SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
11
Prof. Dr. Alberto PossettiProf. Dr. Alberto Possetti
E-mail:E-mail: possetti@fesppr.brpossetti@fesppr.br
Site: http://www.fesppr.br/~possetti/atuariaisSite: http://www.fesppr.br/~possetti/atuariais
TÉCNICAS ATUARIAIS DE SEGUROSTÉCNICAS ATUARIAIS DE SEGUROS
2
TÉCNICAS ATUARIAIS DETÉCNICAS ATUARIAIS DE
SEGUROSSEGUROS
 RE – Ramos ElementaresRE – Ramos Elementares
 VG – Vida em GrupoVG – Vida em Grupo
 Seguro SaúdeSeguro Saúde
 APC– AcidentesAPC– Acidentes
Pessoais ColetivosPessoais Coletivos
3
ROTEIRO DA APRESENTAÇÃOROTEIRO DA APRESENTAÇÃO
 Conceituação sobreConceituação sobre SegurosSeguros
 SNSP –SNSP – Sistema Nacional de Seguros PrivadosSistema Nacional de Seguros Privados
 Seguro Social e Seguro PrivadoSeguro Social e Seguro Privado
 Fundamentos Técnicos do SeguroFundamentos Técnicos do Seguro
 Elementos do Contrato de SeguroElementos do Contrato de Seguro
 Métodos de Análise de uma SeguradoraMétodos de Análise de uma Seguradora
 Provisões TécnicasProvisões Técnicas
 Assuntos Técnicos Emergentes sobre SeguroAssuntos Técnicos Emergentes sobre Seguro
 Novos Produtos do Ramo VidaNovos Produtos do Ramo Vida
 Questões Técnico-Operacionais no MercadoQuestões Técnico-Operacionais no Mercado
SeguradorSegurador
4
Conceituação Clássica de SeguroConceituação Clássica de Seguro
““Seguro é uma operação pela qual,Seguro é uma operação pela qual, [[ mediante omediante o
pagamento de uma pequenapagamento de uma pequena remuneraçãoremuneração,,
denominadadenominada prêmioprêmio]] uma pessoa, ouma pessoa, o seguradosegurado,,
se faz prometer para si próprio ou para outrem,se faz prometer para si próprio ou para outrem,
[[ no caso da ocorrência de um eventono caso da ocorrência de um evento
determinado, a que se dá o nome dedeterminado, a que se dá o nome de riscorisco ]] porpor
meio de uma prestação de uma terceira pessoa, omeio de uma prestação de uma terceira pessoa, o
segurador, que, assumindo um conjunto de riscos,segurador, que, assumindo um conjunto de riscos,
os compensa de acordo com as leis da estatísticaos compensa de acordo com as leis da estatística
e o princípio do mutualismo.”e o princípio do mutualismo.”
Joseph Hérmard
5
Elementos Essenciais doElementos Essenciais do
SeguroSeguro
1 SEGURADO1 SEGURADO
2 SEGURADOR2 SEGURADOR
3 RISCO3 RISCO
4 PRÊMIO4 PRÊMIO
5 INDENIZAÇÃO5 INDENIZAÇÃO
PESSOA FÍSICA (beneficiário)
PESSOA JURÍDICA (estipulante)
PESSOA JURÍDICA
FUTURO, POSSÍVEL E INCERTO
IMPORTÂNCIA SEGURADA (IS) x TAXA RISCO
REGULAÇÃO
LIQUIDAÇÃO
6
INDENIZAÇÃOINDENIZAÇÃO
 Valor dos Prejuízos (VP)Valor dos Prejuízos (VP)
 Importância Segurada (IS)Importância Segurada (IS)
 Valor em Risco (VR)Valor em Risco (VR)
 Valor de Novo (VN)Valor de Novo (VN)
 Valor Atual (VA)Valor Atual (VA)
 Depreciação (D = VN – VA)Depreciação (D = VN – VA)
 IdadeIdade
 UsoUso
 Estado de ConservaçãoEstado de Conservação
 Coeficiente deCoeficiente de
proporcionalidade (k)proporcionalidade (k)
{[k = (IS/VR) x 100]},{[k = (IS/VR) x 100]},
adimensionaladimensional →→ [%][%]
 Franquia (F)Franquia (F)
 Obrigatória (FO)Obrigatória (FO)
 Facultativa (FF)Facultativa (FF)
 Simples (FS)Simples (FS)
 Dedutível (FD)Dedutível (FD)
 Salvados (S)Salvados (S)
 (+) Seguradora(+) Seguradora
 (-) Segurado(-) Segurado
7
CARACTERÍSTICAS GERAIS DOSCARACTERÍSTICAS GERAIS DOS
SEGUROSSEGUROS
 PREVIDÊNCIAPREVIDÊNCIA
 INCERTEZAINCERTEZA
 MUTUALISMOMUTUALISMO
8
Condições e Cláusulas dosCondições e Cláusulas dos
SegurosSeguros
 GeraisGerais
 Especiais ou para Riscos AcessóriosEspeciais ou para Riscos Acessórios
 ParticularesParticulares
9
DOCUMENTOS DO CONTRATO DEDOCUMENTOS DO CONTRATO DE
SEGUROSSEGUROS
 PROPOSTAPROPOSTA
 APÓLICEAPÓLICE
 BILHETEBILHETE
 AVERBAÇÃOAVERBAÇÃO
 FATURAFATURA
 NOTA DE SEGURONOTA DE SEGURO
 FICHA DEFICHA DE
COMPENSAÇÃOCOMPENSAÇÃO
 COMANDO DECOMANDO DE
COSSEGUROCOSSEGURO
 COMANDO DE PRODUÇÃOCOMANDO DE PRODUÇÃO
 ANEXO DE COSSEGUROANEXO DE COSSEGURO
 ANEXO DEANEXO DE
FRACIONAMENTOFRACIONAMENTO
 CERTIFICADO INDIVIDUALCERTIFICADO INDIVIDUAL
 ENDOSSO (Cobrança,ENDOSSO (Cobrança,
Restituição e Neutro)Restituição e Neutro)
10
Sistema Nacional de SegurosSistema Nacional de Seguros
Privados - SNSPPrivados - SNSP
 CNSP –CNSP – Conselho Nacional de Seguros PrivadosConselho Nacional de Seguros Privados
 SUSEP –SUSEP – Superintendência de Seguros PrivadosSuperintendência de Seguros Privados
 IRB - Brasil Re.:IRB - Brasil Re.: IRB - Brasil RessegurosIRB - Brasil Resseguros
 Resseguradoras estrangeiras (Munch Re.; Swiss Re.; Koln Re.)Resseguradoras estrangeiras (Munch Re.; Swiss Re.; Koln Re.)
 Previdência PrivadaPrevidência Privada
 Companhias de Seguros – SeguradorasCompanhias de Seguros – Seguradoras
 Vida, Saúde e Ramos ElementaresVida, Saúde e Ramos Elementares
 Sociedades de CapitalizaçãoSociedades de Capitalização
 Corretoras de SegurosCorretoras de Seguros
 PrepostosPrepostos
11
Outros Órgãos CompetentesOutros Órgãos Competentes
 Fenaseg – Federação Nacional de SegurosFenaseg – Federação Nacional de Seguros
Privados e outrasPrivados e outras
 Fenacor – Federação Nacional de CorretoresFenacor – Federação Nacional de Corretores
 Funenseg – Fundação Escola Nacional deFunenseg – Fundação Escola Nacional de
SegurosSeguros
 Sindicatos Representativos de SegurosSindicatos Representativos de Seguros
 Comitês Locais de SegurosComitês Locais de Seguros
12
Classificação do Seguro - NaturezaClassificação do Seguro - Natureza
Seguro SocialSeguro Social
 PrevidênciaPrevidência
 CapitalizaçãoCapitalização
Seguro PrivadoSeguro Privado Vida
Não Vida
13
Classificação do SeguroClassificação do Seguro
Privado - LeiPrivado - Lei
 Vida (Ramo Vida)Vida (Ramo Vida)
 Individual (VI)Individual (VI)
 Coletivo (VG)Coletivo (VG)
 Não Vida (Ramos Elementares)Não Vida (Ramos Elementares)
 TransportesTransportes
 Responsabilidade CivilResponsabilidade Civil
 Lucros CessantesLucros Cessantes
 IncêndioIncêndio
 AutomóvelAutomóvel
 Outros (Multirriscos)Outros (Multirriscos)
14
 Seguro de PessoasSeguro de Pessoas
 VidaVida
 SaúdeSaúde
 Acidentes PessoaisAcidentes Pessoais
 Acidente de TrabalhoAcidente de Trabalho
Classificação do SeguroClassificação do Seguro
PrivadoPrivado
15
Classificação do Seguro -Classificação do Seguro -
PProporcionalidaderoporcionalidade
 Seguros proporcionaisSeguros proporcionais
 Com Cláusula de RateioCom Cláusula de Rateio
 Rateio Parcial (% VR)Rateio Parcial (% VR)
 A 1º Risco relativoA 1º Risco relativo
 Indenização (I)Indenização (I)
→ I = (VP – FDI = (VP – FD ±± S) x kS) x k
→ VPVP ≤≤ IS, VRIS, VR
 K = IS/VRK = IS/VR
 K >1K >1 ↔↔ 11
 K=1K=1 ↔↔ 11
 K<1K<1 ↔↔ IS/VRIS/VR
 Seguros não proporcionaisSeguros não proporcionais
 Sem Cláusula de RateioSem Cláusula de Rateio
 A 1º Risco AbsolutoA 1º Risco Absoluto
 A 2º ....nº Risco AbsolutoA 2º ....nº Risco Absoluto
 Indenização (I)Indenização (I)
→ I = VP – FDI = VP – FD ±± SS
→ VPVP ≤≤ IS, VRIS, VR
16
Classificação do SeguroClassificação do Seguro
 PRAZOPRAZO
 CURTOCURTO
 MENOR DO QUE UMMENOR DO QUE UM
ANOANO
 ANUALANUAL
 UM ANOUM ANO
 LONGOLONGO
 MAIOR DO QUE UM ANOMAIOR DO QUE UM ANO
 PRTPRT
 PRO RATA TEMPORISPRO RATA TEMPORIS
 CONTRIBUIÇÃOCONTRIBUIÇÃO
 CONTRIBUTÁRIOCONTRIBUTÁRIO
 COLETIVOSCOLETIVOS
 SEGURADOSSEGURADOS
 ESTIPULANTESESTIPULANTES
 NÃONÃO
CONTRIBUTÁRIOCONTRIBUTÁRIO
17
Classificação do SeguroClassificação do Seguro
 Risco – Ramos ouRisco – Ramos ou
ModalidadesModalidades
 IncêndioIncêndio
 TransportesTransportes
 Riscos de EngenhariaRiscos de Engenharia
 Vida, SaúdeVida, Saúde
 Responsabilidade Civil GeralResponsabilidade Civil Geral
 ObrigatoriedadeObrigatoriedade
 ObrigatórioObrigatório
 Facultativo ou NãoFacultativo ou Não
ObrigatórioObrigatório
 MutualismoMutualismo
 Não MútuoNão Mútuo
 Nominados ou NomeadosNominados ou Nomeados
 Ramos NobresRamos Nobres
 MútuoMútuo
 MultirriscosMultirriscos
 SimplificadosSimplificados
 MassificadosMassificados
 PrêmioPrêmio
 FixoFixo
 AjustávelAjustável
18
Pulverização de Riscos - Garantias p/ o SeguradorPulverização de Riscos - Garantias p/ o Segurador
 Cosseguro -Cosseguro - Cia. Líder eCia. Líder e
Congênere(s)Congênere(s)
 Comercial, Técnico, Misto eComercial, Técnico, Misto e PoolPool de Seguradorasde Seguradoras
 Resseguro - Retenção e CessãoResseguro - Retenção e Cessão
 RER, RQP, RED, RC,RER, RQP, RED, RC, STOP LOSSSTOP LOSS
 RetrocessãoRetrocessão
 Excedente(s) País, EURE , Resseguro AvulsoExcedente(s) País, EURE , Resseguro Avulso
19
Fundamentos TécnicosFundamentos Técnicos
Princípios do Mutualismo
Estatística e Cálculo das Probabilidades
Pulverização dos Riscos
Homogeneidade dos expostos ao risco
Seleção para o Seguro
20
Índices Básicos Importantes naÍndices Básicos Importantes na
Análise de uma Carteira deAnálise de uma Carteira de
SegurosSeguros
SinistrosdeºN
PrejuízodeTotal
Sinistro Médio =
SegurosdeºN
SinistrodeºN
Probabilidade de Ocorrer um Sinistro =
SegurosdeºN
SeguradosCapitaisdosTotal
Capital Segurado Médio =
21
Análise do Risco a ser CobertoAnálise do Risco a ser Coberto
Risco NormalRisco Normal TarifaçãoTarifação
própriaprópria
Risco Subnormal ou AgravadoRisco Subnormal ou Agravado
Risco SupernormalRisco Supernormal
Tarifação
própria mais
adicional
Tarifação própria
menos descontos
22
PrêmioPrêmio
 Prêmio puro (Prêmio puro (netnet) ou de risco) ou de risco
 Carregamento ou SobretaxasCarregamento ou Sobretaxas
 De vendasDe vendas
 AdministrativoAdministrativo
 Prêmio comercialPrêmio comercial
Propaganda
Corretagem
23
Análise de uma SeguradoraAnálise de uma Seguradora
 ESTÁTICAESTÁTICA
 Por carteira ou no conjuntoPor carteira ou no conjunto
 LiquidezLiquidez
 SolvênciaSolvência
 DINÂMICADINÂMICA
Envolve análise do futuro, políticas da Seguradora.Envolve análise do futuro, políticas da Seguradora.
24
Análise EstáticaAnálise Estática
 ÍndicesÍndices
Custos Operacionais (DA + DC)Custos Operacionais (DA + DC)
 DA – Despesas AdministrativasDA – Despesas Administrativas
 DC – Despesas ComerciaisDC – Despesas Comerciais
 CombinadosCombinados
Prêmio (P)
Sinistro (S)
Sinistralidade =
25
Análise EstáticaAnálise Estática
 Provisões TécnicasProvisões Técnicas
 CoberturasCoberturas
 Análise FinanceiraAnálise Financeira (Patrimônio(Patrimônio
Líquido e Composição dos Ativos)Líquido e Composição dos Ativos)
 Exposição da Carteira aoExposição da Carteira ao
RiscoRisco
26
 Seguros em Regime de Repartição SimplesSeguros em Regime de Repartição Simples
 PPNG – Provisão de Prêmios Não GanhosPPNG – Provisão de Prêmios Não Ganhos
 PIP – Provisão de Insuficiência de PrêmioPIP – Provisão de Insuficiência de Prêmio
 POR – Provisão de Oscilação de RiscosPOR – Provisão de Oscilação de Riscos
 PSL – Provisão de Sinistros a LiquidarPSL – Provisão de Sinistros a Liquidar
 IBNR – Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados (IBNR – Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados (Incured ButIncured But
Not ReportNot Report))
(Exigem Nota Técnica Atuarial para determinação do(Exigem Nota Técnica Atuarial para determinação do
método atuarial a ser aplicado, bem como pelo menos 1método atuarial a ser aplicado, bem como pelo menos 1
vez por ano, na Avaliação Atuarial anual, análise davez por ano, na Avaliação Atuarial anual, análise da
consistência do método adotado)consistência do método adotado)
Provisões TécnicasProvisões Técnicas
27
Provisões TécnicasProvisões Técnicas
. Seguros em Regime de Repartição de
Capitais de Cobertura
 PMBC – Provisão Matemática de Benefícios Concedidos
. Seguros em Regime de Capitalização
 PMBAC – Provisão Matemática de Benefícios a Conceder
 PMBC – Provisão Matemática de Benefícios Concedidos
28
INSTRUMENTOS PARA ANÁLISE DASINSTRUMENTOS PARA ANÁLISE DAS
GARANTIAS FINANCEIRAS DE UMA SEGURADORAGARANTIAS FINANCEIRAS DE UMA SEGURADORA
 Provisões Técnicas
 Capital Mínimo
 Margem de Solvência
 Limite de Retenção
 Ativos Garantidores
 Outros decorrentes de conhecimentos
específicos das carteiras
29
Demonstrativos de ResultadosDemonstrativos de Resultados
Resultado Financeiro (+)
Resultado Total (=)
Impostos (-)
Resultado Líquido Total (=)
Comissões
Despesas Administrativas
Despesas Totais (-)
Resultado de Underwriting (=)
Prêmios Emitidos
(+) PPNG início do período
(-) PPNG fim do período
Sinistros Incorridos (-)
Prêmios Ganhos (+)
Sinistros Pagos
(+) PSL no fim do período
(-) PSL início do período
30
Modelos de análiseModelos de análise
Por carteira
Pelo conjunto de carteiras (Seguradora)
Teoria do Risco Coletivo
Análise Financeira Dinâmica
(Modelagens de tábuas biométricas, run offs,
freqüências, taxa de juros, etc)
31
ALM – Asset Liability Management
DFA – Dynamic Financial Analysis
Stochastic Modeling
RM – Reinsurance Models
Temas Técnicos Emergentes na Área de Seguros
32
Produtos de acumulação financeira
 VGBL – Vida Gerador de Benefícios Livre
 VAGP – Vida Atualização Garantida e
Performance
 VRGP – Vida Rentabilidade Garantida e
Performance
Novos Produtos do Ramo Vida
33
 Comercialização
 Fraude
 Demandas Judiciais
 Arbitragem
 Resseguros
QUESTÕES TÉCNICO–OPERACIONAIS NO MERCADO
SEGURADOR
34
possetti@fesppr.br.
+55 41 9967-8830
possetti@fesppr.br.
+55 41 9967-8830

Mais conteúdo relacionado

Destaque (6)

Introdução à atuária
Introdução à atuáriaIntrodução à atuária
Introdução à atuária
 
Fundamentação técnica e atuarial dos seguros de vida
Fundamentação técnica e atuarial dos seguros de vidaFundamentação técnica e atuarial dos seguros de vida
Fundamentação técnica e atuarial dos seguros de vida
 
O risco sob o ponto de vista do atuário uma visão simplificada
O risco sob o ponto de vista do atuário   uma visão simplificadaO risco sob o ponto de vista do atuário   uma visão simplificada
O risco sob o ponto de vista do atuário uma visão simplificada
 
História do seguro no Brasil
História do seguro no BrasilHistória do seguro no Brasil
História do seguro no Brasil
 
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Os seguros e os riscos   como compreendê-losOs seguros e os riscos   como compreendê-los
Os seguros e os riscos como compreendê-los
 
Ciências atuariais
Ciências atuariaisCiências atuariais
Ciências atuariais
 

Semelhante a Tecnicas atuariais dos seguros

Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Editora Roncarati
 
A evolução da técnica de gerência de riscos
A evolução da técnica de gerência de riscosA evolução da técnica de gerência de riscos
A evolução da técnica de gerência de riscos
Maichel Toniasso
 
Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.
Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.
Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.
Luiz Carlos de Almeida
 

Semelhante a Tecnicas atuariais dos seguros (20)

Bases tecnicas das empresas securitarias
Bases tecnicas das empresas securitariasBases tecnicas das empresas securitarias
Bases tecnicas das empresas securitarias
 
Aula 20180613-seguros-ica
Aula 20180613-seguros-icaAula 20180613-seguros-ica
Aula 20180613-seguros-ica
 
fevereiro 2013 | josé ribeiro seguros
fevereiro 2013 | josé ribeiro segurosfevereiro 2013 | josé ribeiro seguros
fevereiro 2013 | josé ribeiro seguros
 
6º Resseguro - Resseguro, Dez Anos de Mercado Local. Próximos Passos - Rodrig...
6º Resseguro - Resseguro, Dez Anos de Mercado Local. Próximos Passos - Rodrig...6º Resseguro - Resseguro, Dez Anos de Mercado Local. Próximos Passos - Rodrig...
6º Resseguro - Resseguro, Dez Anos de Mercado Local. Próximos Passos - Rodrig...
 
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
 
Dinâmica de março
Dinâmica de marçoDinâmica de março
Dinâmica de março
 
35926403 apostila-contabilidade-seguros
35926403 apostila-contabilidade-seguros35926403 apostila-contabilidade-seguros
35926403 apostila-contabilidade-seguros
 
Contabilidade de seguros
Contabilidade de segurosContabilidade de seguros
Contabilidade de seguros
 
Apostila contabilidade seguros
Apostila contabilidade segurosApostila contabilidade seguros
Apostila contabilidade seguros
 
Apresentação jacometo seguros
Apresentação jacometo segurosApresentação jacometo seguros
Apresentação jacometo seguros
 
Cadernos de Seguro: Segurança de Sistemas Industriais - dimensionamento das p...
Cadernos de Seguro: Segurança de Sistemas Industriais - dimensionamento das p...Cadernos de Seguro: Segurança de Sistemas Industriais - dimensionamento das p...
Cadernos de Seguro: Segurança de Sistemas Industriais - dimensionamento das p...
 
Introducao seguros
Introducao segurosIntroducao seguros
Introducao seguros
 
Resseguro
ResseguroResseguro
Resseguro
 
A evolução da técnica de gerência de riscos
A evolução da técnica de gerência de riscosA evolução da técnica de gerência de riscos
A evolução da técnica de gerência de riscos
 
A evolução da gerência de riscos
A evolução da gerência de riscosA evolução da gerência de riscos
A evolução da gerência de riscos
 
Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.
Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.
Controle de acidentes Parte 3 Final - Controle Total dos Acidentes.
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
 
Cadernos de seguro a evolução da técnica de gerência de riscos
Cadernos de seguro   a evolução da técnica de gerência de riscosCadernos de seguro   a evolução da técnica de gerência de riscos
Cadernos de seguro a evolução da técnica de gerência de riscos
 
6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Arthur Sanches
 6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Arthur Sanches 6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Arthur Sanches
6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Arthur Sanches
 
20120209 microinsurance soc cienciasdoseguro claudia melo
20120209 microinsurance soc cienciasdoseguro claudia melo20120209 microinsurance soc cienciasdoseguro claudia melo
20120209 microinsurance soc cienciasdoseguro claudia melo
 

Mais de Universidade Federal Fluminense

Mais de Universidade Federal Fluminense (20)

Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalPunto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
 
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentTipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
 
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuroPegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
 
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de segurosRc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
 
Liderança da gestão
Liderança da gestãoLiderança da gestão
Liderança da gestão
 
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
 
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
 
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
Editora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notíciasEditora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notícias
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
 
Cenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscosCenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscos
 
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
 
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
 
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
 
Utilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismoUtilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismo
 
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
 
Teste de adequação de passivos susep
Teste de adequação de passivos   susepTeste de adequação de passivos   susep
Teste de adequação de passivos susep
 
Teoria do risco
Teoria do riscoTeoria do risco
Teoria do risco
 
Teoria do risco tese de doutoramento
Teoria do risco   tese de doutoramentoTeoria do risco   tese de doutoramento
Teoria do risco tese de doutoramento
 
Teoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguroTeoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguro
 
Tábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidadeTábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidade
 
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenasegTábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 

Tecnicas atuariais dos seguros

  • 1. 11 Prof. Dr. Alberto PossettiProf. Dr. Alberto Possetti E-mail:E-mail: possetti@fesppr.brpossetti@fesppr.br Site: http://www.fesppr.br/~possetti/atuariaisSite: http://www.fesppr.br/~possetti/atuariais TÉCNICAS ATUARIAIS DE SEGUROSTÉCNICAS ATUARIAIS DE SEGUROS
  • 2. 2 TÉCNICAS ATUARIAIS DETÉCNICAS ATUARIAIS DE SEGUROSSEGUROS  RE – Ramos ElementaresRE – Ramos Elementares  VG – Vida em GrupoVG – Vida em Grupo  Seguro SaúdeSeguro Saúde  APC– AcidentesAPC– Acidentes Pessoais ColetivosPessoais Coletivos
  • 3. 3 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃOROTEIRO DA APRESENTAÇÃO  Conceituação sobreConceituação sobre SegurosSeguros  SNSP –SNSP – Sistema Nacional de Seguros PrivadosSistema Nacional de Seguros Privados  Seguro Social e Seguro PrivadoSeguro Social e Seguro Privado  Fundamentos Técnicos do SeguroFundamentos Técnicos do Seguro  Elementos do Contrato de SeguroElementos do Contrato de Seguro  Métodos de Análise de uma SeguradoraMétodos de Análise de uma Seguradora  Provisões TécnicasProvisões Técnicas  Assuntos Técnicos Emergentes sobre SeguroAssuntos Técnicos Emergentes sobre Seguro  Novos Produtos do Ramo VidaNovos Produtos do Ramo Vida  Questões Técnico-Operacionais no MercadoQuestões Técnico-Operacionais no Mercado SeguradorSegurador
  • 4. 4 Conceituação Clássica de SeguroConceituação Clássica de Seguro ““Seguro é uma operação pela qual,Seguro é uma operação pela qual, [[ mediante omediante o pagamento de uma pequenapagamento de uma pequena remuneraçãoremuneração,, denominadadenominada prêmioprêmio]] uma pessoa, ouma pessoa, o seguradosegurado,, se faz prometer para si próprio ou para outrem,se faz prometer para si próprio ou para outrem, [[ no caso da ocorrência de um eventono caso da ocorrência de um evento determinado, a que se dá o nome dedeterminado, a que se dá o nome de riscorisco ]] porpor meio de uma prestação de uma terceira pessoa, omeio de uma prestação de uma terceira pessoa, o segurador, que, assumindo um conjunto de riscos,segurador, que, assumindo um conjunto de riscos, os compensa de acordo com as leis da estatísticaos compensa de acordo com as leis da estatística e o princípio do mutualismo.”e o princípio do mutualismo.” Joseph Hérmard
  • 5. 5 Elementos Essenciais doElementos Essenciais do SeguroSeguro 1 SEGURADO1 SEGURADO 2 SEGURADOR2 SEGURADOR 3 RISCO3 RISCO 4 PRÊMIO4 PRÊMIO 5 INDENIZAÇÃO5 INDENIZAÇÃO PESSOA FÍSICA (beneficiário) PESSOA JURÍDICA (estipulante) PESSOA JURÍDICA FUTURO, POSSÍVEL E INCERTO IMPORTÂNCIA SEGURADA (IS) x TAXA RISCO REGULAÇÃO LIQUIDAÇÃO
  • 6. 6 INDENIZAÇÃOINDENIZAÇÃO  Valor dos Prejuízos (VP)Valor dos Prejuízos (VP)  Importância Segurada (IS)Importância Segurada (IS)  Valor em Risco (VR)Valor em Risco (VR)  Valor de Novo (VN)Valor de Novo (VN)  Valor Atual (VA)Valor Atual (VA)  Depreciação (D = VN – VA)Depreciação (D = VN – VA)  IdadeIdade  UsoUso  Estado de ConservaçãoEstado de Conservação  Coeficiente deCoeficiente de proporcionalidade (k)proporcionalidade (k) {[k = (IS/VR) x 100]},{[k = (IS/VR) x 100]}, adimensionaladimensional →→ [%][%]  Franquia (F)Franquia (F)  Obrigatória (FO)Obrigatória (FO)  Facultativa (FF)Facultativa (FF)  Simples (FS)Simples (FS)  Dedutível (FD)Dedutível (FD)  Salvados (S)Salvados (S)  (+) Seguradora(+) Seguradora  (-) Segurado(-) Segurado
  • 7. 7 CARACTERÍSTICAS GERAIS DOSCARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SEGUROSSEGUROS  PREVIDÊNCIAPREVIDÊNCIA  INCERTEZAINCERTEZA  MUTUALISMOMUTUALISMO
  • 8. 8 Condições e Cláusulas dosCondições e Cláusulas dos SegurosSeguros  GeraisGerais  Especiais ou para Riscos AcessóriosEspeciais ou para Riscos Acessórios  ParticularesParticulares
  • 9. 9 DOCUMENTOS DO CONTRATO DEDOCUMENTOS DO CONTRATO DE SEGUROSSEGUROS  PROPOSTAPROPOSTA  APÓLICEAPÓLICE  BILHETEBILHETE  AVERBAÇÃOAVERBAÇÃO  FATURAFATURA  NOTA DE SEGURONOTA DE SEGURO  FICHA DEFICHA DE COMPENSAÇÃOCOMPENSAÇÃO  COMANDO DECOMANDO DE COSSEGUROCOSSEGURO  COMANDO DE PRODUÇÃOCOMANDO DE PRODUÇÃO  ANEXO DE COSSEGUROANEXO DE COSSEGURO  ANEXO DEANEXO DE FRACIONAMENTOFRACIONAMENTO  CERTIFICADO INDIVIDUALCERTIFICADO INDIVIDUAL  ENDOSSO (Cobrança,ENDOSSO (Cobrança, Restituição e Neutro)Restituição e Neutro)
  • 10. 10 Sistema Nacional de SegurosSistema Nacional de Seguros Privados - SNSPPrivados - SNSP  CNSP –CNSP – Conselho Nacional de Seguros PrivadosConselho Nacional de Seguros Privados  SUSEP –SUSEP – Superintendência de Seguros PrivadosSuperintendência de Seguros Privados  IRB - Brasil Re.:IRB - Brasil Re.: IRB - Brasil RessegurosIRB - Brasil Resseguros  Resseguradoras estrangeiras (Munch Re.; Swiss Re.; Koln Re.)Resseguradoras estrangeiras (Munch Re.; Swiss Re.; Koln Re.)  Previdência PrivadaPrevidência Privada  Companhias de Seguros – SeguradorasCompanhias de Seguros – Seguradoras  Vida, Saúde e Ramos ElementaresVida, Saúde e Ramos Elementares  Sociedades de CapitalizaçãoSociedades de Capitalização  Corretoras de SegurosCorretoras de Seguros  PrepostosPrepostos
  • 11. 11 Outros Órgãos CompetentesOutros Órgãos Competentes  Fenaseg – Federação Nacional de SegurosFenaseg – Federação Nacional de Seguros Privados e outrasPrivados e outras  Fenacor – Federação Nacional de CorretoresFenacor – Federação Nacional de Corretores  Funenseg – Fundação Escola Nacional deFunenseg – Fundação Escola Nacional de SegurosSeguros  Sindicatos Representativos de SegurosSindicatos Representativos de Seguros  Comitês Locais de SegurosComitês Locais de Seguros
  • 12. 12 Classificação do Seguro - NaturezaClassificação do Seguro - Natureza Seguro SocialSeguro Social  PrevidênciaPrevidência  CapitalizaçãoCapitalização Seguro PrivadoSeguro Privado Vida Não Vida
  • 13. 13 Classificação do SeguroClassificação do Seguro Privado - LeiPrivado - Lei  Vida (Ramo Vida)Vida (Ramo Vida)  Individual (VI)Individual (VI)  Coletivo (VG)Coletivo (VG)  Não Vida (Ramos Elementares)Não Vida (Ramos Elementares)  TransportesTransportes  Responsabilidade CivilResponsabilidade Civil  Lucros CessantesLucros Cessantes  IncêndioIncêndio  AutomóvelAutomóvel  Outros (Multirriscos)Outros (Multirriscos)
  • 14. 14  Seguro de PessoasSeguro de Pessoas  VidaVida  SaúdeSaúde  Acidentes PessoaisAcidentes Pessoais  Acidente de TrabalhoAcidente de Trabalho Classificação do SeguroClassificação do Seguro PrivadoPrivado
  • 15. 15 Classificação do Seguro -Classificação do Seguro - PProporcionalidaderoporcionalidade  Seguros proporcionaisSeguros proporcionais  Com Cláusula de RateioCom Cláusula de Rateio  Rateio Parcial (% VR)Rateio Parcial (% VR)  A 1º Risco relativoA 1º Risco relativo  Indenização (I)Indenização (I) → I = (VP – FDI = (VP – FD ±± S) x kS) x k → VPVP ≤≤ IS, VRIS, VR  K = IS/VRK = IS/VR  K >1K >1 ↔↔ 11  K=1K=1 ↔↔ 11  K<1K<1 ↔↔ IS/VRIS/VR  Seguros não proporcionaisSeguros não proporcionais  Sem Cláusula de RateioSem Cláusula de Rateio  A 1º Risco AbsolutoA 1º Risco Absoluto  A 2º ....nº Risco AbsolutoA 2º ....nº Risco Absoluto  Indenização (I)Indenização (I) → I = VP – FDI = VP – FD ±± SS → VPVP ≤≤ IS, VRIS, VR
  • 16. 16 Classificação do SeguroClassificação do Seguro  PRAZOPRAZO  CURTOCURTO  MENOR DO QUE UMMENOR DO QUE UM ANOANO  ANUALANUAL  UM ANOUM ANO  LONGOLONGO  MAIOR DO QUE UM ANOMAIOR DO QUE UM ANO  PRTPRT  PRO RATA TEMPORISPRO RATA TEMPORIS  CONTRIBUIÇÃOCONTRIBUIÇÃO  CONTRIBUTÁRIOCONTRIBUTÁRIO  COLETIVOSCOLETIVOS  SEGURADOSSEGURADOS  ESTIPULANTESESTIPULANTES  NÃONÃO CONTRIBUTÁRIOCONTRIBUTÁRIO
  • 17. 17 Classificação do SeguroClassificação do Seguro  Risco – Ramos ouRisco – Ramos ou ModalidadesModalidades  IncêndioIncêndio  TransportesTransportes  Riscos de EngenhariaRiscos de Engenharia  Vida, SaúdeVida, Saúde  Responsabilidade Civil GeralResponsabilidade Civil Geral  ObrigatoriedadeObrigatoriedade  ObrigatórioObrigatório  Facultativo ou NãoFacultativo ou Não ObrigatórioObrigatório  MutualismoMutualismo  Não MútuoNão Mútuo  Nominados ou NomeadosNominados ou Nomeados  Ramos NobresRamos Nobres  MútuoMútuo  MultirriscosMultirriscos  SimplificadosSimplificados  MassificadosMassificados  PrêmioPrêmio  FixoFixo  AjustávelAjustável
  • 18. 18 Pulverização de Riscos - Garantias p/ o SeguradorPulverização de Riscos - Garantias p/ o Segurador  Cosseguro -Cosseguro - Cia. Líder eCia. Líder e Congênere(s)Congênere(s)  Comercial, Técnico, Misto eComercial, Técnico, Misto e PoolPool de Seguradorasde Seguradoras  Resseguro - Retenção e CessãoResseguro - Retenção e Cessão  RER, RQP, RED, RC,RER, RQP, RED, RC, STOP LOSSSTOP LOSS  RetrocessãoRetrocessão  Excedente(s) País, EURE , Resseguro AvulsoExcedente(s) País, EURE , Resseguro Avulso
  • 19. 19 Fundamentos TécnicosFundamentos Técnicos Princípios do Mutualismo Estatística e Cálculo das Probabilidades Pulverização dos Riscos Homogeneidade dos expostos ao risco Seleção para o Seguro
  • 20. 20 Índices Básicos Importantes naÍndices Básicos Importantes na Análise de uma Carteira deAnálise de uma Carteira de SegurosSeguros SinistrosdeºN PrejuízodeTotal Sinistro Médio = SegurosdeºN SinistrodeºN Probabilidade de Ocorrer um Sinistro = SegurosdeºN SeguradosCapitaisdosTotal Capital Segurado Médio =
  • 21. 21 Análise do Risco a ser CobertoAnálise do Risco a ser Coberto Risco NormalRisco Normal TarifaçãoTarifação própriaprópria Risco Subnormal ou AgravadoRisco Subnormal ou Agravado Risco SupernormalRisco Supernormal Tarifação própria mais adicional Tarifação própria menos descontos
  • 22. 22 PrêmioPrêmio  Prêmio puro (Prêmio puro (netnet) ou de risco) ou de risco  Carregamento ou SobretaxasCarregamento ou Sobretaxas  De vendasDe vendas  AdministrativoAdministrativo  Prêmio comercialPrêmio comercial Propaganda Corretagem
  • 23. 23 Análise de uma SeguradoraAnálise de uma Seguradora  ESTÁTICAESTÁTICA  Por carteira ou no conjuntoPor carteira ou no conjunto  LiquidezLiquidez  SolvênciaSolvência  DINÂMICADINÂMICA Envolve análise do futuro, políticas da Seguradora.Envolve análise do futuro, políticas da Seguradora.
  • 24. 24 Análise EstáticaAnálise Estática  ÍndicesÍndices Custos Operacionais (DA + DC)Custos Operacionais (DA + DC)  DA – Despesas AdministrativasDA – Despesas Administrativas  DC – Despesas ComerciaisDC – Despesas Comerciais  CombinadosCombinados Prêmio (P) Sinistro (S) Sinistralidade =
  • 25. 25 Análise EstáticaAnálise Estática  Provisões TécnicasProvisões Técnicas  CoberturasCoberturas  Análise FinanceiraAnálise Financeira (Patrimônio(Patrimônio Líquido e Composição dos Ativos)Líquido e Composição dos Ativos)  Exposição da Carteira aoExposição da Carteira ao RiscoRisco
  • 26. 26  Seguros em Regime de Repartição SimplesSeguros em Regime de Repartição Simples  PPNG – Provisão de Prêmios Não GanhosPPNG – Provisão de Prêmios Não Ganhos  PIP – Provisão de Insuficiência de PrêmioPIP – Provisão de Insuficiência de Prêmio  POR – Provisão de Oscilação de RiscosPOR – Provisão de Oscilação de Riscos  PSL – Provisão de Sinistros a LiquidarPSL – Provisão de Sinistros a Liquidar  IBNR – Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados (IBNR – Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados (Incured ButIncured But Not ReportNot Report)) (Exigem Nota Técnica Atuarial para determinação do(Exigem Nota Técnica Atuarial para determinação do método atuarial a ser aplicado, bem como pelo menos 1método atuarial a ser aplicado, bem como pelo menos 1 vez por ano, na Avaliação Atuarial anual, análise davez por ano, na Avaliação Atuarial anual, análise da consistência do método adotado)consistência do método adotado) Provisões TécnicasProvisões Técnicas
  • 27. 27 Provisões TécnicasProvisões Técnicas . Seguros em Regime de Repartição de Capitais de Cobertura  PMBC – Provisão Matemática de Benefícios Concedidos . Seguros em Regime de Capitalização  PMBAC – Provisão Matemática de Benefícios a Conceder  PMBC – Provisão Matemática de Benefícios Concedidos
  • 28. 28 INSTRUMENTOS PARA ANÁLISE DASINSTRUMENTOS PARA ANÁLISE DAS GARANTIAS FINANCEIRAS DE UMA SEGURADORAGARANTIAS FINANCEIRAS DE UMA SEGURADORA  Provisões Técnicas  Capital Mínimo  Margem de Solvência  Limite de Retenção  Ativos Garantidores  Outros decorrentes de conhecimentos específicos das carteiras
  • 29. 29 Demonstrativos de ResultadosDemonstrativos de Resultados Resultado Financeiro (+) Resultado Total (=) Impostos (-) Resultado Líquido Total (=) Comissões Despesas Administrativas Despesas Totais (-) Resultado de Underwriting (=) Prêmios Emitidos (+) PPNG início do período (-) PPNG fim do período Sinistros Incorridos (-) Prêmios Ganhos (+) Sinistros Pagos (+) PSL no fim do período (-) PSL início do período
  • 30. 30 Modelos de análiseModelos de análise Por carteira Pelo conjunto de carteiras (Seguradora) Teoria do Risco Coletivo Análise Financeira Dinâmica (Modelagens de tábuas biométricas, run offs, freqüências, taxa de juros, etc)
  • 31. 31 ALM – Asset Liability Management DFA – Dynamic Financial Analysis Stochastic Modeling RM – Reinsurance Models Temas Técnicos Emergentes na Área de Seguros
  • 32. 32 Produtos de acumulação financeira  VGBL – Vida Gerador de Benefícios Livre  VAGP – Vida Atualização Garantida e Performance  VRGP – Vida Rentabilidade Garantida e Performance Novos Produtos do Ramo Vida
  • 33. 33  Comercialização  Fraude  Demandas Judiciais  Arbitragem  Resseguros QUESTÕES TÉCNICO–OPERACIONAIS NO MERCADO SEGURADOR