos naturais;
  31. 31. MUITO OBRIGADO! ana-ferreira@uergs.edu.brmarcus-bolzan@uergs.edu.br

×