Cabotagem - Entraves e propostas de soluções

395 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre Cabotagem para a Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem.
Workshop em 19/8/2015 - Brasília.

Publicada em: Dados e análise
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cabotagem - Entraves e propostas de soluções

  1. 1. CABOTAGEM Entraves e propostas de soluções Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem Workshop em 19/8/2015 - Brasília ASSOCIAÇÃO DE USUÁRIOS DOS PORTOS DA BAHIA Paulo Roberto Batista Villa
  2. 2. ASSOCIAÇÃO DE USUÁRIOS DOS PORTOS DA BAHIA Fundada em 2004 Como faz Reúne os clientes consumidores dos serviços públicos e concessionados de transporte de cargas, os donos de cargas, importadores e exportadores. Desenvolve trabalhos de cidadania, focado no interesse coletivo e difuso. Valores • Ética • Cooperação • Determinação • Transparência • Independência Visão Ser reconhecida como a entidade associativa mais representativa e acreditada, na permanente busca de competitividade, segurança e excelência em logística na Bahia. Missão Representar os associados donos de cargas, usuários dos portos da Bahia e de suas vias de acesso, promovendo a competitividade sustentável da logística no transporte de cargas. 1st shipper's association of Brasil
  3. 3. CABOTAGEM Cenário da movimentação de cargas - 2014 CARGA (tipo) QUANTIDADE (106 ton) PERCENTUAL (%) TOTAL 147,1 100 1. Graneis 132,4 90 2. Geral 14,6 10 2.1. Solta 5,1 3,5 2.2. Conteinerizada 9,5 6,5 Fonte: Antaq
  4. 4. CABOTAGEM Características da carga conteinerizada  Custos baixos de movimentação portuária;  Custos baixos de fretes marítimo, rodoviário e ferroviário;  Regularidade;  Precisão de prazos;  Intermodalidade;  Segurança.
  5. 5. CABOTAGEM Importância da carga conteinerizada  Abrangência de cargas e usuários;  Posicionamento estratégico de portos;  Elo-chave de extensa cadeia logística de serviços;  Fator de transformação de cidades;  Fator de desenvolvimento regional;  Fator determinante para a globalização (cadeias produtivas). a globalização
  6. 6. CABOTAGEM Evolução comparada (2004 a 2014) DEMANDA DE INFRAESTRUTURA 2004 2014 Taxa anual (%) Cabotagem de Cargas Conteinerizadas (106 tons) 6,6 9,5 3,8 Longo Curso de Cargas Conteinerizadas (106 tons) 43,9 80,0 6,2 Safra de Grãos ( 106 tons) 119,1 193,6 5,0 Volume de Comércio nos Portos (106 tons) 620,7 969,6 5,0 Vendas de Veículos (106 unidades) 1,6 3,5 8,0 Tráfego Aéreo (106 passageiros) 82,7 210,0 10,0 Tráfego Rodovias Pedagiadas (106 veículos) 602,9 1.676,4 11,0 Corrente de Comércio Exterior (US$ 109) 159,5 454,2 11,0 Fontes: Antaq, CNA, CNI, SEP, ANFAVEA, ANAC, ABCR, EPL, CONAB e IBGE
  7. 7. CABOTAGEM Entrave Preço elevado para o usuário/CARGA Como é > 80% do preço do transporte rodoviário Como deveria ser < 60% do preço do transporte rodoviário
  8. 8. CABOTAGEM Razão do entrave Falta de conhecimento Política Crise Moral
  9. 9. CABOTAGEM Onde está a crise moral • Monopólios e cartéis; • Regulação; • Burocracia.
  10. 10. CABOTAGEM Propostas de soluções Transformação do ambiente Foco nos usuários Interesse público torna a nação competitiva
  11. 11. CABOTAGEM Propostas de soluções TRANSPORTE MARÍTIMO Navios - facilitar aquisições e arrendamentos; Combustíveis - desonerar tributos (isonomia); Armadores - fim de barreiras para novos.
  12. 12. CABOTAGEM Propostas de soluções TERMINAIS DE CONTÊINER Quantidade - incluir no PIL e implantar novos terminais; Concorrência - fim de monopólios e de barreiras para novos; Burocracia – facilitar documentação; Isonomia - tornar a cabotagem tão atrativa quanto o longo curso; Armazenagem – desestimular o serviço no porto.
  13. 13. CABOTAGEM Propostas de soluções REGULAÇÃO DO SERVIÇO DE ARMAZENAGEM • Fim da cobrança no modo ad valorem; • Fim da cobrança por período extensos (máximo deve ser por cada dia); • Franquia (free time) mínima na export. e import. de 10 dias; • Prazo máximo de armazenagem de 30 dias.
  14. 14. CABOTAGEM Terminais de contêiner e transporte marítimo Quantidade insuficiente Regulação débil Barreiras de entrada Sistema logístico travado CAUSA Preços altos Produtividade baixa Serviços limitados Concorrência limitada Competitividade baixa de produto EFEITO Ineficácia Competitividade baixa do país Barreiras ao desenvolvimento Manutenção pobreza e miséria Círculo vicioso
  15. 15. CABOTAGEM Resumo das propostas PARA RESTAURAR A CONFIANÇA E O BRASIL CRESCER • Parar de “sangrar” a competitividade do país, acabando com privilégios e proteções a segmentos que não necessitam destes “favores”; • Promover a concorrência nos serviços portuários, facilitando e estimulando novos investimentos privados; • Implantar políticas públicas e regulação focadas na melhoria do ambiente de se produzir.
  16. 16. Avenida da França, 164 – sala 309 40010-000 Salvador Bahia Brasil Telefax +55 71 3241 7337 E-mail usuport@usuport.org.br Visite nosso website: usuport.org.br Paulo Roberto Batista Villa - diretor executivo Fabiana Sampaio – assistente administrativa Aldina Ventin - assessora de comunicação Mário Pinho – estagiário de comunicação Adermes Júnior - estagiário de economia Sem competição não há prosperidade! Nossos agradecimentos! ASSOCIAÇÃO DE USUÁRIOS DOS PORTOS DA BAHIA 1st shipper's association of Brasil
  17. 17. CABOTAGEM Mercadorias movimentadas (%) em 2014 76% 9% 7% 1% 1% 1% 1% 4% Combustíveis E Óleos Minerais E Produtos Bauxita Contêineres Produtos Siderúrgicos Madeira Soda Cáustica Celulose Outros Fonte: Antaq.

×