FUTURISMO
Formas únicas da continuidade no
espaço, Umberto Boccioni
• Segundo Argan o Futurismo é o primeiro
movimento de vanguarda, isto é, um movimento
que investe no interesse ideológico ...
Automóvel + velocidade + luz, Giacomo Balla, 1912, coleção particular
O primeiro manifesto foi publicado no Le
Fígaro de Paris, em 22/02/1909, e nele, o
poeta italiano Marinetti, dizendo que "...
Os futuristas saúdam a era
moderna, aderindo
entusiasticamente à máquina.
Para Balla, "é mais belo um ferro
elétrico que u...
Carrá, Russolo, Marinetti, Boccioni e Severini
Dinamismo e simultaneidade são
termos paradigmáticos da proposta
futurista. A ênfase na ação e na
pesquisa do movimento ap...
A forte politização do movimento é
outro traço marcante e distintivo da
arte futurista. A base ideológica do
movimento é a...
Dinamismo de um cachorro na coleira, Giacomo Balla, 1912
Desenvolvimento de uma garrafa no espaço, Umberto Boccioni, 1913, MAC, São Paulo
Marinetti articulou a frustração de uma geração que se sentia
esmagada sob o peso da tradição da arte ocidental. Os futuri...
Velocidade Abstrata - O carro passou“, Giacomo Balla
A carga dos laceiros, Umberto Boccioni, 1911
A cidade que emerge, Umberto Boccioni, 1911
Edifício moumental, Sant´Elia, circa 1912
Estado de animo: os que partem, Umberto Boccioni, 1911
Estado de animo: os que ficam, Umberto Boccioni, 1911
Estado de animo: os adeuses, Umberto Boccioni, 1911
Hieróglifo dinâmico de Bal Tabarin, Gino Severini, 1912, MOMA
Retrato de Marinetti, Carlos Carrá,
Formas únicas da continuidade no
espaço, Umberto Boccioni, 1913 –
coleção particular, Milão
O Futurismo perde o seu ímpeto durante a primeira guerra mundial. Uma
segunda geração, menos subversiva, surgiu no início ...
"Gatos: Percepção rayonista em rosa, preto e amarelo" (1913) de
Natalia Goncharova
Composição, Wyndhan Lewis, 1913
Retrato de Erza Pouns, Wyndhan Lewis,
História da Arte: Futurismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História da Arte: Futurismo

1.404 visualizações

Publicada em

História da Arte: Futurismo

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.404
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
122
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História da Arte: Futurismo

  1. 1. FUTURISMO Formas únicas da continuidade no espaço, Umberto Boccioni
  2. 2. • Segundo Argan o Futurismo é o primeiro movimento de vanguarda, isto é, um movimento que investe no interesse ideológico da arte, preparando com deliberação uma transformação ampla, tanto no sentido social, quanto cultural . Negam o passado e substituem a pesquisa metódica pela experimentação e pela ousadia. FUTURISMO
  3. 3. Automóvel + velocidade + luz, Giacomo Balla, 1912, coleção particular
  4. 4. O primeiro manifesto foi publicado no Le Fígaro de Paris, em 22/02/1909, e nele, o poeta italiano Marinetti, dizendo que "o esplendor do mundo enriqueceu-se com uma nova beleza: a beleza da velocidade. Um automóvel de carreira é mais belo que a Vitória de Samotrácia". O segundo manifesto, de 1910, resultou do encontro do poeta com os pintores Carlo Carra, Russolo, Severini, Boccioni e Giacomo Balla.
  5. 5. Os futuristas saúdam a era moderna, aderindo entusiasticamente à máquina. Para Balla, "é mais belo um ferro elétrico que uma escultura". Para os futuristas, os objetos não se esgotam no contorno aparente e seus aspectos se interpenetram continuamente a um só tempo, ou vários tempos num só espaço. O grupo pretendia fortalecer a sociedade italiana através de uma pregação patriótica que incluía a aceitação e exaltação da tecnologia. FUTURISMO
  6. 6. Carrá, Russolo, Marinetti, Boccioni e Severini
  7. 7. Dinamismo e simultaneidade são termos paradigmáticos da proposta futurista. A ênfase na ação e na pesquisa do movimento aparece tanto no romance Mafarka, o Futurista, de Marinetti, e no Manifesto Técnico da Literatura Futurista (1912) quanto nas artes visuais, por exemplo na escultura Formas Únicas na Continuidade do Espaço (1913), de Boccioni, e nas telas Os Funerais do Anarquista Galli (1911), de Carrà, e Dinamismo de um Cão na Coleira (1912), de Balla. As inspirações nas pesquisas de cor e nos efeitos de luz do pós-impressionismo divisionista assim como nas técnicas das composições cubistas são evidentes, ainda que o futurismo italiano sublinhe na contramão do cubismo a carga emotiva e a expressão de estados de alma na arte (Estados de Alma nº 1. Os Adeuses, 1911, de Boccioni). FUTURISMO
  8. 8. A forte politização do movimento é outro traço marcante e distintivo da arte futurista. A base ideológica do movimento é anticlerical - revelam os manifestos políticos lançados em 1909, 1911, 1913 e 1918 - e, em seguida, anti-socialista, pela defesa da modernização da indústria e da agricultura, do irredentismo e de uma política exterior agressiva. As afinidades com o fascismo, entrevistas pelo nacionalismo e pela exaltação do ímpeto e da ação, se concretizam quando diversos membros do grupo aderem ao partido fascista. Em Futurismo e Fascismo (1924), Marinetti reúne discursos e relatos em que apresenta o futurismo como parceiro e precursor do fascismo.
  9. 9. Dinamismo de um cachorro na coleira, Giacomo Balla, 1912
  10. 10. Desenvolvimento de uma garrafa no espaço, Umberto Boccioni, 1913, MAC, São Paulo
  11. 11. Marinetti articulou a frustração de uma geração que se sentia esmagada sob o peso da tradição da arte ocidental. Os futuristas rejeitaram a arte e a cultura do passado. O movimento de um carro, por exemplo, e a experiência da sua aceleração, tinham mais significado para os futuristas que a sua forma ou aparência quando parado. De igual modo, a multidão era um força política mais significativa, na opinião dos futuristas, que as instituições do governo. Os futuristas usavam muitas cores berrantes, mas nunca desenvolveram uma teoria coerente sobre cor, que os pudesse distinguir dos outros movimentos artísticos da mesma época. FUTURISMO
  12. 12. Velocidade Abstrata - O carro passou“, Giacomo Balla
  13. 13. A carga dos laceiros, Umberto Boccioni, 1911
  14. 14. A cidade que emerge, Umberto Boccioni, 1911
  15. 15. Edifício moumental, Sant´Elia, circa 1912
  16. 16. Estado de animo: os que partem, Umberto Boccioni, 1911
  17. 17. Estado de animo: os que ficam, Umberto Boccioni, 1911
  18. 18. Estado de animo: os adeuses, Umberto Boccioni, 1911
  19. 19. Hieróglifo dinâmico de Bal Tabarin, Gino Severini, 1912, MOMA
  20. 20. Retrato de Marinetti, Carlos Carrá,
  21. 21. Formas únicas da continuidade no espaço, Umberto Boccioni, 1913 – coleção particular, Milão
  22. 22. O Futurismo perde o seu ímpeto durante a primeira guerra mundial. Uma segunda geração, menos subversiva, surgiu no início da década de 1920 e susteve o movimento até à década de 1930. Os movimentos relacionados com o Futurismo na Inglaterra e na Rússia ficaram conhecidos como Vorticismo e Rayonismo. Horizontal Volumes, Umberto Boccioni - 1912 Staatsgalerie Moderner Kunst, Munich
  23. 23. "Gatos: Percepção rayonista em rosa, preto e amarelo" (1913) de Natalia Goncharova
  24. 24. Composição, Wyndhan Lewis, 1913 Retrato de Erza Pouns, Wyndhan Lewis,

×