Exercicio na gravidez...

5.097 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.097
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
289
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exercicio na gravidez...

  1. 1. Agrupamento de Escolas de Sardoal Exercício e a Gravidez Para a Disciplina de: educação física Formador: Pedro Neves Trabalho elaborado pelos formandos: Inês Costa 10ºB Inês Agudo 10ºB Patrícia Fernandes 10ºB Ricardo Carola 10ºB 0
  2. 2. Agrupamento de Escolas de Sardoal Índice Introdução………………………………………………………………2 Alterações provocadas pela gravidez no aparelho locomotor…….3 Beneficios do exercício na gravidez…………………………………4 Contra indicaçoes de exercico durante a gravidez………………...4 Contra-indicações relativas…………………………………………...5 Tipos de exercicio……………………………………………………...5 Com que frequencia?.....................................................................6 Precauções……………………………………………………………..7 Exercícios ideais para a gestante……………………………………8 Exercício na gravidez………………………………………………....9 Porque são importantes?...............................................................9 Quem tem restrições………………………………………………….10 Vasocapilar…………………………………………………………….10 Contracção da Pélvis…………………………………………………11 Cócoras………………………………………………………………...11 Ponte…………………………………………………………………...11 Sapinho………………………………………………………………..12 Alongamento………………………………………………………….12 Conclusão…………………………………………………………….13 1
  3. 3. Agrupamento de Escolas de Sardoal Introdução Este trabalho foi elaborado no âmbito da disciplina de Educação Física, do Curso Profissional – Técnico Auxiliar de Saúde, tendo como principal objectivo conhecer os benefícios e contradições que o exercício provoca numa gravidez. Assim, este trabalho pretende compreender o que é o exercício na gravidez, e as suas várias técnicas. 2
  4. 4. Agrupamento de Escolas de Sardoal Alterações provocadas pela gravidez no aparelho locomotor Praticamente todas as mulheres gravidas exprimentao algum desconforto musculoesqueletico durante a gravidez. Extima-se que cerca de 25% delas apresentam ao menos sintomas temporarios. As mulheres gravidas apresentao um risco aumentado de quixas musculoesqueleticas, principalmente lombalgia. Já foi demostrado que um programa de exercicios executados 3 vezes por semana durante a segunda metade de gravidez parece colaborar na reduçao da intensividade das dores lombares, aumentando a flexibilidade da coluna . 3
  5. 5. Agrupamento de Escolas de Sardoal Beneficios do exercício na gravidez As mulheres sedentarias apresentam um consideravel declinio do condicionamento fisico, alem disto, a falta de atividade fisica regular é um dos fatores associados a uma susceptibilidade maior a doenças durante e após a gestação. Apesar de ainda existirem poucos estudos nesta área, o exercicio fisico pode melhorar a resistencia e flexibilidade muscular, sem aumentar o risco de lesoes, complicações durante a gestão ou relativas no peso do feto durante o nascimento e ainda reduzem o risco de diabetes que afetam 5% das gestantes. Contra indicaçoes de exercico durante a gravidez O exercicio regular é contra-indicado em mulheres com as seguintes complicações: Contra-indicações absolutas: • Doença miocardica descompensada; • Insuficiencia cardiaca congestiva; • Tromboflebite; • Embolia pulmonar recente; • Doença infecciosa aguda; • Risco de parto prematuro; • Sangueramento uterino; • Isoimunização grave. 4
  6. 6. Agrupamento de Escolas de Sardoal Contra-indicações relativas • Hipertenção essencial; • Anemia; • Doenças de tiroide; • Diabetes mellitus descompensado; • Obsidade mórbida; • Historico de sedentarismo extremo. Tipos de exercicio • Yoga; • Natação; • Caminhada; • Danças ligeiras; • Bicicleta estática; • Corrida 5
  7. 7. Agrupamento de Escolas de Sardoal Com que frequencia? São aconselhados 20 a 30 minutos diarios, se antes de engravidar não praticava exercicio fisico deve de começar por 2 a 3 vezes por semana e va aumentando a frequencia conforme ganha resistencia. Começe o seu treino com aquecimentos e alongamentos suaves, durante 5 a 10 minutos. No final do treino faça um arrefecimento, de tambem 5 a 10 minutos, diminuindo gradualmente a intensidade do exercicio e alongando suavemente. 6
  8. 8. Agrupamento de Escolas de Sardoal Precauções Certificar de que usa calçado apropriado que confira o suporte necessário aos seus pés. Uso de um soutien de desporto para suportar bem o peito; Ter sempre uma garrafa de água durante o exercício, bebendo líquidos antes, durante e depois do exercício, mas em pequenas quantidades regulares, em vez de uma grande quantidade de uma só vez. Se se sentir com calor ou com sede faça um intervalo e ingira mais líquidos. Durante as primeiras 12 semanas evite qualquer forma de exercício que a faça aquecer demasiado. À medida que a barriga cresce evite exercícios que impliquem estar deitada de costas ou ficar de pé por longos períodos de tempo, uma vez que estas posições implicam uma diminuição de fluxo de sangue para o seu bebé; Levante-se devagar depois de ter estado deitada ou sentada no chão, de forma a prevenir tonturas ou desmaios. 7
  9. 9. Agrupamento de Escolas de Sardoal Exercícios ideais para a gestante Os exercícios localizados são uma óptima opção. Diminuem as dores provocadas pelo crescimento do barrigão e melhoram a postura, além de ajudar o abdómen a voltar ao normal mais rápido após o parto. Sinal verde: actividades aeróbicas (nadar, pedalar e caminhar) melhoram o sistema cardiovascular e diminuem o risco de males como diabete, hipertensão e obesidade. Se possível, faça ainda exercícios específicos para o assoalho pélvico, que previnem a incontinência urinária. Sinal vermelho: o melhor é se manter longe de qualquer atividade que traga o risco de trauma na barriga, como futebol, basquete, esqui, andebol e vôlei. A equitação entra nessa lista pelo mesmo motivo. Já o mergulho em profundidade (com garrafa de oxigénio) é proibido porque o feto pode sofrer com a descompressão e até ter uma embolia gasosa. 8
  10. 10. Agrupamento de Escolas de Sardoal Exercício na gravidez As mulheres de todas as idades beneficiam os efeitos da actividade física regular. Aproximadamente 15% das mulheres em idade reprodutiva fazem exercício regularmente, das quais a maioria deseja continuar com o exercício durante a gravidez. Para além disto, nesta fase da vida feminina, é imprescindível que a mulher adopte cuidados em relação ao próprio corpo. Porque são importantes? Eles facilitam o trabalho de parto, conservam o corpo da mulher, evitam dores nas costas, culotes, flacidez e melhoram a circulação. Quando a grávida pratica exercícios tem maior facilidade para recuperar o peso depois do parto. 9
  11. 11. Agrupamento de Escolas de Sardoal Quem tem restrições Os exercícios devem ser bem acompanhados em mulheres com anemia, diabéticas, hipertensas ou que já tiveram parto prematuro em uma gravidez anterior. Vasocapilar Excelente para a circulação. A mulher fica deitada, com pernas e braços para cima, e sacode as mãos, os braços, os pés e as pernas. Com o exercício, a placenta (fonte de alimentação e oxigenação do feto) dificilmente envelhece. É um bom exercício para hipertensas, para inchaço, varizes e hemorróidas. 10
  12. 12. Agrupamento de Escolas de Sardoal Contracção da Pélvis Essa actividade ajuda a posicionar o bebé correctamente. Com mãos e joelhos no chão, a gestante deve fazer o mesmo tipo de esforço que o exercício de cócoras. Cócoras Com ele, a mulher aprende a controlar o músculo da pélvis e obter o seu relaxamento na hora certa do parto. Nesta posição, a grávida deve contrair e relaxar a pélvis, como se estivesse a segurar a urina. A actividade também permite que o feto deslize melhor no momento do nascimento. Ponte Bom para evitar dor nas costas e no nervo ciático, que costuma incomodar as gestantes. Evita o parto prematuro. 11
  13. 13. Agrupamento de Escolas de Sardoal Sapinho Bom para fortalecer os músculos abdominais e os da pélvis. Ajuda a controlar as forças na hora do parto. Alongamento Para dor nas costas. Sentada, a mulher coloca as pernas abertas para a lateral e alonga para os lados e para a frente. 12
  14. 14. Agrupamento de Escolas de Sardoal Conclusão Neste trabalho concluímos que o exercício na gravidez tem uma grande importância tanto a nível de segurança no parto como facilidade ao efectuálo. Contudo o exercício na gravidez não é recomendado a todo o tuipo de mulheres. 13

×