Programa de auditoria comportamental

8.348 visualizações

Publicada em

1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
318
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Programa de auditoria comportamental

  1. 1. Auditoria ComportamentalEngº Antonio Fernando Navarro, M.Sc. São Francisco do Sul – 2003 Auditoria Comportamental Apresentação 1
  2. 2. Auditoria ComportamentalAuditoria Comportamental é aquela baseada naanálise do comportamento dos indivíduos, como objetivo de detectar, prematuramente,situações de riscos que esses possam estarexpostos.A Auditoria Comportamental também é conhecida como a AuditoriaBaseada em Atitudes (ABA).Inspeção versus AuditoriaInspeção AuditoriaCoisas Pessoas e coisasPassivo InterativoEspecialistas Qualquer umNão-conformidade Oportunidade p/melhoriaDocumentação DocumentaçãoAcompanhamento Acompanhamento 2
  3. 3. Auditoria ComportamentalAuditar significa comparar ações empreendidas comprocedimentos criados, para detectar-se discrepâncias.Os programas de auditorias comportamentais verificamas não conformidades relativas ao comportamentohumano, buscando conscientizar as pessoas para acorreção dos desvios.Auditoria Comportamental é aquela baseada na análisedo comportamento dos indivíduos, de seus atos eatitudes.Avaliação 3
  4. 4. AvaliaçãoBenefícios da Auditorian Focalizar a atenção em SMSn Comunicar e esclarecer padrões esperados de SMSn Avaliar o nível de entendimento e aplicação dos padrões de SMSn Identificar os pontos fortes e oportunidades de melhoria do sistema de gestãon Reforçar o comportamento em SMS quanto ao positivon Motivar as pessoasn Identificar onde as pessoas assumem riscosn Identificar e corrigir desviosn Evitar acidentes e incidentesn Promover maior interação da liderança com as atividades de campo 4
  5. 5. O conceito Iceberg Fatalidades / Ferimentos / Doenças Ocupacionais / Danos ao Meio Ambiente / Danos Materiais / Perda de Produtos O que você vê nem sempre é Do tamanho que é Incidentes Desvios Práticas e Condições Inseguras Pirâmide de “Frank Bird”1 - Fatalidades2 – Acidentes com afastamento 1 303 – Acidentes sem afastamento 3004 - Acidentes com perda de material / Primeiros 3000Socorros / Incidente com potencial de lesão 300005 – Desvios observados 5
  6. 6. Categorias de Observaçãon Reação das pessoas;n Posição das pessoas;n Uso de EPIs;n Utilização de ferramentas e equipamentos;n Procedimentos;n Ordem, arrumação e limpeza. 6
  7. 7. Reação das PessoasÉ importante observar como as pessoas reagemquando você entra em uma área. P.Ex. Será quealguém parece estar desconfortável, colocando osóculos de proteção ou abaixando seu protetor facial;mudando rapidamente sua posição corporal;rearrumando o trabalho; parando de trabalharcompletamente; ou ligando um fio terra ou trancandoum equipamento?Esse tipo de reação geralmente mostra que ela talvezestivesse cometendo algum desvio e tendo plenaconsciência de seu erro.Observação 7
  8. 8. Posição das pessoasn Alguém corre perigo de se ferir ao puxar ou erguer objetos pesados?n Alguém está em uma posição em que possa cair, ficar preso, colidir com algo ou ser atingido?n Alguém pode estar em contato com produtos perigosos, inalando, absorvendo ou ingerindo?n Alguém pode estar trabalhando com equipamentos ou ferramentas e com risco de se acidentar?Observação 8
  9. 9. Equipamentos de Proteção Individualn Os empregados estão utilizando o equipamento de proteção requerido? Ele fornece proteção adequada contra sua exposição a substâncias nocivas?n Os empregados estão utilizando os EPIs apropriadamente?n Se não estiverem, quais as razões?n O EPI é inconveniente ou desconfortável para uso?n O EPI está em boas condições e limpo?n Os empregados foram treinados sobre a forma correta de utilizar os EPIs?Observação 9
  10. 10. Ferramentas e Equipamentosn Estão sendo utilizadas ferramentas improvisadas?n Os equipamentos / ferramentas são os corretos para o trabalho? Eles previnem contra riscos desnecessários? São adequados para a área de trabalho?n Estão sendo usados adequadamente?n Estão em condições seguras?n Os operários foram treinados sobre o seu manejo correto e seguro?Observação 10
  11. 11. ObservaçãoProcedimentosn Existe procedimento para o trabalho?n O procedimento está sendo aplicado?n O empregado conhece e foi treinado no procedimento?n Os procedimentos estão escritos, disponíveis e atualizados?n Os empregados conhecem os riscos do trabalho?n Os procedimentos estão sendo acompanhados pelo supervisor da obra? 11
  12. 12. Ordem, arrumação e limpezan O local de trabalho é limpo e arrumado?n Os materiais e ferramentas são guardados apropriadamente?n Os produtos químicos estão estocados adequadamente?n Há isolamento e sinalização da área?n Há produtos químicos ou perigosos vazando no solo?n Há outro tipo de poluição ambiental?Fatores a serem observadosReação das pessoas: Esse tipo de análise possibilita determinar em que condições ou estado as pessoas se encontravam antes da auditoria, ou seja, se expostas ou não a riscos desnecessários. Deve-se observar nessa análise:n Mudança de posição ou de procedimento;n Paralisação dos serviços;n Ajuste de EPIs;n Uso ou guarda de equipamentos ou ferramentas. 12
  13. 13. 13
  14. 14. Posição das Pessoas A posição que as pessoas possam estar no momento da realização da auditoria pode indicar uma série de problemas, como: postura, treinamento, motivação, supervisão e outros. Assim, deve-se analisar aspectos como:n Pessoas passando por baixo de partes de equipamentos;n Pessoas transitando entre equipamentos;n Queda de objetos ou ferramentas, etc. 14
  15. 15. 15
  16. 16. Fatores a serem observadosUso de EPIs:O não uso dos EPIs denota falta de: conhecimento, treinamento,supervisão ou resistência ao uso.Nos programas de Auditoria Comportamental, devem ser verificadasa utilização dos EPIs que sejam exigidos ou recomendados para osserviços desenvolvidos.Deve-se ter cuidado, ao realizar uma auditoria, para não se penalizarum funcionário injustamente. Muitas vezes esse pode estar semóculos por o estar limpando. Pode não estar com o capacete porestar tirando o suor do rosto, pode estar ajustando ou trocando umaluva, ou reinserindo um plug no ouvido. 16
  17. 17. 17
  18. 18. Fatores a serem observadosUtilização de ferramentas e equipamentos:É comum o emprego improvisado de ferramentas, em função dofato dos operários não quererem perder tempo para empregar aferramenta correta. O uso de ferramentas improvisadas representapotencial risco de acidentes ao trabalhador. Assim, recomenda-severificar:n Ferramenta adequada para execução do serviço;n Ferramenta empregada corretamente. 18
  19. 19. 19
  20. 20. 20
  21. 21. 21
  22. 22. Fatores a serem observadosProcedimentos:A análise dos procedimentos é importante para saber se osoperários encontram-se seguros na execução de suas tarefas.Assim, deve-se analisar se:n Existem procedimentos;n Os procedimentos estão sendo cumpridos;n Todos os envolvidos conhecem os procedimentos;n Todos foram treinados nos procedimentos. 22
  23. 23. Excelência pelas açõesn Observação do que a Política de Segurança determina;n Uso de Epis recomendados;n Discussão dos aspectos de segurança com subordinados;n Ser o primeiro a aderir à Segurança;n Priorizar sempre as ações de segurança;n Conhecer os serviços a serem executados;n Auditar sua área diariamente;n Tomar sempre ações corretivas;n Manter a disciplina em todas as frentes de serviço. 23
  24. 24. 24
  25. 25. Habilidades requeridasPara a realização de programas de AuditoriaComportamental são exigidas certas habilidades doauditor, como:n Ser perspicaz;n Ser paciente;n Observar, ao invés de simplesmente olhar;n Ser voluntarioso;n Ser pró ativo;n Saber ouvir;n Ter experiência;n Conhecer procedimentos.Habilidades requeridasn Saber o que procurarn Mentalizar previamente os possíveis desvios da atividaden Saber observar antes de agirn Tomar cuidado com hábitos e familiaridadesn Não se satisfazer com impressões gerais (buscar as informações)n Registrar as constatações sistematicamenten Não misturar o objetivo da visita com outros 25
  26. 26. Estar atenton A desvios (função, comportamento, conduta, procedimentos e outros).n A práticas de trabalho que possam gerar danos às pessoas, ao meio ambiente ou ao patrimônio da empresa.Abordando um funcionárion Identifique-se junto ao funcionário;n Observe e faça com que o empregado lhe dê atenção;n Se não estiver executando um ato inseguro comente com ele asboas práticas executadas;n Comente com o funcionário os benefícios dessa boa prática;n Explique-lhe outras alternativas de execução dos serviços;n Procure convencê-lo a repassar aos demais funcionários suaexperiência;n Converse com ele procurando conseguir sua concordância;n Converse sobre outros itens de segurança;n Peça sugestões para a melhoria de procedimentos e ambientede trabalho;n Agradeça ao funcionário. 26
  27. 27. Abordando funcionário cometendo atoinseguron Identifique-se junto ao funcionário;n Observe e faça com que o empregado lhe dê atenção,interrompendo o desvio;n Comente com o funcionário as razões da interrupção dosserviços;n Comente sobre o que o empregado estava fazendo de maneirasegura. Elogie-o;n Explique-lhe o modo correto para trabalhar;n Explique-lhe as conseqüências de seu ato inseguro;n Converse com ele procurando conseguir sua concordância;n Converse sobre outros itens de segurança;n Peça sugestões para a melhoria de procedimentos e ambientede trabalho;n Agradeça ao funcionário.Conversando sobre Atos Insegurosn Procure apresentar seu ponto de vista de maneira segura e tranqüila;n Obtenha do empregado o ponto de vista dele;n Focalize sempre as conseqüências e não os próprios atos;n Pergunte para obter esclarecimento e para esclarecer o funcionário;n Pergunte sempre com o objetivo de aprender e não de repreender;n Peça sugestões para a melhoria de procedimentos e ambiente de trabalho;n Lembre-se sempre que o sucesso do seu trabalho dependerá do sucesso da sua abordagem. 27
  28. 28. Procedimentos de abordagemAntes de abordar um funcionário trabalhandoverifique se esse está:n Utilizando os EPIs;n Em área segura;n Em postura segura;n Executando de modo correto suas atividades;n Com as ferramentas adequadas;n Acompanhado pelo Supervisor;n Com a PT ou PTT em local visível. 28
  29. 29. Refletindo sobre suas experiênciasn Como foi o trabalho?n O que foi mais fácil?n O que foi mais difícil?n Quais as reações das pessoas abordadas?n Quantos Atos Inseguros foram observados?n Quantos Atos Inseguros foram corrigidos?n Quais os potenciais acidentes de cada Ato Inseguro?n Quais foram as solicitações de segurança que foram repassadas?Pontos importantes para ser um bomobservadorn Ser seletivo:n Saber o que procurar;n Praticar, sempre;n Manter a mente sempre aberta;n Evitar os hábitos familiares;n Nunca se satisfazer com impressões gerais;n Nunca se satisfazer com as primeiras impressões;n Procurar sempre ouvir mais de 1 depoimento;n Registrar sempre tudo o que observou. 29

×