Relatorio 2012 visita técnica

5.889 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.889
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
88
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio 2012 visita técnica

  1. 1. Língua Portuguesa Aplicada IFPE campus Recife Prof.ª Ana Regina Vieira RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA
  2. 2. Relatório de visita técnica •Intenção principal: registrar observações e impressões apreendidas em visita técnica a um determinado local. •Leitor: a pessoa que pede o relatório: professor, chefe, diretor. •Linguagem: em geral, formal, de acordo com a norma padrão.
  3. 3. Organização: elementos pré-textuais Finalidade Uso Capa Proteção e identificação (ver modelo enviado em PDF) Obrigatório Folha de Rosto Idem (ver modelo enviado em PDF) Obrigatório Sumário Divisão do Relatório (ver modelo enviado em PDF) Obrigatório
  4. 4. Organização: elementos textuais Finalidade Uso Introdução Contextualizar a visita Obrigatório Corpo ou desenvolvimento Descrever as atividades e registrar as observações feitas durante a visita. Pode ser dividido em Capítulos e seções. Obrigatório Conclusões Apresentar a análise final do autor sobre a visita, inclusive sobre a concretização do objetivo proposto; reflexões e impressões sobre os fatos vistos e registrados. Obrigatório
  5. 5. Introdução • A introdução é importante para orientar aquele que vai ler o Relatório. • Deve conter informações do local; data da visita; horário; professor responsável; componente curricular; participantes; justificativa e objetivos da visita. • É uma abordagem mais geral e breve do assunto. • É a 1ª página com numeração impressa. Deve-se somar com o número de páginas anteriores menos a capa. • O relato é pessoal: você deve usar a 1ª pessoa do singular ou do plural. É a contextualização geral do trabalho que, sem detalhes maiores, deve ser objetivo e orientar o leitor.
  6. 6. 1. INTRODUÇÃO (modelo) Conforme solicitação da Professora Verônica Silva, como parte da 2ª avaliação da disciplina de Máquinas e Equipamentos, do 3º período do Curso Técnico em Edificações, venho apresentar o relatório da visita que realizei ao canteiro de obras da construção do anexo da Faculdade Maurício de Nassau, à rua Joaquim Nabuco 75, no bairro da Capunga, Recife (PE). A visita aconteceu no dia 10 de dezembro de 2012, com saída às 7h30, do IFPE campus Recife, e chegada ao destino às 8h30. Todos os 35 alunos da turma participaram, e foram acompanhados pelas professoras Verônica Silva e Virgínia Cardoso. Essa visita havia sido previamente agendada com duas semanas de antecedência, através de uma visita ao escritório da construtora e de um contato com o engenheiro responsável, Sr. Rodrigo Moraes. O objetivo era conhecer as máquinas em funcionamento na referida obra, e selecionar uma para fazer uma observação mais detalhada. Assim, seria possível ver algumas máquinas, que estudadas em sala de aula e vistas apenas através de vídeo, em pleno funcionamento na obra. No Capítulo 2, farei o relato da visita de acordo com o que observei no canteiro de obras e o que registrei durante as explicações da professora e do guia responsável.
  7. 7. Desenvolvimento É a parte principal do texto, onde o autor relata de forma organizada e detalhada as atividades desenvolvidas e faz o registro das observações feitas. Pode ser dividido em Capítulos (2; 3; 4; etc.) e seções (2.1; 2.2; etc.) • Você deve relatar: o que foi visto por que foi visto como foi visto o que foi aprendido • Indicar, além das vivências, as referências utilizadas para o desenvolvimento da atividade particular (leis, normas, manuais etc.).
  8. 8. Orientações: na visita • Leia com antecedência sobre o local da visita. Anote o que mais gostaria de ver. • Mantenha o foco, para não se perder diante de tanta informação. • Certifique-se que poderá anotar ou gravar as informações recebidas no local. • Obedeça o itinerário previsto no objetivo da visita. • Registre suas observações, impressões, reflexões. • Anote o nome e função das pessoas que deram informações.
  9. 9. Orientações: linguagem • Use a linguagem adequada a seu leitor e ao gênero. • Inclua expressões que marquem tempo e lugar e articulem o texto. • Adjuntos adverbiais: Primeiro (...); depois de (...); no final da visita, (...). • Outras: em seguida; após isso; em primeiro lugar; no início; para finalizar etc. • Use palavras e expressões para introduzir informações novas: Exemplo: • “Com a guia, vimos, ainda, os instrumentos de pesagem.” • “Observamos também, no canteiro, a distribuição de (...).” • “Além disso”; “Não só ... mas também”.
  10. 10. 2. NO CANTEIRO DE OBRAS: RELATO (modelo) Em 10 de dezembro, apresentei-me ao mestre de obras responsável pela construção do novo anexo da Faculdade Maurício de Nassau, Sr. Joaquim dos Santos, à rua Joaquim Nabuco 75, no bairro da Capunga, Recife (PE). Logo no início da visita, o Sr. Joaquim mostrou todas as máquinas em funcionamento na referida obra. Depois, entre as máquinas apresentadas, conforme a orientação recebida, selecionei a máquina X, para uma observação mais detalhada. 2.1 DESCRIÇÃO DA MÁQUINA X A máquina X, também chamada de Y pelos operários, é fabricada por (...) 2.1 FUNCIONAMENTO A máquina funciona (...)
  11. 11. Conclusão ou Considerações Finais É A PARTE FINAL DO TEXTO. NELA O AUTOR APRESENTA A SUA CONCLUSÃO DIANTE DOS RESULTADOS DA VISITA. PREDOMINA UMA VISÃO SUBJETIVA (DIFERENTE DE UM RELATÓRIO DE EXPERIMENTO). • Análise crítica da visita técnica em termos de contribuição para a disciplina e a formação profissional. Avalie se os objetivos foram atingidos. • Procure fazer críticas positivas ou negativas, porém sempre construtivas. • Finalize com o que foi feito, por que foi feito, como foi feito e a aprendizagem e conhecimento construídos como um todo. • Aqui a reflexão é sobre a visita no seu todo e não em cada uma das atividades desenvolvidas, como foi feito do desenvolvimento ou corpo do texto. • É a oportunidade de o aluno dar sua opinião sobre a validade da visita, se a teoria aprendida na disciplina contribuiu para aproveitar (tecnicamente) a visita e vice-versa. • Faça recomendações e/ou sugestões.
  12. 12. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS (modelo) A visita foi bastante proveitosa, pois, além de ter a oportunidade de observar o trabalho num canteiro de obras e os operários em atividade, pude conhecer o funcionamento de máquina X, assistir a sua operação e perceber sua importância para o desenvolvimento da construção. Recife, 12 de dezembro de 2012. [Assinatura] José da Silva Ferreira IFPE Matrícula: 543789 Curso de Edificações – Turno Manhã
  13. 13. Elementos pós-textuais Finalidade Uso Referências Relacionar obras citadas no Relatório Obrigatório Apêndices Apresentar material elaborado pelo autor para complementar seu trabalho Opcional Anexos Apresentar material não elaborado pelo autor Opcional

×