Celular e escrita colaborativa

574 visualizações

Publicada em

Aula criativa desenvolvida pela Professora Wilza Araújo, como atividade avaliativa de projeto de leitura da obra "Dom Quixote", de Miguel de Cervantes.

Tags: #Educomunicação #EscritaColaborativa #Literatura #Redação #Celular #RedesOffLine #8ano #Hipertexto #Intertexto

Ideia original: Fazer o fechamento da atividade de leitura da obra “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, de uma maneira diferente, usando tecnologia.

Resumo: Atividade avaliativa do projeto de leitura da obra Dom Quixote, de Miguel de Cervantes. Prática de produção de texto ficcionais, inspirados no livro e nas discussões sobre loucura e violência contra idosos. Experiência de autoria colaborativa com o uso de aplicações disponíveis nos telefones celulares dos alunos.

Objetivo: Avaliar a aprendizagem construída durante o projeto de leitura de Dom Quixote. Combater o uso inadequado do telefone celular na escola propondo atividades de incentivo à leitura e escrita com os aparelhos.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Celular e escrita colaborativa

  1. 1. Laboratório de Práticas Pedagógicas Professora: Wilza Araújo Escola: Escola Municipal Vovó Dulce Turma: 8° ano (Literatura e Redação) Reaplicação 1: Dom Quixote na Rede Tags: #Educomunicação #EscritaColaborativa #Literatura #Redação #Celular #RedesOffLine #8ano #Hipertexto #Intertexto Ideia original: Fazer o fechamento da atividade de leitura da obra “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, de uma maneira diferente, usando tecnologia. Resumo: Atividade avaliativa do projeto de leitura da obra Dom Quixote, de Miguel de Cervantes. Prática de produção de texto ficcionais, inspirados no livro e nas discussões sobre loucura e violência contra idosos. Experiência de autoria colaborativa com o uso de aplicações disponíveis nos telefones celulares dos alunos. Objetivo: Avaliar a aprendizagem construída durante o projeto de leitura de Dom Quixote. Combater o uso inadequado do telefone celular na escola propondo atividades de incentivo à leitura e escrita com os aparelhos. Período de realização: 12 de setembro (sexta, matutino). Carga horária: 2h15 (3 aulas) Estratégias de realização  Ambientes integrados: levar segmentos das atividades de leitura desenvolvidas em sala de aula para o universo de redes off-line existente entre alunos (práticas de trocas de arquivos por bluetooth, sms, mms, whatsapp, etc).  Universo tecnológico pessoal: identificar propor uma apropriação pedagógica dos recursos tecnológicos digitais que estão além do universo institucional (laboratório de informática e equipamentos da escola). Aproveitar a relação íntima que alunos possuem com seus telefones celulares para estimular práticas criativas, de autoria.  Rede de aprendizagens: construir uma atividade de autoria desencadeada por uma provocação/problema/desafio. Identificar entre os alunos quem possui habilidades ou competências necessárias para realizar a produção, criando situações de protagonismo para que esta experiência seja compartilhada com os demais. Da mesma forma, identificar entre os participantes, dúvidas e demandas que possam ser respondidas pelo grupo.  Avaliação integrada: matriz de avaliação com processos, indicadores e práticas que integre as necessidades avaliativas escolares (descritores previstos no programa da disciplina) com a necessidade social da leitura e escrita para os alunos. Etapas
  2. 2. I) Preparação e planejamento: Desenvolvimento de material de apoio (slide ou prezi) com o itinerário da atividade, para orientar a prática em sala de aula. Organização das versões impressas e digitais dos textos complementares a serem utilizados em sala (A dois – C.D. Andrade e A balada do louco – Rita Lee). Realização prévia. II) Aula 1 – Imersão tecnológica (45 min): Dinâmica prática de identificação do universo tecnológico particular dos alunos, suas habilidades e demandas de aprendizagem para realizar a tarefa a ser proposta. Experiência de uso básico das ferramentas a serem utilizadas na atividade avaliativa. a) Roda de conversa onde cada participante se apresenta comentando algo que acha interessante ou gosta de fazer com o celular, escolhendo um conteúdo (foto,vídeo, msg, aplicativo, etc) do seu celular para mostrar para os colegas. Naturalmente vai sendo montado um mosaico com os aparelhos, dispostos em uma mesa enquanto exibem o conteúdo escolhido pelo participante; b) Destacar as ferramentas de escrita que apareceram espontaneamente no momento da apresentação, e ampliar a percepção dos alunos apresentando todas as ferramentas (bloco de notas, sms, whatsapp, redes online, etc); c) Dividir a turma em grupos de 6 para escrever uma história rápida, uma brincadeira parecida com telefone sem fio. Será apresentada uma tirinha ( HQ ) e os grupos serão desafiados a recontarem ou reinventarem a história gráfica, escrevendo um texto coletivo, usando o bloco de notas e o bluetooth do celular. A regra é: cada um escreve uma frase e passa para o celular do colega. O último envia para o celular da professora; d) Roda de conversa sobre as dificuldades e descobertas durante as dinâmicas de escrita colaborativa. III) Aula 2 – Provocação intertextual (45 min): Retomar duas discussões espontâneas surgidas durante a leitura do livro Dom Quixote em sala de aula: sobre a loucura e sobre a violência contra o idoso. Apresentação de dois novos texto, A doida (Carlos Drumond Andrade) e A balada do louco (Rita Lee). Mediação de leitura coletiva, interpretativa e apresentação do desafio: Escrever um micro-texto colaborativo, inspirado nas cenas de loucura e violência contra o idoso destacadas do livro e nos intertextos apresentados, utilizando o bloco de notas e o bluetooth do celular (garantir que pelo menos um grupo realize a atividade utilizando o aplicativo Whatsapp, a título de investigação). IV) Aula 3 - Escrita colaborativa (45 min): Mediação e apoio a prática de criação de texto ficcional em cada grupo. Observação da característica da participação de cada integrante do grupo, identificando alunos que possam compartilhar neste mesmo momento, uma descoberta, uma solução para uma dificuldade enfrentada no cumprimento da tarefa. Estratégias de acompanhamento e suporte (equipe do projeto “E se eu fosse o autor?”)  Planejamento integrado: realização de encontros de planejamento e desenvolvimento de conteúdo de apoio e estratégias didáticas. Realização de reunião virtual;  Mediação conjunta: suporte da equipe pedagógica do projeto “E se eu fosse o autor?” na realização da atividade prevista em sala de aula, etapas Aula 1 e Aula 3;
  3. 3.  Sistematização de aprendizagens: suporte no registros didáticos da realização, análise dos resultados e edição de relatório para coordenação pedagógica da escola.

×