Licenciatura em Educação Socioprofissional<br />Apresentação de: Carlos Couto, Turma A, nº41819 <br />Canelas, 16 de Setem...
Âmbito: unidade curricular de Prática Profissional e Projecto Socioprofissional da licenciatura em Educação  Socioprofissi...
Contextualização e Fundamentação do Projecto Socioprofissional<br />
Século XXI: emergência de potências económicas – China, Índia, Japão e Rússia.<br />Campos assimétricos.<br />Crise intern...
Problemas conjunturais e estruturais.<br />A nível estrutural: <br />fraca produtividade; <br />fraco poder de compra; <br...
Exclusão social é uma etapa extrema de um processo de marginalização, de tendência descendente, com contínuas fracturas na...
Tipo económico – privação por falta de recursos.<br />Tipo social – relações sociais.<br />Tipo cultural – racismo, xenofo...
O exercício de uma actividade permite assegurar, através dos rendimentos que ocasiona, a satisfação das necessidades eleme...
Trabalho precário – prestação de serviços; trabalho temporário; <br />Trabalho precário – conceito de inemprego ou não-emp...
Leis que facilitem a criação de emprego.<br />Aumento de produtividade.<br />Qualificação dos recursos humanos.<br />Recor...
Incentivo à Mobilidade Geográfica.<br />Contrato Emprego – Inserção.<br />Contrato Emprego – Inserção+.<br />Programa Vida...
Gabinetes das instituições de ensino superior.<br />Objectivo: ajudar as pessoas a enfrentar as exigências do mercado de t...
Coaching.<br />Empreendedorismo.<br />Código do Trabalho.<br />Educação Financeira.<br />Networking.<br />Comunicar  em pú...
Responsabilidade social das universidades como forma de fazerem a ponte entre o momento em que os licenciados terminam o c...
Caracterização do meio.<br />Caracterização da instituição.<br />Caracterização da população.<br />Diagnóstico<br />
Concelho de Vila Nova de Gaia<br />Abrange 24 juntas de freguesia<br />População Total: 317 711 indivíduos em 2010.<br />P...
O Instituto Piaget constituiu-se, em 1979, como cooperativa sem fins lucrativos, designando-se, na altura, de “Cooperativa...
Campus Académicos: Escolas Superiores de Educação, Escolas Superiores de Saúde, Institutos Universitários,  Edições Piaget...
Organograma (ESE)<br />Legenda: ESE –Escola Superior de Educação; CET –Cursos de Especialização Tecnológica; GAIVA– Gabine...
Total: 261 indivíduos<br />Género: 163 mulheres e 98 homens<br />Grupo etário mais representativo: 18-23 anos com 121 estu...
Situação profissional: 47% estão empregados; 32% estão desempregados.<br />Tipo de contrato de trabalho: contrato sem term...
Investigação-acção<br />Instrumentos utilizados: pesquisa documental; inquérito por questionário de administração directa;...
Taxa de desemprego (12,6%)<br />Mais de 60 mil licenciados desempregados<br />Enquadramento legal (RJIES)<br />Papel das u...
Projecto Socioprofissional GAIVA<br />Planificação<br />
GAIVA – Gabinete de Apoio à Inserção na Vida Activa<br />Local – Escola Superior de Educação Jean Piaget/Arcozelo<br />Dur...
Total: 74 estudantes (representam 22%)<br />Género: mulheres (59%); homens (41%) <br />Grupo etário mais representativo: 1...
Situação profissional: empregados (54%); desempregados (27%) <br />Contrato de trabalho: sem termo (40%); com termo (40%)....
Objectivo Geral: Proporcionar apoio e orientação aos estudantes e diplomados da Escola Superior de Educação Jean Piaget/Ar...
Objectivos Específicos: <br />4.Criar e desenvolver uma rede de contactos profissionais<br />5.Desenvolver novas habilidad...
Actividades<br />Actividade 1 - Workshop “Orientação para a Empregabilidade” (1 e 4)<br />Actividade 2 - Seminário “Como C...
Cronograma das Actividades<br />
Parcerias<br />Transitar – formação<br />Montepio Geral – formação<br />Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado ...
Orçamento<br />	O orçamento deste projecto tem custo zero, pois, devido às parcerias estabelecidas, as formações serão adm...
Recursos<br />Recursos Humanos: estagiário em Educação Socioprofissional e técnicos especialistas nas áreas de formação a ...
Planificação da Avaliação<br />Avaliação temporal, de forma reflexiva, continuada e permanente<br />Avaliação de acordo co...
Projecto Socioprofissional <br />GAIVA<br />Aplicação<br />
Aplicação do Projecto<br />Workshop “Orientação para a Empregabilidade”<br />14 de Março de 2011<br />12 participantes<br ...
Projecto Socioprofissional <br />GAIVA<br />Avaliação<br />
Avaliação do Projecto<br />Adequação: RJIES; 53% dos estudantes não trabalha<br />Pertinência: Coincide com as políticas e...
Considerações Finais<br />Papel do Educador Socioprofissional<br />Desenvolver competências pessoais, sociais e profission...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação Projecto Socioprofissional GAIVA

697 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
697
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Projecto Socioprofissional GAIVA

  1. 1. Licenciatura em Educação Socioprofissional<br />Apresentação de: Carlos Couto, Turma A, nº41819 <br />Canelas, 16 de Setembro de 2011<br />Campus Académico de Vila Nova de Gaia<br />Escola Superior de Educação Jean Piaget / Arcozelo<br />(Decreto-Lei nº 468/88, de 16 de Dezembro)<br />Projecto SocioprofissionalGAIVA<br />
  2. 2. Âmbito: unidade curricular de Prática Profissional e Projecto Socioprofissional da licenciatura em Educação Socioprofissional.<br />Local: Escola Superior de Educação Jean Piaget/Arcozelo.<br />Finalidade: investigar e intervir na problemática sobre a dificuldade de inserção dos jovens licenciados no mercado de trabalho. <br />Introdução<br />
  3. 3. Contextualização e Fundamentação do Projecto Socioprofissional<br />
  4. 4. Século XXI: emergência de potências económicas – China, Índia, Japão e Rússia.<br />Campos assimétricos.<br />Crise internacional (financeira e económica) em 2008.<br />Crise de confiança nos investidores e consumidores.<br />Desaceleração do crescimento económico.<br />Aumento da taxa de desemprego.<br />Crise social.<br />Panorama Mundial<br />
  5. 5. Problemas conjunturais e estruturais.<br />A nível estrutural: <br />fraca produtividade; <br />fraco poder de compra; <br />investimento ineficaz; <br />baixo nível de qualificação; <br />Dívida pública e externa elevada;<br />Estado pouco eficiente e burocrático;<br />Maior destruição de emprego do que respectiva criação;<br />Elevada taxa de desemprego: em 2008 era 8,5%; em 2011 é de 12,6%.<br />Aumento das desigualdades leva à existência de uma sociedade de exclusão.<br />Em Portugal<br />
  6. 6. Exclusão social é uma etapa extrema de um processo de marginalização, de tendência descendente, com contínuas fracturas na relação entre o indivíduo e a sociedade. <br />Pobreza e exclusão social.<br />Tradição britânica – pobreza é associada aos rendimentos.<br />Tradição francesa – exclusão social é associada às relações entre indivíduos. Pobreza é forma de exclusão social.<br />Exclusão Social<br />
  7. 7. Tipo económico – privação por falta de recursos.<br />Tipo social – relações sociais.<br />Tipo cultural – racismo, xenofobia, nacionalismo.<br />De origem patológica – situações de natureza patológica ou mental.<br />Por comportamentos auto-destrutivos – toxicodependência, alcoolismo, prostituição.<br />Tipos de Exclusão Social<br />
  8. 8. O exercício de uma actividade permite assegurar, através dos rendimentos que ocasiona, a satisfação das necessidades elementares e a segurança que lhe está ligada.<br />Gera igualmente um estatuto social.<br />O trabalho dá um sentido à existência, assegura a integração dos indivíduos na sociedade e a coesão social.<br />Emprego e Desemprego<br />
  9. 9. Trabalho precário – prestação de serviços; trabalho temporário; <br />Trabalho precário – conceito de inemprego ou não-emprego.<br />Desemprego – desemprego de transição (até 6 meses) e desemprego de exclusão ( mais de 1 ano).<br />Desemprego – os jovens (licenciados também) são uma das faixas etárias mais penalizadas.<br />Desemprego – 1º trimestre de 2010 (54.600 mil licenciados); 4º trimestre de 2010 (63.800 mil licenciados). <br />Emprego e Desemprego<br />
  10. 10. Leis que facilitem a criação de emprego.<br />Aumento de produtividade.<br />Qualificação dos recursos humanos.<br />Recorrer ao avanço tecnológico, à inovação, à aprendizagem e à gestão do conhecimento.<br />Sistema de ensino e formação profissional que forme cidadãos conscientes e profissionais.<br />Soluções de Empregabilidade<br />
  11. 11. Incentivo à Mobilidade Geográfica.<br />Contrato Emprego – Inserção.<br />Contrato Emprego – Inserção+.<br />Programa Vida-Emprego.<br />Criação do Próprio Emprego ou Empresa.<br />Empresas de Inserção.<br />Estágios.<br />Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização (FEG)<br />Políticas de apoio ao Emprego<br />
  12. 12. Gabinetes das instituições de ensino superior.<br />Objectivo: ajudar as pessoas a enfrentar as exigências do mercado de trabalho, através de apoio e aconselhamento na transição entre a vida universitária e o mercado de trabalho.<br />Actividades: visam o desenvolvimento pessoal, social e profissional dos recém-licenciados.<br />Gabinetes de Inserção Profissional<br />
  13. 13. Coaching.<br />Empreendedorismo.<br />Código do Trabalho.<br />Educação Financeira.<br />Networking.<br />Comunicar em público.<br />Voluntariado.<br />Mobilidade internacional.<br />Temática das Actividades<br />
  14. 14. Responsabilidade social das universidades como forma de fazerem a ponte entre o momento em que os licenciados terminam o curso e se aprestam a entrar no mercado de trabalho, através dos gabinetes de apoio ao estudante. <br />Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES) - Lei nº62/2007 de 10 de Setembro (artigo 1º).<br />Obrigações<br />
  15. 15. Caracterização do meio.<br />Caracterização da instituição.<br />Caracterização da população.<br />Diagnóstico<br />
  16. 16. Concelho de Vila Nova de Gaia<br />Abrange 24 juntas de freguesia<br />População Total: 317 711 indivíduos em 2010.<br />População por Género:<br />164 753 Mulheres<br />152 958 Homens<br />Grupo Etário predominante: 25-64 anos<br />Ganho médio mensal: 950,2 euros em 2008.<br />Actividades Económicas: Indústria Transformadora e Comércio em 2008.<br />Desemprego registado: 27 753 pessoas em 2010.<br />Caracterização do Meio<br />
  17. 17. O Instituto Piaget constituiu-se, em 1979, como cooperativa sem fins lucrativos, designando-se, na altura, de “Cooperativa para o Desenvolvimento da Criança, SCRL”<br />Mais tarde passa a denominar-se de “Instituto Piaget – Cooperativa para o Desenvolvimento Humano, Integral e Ecológico, CRL”<br />Objectivos: garantir uma necessária formação pessoal e intelectual em todos os seus agentes, de modo integral e criativo, através de um ensino de qualidade, da criação de conhecimento e difusão dos valores humanos elementares.<br />Caracterização da Instituição<br />
  18. 18. Campus Académicos: Escolas Superiores de Educação, Escolas Superiores de Saúde, Institutos Universitários, Edições Piaget em Portugal e Universidades Jean Piaget em África.<br />Escola Superior de Educação Jean Piaget/Arcozelo: forma-se em 1983 com a designação de Escola de Educadores de Infância de Arcozelo. Em 1988, esta escola dá origem à Escola Superior de Educação (ESE).<br />Caracterização da Instituição<br />
  19. 19. Organograma (ESE)<br />Legenda: ESE –Escola Superior de Educação; CET –Cursos de Especialização Tecnológica; GAIVA– Gabinete de Apoio à Inserção na Vida Activa<br />
  20. 20. Total: 261 indivíduos<br />Género: 163 mulheres e 98 homens<br />Grupo etário mais representativo: 18-23 anos com 121 estudantes <br />Locais de residência mais representativos: Distritos do Porto (150 indivíduos) e Aveiro (92 indivíduos). <br />Estado Civil mais representativo: Solteiros (188 indivíduos)<br />Sem filhos: 201 indivíduos<br />Caracterização da População<br />
  21. 21. Situação profissional: 47% estão empregados; 32% estão desempregados.<br />Tipo de contrato de trabalho: contrato sem termo (43%); contrato com termo (40%).<br />Regime de trabalho: tempo inteiro (66%); tempo parcial (34%). <br />A nível de cursos, o mais representativo é o de Educação Básica com 39% de estudantes, seguido de Educação Física e Desporto com 35%.<br />Caracterização da População<br />
  22. 22. Investigação-acção<br />Instrumentos utilizados: pesquisa documental; inquérito por questionário de administração directa; observação não estruturada. <br />Metodologia<br />
  23. 23. Taxa de desemprego (12,6%)<br />Mais de 60 mil licenciados desempregados<br />Enquadramento legal (RJIES)<br />Papel das universidades na relação com os seus estudantes<br />Crescente preocupação pelo desenvolvimento das competências pessoais (o saber ser), aliadas às competências sociais e profissionais<br />Na Escola Superior de Educação Jean Piaget/Arcozelo, 53% dos estudantes não trabalham e dos 47% que têm emprego, 40% têm contrato a termo<br />Prioridade:criação de um organismo que possa prestar apoio e orientação aos estudantes<br />Necessidades e Prioridades<br />
  24. 24. Projecto Socioprofissional GAIVA<br />Planificação<br />
  25. 25. GAIVA – Gabinete de Apoio à Inserção na Vida Activa<br />Local – Escola Superior de Educação Jean Piaget/Arcozelo<br />Duração – 10 meses (4 meses – estágio curricular)<br />Proponente – Estagiário em Educação Socioprofissional<br />Grupo-Alvo – licenciados do 3º ano dos respectivos cursos<br />Natureza do projecto – área do emprego, nomeadamente na transição entre a universidade e o mercado de trabalho<br />Planificação do Projecto<br />
  26. 26. Total: 74 estudantes (representam 22%)<br />Género: mulheres (59%); homens (41%) <br />Grupo etário mais representativo: 18-23 anos com 43% dos indivíduos<br />Locais de residência mais representativos: distrito do Porto (58%) e Aveiro (34%) <br />Estado Civil mais representativo: Solteiros (74%) <br />Sem filhos: 80%<br />Caracterização do Grupo-Alvo<br />
  27. 27. Situação profissional: empregados (54%); desempregados (27%) <br />Contrato de trabalho: sem termo (40%); com termo (40%).<br />Regime de trabalho: tempo inteiro (57%); tempo parcial (43%)<br />A nível de curso, o mais representativo é o curso de Educação Física e Desporto (36%), seguido de Educação Básica (34%). <br />Caracterização do Grupo-Alvo<br />
  28. 28. Objectivo Geral: Proporcionar apoio e orientação aos estudantes e diplomados da Escola Superior de Educação Jean Piaget/Arcozelo, no sentido de potenciar a sua transição para a vida activa, através de informação formativa/educativa e profissional.<br />Objectivos Específicos: <br />1.Complementar e aprimorar as competências socioprofissionais dos estudantes e diplomados<br />2.Desenvolver e favorecer a autoconfiança, a capacidade de comunicar e o controlo emocional<br />3.Promover a capacidade de liderança e de gestão de grupos<br />Objectivos e Metas<br />
  29. 29. Objectivos Específicos: <br />4.Criar e desenvolver uma rede de contactos profissionais<br />5.Desenvolver novas habilidades e competências pessoais como o saber ser e o saber fazer<br />6.Ampliar a capacidade de gestão dos mais variados recursos<br />7.Impulsionar o espírito empreendedor e inovador<br />8.Estimular a mobilidade profissional, concretamente a nível internacional<br />Metas: <br />»Acesso a todo o apoio e orientação ao nível formativo/educativo e profissional disponibilizado pelo GAIVA. <br />»Participação de 100% nas actividades propostas<br />Objectivos e Metas<br />
  30. 30. Actividades<br />Actividade 1 - Workshop “Orientação para a Empregabilidade” (1 e 4)<br />Actividade 2 - Seminário “Como Comunicar em Público” (2 e 3)<br />Actividade 3 - Workshop “Networking: As Redes Sociais e o Marketing Pessoal” (1 e 4)<br />Actividade 4 - Seminário “Coaching como Desenvolvimento do Potencial Humano – Modelo Trekker” (5 e 7)<br />Actividade 5 - Workshop “Educação Financeira: como gerir os rendimentos” (5 e 6)<br />Actividade 6 - Seminário “Noções de Direito do Trabalho” (1 e 5)<br />Actividade 7 - Seminário “Papel do Voluntariado para a Inserção na Vida Activa” (1; 3; 4; e 5)<br />Actividade 8 - Workshop “Empreendedorismo: criar o próprio emprego” (1; 5; 6; e 7)<br />Actividade 9 - Seminário “Mobilidade Profissional: Programa EURES” (4 e 8)<br />Actividade 10 - Encontro “Dia Aberto: Contacto Directo com Empresas e Instituições” (1 e 4)<br />
  31. 31. Cronograma das Actividades<br />
  32. 32. Parcerias<br />Transitar – formação<br />Montepio Geral – formação<br />Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado (CNPV) – formação<br />Agência Piaget para o Desenvolvimento (APDES) – formação<br />Instituto de Empreendedorismo Social (IES) – formação<br />Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) – formação<br />Talenter – formação e organização<br />KellyServices – formação e organização<br />Adecco – formação e organização<br />
  33. 33. Orçamento<br /> O orçamento deste projecto tem custo zero, pois, devido às parcerias estabelecidas, as formações serão administradas de forma gratuita e todos os recursos físicos e materiais utilizados são da responsabilidade da instituição.<br />
  34. 34. Recursos<br />Recursos Humanos: estagiário em Educação Socioprofissional e técnicos especialistas nas áreas de formação a serem ministradas.<br />Recursos Físicos: auditório; sala de aula; hall de entrada da escola<br />Recursos Materiais: datashow; computador; acesso à internet; mesas, cadeiras, canetas ou lápis; folhas de papel A4; stand-up’s; flyers de divulgação. <br />Recursos Financeiros: sem custos<br />
  35. 35. Planificação da Avaliação<br />Avaliação temporal, de forma reflexiva, continuada e permanente<br />Avaliação de acordo com os seguintes indicadores: adequação, pertinência, equidade, eficácia, eficiência e impacto .<br />Observação não estruturada e inquérito por questionário como instrumentos de avaliação.<br />
  36. 36. Projecto Socioprofissional <br />GAIVA<br />Aplicação<br />
  37. 37. Aplicação do Projecto<br />Workshop “Orientação para a Empregabilidade”<br />14 de Março de 2011<br />12 participantes<br />Recursos planificados foram utilizados<br />Tempo previsto foi cumprido<br />
  38. 38. Projecto Socioprofissional <br />GAIVA<br />Avaliação<br />
  39. 39. Avaliação do Projecto<br />Adequação: RJIES; 53% dos estudantes não trabalha<br />Pertinência: Coincide com as políticas e estratégias da escola; Problemas estruturais e conjunturais em Portugal<br />Eficácia: não atingiu os objectivos definidos; dados obtidos permitem realçar a importância do projecto<br />Eficiência: projecto eficiente pois não implica custos<br />Equidade: todos os estudantes fazem parte do projecto <br />Impacte: o momento não permite fazer análise<br />
  40. 40. Considerações Finais<br />Papel do Educador Socioprofissional<br />Desenvolver competências pessoais, sociais e profissionais no grupo-alvo<br />Processo de desenvolvimento das nossas capacidades como educadores socioprofissionais<br />Aproximar a componente teórica da prática<br />Entender o crescente interesse no trabalho voluntário e no fenómeno da emigração.<br />

×