Vida e Obra - João do Rio Alunos: Isabella Cristina Kaiky Fernandez
Quem foi? <ul><li>João Paulo Emílio Cristóvão dos Santos Coelho Barreto; </li></ul><ul><li>Cronista, teatrólogo e contista...
João do Rio
Principais Obras <ul><li>As Religiões do Rio (1904); </li></ul><ul><li>O Momento Literário (1905); </li></ul><ul><li>A Alm...
Homenagens <ul><li>Túmulo de mármore e bronze; </li></ul><ul><li>Seu nome batizou uma rua carioca e uma rua de Póvoa de Va...
Morte <ul><li>23 de junho de 1921; </li></ul><ul><li>Sofreu um enfarte fulminante; </li></ul><ul><li>O enterro teve cerca ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2 - Vida e obra - João do rio

1.243 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 - Vida e obra - João do rio

  1. 1. Vida e Obra - João do Rio Alunos: Isabella Cristina Kaiky Fernandez
  2. 2. Quem foi? <ul><li>João Paulo Emílio Cristóvão dos Santos Coelho Barreto; </li></ul><ul><li>Cronista, teatrólogo e contista; </li></ul><ul><li>De origem humilde, era mulato e homossexual. </li></ul>
  3. 3. João do Rio
  4. 4. Principais Obras <ul><li>As Religiões do Rio (1904); </li></ul><ul><li>O Momento Literário (1905); </li></ul><ul><li>A Alma Encantadora das Ruas (1908); </li></ul><ul><li>Dentro da Noite (1910); </li></ul><ul><li>A Bela Madame Vargas (1912). </li></ul>
  5. 5. Homenagens <ul><li>Túmulo de mármore e bronze; </li></ul><ul><li>Seu nome batizou uma rua carioca e uma rua de Póvoa de Varzim, cidade Portuguesa; </li></ul><ul><li>É o patrono da cadeira número 1 da Academia Irajaense de Letras e Artes. </li></ul>
  6. 6. Morte <ul><li>23 de junho de 1921; </li></ul><ul><li>Sofreu um enfarte fulminante; </li></ul><ul><li>O enterro teve cerca de 100 mil pessoas. </li></ul><ul><li>“ Nas sociedades organizadas interessam apenas: a gente de cima e a canalha. Porque são imprevistos e se parecem pela coragem dos recursos e a ausência de escrúpulos.”   </li></ul>

×