Correlação de Forças ABORDAGEM SOCIOANTROPOLÓGICAS NAS ORGANIZAÇÕES KARL  MARX
Autores: <ul><li>Alex </li></ul><ul><li>André </li></ul><ul><li>Ariela </li></ul><ul><li>Edson </li></ul><ul><li>Frederico...
Temas:   <ul><li>Análise do estudo de caso da NASA </li></ul><ul><li>Conceito de Karl Marx sobre “Correlação de Forças” (q...
“ NASA, e a Busca da Liderança” <ul><li>Grandes problemas na liderança da Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (...
Problemas da Administração: <ul><li>Falta de dinheiro </li></ul><ul><li>Atrasos e defeitos em aparelhagens </li></ul><ul><...
Soluções <ul><li>Para voltar aos “bons tempos” George Bush fez as seguintes tentativas: </li></ul><ul><li>Comissão de espe...
<ul><li>“ No Sistema Capitalista sempre haveria injustiça social” </li></ul><ul><li>“ A riqueza é resultante de um process...
<ul><li>A pressão da concorrência força os capitalistas a inovarem constantemente e, desse modo, a ampliar as forças de pr...
Dessa perspectiva, a importância do poder reside não nas relações entre indivíduos, mas na dominação e subordinação de cla...
KARL MARX <ul><li>Marx era idealizador de uma sociedade com uma distribuição de renda justa e equilibrada </li></ul><ul><l...
Conceitos básicos do Marxismo: <ul><li>Na medida em que mudam os modos de produção, a consciência dos seres humanos também...
CAPITALISMO
O capitalismo, apesar de duramente criticado, mostrou uma notável  capacidade de adaptação  a novas circunstâncias,  fosse...
<ul><li>O que disse a este homem ?  </li></ul><ul><li>Que trabalhasse mais depressa </li></ul><ul><li>Quanto lhe paga  ?  ...
Marxismo sobre o Capitalismo: <ul><li>Segundo os marxistas, o sistema capitalista não garante meios de subsistência a todo...
<ul><li>A explicação de Marx às crises econômicas está baseada no que ele </li></ul><ul><li>chamou de tendência à queda da...
<ul><li>O capitalismo não possui </li></ul><ul><li>mecanismos através dos quais a sociedade pode decidir coletivamente o <...
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Karl marx abordagens socioantropologicas nas organizações

4.768 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.768
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
106
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Karl marx abordagens socioantropologicas nas organizações

  1. 1. Correlação de Forças ABORDAGEM SOCIOANTROPOLÓGICAS NAS ORGANIZAÇÕES KARL MARX
  2. 2. Autores: <ul><li>Alex </li></ul><ul><li>André </li></ul><ul><li>Ariela </li></ul><ul><li>Edson </li></ul><ul><li>Frederico </li></ul><ul><li>Guilherme </li></ul><ul><li>Jarilton </li></ul><ul><li>Luis </li></ul>
  3. 3. Temas: <ul><li>Análise do estudo de caso da NASA </li></ul><ul><li>Conceito de Karl Marx sobre “Correlação de Forças” (quadro) </li></ul><ul><li>Breves comentários sobre Karl Marx </li></ul><ul><li>Discussão das sínteses </li></ul><ul><li>Referência Bibliográfica </li></ul>
  4. 4. “ NASA, e a Busca da Liderança” <ul><li>Grandes problemas na liderança da Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) fizeram com que ela fosse da Lua, no seu auge de sucesso, a “um buraco no espaço” num declínio muito veloz. </li></ul>
  5. 5. Problemas da Administração: <ul><li>Falta de dinheiro </li></ul><ul><li>Atrasos e defeitos em aparelhagens </li></ul><ul><li>Projetos considerados caros demais </li></ul><ul><li>Cortes nos custos </li></ul><ul><li>Falta de responsabilidade dos setores da Administração </li></ul><ul><li>Os centros especializados concorrem entre si por fundos e poder </li></ul><ul><li>Projetos não tem uma supervisão geral </li></ul>
  6. 6. Soluções <ul><li>Para voltar aos “bons tempos” George Bush fez as seguintes tentativas: </li></ul><ul><li>Comissão de especialistas para diminuir custos </li></ul><ul><li>Contratação de novos empreiteiros de fora para dirigir os centros regionais de pesquisa da NASA </li></ul><ul><li>Vôo tripulado à Marte e mais explorações à Lua </li></ul><ul><li>Conselho Nacional de Espaço </li></ul><ul><li>Conselho de Engenharia </li></ul>
  7. 7. <ul><li>“ No Sistema Capitalista sempre haveria injustiça social” </li></ul><ul><li>“ A riqueza é resultante de um processo de exploração do trabalhador” </li></ul><ul><li>“ O capitalismo é selvagem: o operário trabalha para seu patrão, produz riquezas mas colhe pobreza” </li></ul><ul><li>“ A história da humanidade é uma eterna luta de classes entre poderosos e fracos, opressores e oprimidos” </li></ul>Correlação de Forças – Karl Marx
  8. 8. <ul><li>A pressão da concorrência força os capitalistas a inovarem constantemente e, desse modo, a ampliar as forças de produção. </li></ul><ul><li>Por outro lado, o desenvolvimento das forças produtivas no capitalismo leva inevitavelmente a crises . </li></ul><ul><li>&quot;A burguesia só pode existir com a condição de revolucionar sempre os instrumentos de produção” </li></ul>Correlação de Forças – Karl Marx
  9. 9. Dessa perspectiva, a importância do poder reside não nas relações entre indivíduos, mas na dominação e subordinação de classes sociais baseadas nas relações de produção. O Poder Pessoal é a capacidade de influenciar ou controlar outras pessoas, tendo por fundamento características individuais como força física ou habilidade de argumentar convincentemente. Correlação de Forças – Karl Marx
  10. 10. KARL MARX <ul><li>Marx era idealizador de uma sociedade com uma distribuição de renda justa e equilibrada </li></ul><ul><li>Ele era economista, cientista social e filósofo </li></ul><ul><li>Autor do livro “O CAPITAL” </li></ul><ul><li>Foi expulso da maior parte dos países europeus devido ao seu radicalismo </li></ul>
  11. 11. Conceitos básicos do Marxismo: <ul><li>Na medida em que mudam os modos de produção, a consciência dos seres humanos também se transforma </li></ul>Relações Sociais Forças Produtivas e Econômicas As relações sociais são interligadas às forças produtivas e econômicas, sendo estas as determinantes. Modo de Produção Maneira de Ganhar a vida Adquirindo novas forças produtivas, os homens modificam o seu modo de produção, bem como modificam a maneira de ganhar a vida, modificando todas as relações sociais. Consciência do Ser Humano
  12. 12. CAPITALISMO
  13. 13. O capitalismo, apesar de duramente criticado, mostrou uma notável capacidade de adaptação a novas circunstâncias, fossem elas decorrentes do progresso tecnológico, da existência de modelos econômicos alternativos ou da crescente relação internacional.
  14. 14. <ul><li>O que disse a este homem ? </li></ul><ul><li>Que trabalhasse mais depressa </li></ul><ul><li>Quanto lhe paga ? </li></ul><ul><li>R$20 por dia </li></ul><ul><li>Aonde vai buscar dinheiro para lhe pagar ? </li></ul><ul><li>Vendo a mercadoria </li></ul><ul><li>E quem faz a mercadoria ? </li></ul><ul><li>Ele </li></ul><ul><li>E quanta mercadoria ele faz por dia ? </li></ul><ul><li>Num valor de R$240 por dia </li></ul><ul><li>Então não é você que lhe paga. Mas é ele que lhe paga R$220 por dia para que lhe diga que trabalhe mais depressa. </li></ul><ul><li>Mas sou eu o proprietário das máquinas </li></ul><ul><li>E como conseguiu essas máquinas ? </li></ul><ul><li>Vendi a mercadoria e comprei as máquinas </li></ul><ul><li>E quem fez a mercadoria ? </li></ul><ul><li>CUIDADO! Eles podem ouvir </li></ul>(crédito da charge http://www.zaniratti.net/jpg/capitalismo.jpg)
  15. 15. Marxismo sobre o Capitalismo: <ul><li>Segundo os marxistas, o sistema capitalista não garante meios de subsistência a todos os membros da sociedade </li></ul><ul><li>Marx tentou demonstrar que no capitalismo sempre haveria injustiça social, porque para ele o único jeito de uma pessoa ficar rica e ampliar sua fortuna seria explorando os trabalhadores </li></ul><ul><li>O capitalismo, de acordo com Marx, é selvagem, pois o operário produz mais para o seu patrão do que o seu próprio custo para a sociedade </li></ul>
  16. 16. <ul><li>A explicação de Marx às crises econômicas está baseada no que ele </li></ul><ul><li>chamou de tendência à queda da taxa de lucro, &quot;em todos os aspectos a </li></ul><ul><li>mais importante lei da moderna economia política, e a mais essencial </li></ul><ul><li>para entender as mais difíceis relações&quot;, escreveu Marx. </li></ul><ul><li>A taxa de lucro tem uma tendência geral à queda sob o capitalismo, diz </li></ul><ul><li>Marx. Não apenas em áreas específicas da economia, nem apenas em </li></ul><ul><li>períodos particulares, mas em geral, e a razão disso, segundo ele, é o </li></ul><ul><li>contínuo crescimento da produtividade do trabalho. Para usar suas </li></ul><ul><li>próprias palavras: &quot;A tendência progressiva à queda da taxa de lucro é </li></ul><ul><li>apenas uma expressão, peculiar ao modo de produção capitalista, do </li></ul><ul><li>desenvolvimento progressivo da produtividade social do trabalho”. </li></ul><ul><li>Quanto mais alta a produtividade do trabalho, mais maquinário e </li></ul><ul><li>matérias-primas sob a responsabilidade de um trabalhador individual. Em </li></ul><ul><li>outras palavras, a quantidade de capital constante investido no prédio, </li></ul><ul><li>equipamentos e matérias-primas, cresce em relação ao capital variável </li></ul><ul><li>usado para pagar os salários dos trabalhadores. Em termos de valor, isso </li></ul><ul><li>significa que a composição orgânica do capital é mais elevada. E nós já </li></ul><ul><li>vimos que pelo fato de a força de trabalho ser a fonte de mais-valia, </li></ul><ul><li>quanto mais elevada a composição orgânica de capital, menor a taxa de </li></ul><ul><li>lucro. Assim, enquanto a produtividade do trabalho aumenta, a taxa de </li></ul><ul><li>lucro cai. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>O capitalismo não possui </li></ul><ul><li>mecanismos através dos quais a sociedade pode decidir coletivamente o </li></ul><ul><li>quanto de seu trabalho será direcionado a tarefas particulares. </li></ul>

×