REVOLUÇÕES LIBERAISREVOLUÇÕES LIBERAIS
10-05-15 1
Descritores de desempenhoDescritores de desempenho
1. Conhecer e compreender a Revolução Americana e a Revolução
Francesa
...
Descritores de desempenhoDescritores de desempenho
2. Conhecer e compreender a evolução do sistema político em
Portugal de...
O descontentamento das colóniasO descontentamento das colónias
 As 13 colónias inglesas na América do
Norte tinham admini...
Lançamento de novos impostosLançamento de novos impostos
Os ingleses impunham
aos colonos impostos
sobre produtos
importa...
A reação dos colonos:A reação dos colonos:
10-05-15 6
Os protestos multiplicaram-se
nas colónias, a Inglaterra
suspendeu a...
Boston Tea Party (1773)Boston Tea Party (1773)
Um grupo de
habitantes de
Boston disfarçados
de índios, lançou ao
mar o car...
Reação BritânicaReação Britânica
 A marinha inglesa bloqueou o
porto de Boston, impedindo a
exportação de produtos
coloni...
10-05-15 9
Congresso de Filadélfia (1775)
A intransigência
inglesa conduziu à
formação de um
exército de
voluntários, cuja...
Texto que reflectia as ideias dos filósofos iluministas.
Declaração da Independência
(4 de Julho de 1776)
Ler doc3, p.158 ...
Qual foi a resposta da Inglaterra?Qual foi a resposta da Inglaterra?
10-05-15 11
Declarada a independência, iniciou-se
uma...
A Constituição de 1787A Constituição de 1787
10-05-15 12
Depois de demoradas negociações,
as várias colónias aprovaram, em...
Princípios definidos na Constituição Americana:Princípios definidos na Constituição Americana:
10-05-15 13
1. Garantia das...
Importância da Revolução Americana:Importância da Revolução Americana:
10-05-15 14
Representou a primeira aplicação práti...
10-05-15 15
REVOLUÇÃO FRANCESA
CAUSAS
•Existência de uma monarquia absoluta.
•Influência de ideais iluministas e da
Revolu...
Luís XVI convoca os Estados
Gerais, que abrem em 5 de
maio de 1789:
 Estão representados os três
estados (Clero, Nobreza ...
Os representantes do Terceiro Estado
declaram-se Assembleia Nacional.
O rei obriga o Clero e a Nobreza a
juntarem-se ao Te...
Ação da Assembleia Nacional ConstituinteAção da Assembleia Nacional Constituinte
 Abolição dos direitos senhoriais;
 Dec...
Assembleia Legislativa (1791-1792)
Divisão entre os
revolucionários (girondinos
v.s. jacobinos).
Início da oposição da
E...
Convenção e Terror (1792-1795)
 A Assembleia Legislativa é
substituída pela Convenção
Nacional escolhida por sufrágio
uni...
República burguesa (1795-1799)República burguesa (1795-1799)
 Os moderados (girondinos) tomam conta do poder.
 Os lidere...
Napoleão e o fim da Revolução FrancesaNapoleão e o fim da Revolução Francesa
 Em 1799, através de um golpe de estado,
Nap...
Importância da Revolução FrancesaImportância da Revolução Francesa
10-05-15 23
Fim do Antigo Regime e da Idade Moderna iní...
REVOLUÇÃO LIBERAL PORTUGUESA 1820REVOLUÇÃO LIBERAL PORTUGUESA 1820
 Não aceitação do Bloqueio
Continental, imposto por
Na...
 Situação ruinosa da
agricultura, da indústria e do
comércio;
 Abertura dos portos
brasileiros à navegação
estrangeira (...
 Desigualdade de direitos
jurídicos,
 Descontentamento popular
face à permanência da
família real no Brasil,
 Aspiraçõe...
 1817 – 1ªconspiração liberal,
chefiada pelo General Gomes
Freire de Andrade, esmagada
pelos militares britânicos.
 1818...
 dezembro de 1820 -
primeiras eleições para os
deputados às Cortes
Constituintes.
 julho de 1821 – D. João VI
regressa d...
Outras medidas das Cortes ConstituintesOutras medidas das Cortes Constituintes
- Extinção da Inquisição;
- Abolição dos di...
 Cortes Constituintes
tomam medidas no
sentido de diminuir a
autonomia do Brasil.
 No final de 1821, as
Cortes ordenam o...
 1823 – Vila-francada
 1824 – Abrilada
 1826 – morte de D. João VI
– aprovação da Carta
Constitucional, em que o rei
ac...
AAFIRMAÇÃO DO LIBERALISMO EAAFIRMAÇÃO DO LIBERALISMO E
DESMANTELAMENTO DO ANTIGO REGIME EMDESMANTELAMENTO DO ANTIGO REGIME...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revoluções liberais

797 visualizações

Publicada em

Revolução Americana
Revolução Francesa
Revolução Liberal Portugal

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
797
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
406
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revoluções liberais

  1. 1. REVOLUÇÕES LIBERAISREVOLUÇÕES LIBERAIS 10-05-15 1
  2. 2. Descritores de desempenhoDescritores de desempenho 1. Conhecer e compreender a Revolução Americana e a Revolução Francesa  1.Descrever o processo que levou à criação dos EUA, tendo em conta a relação de proximidade/conflito com a Inglaterra e o apoio por parte da França.  2. Verificar no regime político instituído pela Revolução Americana a aplicação dos ideais iluministas.  3. Analisar as condições económicas, sociais e políticas que conduziram à Revolução Francesa de 1789.  4. Reconhecer a influência das ideias iluministas na produção legislativa da assembleia constituinte (abolição dos direitos senhoriais, Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão e Constituição de 1791).  5. Descrever as principais etapas da Revolução Francesa.  6. Mostrar a importância da Revolução Francesa de 1789 enquanto marco de periodização clássica (passagem do Antigo Regime à Idade Contemporânea). 10-05-15 2
  3. 3. Descritores de desempenhoDescritores de desempenho 2. Conhecer e compreender a evolução do sistema político em Portugal desde as Invasões Francesas até ao triunfo do liberalismo após a guerra civil  1. Apresentar a situação política portuguesa imediatamente antes e durante o período das Invasões Francesas, com destaque para a retirada da Corte para o Rio de Janeiro e para a forte presença britânica, relacionando-as com a eclosão da Revolução de 1820.  2. Caracterizar o sistema político estabelecido pela Constituição de 1822.  3. Descrever sucintamente as causas e consequências da independência do Brasil.  4. Reconhecer o carácter mais conservador da Carta Constitucional de 1826.  5. Integrar a guerra civil de 1832-1834 no contexto da difícil implantação do liberalismo em Portugal, nomeadamente perante a reação absolutista.  6. Identificar na ação legislativa de Mouzinho da Silveira e Joaquim António de Aguiar medidas decisivas para o desmantelamento do Antigo10-05-15 3
  4. 4. O descontentamento das colóniasO descontentamento das colónias  As 13 colónias inglesas na América do Norte tinham administração própria e alguma autonomia.  Fatores de unidade entre as 13 colónias: - a língua inglesa, - a religião protestante, - a defesa do parlamentarismo, - a luta contra franceses e índios.  A burguesia empreendedora e próspera das colónias opunha-se ao sistema de exclusivo de tipo mercantilista, o qual só permitia que as colónias fizessem comércio com a metrópole. 10-05-15 4 CAUSAS Uma revolução percursora: os EUA Doc1, p.158 manual
  5. 5. Lançamento de novos impostosLançamento de novos impostos Os ingleses impunham aos colonos impostos sobre produtos importados.  Os ingleses criaram novos impostos sobre o chá, o açúcar e o papel selado. 10-05-15 5
  6. 6. A reação dos colonos:A reação dos colonos: 10-05-15 6 Os protestos multiplicaram-se nas colónias, a Inglaterra suspendeu alguns impostos, mas manteve o do chá, bebida muito apreciada pelos colonos.
  7. 7. Boston Tea Party (1773)Boston Tea Party (1773) Um grupo de habitantes de Boston disfarçados de índios, lançou ao mar o carregamento de três navios ingleses ancorados no porto de Boston. 10-05-15 7 ACONTECIMENTOS
  8. 8. Reação BritânicaReação Britânica  A marinha inglesa bloqueou o porto de Boston, impedindo a exportação de produtos coloniais, até que o prejuízo do ataque aos barcos ingleses fosse pago.  Os colonos revoltaram-se e o conflito generalizou-se. 10-05-15 8 George III, rei da Inglaterra
  9. 9. 10-05-15 9 Congresso de Filadélfia (1775) A intransigência inglesa conduziu à formação de um exército de voluntários, cuja chefia foi entregue a George Washington.
  10. 10. Texto que reflectia as ideias dos filósofos iluministas. Declaração da Independência (4 de Julho de 1776) Ler doc3, p.158 do manual
  11. 11. Qual foi a resposta da Inglaterra?Qual foi a resposta da Inglaterra? 10-05-15 11 Declarada a independência, iniciou-se uma guerra aberta com a Inglaterra. O exército de George Washington conseguiu o apoio da França, da Espanha e da Holanda e, depois de algumas derrotas iniciais, impôs-se aos ingleses, que em 1783, se viram obrigados a reconhecer a independência das colónias.
  12. 12. A Constituição de 1787A Constituição de 1787 10-05-15 12 Depois de demoradas negociações, as várias colónias aprovaram, em 1787, uma Constituição, em que eram aplicados os ideais da Filosofia das Luzes. Este documento instituiu os EUA sob a forma de uma república federal: cada Estado federado conservava a sua autonomia, mas um governo central ocupava-se das questões comuns, como a defesa e os negócios estrangeiros. Ver conceitos de Constituição e Estado federal no manual, p.159
  13. 13. Princípios definidos na Constituição Americana:Princípios definidos na Constituição Americana: 10-05-15 13 1. Garantia das liberdades e direitos dos cidadãos; 2. Separação dos poderes (legislativo, executivo e judicial); ver doc.4, p.158 manual 3. Soberania da Nação, expressa pelo voto do povo na eleição dos órgãos de poder executivo e legislativo; 4. Separação entre a Igreja e o Estado 5. Liberdade económica
  14. 14. Importância da Revolução Americana:Importância da Revolução Americana: 10-05-15 14 Representou a primeira aplicação prática das ideias iluministas; Serviu de modelo a outros movimentos revolucionários (revoluções liberais).
  15. 15. 10-05-15 15 REVOLUÇÃO FRANCESA CAUSAS •Existência de uma monarquia absoluta. •Influência de ideais iluministas e da Revolução Americana • Crise económica e financeira (devido a maus anos agrícolas, decadência do comércio, concorrência dos produtos manufaturados ingleses, elevados gastos com a Corte e envolvimento em guerras). • Sociedade de Antigo Regime (tripartida, estratificada e hierarquizada). •Ambições políticas da burguesia Descontentamento social Luís XVI de França (1754-1793) Sociedade do Antigo Regime (caricatura)
  16. 16. Luís XVI convoca os Estados Gerais, que abrem em 5 de maio de 1789:  Estão representados os três estados (Clero, Nobreza e Terceiro Estado);  O Terceiro Estado exige o voto por cabeça, em vez do tradicional voto por ordem; ver doc. 1, p.162 do manual  Face à recusa da sua proposta, o Terceiro Estado abandona os Estados Gerais. 10-05-15 16 ACONTECIMENTOS O rei tentou aplicar um novo imposto que abrangia todas as ordens sociais, o que foi recusado pela nobreza e pelo clero. Decidiu, então convocar os Estados Gerais, o que já não acontecia desde 1614.
  17. 17. Os representantes do Terceiro Estado declaram-se Assembleia Nacional. O rei obriga o Clero e a Nobreza a juntarem-se ao Terceiro Estado e forma-se a Assembleia Nacional Constituinte, com o objetivo de dotar a França de uma Constituição. O rei e os apoiantes do regime absolutista resolvem reagir, mandando avançar tropas sobre Paris. Tomada da Bastilha – 14 de julho de 1789 10-05-15 17 Assembleia Nacional Tomada da Bastilha
  18. 18. Ação da Assembleia Nacional ConstituinteAção da Assembleia Nacional Constituinte  Abolição dos direitos senhoriais;  Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão; ver doc.2, p.162 do manual  Nacionalização dos bens do clero;  Aprovação da Constituição de 1791, que instaurou uma monarquia constitucional, baseada na separação dos poderes (executivo-rei, legislativo – assembleia eleita e judicial tribunais) e no voto censitário. ver doc.4, p.162 do manual 10-05-15 18 Lema da Revolução Francesa: Liberdade, igualdade e fraternidade. Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão
  19. 19. Assembleia Legislativa (1791-1792) Divisão entre os revolucionários (girondinos v.s. jacobinos). Início da oposição da Europa à Revolução Francesa. Prisão do rei e a tomada de poder pelos Jacobinos (mais extremistas). 10-05-15 19 Detenção de Luís XVI e sua família, 1791.
  20. 20. Convenção e Terror (1792-1795)  A Assembleia Legislativa é substituída pela Convenção Nacional escolhida por sufrágio universal.  Proclamação da República, em 1792.  O rei Luís XVI e a rainha Maria Antonieta são mortos na guilhotina.  Instaura-se um regime de terror, liderado por Robespierre, durante o qual são mortos milhares de franceses acusados de atividades contrarrevolucionárias . 10-05-15 20 Execução de Luís XVI Execução de Robespierre
  21. 21. República burguesa (1795-1799)República burguesa (1795-1799)  Os moderados (girondinos) tomam conta do poder.  Os lideres jacobinos são presos e executados (período do Terror Branco)  Em 1795 foi aprovada uma nova Constituição.  O poder executivo é entregue a um Diretório.  Retoma-se o voto censitário.  Napoleão Bonaparte começa a distinguir-se pelas suas vitórias militares 10-05-15 21 Diretório
  22. 22. Napoleão e o fim da Revolução FrancesaNapoleão e o fim da Revolução Francesa  Em 1799, através de um golpe de estado, Napoleão assumiu o poder.  O poder executivo foi entregue a três cônsules (Consulado)  Progressivamente Napoleão irá concentrar em si todos os poderes, em 1802 torna-se primeiro-cônsul.  Em 1804, faz-se nomear Imperador dos Franceses, permanecendo no poder durante 15 anos, contribuindo para a modernização da França.  Conquistou um vasto império, mas não conseguiu dominar militarmente a Inglaterra. Por isso, impõe em 1806 o Bloqueio Continental.  Em 1814 foi obrigado ao exílio pelos países que invadiram a França (Inglaterra, Prússia, Rússia, Áustria e Suécia) e foi definitivamente derrotado, na Batalha de Waterloo, em 1818.  Em 1815, no Congresso de Viena, traça-se um novo mapa político da Europa. 10-05-15 22 Napoleão
  23. 23. Importância da Revolução FrancesaImportância da Revolução Francesa 10-05-15 23 Fim do Antigo Regime e da Idade Moderna início da Idade Contemporânea Ler doc.1, p.166 do manual
  24. 24. REVOLUÇÃO LIBERAL PORTUGUESA 1820REVOLUÇÃO LIBERAL PORTUGUESA 1820  Não aceitação do Bloqueio Continental, imposto por Napoleão à Inglaterra.  Invasões francesas.  Influências iluministas.  Fuga da família real para o Brasil.  Descontentamento da população devido à influência dos ingleses no governo.  Influência das revoluções americana e francesa.  Em 1815, D. João VI dá ao Brasil o título de reino. 10-05-15 24 CONDICIONALISMOS E FATORES POLÍTICOS Embar que da f amília r eal com dest ino ao Br asil, em 27 de novembr o de 1807 Bloqueio cont inent al I nvasões Fr ancesas Docs 1 e 2, p.168 do manual
  25. 25.  Situação ruinosa da agricultura, da indústria e do comércio;  Abertura dos portos brasileiros à navegação estrangeira (sobretudo inglesa), em 1808;  Tratado de comércio com a Inglaterra (1810). 10-05-15 25 CONDICIONALISMOS E FATORES ECONÓMICOS Aber t ur a dos por t os do Br asil, 28 de j aneir o de 1808
  26. 26.  Desigualdade de direitos jurídicos,  Descontentamento popular face à permanência da família real no Brasil,  Aspirações políticas da burguesia,  Sobrecarga de impostos sobre o Terceiro Estado. 10-05-15 26 CONDICIONALISMOS E FATORES SOCIAIS
  27. 27.  1817 – 1ªconspiração liberal, chefiada pelo General Gomes Freire de Andrade, esmagada pelos militares britânicos.  1818 – forma-se no Porto o Sinédrio, organização secreta que pretendia desencadear uma revolta liberal.  24 de agosto de 1820 – Iniciou- se a revolução liberal no Porto, que depois, se espalhou-se a todo o país. Os ingleses foram afastados e criou-se a Junta Provisional do Governo do Reino. 10-05-15 27 ACONTECIMENTOS
  28. 28.  dezembro de 1820 - primeiras eleições para os deputados às Cortes Constituintes.  julho de 1821 – D. João VI regressa do Brasil.  1822 – Aprovação da 1ª Constituição portuguesa. 10-05-15 28 ACONTECIMENTOS Monar quia Absolut a Monar quia Liber al I n: A REVOLUÇÃO LI BERAL DE 1820, em : ht t p:/ / www.eb23-cmdt -conceicao- silva.rct s.pt / sev/ hgp/ 12.2.ht m
  29. 29. Outras medidas das Cortes ConstituintesOutras medidas das Cortes Constituintes - Extinção da Inquisição; - Abolição dos direitos senhoriais; - Transformação dos bens da Coroa em bens nacionais; - Liberdade de Imprensa. 10-05-15 29
  30. 30.  Cortes Constituintes tomam medidas no sentido de diminuir a autonomia do Brasil.  No final de 1821, as Cortes ordenam o regresso a Portugal do príncipe D. Pedro. D. Pedro declara a independência do Brasil, em 7 de setembro de 1822. 10-05-15 30 INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
  31. 31.  1823 – Vila-francada  1824 – Abrilada  1826 – morte de D. João VI – aprovação da Carta Constitucional, em que o rei acumula o poder executivo e moderador (doc.2, p.172 manual)  1832-1834 – Guerra civil entre absolutistas, chefiados por D. Miguel e liberais, chefiados por D. Pedro. (doc.4, p.172 manual) Vitória dos liberais 10-05-15 31 REAÇÃO DOS ABSOLUTISTAS – CRONOLOGIA, DOC3 PAG.172 DO MANUAL •Desmantelamento do Antigo Regime (reformas de Mouzinho da Silveira). •A burguesia alcança o poder. •Instabilidade política, devido à oposição entre cartistas e vintistas.
  32. 32. AAFIRMAÇÃO DO LIBERALISMO EAAFIRMAÇÃO DO LIBERALISMO E DESMANTELAMENTO DO ANTIGO REGIME EMDESMANTELAMENTO DO ANTIGO REGIME EM PORTUGALPORTUGAL Mouzinho da Silveira (ministro de D. João VI, D.Pedro IV e de D. Maria II) › Extinguiu os morgadios mais pequenos; › Aboliu os direitos senhoriais ainda existentes; › Reorganizou a administração pública; › Reformou a justiça e as finanças; › Extinguiu a dizima; › Liberalizou o comércio e a pequena industria, extinguindo alguns monopólios; › Suprimiu impostos de circulação no reino. Joaquim António de Aguiar › Aboliu as ordens religiosas e nacionalizou os seus bens; › Tomou medidas que beneficiaram a burguesia, a qual passou a ter mais poder político e económico. 10-05-15 32 Ler doc.3 da pag.174 do manual

×