Informática Educativa - Entrevista na escola

394 visualizações

Publicada em

Este slide é uma pordução para a disciplina Informática na Educação com o professor Marcos SIlva, na UERJ 2012.2.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
394
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informática Educativa - Entrevista na escola

  1. 1. Universidade Estadual do Rio de JaneiroFaculdade de EducaçãoDisciplina: Informática na EducaçãoProfessor: Marcos SilvaAlunas: Kenia de O. Cardoso Luciana de O. H. dos Santos
  2. 2. O Jardim Escola Pequeno Torcedor-CentroEducacional Nova Luz nasceu no dia 2 dedezembro de 1981. A escola é construtivistasócio-interacionista situada no bairro da Vila daPenha e atende a Ed.Especial, Infantil e o EnsinoFundametal I e II.
  3. 3.  A Informática é uma disciplina que promove pesquisa juntamente com as demais. Temos um determinado tema e através da informática fazemos pesquisa/projetos. Que promovem criação de vídeos e matérias para fazer cartazes.  O planejamento é participativo onde os alunos promovem a turma.“Cabe questionar o uso da informática: Informática educativa x Burocratização escolar. Utilizar ocomputador fazendo com que seja apenas mais uma disciplina a ser cumprida, com nota, provateórica, significa reforçar os meios já desgastados da escola, burocratiza-se mais esta oportunidadede transformação da educação escolar. Já a informática educativa aqui defendida, utiliza ocomputador como um recurso num meio transformador do ambiente de aprendizagem, com aexploração viva e empolgada de alunos e professores, através das possibilidades deste instrumentoem buscar diferentes caminhos de resolução de problemas de forma rápida, integrada emotivante, rompendo fronteiras entre os diferentes conteúdos curriculares.” WEISS, Alba MariaLemme. Reflexões sobre a informática Educativa. Visão Educacional, Rio de Janeiro, 2004.
  4. 4.  Geralmente se os alunos usam imagens e se faz necessário o uso do recurso recorte- cola, entretanto, no caso de textos que eles lêem na internet, escrevem com as próprias palavras o que entenderam sobre o assunto em questão ou a opinião deles sobre o tema tratado. Além disso, colocam sempre as fontes no caso de citações.
  5. 5.  Os softwares utilizados A internet, por ser banda são: Word, Power larga, facilita o trabalho point, Windows Media com agilidade e tempo Player, Windows Movie ilimitado respeitando as Maker e alguns jogos regras pré-estabelecidas educativos online ou aos alunos sobre o modo em CD comprados pela de utilizar a internet. escola. O nome específico dos cds eu não sei informar. “A escolha do software a ser adotado está diretamente ligada aos objetivos que o educador deseja alcançar. Conhecer o produto, conhecer algumas teorias de aprendizagem e ter um instrumento de avaliação são elementos que podem fornecer alguns indicativos para ajudar nessa escolha e no planejamento de suas atividades.” (BRASILEIRO, 1996).
  6. 6.  Os equipamentos são de boa qualidade. A escola possui técnicos de manutenção e recentemente foi adquirido o 6º computador, todos eles são atualizados. “Embora seja um instrumento fabuloso devido a sua grande capacidade de armazenamento de dados e a facilidade na sua manipulação não se pode esquecer que este equipamento não foi desenvolvido com fins pedagógicos, e por isso é importante que se lance sobre o mesmo um olhar crítico e se busque, face ás teorias e práticas pedagógicas, o bom uso desse recurso. O mesmo sóserá uma ótima ferramenta, se houver a consciência de que possibilitará mais rapidamente o acesso ao conhecimento e não, somente , utilizado como uma máquina de escrever entretenimento, de armazenagem de dados.” (Sinara Socorro Duarte Rocha)
  7. 7. Existem duas formas de uso:  Os demais professores utilizam para pesquisas, produção de vídeos, acesso a sites sobre o projeto que o professor está desenvolvendo. É legal, pois saem (professor e aluno) do ambiente de sala de aula.  Os alunos com um professor responsável têm acesso ao computador da escola para o preparo de atividades. “No ambiente computacional que está sendo proposto, o computador assume o papel deferramenta e não de máquina de ensinar. É a ferramenta que permite ao aluno realizar uma série de tarefas, das mais simples, como produzir uma carta, até as mais complexas, como a resoluçãode problemas sofisticados em matemática e ciências. Nesse sentido, o computador passa a ter umafunção maior do que simplesmente passar informação. Ele é uma ferramenta que o aluno usa para realizar uma tarefa.” VALENTE, José Armand
  8. 8. Não é permitida a entrada em redes sociais “evito utilizar redes sociais (durante as atividades) para assim proteger a imagem do aluno”. Não é permitido o acesso a conteúdos inadequados (sites de adultos, redes sociais, músicas e vídeos impróprios para a idade dos alunos). Por avaliar que a expõe muito não utilizo.“O jovem já sabe disso, ninguém precisa ensiná-lo. Por este motivo, estas aulas acabam setornando um espaço de “desprazer”, porque os estudantes querem utilizar a tecnologia paracriar, re-significar, construir e intercambiar saberes. Infelizmente, este potencial todo a escolaainda despreza”, (Lynn).“o acesso às redes digitais de comunicação e informação é importante para o funcionamento e odesenvolvimento de qualquer instituição social, especialmente para a educação que lidadiretamente com a formação humana”(pedagogo Arnaud Soares de Lima Júnior).
  9. 9. Segundo o MEC, Informática Educativasignifica “a inserção do computador noprocesso de ensino-aprendizagem dosconteúdos curriculares de todos os níveis emodalidades da educação”. Na instituição deensino pesquisada a INFORMÁTICA é utilizadacomo disciplina complementar. As aulas sãobaseadas nos conteúdos trabalhados pelosprofessores das demais disciplinas ocorrendointerdisciplinaridade.

×