Língua Portuguesa Aplicada
IFPE campus Recife
Prof.ª Ana Regina Vieira
RELATÓRIO DE VISITA
TÉCNICA
Relatório de visita técnica
•Intenção principal: registrar observações e
impressões apreendidas em visita técnica a um
det...
Organização: elementos pré-textuais
Finalidade Uso
Capa Proteção e identificação
(ver modelo enviado em
PDF)
Obrigatório
F...
Organização: elementos textuais
Finalidade Uso
Introdução Contextualizar a visita Obrigatório
Corpo ou desenvolvimento Des...
Introdução
• A introdução é importante para orientar aquele que vai ler o
Relatório.
• Deve conter informações do local; d...
1. INTRODUÇÃO (modelo)
Conforme solicitação da Professora Verônica Silva, como parte da
2ª avaliação da disciplina de Máqu...
Desenvolvimento
É a parte principal do texto, onde o autor relata de forma organizada e
detalhada as atividades desenvolvi...
Orientações: na visita
• Leia com antecedência sobre o local da visita. Anote o
que mais gostaria de ver.
• Mantenha o foc...
Orientações: linguagem
• Use a linguagem adequada a seu leitor e ao gênero.
• Inclua expressões que marquem tempo e lugar ...
2. NO CANTEIRO DE OBRAS: RELATO
(modelo)
Em 10 de dezembro, apresentei-me ao mestre de obras
responsável pela construção d...
Conclusão ou Considerações Finais
É A PARTE FINAL DO TEXTO. NELA O AUTOR APRESENTA A SUA
CONCLUSÃO DIANTE DOS RESULTADOS D...
3. CONSIDERAÇÕES FINAIS (modelo)
A visita foi bastante proveitosa, pois, além de ter a oportunidade
de observar o trabalho...
Elementos pós-textuais
Finalidade Uso
Referências Relacionar obras citadas no
Relatório
Obrigatório
Apêndices Apresentar m...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatorio 2012 visita técnica

9.920 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Relatorio 2012 visita técnica

  1. 1. Língua Portuguesa Aplicada IFPE campus Recife Prof.ª Ana Regina Vieira RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA
  2. 2. Relatório de visita técnica •Intenção principal: registrar observações e impressões apreendidas em visita técnica a um determinado local. •Leitor: a pessoa que pede o relatório: professor, chefe, diretor. •Linguagem: em geral, formal, de acordo com a norma padrão.
  3. 3. Organização: elementos pré-textuais Finalidade Uso Capa Proteção e identificação (ver modelo enviado em PDF) Obrigatório Folha de Rosto Idem (ver modelo enviado em PDF) Obrigatório Sumário Divisão do Relatório (ver modelo enviado em PDF) Obrigatório
  4. 4. Organização: elementos textuais Finalidade Uso Introdução Contextualizar a visita Obrigatório Corpo ou desenvolvimento Descrever as atividades e registrar as observações feitas durante a visita. Pode ser dividido em Capítulos e seções. Obrigatório Conclusões Apresentar a análise final do autor sobre a visita, inclusive sobre a concretização do objetivo proposto; reflexões e impressões sobre os fatos vistos e registrados. Obrigatório
  5. 5. Introdução • A introdução é importante para orientar aquele que vai ler o Relatório. • Deve conter informações do local; data da visita; horário; professor responsável; componente curricular; participantes; justificativa e objetivos da visita. • É uma abordagem mais geral e breve do assunto. • É a 1ª página com numeração impressa. Deve-se somar com o número de páginas anteriores menos a capa. • O relato é pessoal: você deve usar a 1ª pessoa do singular ou do plural. É a contextualização geral do trabalho que, sem detalhes maiores, deve ser objetivo e orientar o leitor.
  6. 6. 1. INTRODUÇÃO (modelo) Conforme solicitação da Professora Verônica Silva, como parte da 2ª avaliação da disciplina de Máquinas e Equipamentos, do 3º período do Curso Técnico em Edificações, venho apresentar o relatório da visita que realizei ao canteiro de obras da construção do anexo da Faculdade Maurício de Nassau, à rua Joaquim Nabuco 75, no bairro da Capunga, Recife (PE). A visita aconteceu no dia 10 de dezembro de 2012, com saída às 7h30, do IFPE campus Recife, e chegada ao destino às 8h30. Todos os 35 alunos da turma participaram, e foram acompanhados pelas professoras Verônica Silva e Virgínia Cardoso. Essa visita havia sido previamente agendada com duas semanas de antecedência, através de uma visita ao escritório da construtora e de um contato com o engenheiro responsável, Sr. Rodrigo Moraes. O objetivo era conhecer as máquinas em funcionamento na referida obra, e selecionar uma para fazer uma observação mais detalhada. Assim, seria possível ver algumas máquinas, que estudadas em sala de aula e vistas apenas através de vídeo, em pleno funcionamento na obra. No Capítulo 2, farei o relato da visita de acordo com o que observei no canteiro de obras e o que registrei durante as explicações da professora e do guia responsável.
  7. 7. Desenvolvimento É a parte principal do texto, onde o autor relata de forma organizada e detalhada as atividades desenvolvidas e faz o registro das observações feitas. Pode ser dividido em Capítulos (2; 3; 4; etc.) e seções (2.1; 2.2; etc.) • Você deve relatar: o que foi visto por que foi visto como foi visto o que foi aprendido • Indicar, além das vivências, as referências utilizadas para o desenvolvimento da atividade particular (leis, normas, manuais etc.).
  8. 8. Orientações: na visita • Leia com antecedência sobre o local da visita. Anote o que mais gostaria de ver. • Mantenha o foco, para não se perder diante de tanta informação. • Certifique-se que poderá anotar ou gravar as informações recebidas no local. • Obedeça o itinerário previsto no objetivo da visita. • Registre suas observações, impressões, reflexões. • Anote o nome e função das pessoas que deram informações.
  9. 9. Orientações: linguagem • Use a linguagem adequada a seu leitor e ao gênero. • Inclua expressões que marquem tempo e lugar e articulem o texto. • Adjuntos adverbiais: Primeiro (...); depois de (...); no final da visita, (...). • Outras: em seguida; após isso; em primeiro lugar; no início; para finalizar etc. • Use palavras e expressões para introduzir informações novas: Exemplo: • “Com a guia, vimos, ainda, os instrumentos de pesagem.” • “Observamos também, no canteiro, a distribuição de (...).” • “Além disso”; “Não só ... mas também”.
  10. 10. 2. NO CANTEIRO DE OBRAS: RELATO (modelo) Em 10 de dezembro, apresentei-me ao mestre de obras responsável pela construção do novo anexo da Faculdade Maurício de Nassau, Sr. Joaquim dos Santos, à rua Joaquim Nabuco 75, no bairro da Capunga, Recife (PE). Logo no início da visita, o Sr. Joaquim mostrou todas as máquinas em funcionamento na referida obra. Depois, entre as máquinas apresentadas, conforme a orientação recebida, selecionei a máquina X, para uma observação mais detalhada. 2.1 DESCRIÇÃO DA MÁQUINA X A máquina X, também chamada de Y pelos operários, é fabricada por (...) 2.1 FUNCIONAMENTO A máquina funciona (...)
  11. 11. Conclusão ou Considerações Finais É A PARTE FINAL DO TEXTO. NELA O AUTOR APRESENTA A SUA CONCLUSÃO DIANTE DOS RESULTADOS DA VISITA. PREDOMINA UMA VISÃO SUBJETIVA (DIFERENTE DE UM RELATÓRIO DE EXPERIMENTO). • Análise crítica da visita técnica em termos de contribuição para a disciplina e a formação profissional. Avalie se os objetivos foram atingidos. • Procure fazer críticas positivas ou negativas, porém sempre construtivas. • Finalize com o que foi feito, por que foi feito, como foi feito e a aprendizagem e conhecimento construídos como um todo. • Aqui a reflexão é sobre a visita no seu todo e não em cada uma das atividades desenvolvidas, como foi feito do desenvolvimento ou corpo do texto. • É a oportunidade de o aluno dar sua opinião sobre a validade da visita, se a teoria aprendida na disciplina contribuiu para aproveitar (tecnicamente) a visita e vice-versa. • Faça recomendações e/ou sugestões.
  12. 12. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS (modelo) A visita foi bastante proveitosa, pois, além de ter a oportunidade de observar o trabalho num canteiro de obras e os operários em atividade, pude conhecer o funcionamento de máquina X, assistir a sua operação e perceber sua importância para o desenvolvimento da construção. Recife, 12 de dezembro de 2012. [Assinatura] José da Silva Ferreira IFPE Matrícula: 543789 Curso de Edificações – Turno Manhã
  13. 13. Elementos pós-textuais Finalidade Uso Referências Relacionar obras citadas no Relatório Obrigatório Apêndices Apresentar material elaborado pelo autor para complementar seu trabalho Opcional Anexos Apresentar material não elaborado pelo autor Opcional

×