Congresso Letramento

41.012 visualizações

Publicada em

(alguns textos foram adicionados aos slides, pela ausência do narrador)

Publicada em: Esportes, Negócios
2 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Boa noite Débora' meu nome é Sonia estou no terceiro
    semestre de pedagogia,na faculdade sumaré,o meu ppi é Libras letramento na educação de criança com deficiência auditiva. Gostaria se possível ter sua orientação sobre este tema, pois vi os videos e sei que serei orientada por uma verdadeira mestre no assunto.Obrigada pela sua atenção. o meu Email é luiz_soniasimonsi@yahoo.com.br
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Olá Débora,
    Obrigada pelo comentário. Gostei muito da sua apresentação também! Muito interessante o seu trabalho!
    Um abraço,
    Renata
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
41.012
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
38.094
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
177
Comentários
2
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Congresso Letramento

  1. 1. Escola para Crianças Surdas Rio Branco Fundação de Rotarianos de São Paulo COTIA - SP BRASIL AGO/2008 LETRAMENTO E SURDEZ Débora Caetano Kober CONGRESSO INTERNACIONAL BILINGÜISMO: Educação para Surdos – Práticas e Perspectivas
  2. 2. EDUCAÇÃO DE SURDOS Débora Caetano Kober Ago/2008 <ul><li>ORALISMO </li></ul><ul><ul><li>Visão patológica da surdez - CURA </li></ul></ul><ul><ul><li>ESTIGMA – incapacidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Desvio das práticas educacionais </li></ul></ul><ul><li>COMUNICAÇÃO TOTAL </li></ul><ul><ul><li>Foco ainda na audição e na fala </li></ul></ul><ul><ul><li>Sinais - recurso </li></ul></ul>
  3. 3. Língua de Sinais Débora Caetano Kober Ago/2008 <ul><li>Ênfase nos estudos sobre a Surdez </li></ul><ul><li>Respeito à diversidade lingüística </li></ul><ul><li>Reconhecimento como LÍNGUA (LEI No 10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000, LEI N.º 10.436 de 24 de abril de 2002 e DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005) </li></ul>
  4. 4. Débora Caetano Kober Ago/2008 O foco na audição e na fala desloca-se...
  5. 5. Débora Caetano Kober Ago/2008 Para a visão...
  6. 6. BILINGÜISMO LIBRAS + Língua Portuguesa (modalidade escrita) Débora Caetano Kober Ago/2008 <ul><li>Língua de Sinais - Língua natural do Surdo </li></ul><ul><li>Experiência na Língua e pela Língua </li></ul><ul><li>A 1ª língua dá sentido à 2ª língua </li></ul><ul><li>Identidade – língua e cultura </li></ul>Ilustrações : Cláudia Akemi <ul><li>Sujeito por inteiro: considerando suas percepções, suas experiências e suas emoções </li></ul>
  7. 7. Comunidade lingüística “ (...)a aquisição da língua precisa se dar diante do mundo e em meio a uma comunidade lingüística que ofereça um fundo estruturado que passe a ser estruturante.” (BICUDO e ESPOSITO, 1997) Ilustrações: Cláudia Akemi
  8. 8. Débora Caetano Kober Ago/2008 “ (...)a aquisição da língua precisa se dar diante do mundo e em meio a uma comunidade lingüística que ofereça um fundo estruturado que passe a ser estruturante.” (BICUDO e ESPOSITO, 1997)
  9. 9. Escola para Crianças Surdas Rio Branco Débora Caetano Kober Ago/2008 <ul><li>Escolarização </li></ul><ul><li>Educação Infantil: Jardim I e II </li></ul><ul><li>Ensino Fundamental: 1º ao 5º ano (de 9 anos) </li></ul><ul><li>Equipe (todos fluentes em LIBRAS) </li></ul><ul><li>Profissionais Surdos: 10 (05 são professores) </li></ul><ul><li>Profissionais Ouvintes: 10 (05 são professores) </li></ul>
  10. 10. ALFABETIZAÇÃO LETRAMENTO Débora Caetano Kober Ago/2008 (FERNANDES, 2006) Alfabetização Implicações para os surdos <ul><li>CONHECIMENTO PRÉVIO (cultura oral) </li></ul><ul><li>narrativas, piadas, parlendas, trava-línguas, rimas, músicas, etc.. </li></ul>Não há conhecimento prévio baseado na cultura oral. CÓDIGO ALFABÉTICO relacionando letras à palavras do universo da criança: nomes, objetos da sala de aula, brinquedos, frutas, etc. Ex. A da abelha, B da bola, O do ovo... Impossibilidade de estabelecer relações letra x som;
  11. 11. Débora Caetano Kober Ago/2008 (FERNANDES, 2006) Alfabetização Implicações para os surdos <ul><li>CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA </li></ul><ul><li>sílabas iniciais ou finais das palavras são destacadas </li></ul>PERCEPÇÃO ocorre por suas propriedades visuais e não auditivas <ul><li>LEITURA </li></ul><ul><li>da parte para o todo </li></ul><ul><li>a relação entre as imagens acústicas internalizadas e as unidades de significado </li></ul>Ausência de imagens acústicas que lhes conferem significado
  12. 12. Letra de uso social Débora Caetano Kober Ago/2008 (Bajard, E.)
  13. 13. Débora Caetano Kober Ago/2008
  14. 14. Observando produções escritas de criança ouvinte em processo formal de alfabetização Débora Caetano Kober Ago/2008
  15. 15. Débora Caetano Kober Ago/2008 Produções de crianças de Jardim II Aproximadamente 5/6 anos
  16. 16. “ PULVERIZANDO A LÍNGUA ESCRITA, OU PERFUMANDO COM A LÍNGUA ESCRITA” Débora Caetano Kober Ago/2008
  17. 17. “ PULVERIZANDO A LÍNGUA ESCRITA, OU PERFUMANDO COM A LÍNGUA ESCRITA” Débora Caetano Kober Ago/2008
  18. 18. Débora Caetano Kober Ago/2008
  19. 19. O HÁBITO DE LER E ESCREVER Diário - escrita livre
  20. 20. TRADUÇÃO Débora Caetano Kober Ago/2008 “ (...) a possibilidade da tradução é uma das poucas possibilidades, talvez a única praticável, de o intelecto superar os horizontes da língua. Durante esse processo, ele se aniquila provisoriamente. Evapora-se ao deixar o território da língua original, para condensar-se de novo ao alcançar a língua da tradução.” (FLUSSER, 2004)
  21. 21. Visualidade: é preciso aprender a ler o “texto” nas imagens Débora Caetano Kober Ago/2008
  22. 22. Visualidade: é preciso aprender a ler o “texto” nas imagens Débora Caetano Kober Ago/2008
  23. 23. Visualidade do texto escrito Débora Caetano Kober Ago/2008 Espanhol: http://br.youtube.com/watch?v=VucwRwn9YYM Inglês: http://br.youtube.com/watch?v=aGowCojcI_4&feature=related
  24. 24. Obrigada!! Débora Caetano Kober Coordenadora Pedagógica da Escola para Crianças Surdas Rio Branco Profª de Jovens e Adultos Surdos – EMEE “Profª Vera Lúcia Ap. Ribeiro” Mestranda do Programa de Tecnologias da Inteligência e Design Digital – PUC-SP [email_address] Ago/2008

×