Macronutrientes

2.733 visualizações

Publicada em

Composição dos Macronutrientes, Alimentação Saudável

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.733
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
112
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Macronutrientes

  1. 1. Composição Nutricional Prof. Saulo Bezerra
  2. 2. Sua Alimentação é Saudável? • Na nossa sociedade as refeições básicas (arroz com feijão) estão sendo substituídas por lanches altamente calóricos, cheios de substâncias maléficas (sal, gordura, etc) e praticamente sem substâncias benéficas ao corpo (vitaminas, proteínas, etc).
  3. 3. Como ter uma alimentação saudável? • A palavra-chave é variedade
  4. 4. Macronutrientes • Os alimentos são divididos em 3 categorias Carboidratos Lipídios Proteínas
  5. 5. CARBOIDRATOS
  6. 6. Carboidratos • Átomos de Carbono, Hidrogênio e Oxigênio se combinam para formar uma molécula de carboidrato (açúcar); • Fórmula geral: (CH2O)n • Onde N = 3 a 7
  7. 7. Carboidratos • Fonte: Origem vegetal, exceto pela lactose e glicogênio
  8. 8. Tipos de Carboidratos • Glicose: Principal fonte de energia do organismo; • Frutose: Encontrada em frutas e no mel; • Galactose: Combina-se com a glicose para formar o açúcar do leite
  9. 9. Tipos de Carboidratos • Sacarose: (Glicose + Frutose) é o açúcar de mesa; • Lactose: (Glicose + Galactose) Açúcar do leite;
  10. 10. Tipos de Carboidratos: Carboidratos Complexos • Amido: É a forma de armazenamento de carboidrato das plantas. É a fonte mais abundante de carboidratos na nossa dieta; • Fibras: (celulose) São carboidratos estruturais das plantas. Não são digeridas pelo organismo humano. Ocorre em folhas, caules, raízes, sementes e cascas de frutas;
  11. 11. O Poder das Fibras • A alta ingestão de fibras está associada a uma diminuição de ocorrência de obesidade, diabetes, distúrbios digestivos e doenças cardíacas; • A dieta ocidental possui grande quantidade de alimentos animais ou processados que são isentos de fibras • Fontes: Cascas, Aveia, Feijão, Arroz Integral, Ervilha, Cenoura, Sementes e Frutas
  12. 12. LIPÍDIOS
  13. 13. Lipídios • Possuem os mesmos elementos estruturais do carboidrato mas diferem na ligação dos átomos; • Ex: C57H110O6 • O grupo dos lipídios inclui óleos e gorduras; • Dois Tipos: – Gordura Saturada; – Gordura Insaturada.
  14. 14. Gorduras Saturadas • Ocorrem principalmente nos produtos animais: – Carnes; Ovo; Leite; Manteiga; Queijo; etc
  15. 15. Gorduras Insaturadas • Ocorrem principalmente nos produtos vegetais: – Azeite; Óleo de Canola; de Girassol; de Algodão; de Soja; de Milho; etc.
  16. 16. Gorduras Trans • Quando um óleo vegetal é hidrogenizado para se tornar sólido Gorduras Trans são criadas no processo • Fonte: Margarina, Bolo, Biscoito, Torta, Pastel, etc. • As gorduras trans são responsáveis por 30.000 mortes por ano por doença cardíaca.
  17. 17. PROTEÍNAS
  18. 18. Proteínas • Tem a fórmula similar ao carboidrato, porém, com adição de nitrogênio, enxofre, fósforo ou ferro • A proteína é a junção de mais de 50 aminoácidos • Função estrutural
  19. 19. Proteínas • As fontes de proteínas completas incluem ovos, leite, carne, peixes e aves • As fontes vegetais de proteínas são incompletas em aminoácidos
  20. 20. Proteínas • Apesar das crenças de muitos técnicos, treinadores e atletas, resulta pouco benefício da ingestão de quantidades excessivas de proteínas. Uma ingestão superior a três vezes o nivel recomendado não aprimora a capacidade de realizar trabalho durante treinamento intensivo. Para atletas, a massa muscular não aumenta simplesmente por comer alimentos ricos em proteínas (...) A proteína dietética excessiva é catabolizada diretamente para energia ou é reciclada na forma de componentes de outras moléculas, incluindo a gordura armazenada nos depósitos subcutâneos.(McArdle, Fisiologia do Exercício)
  21. 21. Proteínas
  22. 22. Proteínas Porcentagem de aproveitamento das proteínas ingeridas

×