SlideShare uma empresa Scribd logo
29/04/2015 RC para executivos ganha destaque no mercado segurador ­ AD Corretora de Seguros
http://www.ad.com.br/noticias/rc­para­executivos­ganha­destaque­no­mercado­segurador 1/2
RC para executivos ganha destaque no mercado
segurador
15 de abril de 2015
 
A corrupção sempre foi algo que deixa a sociedade brasileira um tanto perplexa. O mais recente caso envolvendo a
Petrobras não é diferente. Todos acompanham e uma parte da sociedade vê o caso com mais atenção: são os
executivos e também o mercado segurador.
Isso porque nos últimos tempos o mercado de seguros tem registrado o crescimento da contratação de seguros RC
para executivos, o chamado D&O. Isso aconteceu devido a exigências legais mais rigorosas e também ao aumento
de processos judiciais contra empresas, movidos por acionistas minoritários, consumidores e fornecedores.
Esse tipo de modalidade é aceita com restrições no mercado internacional. O professor de Ciências Atuariais da
Universidade Federal Fluminense, Antonio Fernando Navarro, diz que está enquadrada nos seguros financial lines.
“Tudo o que imaginamos pode ser objeto de seguros. O primeiro passo é saber se há perigos. O passo seguinte é
identificar os riscos consequentes, e, por fim, as consequências da materialização dos riscos”, explica.
Além disso, muitas das restrições esbarram nas características dos escândalos. O professor cita como exemplo a
compra de favores que é considerado crime em muitos estados americanos ou ainda, se o diretor financeiro erra na
definição de um cenário futuro e o preço das ações da empresa caem, isso pode vir a ser considerado como mal
practice. “Para a seguradora o prêmio deve ser mais do que o suficiente para acobertar os prejuízos”, diz.
No caso Petrobras o professor lembra que o foco principal das matérias publicadas na imprensa é a questão dos
escândalos financeiros. Nesse cenário nenhuma seguradora arriscaria oferecer cobertura de seguros, pois se o fizesse
passaria a ser cúmplice ou conivente com as práticas irregulares. “Se ocorrer um escândalo por maquiagem no
balanço patrimonial, os órgãos gestores estaduais e federais certamente iriam à caça dos infratores. Essa não é uma
situação que uma seguradora gostaria de estar inserida e nem se trata de riscos como os definidos por Hemard:
futuros, possíveis, incertos, independente da vontade das partes, serem capazes de causar perdas e danos e esses
poderem ser precificados”, diz o professor.
O D&O é um seguro de responsabilidade, contratado para proteger patrimônios de pessoas físicas com cargos e
funções de gestão. Por conta disso, Navarro não considera que se esteja tratando de um seguro de
responsabilidades civis porque as causas dos sinistros não necessariamente podem ser devido a problemas com a
própria empresa. Os problemas podem ser provocados por um cenário ou conjunto de cenários político, social,
econômico-financeiro, bélico, eventos extremos, entre outros. “Fora do País muitas seguradoras se interessam e
fazem seguro de responsabilidade civil por erros e omissões. No Brasil também há este tipo de cobertura que cobre a
existência comprovada de erros e ou omissões, desde que não sejam dolosas, ou seja, com o intuito de provocar
perdas ou danos”, afirma.
Você está em: Home RC para executivos ganha destaque no mercado seguradorAD em Destaque
AD Corretora de Seguros
AD Gestão de Riscos
AD Consultoria de Benefícios
Dicas
11 dicas para evitar o uso
indevido do CPF
Veja todas as dicas
É mais que seguro, é AD Pesquisa
Quem Somos Seguros Soluções Sinistros Seguradoras Notícias Saiba Mais Contato
CONTRATE
AGORA
29/04/2015 RC para executivos ganha destaque no mercado segurador ­ AD Corretora de Seguros
http://www.ad.com.br/noticias/rc­para­executivos­ganha­destaque­no­mercado­segurador 2/2
Segundo o professor é impossível precisar valores máximos e mínimos de cobertura. “Os valores deverão estar de
acordo com a capacidade do mercado segurador em assumir riscos, seja através de cosseguros ou de resseguros”,
diz ele.
Nesses tipos de coberturas o cliente informa o que pretende assegurar e a seguradora pode até desenvolver
coberturas taylor made, ou seja, sob medida. Isso certamente implicará no aumento do custo do seguro, pois o custo
é proporcional ao grau de exposição ao risco. O professor destaca que hoje talvez o cenário político seja um dos mais
impactantes nos últimos 20 anos e ainda não se mostrou de tudo, pois as descobertas estão sendo apuradas. “Nos
momentos de necessidades é que surgem as oportunidades de se desenvolver algo que atenda ao interesse de
muitos. Um segurador não trabalha para um só segurado, pois se o fosse assim a gestão da seguradora seria
temerária pela alta exposição ao risco”, finaliza.
 
Fonte: CQCS | Sueli dos Santos
AD Corretora de Seguros Ltda.
São Paulo (11) 3074-5000 | Bauru (14) 3235-5000 | Ribeirão Preto (16) 3238-5000 | Araçatuba (18) 3625-5000 Nossos Endereços
Copyright © 2013 - www.ad.com.br - Todos os direitos reservados

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros

Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?
Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?
Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?FabioAraujo927947
 
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014Editora Roncarati
 
Os desafios a caminho do d&o preço e coberturas
Os desafios a caminho do d&o   preço e coberturasOs desafios a caminho do d&o   preço e coberturas
Os desafios a caminho do d&o preço e coberturasEditora Roncarati
 
Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...
Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...
Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...MDS Portugal
 
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. PolidoContrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. PolidoEditora Roncarati
 
Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010
Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010
Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010Editora Roncarati
 
A necessidade de uma nova abordagem flavio seixas
A necessidade de uma nova abordagem flavio seixasA necessidade de uma nova abordagem flavio seixas
A necessidade de uma nova abordagem flavio seixasflavioseixasf
 
MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA - Abril 2013
MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA  - Abril 2013MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA  - Abril 2013
MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA - Abril 2013MVAR Solucoes e Servicos
 
Revista Apólice - Para cada investidor uma solução
Revista Apólice  - Para cada investidor uma soluçãoRevista Apólice  - Para cada investidor uma solução
Revista Apólice - Para cada investidor uma soluçãoChubb Brasil
 
Seguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo Galrão
Seguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo GalrãoSeguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo Galrão
Seguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo GalrãoEditora Roncarati
 
Cálculo de riscos de atividades industriais
Cálculo de riscos de atividades industriaisCálculo de riscos de atividades industriais
Cálculo de riscos de atividades industriaisGustavo Konieczniak
 
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&OCurso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&OEditora Roncarati
 
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&OCurso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&OEditora Roncarati
 
Clipping marketing de seguros
Clipping   marketing de segurosClipping   marketing de seguros
Clipping marketing de segurosPatrícia Barros
 
Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014
Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014
Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014Editora Roncarati
 

Semelhante a Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros (20)

Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?
Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?
Grandes riscos: critérios de seleção e aceitação, o que fazer?
 
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
Opinião.Seg - Edição 8 - Agosto de 2014
 
Apresentação jacometo seguros
Apresentação jacometo segurosApresentação jacometo seguros
Apresentação jacometo seguros
 
Os desafios a caminho do d&o preço e coberturas
Os desafios a caminho do d&o   preço e coberturasOs desafios a caminho do d&o   preço e coberturas
Os desafios a caminho do d&o preço e coberturas
 
Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...
Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...
Como se proteger perante responsabilidades junto das finanças e com situações...
 
VIDA ECONOMICA 4SET2015
VIDA ECONOMICA 4SET2015VIDA ECONOMICA 4SET2015
VIDA ECONOMICA 4SET2015
 
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. PolidoContrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
 
Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010
Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010
Revista Opinião.Seg - Edição 3 - Março de 2010
 
A necessidade de uma nova abordagem flavio seixas
A necessidade de uma nova abordagem flavio seixasA necessidade de uma nova abordagem flavio seixas
A necessidade de uma nova abordagem flavio seixas
 
MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA - Abril 2013
MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA  - Abril 2013MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA  - Abril 2013
MVAR- Gestao de Riscos- Revista ValorEspecial GESTAO FINANCEIRA - Abril 2013
 
Revista Apólice - Para cada investidor uma solução
Revista Apólice  - Para cada investidor uma soluçãoRevista Apólice  - Para cada investidor uma solução
Revista Apólice - Para cada investidor uma solução
 
Seguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo Galrão
Seguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo GalrãoSeguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo Galrão
Seguros D&O avançam sob leis mais rígidas - Por Gustavo Galrão
 
Cálculo de riscos de atividades industriais
Cálculo de riscos de atividades industriaisCálculo de riscos de atividades industriais
Cálculo de riscos de atividades industriais
 
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&OCurso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&O
 
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&OCurso de Noções Essenciais de D&O e E&O
Curso de Noções Essenciais de D&O e E&O
 
Clipping marketing de seguros
Clipping   marketing de segurosClipping   marketing de seguros
Clipping marketing de seguros
 
Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014
Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014
Revista Opinião.Seg - Edição 7 - Maio de 2014
 
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
 
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
 
Operações de microsseguros numa seguradora
Operações de microsseguros numa seguradoraOperações de microsseguros numa seguradora
Operações de microsseguros numa seguradora
 

Mais de Universidade Federal Fluminense

Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalPunto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalUniversidade Federal Fluminense
 
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentTipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentUniversidade Federal Fluminense
 
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...Universidade Federal Fluminense
 
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Universidade Federal Fluminense
 
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...Universidade Federal Fluminense
 
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUniversidade Federal Fluminense
 
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenasegTábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenasegUniversidade Federal Fluminense
 

Mais de Universidade Federal Fluminense (20)

Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalPunto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
 
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentTipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
 
Liderança da gestão
Liderança da gestãoLiderança da gestão
Liderança da gestão
 
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
 
Cenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscosCenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscos
 
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
 
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
 
Utilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismoUtilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismo
 
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
 
Teste de adequação de passivos susep
Teste de adequação de passivos   susepTeste de adequação de passivos   susep
Teste de adequação de passivos susep
 
Teoria do risco
Teoria do riscoTeoria do risco
Teoria do risco
 
Teoria do risco tese de doutoramento
Teoria do risco   tese de doutoramentoTeoria do risco   tese de doutoramento
Teoria do risco tese de doutoramento
 
Teoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguroTeoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguro
 
Tecnicas atuariais dos seguros
Tecnicas atuariais dos segurosTecnicas atuariais dos seguros
Tecnicas atuariais dos seguros
 
Tábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidadeTábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidade
 
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenasegTábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
 
Somas aleatórias em modelos de ruínas
Somas aleatórias em modelos de ruínasSomas aleatórias em modelos de ruínas
Somas aleatórias em modelos de ruínas
 
Sinistro médio
Sinistro médioSinistro médio
Sinistro médio
 
Seguradoras terão que aumentar provisão
Seguradoras terão que aumentar provisãoSeguradoras terão que aumentar provisão
Seguradoras terão que aumentar provisão
 
Risco de subscrição frente às regras de solvência
Risco de subscrição frente às regras de solvênciaRisco de subscrição frente às regras de solvência
Risco de subscrição frente às regras de solvência
 

Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros

  • 1. 29/04/2015 RC para executivos ganha destaque no mercado segurador ­ AD Corretora de Seguros http://www.ad.com.br/noticias/rc­para­executivos­ganha­destaque­no­mercado­segurador 1/2 RC para executivos ganha destaque no mercado segurador 15 de abril de 2015   A corrupção sempre foi algo que deixa a sociedade brasileira um tanto perplexa. O mais recente caso envolvendo a Petrobras não é diferente. Todos acompanham e uma parte da sociedade vê o caso com mais atenção: são os executivos e também o mercado segurador. Isso porque nos últimos tempos o mercado de seguros tem registrado o crescimento da contratação de seguros RC para executivos, o chamado D&O. Isso aconteceu devido a exigências legais mais rigorosas e também ao aumento de processos judiciais contra empresas, movidos por acionistas minoritários, consumidores e fornecedores. Esse tipo de modalidade é aceita com restrições no mercado internacional. O professor de Ciências Atuariais da Universidade Federal Fluminense, Antonio Fernando Navarro, diz que está enquadrada nos seguros financial lines. “Tudo o que imaginamos pode ser objeto de seguros. O primeiro passo é saber se há perigos. O passo seguinte é identificar os riscos consequentes, e, por fim, as consequências da materialização dos riscos”, explica. Além disso, muitas das restrições esbarram nas características dos escândalos. O professor cita como exemplo a compra de favores que é considerado crime em muitos estados americanos ou ainda, se o diretor financeiro erra na definição de um cenário futuro e o preço das ações da empresa caem, isso pode vir a ser considerado como mal practice. “Para a seguradora o prêmio deve ser mais do que o suficiente para acobertar os prejuízos”, diz. No caso Petrobras o professor lembra que o foco principal das matérias publicadas na imprensa é a questão dos escândalos financeiros. Nesse cenário nenhuma seguradora arriscaria oferecer cobertura de seguros, pois se o fizesse passaria a ser cúmplice ou conivente com as práticas irregulares. “Se ocorrer um escândalo por maquiagem no balanço patrimonial, os órgãos gestores estaduais e federais certamente iriam à caça dos infratores. Essa não é uma situação que uma seguradora gostaria de estar inserida e nem se trata de riscos como os definidos por Hemard: futuros, possíveis, incertos, independente da vontade das partes, serem capazes de causar perdas e danos e esses poderem ser precificados”, diz o professor. O D&O é um seguro de responsabilidade, contratado para proteger patrimônios de pessoas físicas com cargos e funções de gestão. Por conta disso, Navarro não considera que se esteja tratando de um seguro de responsabilidades civis porque as causas dos sinistros não necessariamente podem ser devido a problemas com a própria empresa. Os problemas podem ser provocados por um cenário ou conjunto de cenários político, social, econômico-financeiro, bélico, eventos extremos, entre outros. “Fora do País muitas seguradoras se interessam e fazem seguro de responsabilidade civil por erros e omissões. No Brasil também há este tipo de cobertura que cobre a existência comprovada de erros e ou omissões, desde que não sejam dolosas, ou seja, com o intuito de provocar perdas ou danos”, afirma. Você está em: Home RC para executivos ganha destaque no mercado seguradorAD em Destaque AD Corretora de Seguros AD Gestão de Riscos AD Consultoria de Benefícios Dicas 11 dicas para evitar o uso indevido do CPF Veja todas as dicas É mais que seguro, é AD Pesquisa Quem Somos Seguros Soluções Sinistros Seguradoras Notícias Saiba Mais Contato CONTRATE AGORA
  • 2. 29/04/2015 RC para executivos ganha destaque no mercado segurador ­ AD Corretora de Seguros http://www.ad.com.br/noticias/rc­para­executivos­ganha­destaque­no­mercado­segurador 2/2 Segundo o professor é impossível precisar valores máximos e mínimos de cobertura. “Os valores deverão estar de acordo com a capacidade do mercado segurador em assumir riscos, seja através de cosseguros ou de resseguros”, diz ele. Nesses tipos de coberturas o cliente informa o que pretende assegurar e a seguradora pode até desenvolver coberturas taylor made, ou seja, sob medida. Isso certamente implicará no aumento do custo do seguro, pois o custo é proporcional ao grau de exposição ao risco. O professor destaca que hoje talvez o cenário político seja um dos mais impactantes nos últimos 20 anos e ainda não se mostrou de tudo, pois as descobertas estão sendo apuradas. “Nos momentos de necessidades é que surgem as oportunidades de se desenvolver algo que atenda ao interesse de muitos. Um segurador não trabalha para um só segurado, pois se o fosse assim a gestão da seguradora seria temerária pela alta exposição ao risco”, finaliza.   Fonte: CQCS | Sueli dos Santos AD Corretora de Seguros Ltda. São Paulo (11) 3074-5000 | Bauru (14) 3235-5000 | Ribeirão Preto (16) 3238-5000 | Araçatuba (18) 3625-5000 Nossos Endereços Copyright © 2013 - www.ad.com.br - Todos os direitos reservados