[...]por muito tempo, as pessoas não se davam
conta do quanto não sabiam e quanto já
sabiam. Hoje por sua vez, já sabem, o...
ESTIMULANDO AS COMPETÊNCIAS PARA O
APRENDIZADO DE LEITURA E ESCRITA
• É importante conhecer de que forma o
cérebro process...
MEMÓRIA
• É o arquivo da mente,
• o depósito da aprendizagem acumulada.
• A memória está intimamente relacionada e
associa...
TIPOS DE MEMÓRIA
Registro ou memória sensorial:
a informação do nosso entorno é captada
por nossos sentidos.
• Se o cérebro tivesse
que processar toda a
informação que os
nossos sentidos
recolhem, ocorreria
uma espécie de curto-
ci...
MEMÓRIA SENSORIAL OU
REGISTRO SENSORIAL
 Tudo que a gente sente
passa pela memória sensorial.
E é quando um estímulo
de ...
Memória de curto prazo:
A memória de curto prazo trabalha com dados por algumas
horas até que sejam gravados de forma defi...
Em caso de algum tipo de agressão ao cérebro,
enquanto as informações estão armazenadas
neste estágio da memória, ocorrerá...
Memória de trabalho:
• alguns acreditam ser parte da memória de curto prazo
• atua no momento em que a informação está sen...
Memória de longo prazo:
É a que retém de forma
definitiva a informação,
permitindo sua
recuperação ou
evocação.
Nela estão...
No que se refere à memória de trabalho, segundo
estudos, as crianças com TDAH beneficiam-se
menos dos recursos verbais e m...
• Elas aprendem mais fazendo associação de
conteúdos verbais com visualização de
imagens
• É provável que a baixa capacida...
• Segundo estudos O TDAH não é um transtorno
específico de aprendizagem, pois não
inviabiliza qualquer função cognitiva, é...
• Podemos concluir então que as crianças com
Déficit de atenção ou TDAH apresentam
características de capacidades cognitiv...
A discriminação fonológica,
é a capacidade de ouvir e
discriminar sons,
propiciando uma
consciência das unidades
menores d...
Quando a criança descobre o
princípio alfabético e se torna
capaz de decodificar (isto é, de
pronunciar as sequências de
f...
Sendo assim, a criança só conseguirá
estabelecer a relação grafofonêmica se tiver
desenvolvido a Consciência Fonológica.
BIBLIOGRAFIA
• http://www.ganhesempremais.com.br/psicop
edagogia/processamento-da-informacao-em-
criancas-com-deficit-de-a...
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Estimulando as competências para o aprendizado de leitura
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estimulando as competências para o aprendizado de leitura

147 visualizações

Publicada em

palestra para formação de professores da rede publica do municipio de Resende RJ

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
147
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estimulando as competências para o aprendizado de leitura

  1. 1. [...]por muito tempo, as pessoas não se davam conta do quanto não sabiam e quanto já sabiam. Hoje por sua vez, já sabem, o quanto não sabem, o que as deixam ansiosas. Duringan e Moreno(2011)
  2. 2. ESTIMULANDO AS COMPETÊNCIAS PARA O APRENDIZADO DE LEITURA E ESCRITA • É importante conhecer de que forma o cérebro processa a informação para ser rejeitada ou retida na memória das crianças, em especial as que apresentam Déficit de atenção ou TDAH.
  3. 3. MEMÓRIA • É o arquivo da mente, • o depósito da aprendizagem acumulada. • A memória está intimamente relacionada e associada com a aprendizagem. http://desarrollodelamemoria.wikispaces.com/2.+Memoria+Sensorial
  4. 4. TIPOS DE MEMÓRIA
  5. 5. Registro ou memória sensorial: a informação do nosso entorno é captada por nossos sentidos.
  6. 6. • Se o cérebro tivesse que processar toda a informação que os nossos sentidos recolhem, ocorreria uma espécie de curto- circuito. • Portanto, é necessário que exista algum tipo de seleção. Esta é feita com base na importância que determinada informação possa ter para a pessoa que a recebe e é chamado registro sensorial.
  7. 7. MEMÓRIA SENSORIAL OU REGISTRO SENSORIAL  Tudo que a gente sente passa pela memória sensorial. E é quando um estímulo de breve duração age sobre o sistema nervoso. Quando alguma informação fica disponível por um breve período de tempo. Todas as informações para passarem para memória de longo prazo precisam passar pela memória sensorial.
  8. 8. Memória de curto prazo: A memória de curto prazo trabalha com dados por algumas horas até que sejam gravados de forma definitiva. • memória de curto prazo • • memória de trabalho memória de longo praz o http://interfacetandoteste.tumblr.com/post/4406348013/os-n%C3%BAmeros-m%C3%A1gicos-7-2-e-a-sobrecarga-cognitiva
  9. 9. Em caso de algum tipo de agressão ao cérebro, enquanto as informações estão armazenadas neste estágio da memória, ocorrerá sua perda irreparável.
  10. 10. Memória de trabalho: • alguns acreditam ser parte da memória de curto prazo • atua no momento em que a informação está sendo adquirida, • retém essa informação por alguns segundos e, então, • a destina para ser guardada por períodos mais longos, ou a descarta. • Quando alguém nos diz um número de telefone para ser discado, essa informação pode ser guardada, se for um número que nos interessará no futuro, ou ser prontamente descartada após o uso. • A memória de trabalho pode, ainda, armazenar dados por via inconsciente.
  11. 11. Memória de longo prazo: É a que retém de forma definitiva a informação, permitindo sua recuperação ou evocação. Nela estão contidos todos os nossos dados autobiográficos e todo nosso conhecimento.
  12. 12. No que se refere à memória de trabalho, segundo estudos, as crianças com TDAH beneficiam-se menos dos recursos verbais e mais dos visuais.
  13. 13. • Elas aprendem mais fazendo associação de conteúdos verbais com visualização de imagens • É provável que a baixa capacidade na memória de trabalho esteja relacionada a um baixo desempenho na questão da atenção. • Essa desatenção levaria a uma utilização menor dos recursos mentais, causando, assim, um prejuízo na retenção de informações de memória de curto prazo.
  14. 14. • Segundo estudos O TDAH não é um transtorno específico de aprendizagem, pois não inviabiliza qualquer função cognitiva, é mais amplo que isso. • Uma dificuldade específica em matemática pode ser comumente encontrada com o TDAH, assim como outra dificuldade específica, especialmente a de aprender idiomas, • sendo que crianças que não tenham Déficit de atenção ou TDAH podem apresentar estas dificuldades também.
  15. 15. • Podemos concluir então que as crianças com Déficit de atenção ou TDAH apresentam características de capacidades cognitivas e de aprendizagem da mesma forma que ás demais crianças, • porém, como cada pessoa é única, as formas de retenção podem ser diferenciadas e estratégias devem ser adotadas com todas as crianças para a real absorção do conhecimento.
  16. 16. A discriminação fonológica, é a capacidade de ouvir e discriminar sons, propiciando uma consciência das unidades menores das palavras chamada, assim, de consciência fonêmica considerada o passo primordial para que a leitura e posteriormente a escrita possam acontecer.
  17. 17. Quando a criança descobre o princípio alfabético e se torna capaz de decodificar (isto é, de pronunciar as sequências de fonemas sob controle dos grafemas), ela se torna capaz de ler materiais escritos em geral envolvendo aquelas relações. [...] assim, a decodificação é a palavra chave para penetrar no código escrito, à medida que permite à criança acoplar o seu sistema de fala à escrita alfabética.
  18. 18. Sendo assim, a criança só conseguirá estabelecer a relação grafofonêmica se tiver desenvolvido a Consciência Fonológica.
  19. 19. BIBLIOGRAFIA • http://www.ganhesempremais.com.br/psicop edagogia/processamento-da-informacao-em- criancas-com-deficit-de-atencao-ou-tdah/ • http://www.estouautista.com.br/index.php/2 014/11/03/funcoes-neuropsicologicas-no- autismo-memoria-e-atencao/ • http://www.portaleducacao.com.br/pedagogi a/artigos/45447/o-que-e-consciencia- fonologica#ixzz3hofAmfxW

×