A Soberania do Reino de Deus

440 visualizações

Publicada em

Apresentação de aula da Escola Bíblica Dominical na Igreja Batista do Jardim Redentor.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
440
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
153
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Soberania do Reino de Deus

  1. 1. I G R E J A B A T I S T A J A R D I M R E D E N T O R E B D 2 0 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 A Soberania do Reino de Deus
  2. 2. Texto Áureo  Naquele dia atentará o homem para o seu Criador, e os seus olhos olharão para o Santo de Israel. Isaías 17:7  Naquele dia os homens olharão para aquele que os fez e voltarão os olhos para o Santo de Israel. Isaías 17:7
  3. 3. Para refletir  Se Isaías estivesse vivo nos dias de hoje, que tipo de profecia ele faria sobre o Brasil? Por que?  E que tipo de profecia ele faria sobre a Igreja (o Israel de Deus) dos nossos dias?
  4. 4. Oráculos contra as nações  A mensagem do profeta Isaías nos apresenta o Senhor, Deus de Israel, o Senhor da história, soberano em toda a terra.  Por meio de seu profeta, Deus dirige aos povos uma pesada palavra, uma sentença de denúncia e condenação.
  5. 5. 13.1  Traduções: oráculo, sentença ou peso.  A palavra tem dois significados:  Elevação da voz do profeta – deveria ser ouvido  Carga que alguém deveria carregar
  6. 6. 13.3  Os persas, sob comando de Ciro, são chamados de “meus consagrados” ou “meus santificados”.  O texto fala que Deus deu poder a eles para executarem sua ira.  13.4 – reinos e nações em ebulição.  13.5 fala que eles viriam de uma terra remota.
  7. 7. 13.9  Dia do Senhor:  É o dia da destruição da Babilônia em 539 a.C.  Também significa a destruição da Babilônia dos últimos tempos (Apocalipse 14.8).  Fenômenos acontecem nos astros (13.10).
  8. 8. 13.11  Quatro promessas de visitação do Senhor:  A maldade do mundo;  A iniquidade dos ímpios;  A arrogância dos atrevidos;  A soberba dos cruéis (tiranos).
  9. 9. 13.17-22  O Senhor fala explicitamente para a Babilônia.  13.20 – Até hoje a cidade da Babilônia está abandonada. Fica no atual Iraque.
  10. 10. 14.1-3  Restauração de Israel: tanto politicamente quanto espiritualmente.  Em ambos os casos, com ajuda de gentios. No sentido espiritual, a Igreja sendo levantada como o novo Israel de Deus.
  11. 11. 14.12-17  Texto se refere a Satanás – personificado no rei da Babilônia  Motivo da queda:  Subirei ao céu  Acima das estrelas de Deus exaltarei meu trono  No monte da congregação me assentarei  Subirei sobre as alturas das nuvens  Serei semelhante ao Altíssimo  Consequências:  Caíste desde o céu  Levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo
  12. 12. 14.30  Vemos a preocupação de Deus com os pobres e os necessitados.  Eles serão apascentados (Salmo 23) e se deitarão seguros quando Deus agir em seu favor.
  13. 13. 15-16  Profecias contra o povo de Moabe, atual Jordânia.  16.4 – Juízo contra o homem violento e os opressores  16.5 – Referência a Jesus como o Justo.
  14. 14. 17.7-11  O sofrimento fez Israel olhar para o Senhor.  Israel não olharia mais para:  Altares feitos por mãos humanas  Cidades fortificadas  Plantações formosas

×