Apresentação Saberes da Terra

1.125 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.125
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
99
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Saberes da Terra

  1. 1. s PROJOVEM CAMPO SABERES DA TERRA SECRETARIA DE EDUCAÇAO CONTINUADA ,ALFABETIZAÇAO E DIVERSIDADE
  2. 2. Histórico I Edital - Novembro de 2005 Parceria MEC-MDA-MTE Síntese de experiências de movimentos sociais do campo 12 Estados 2007 – Integração à Política de Juventude Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  3. 3. Objetivo Geral Possibilitar a jovens agricultores(as) familiares excluídos do sistema formal de ensino, a oportunidade de escolarização na modalidade de EJA integrando elevação de escolaridade e qualificação social e profissional. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  4. 4. Objetivos Específicos • Elevar a escolaridade e proporcionar a qualificação profissional inicial de agricultores (as) familiares • Estimular o desenvolvimento sustentável e solidário como possibilidade de vida e constituição de sujeitos cidadãos. • Fortalecer o desenvolvimento de propostas pedagógicas e metodologias adequadas à EJA no campo. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  5. 5. Objetivos Específicos • Realizar formação continuada em metodologias e princípios políticos pedagógicos voltados às especificidades do campo para os educadores(as) envolvidos(as) no programa. • Fornecer e publicar materiais pedagógicos que sejam apropriados para o desenvolvimento da proposta pedagógica. • Estimular a permanência dos jovens na escola por meio da concessão de auxílio financeiro. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  6. 6. Beneficiários • Jovens de 18 a 29, residentes no campo; • que saibam ler e escrever; • que não tenham concluído o ensino fundamental • que cumpram aos requisitos do art. 3o da Lei da Agricultura Familiar no 11.326, de 24 de julho de 2006.
  7. 7. Organização das turmas • 25 a 35 educandos • A carga horária obrigatória é de, no mínimo, 2400 horas em 2 anos. Sendo, 1800 (mil e oitocentas) horas serão tempo/escola, e 600 (seiscentas) horas tempo/comunidade. • 3 educadores Formação Geral (1 Ciencias Sociais, 1 Ciências da Natureza e Matematica e 1 Linguagens, Códigos) e 1 Ciências Agrárias para acompanhar até 2 turmas.
  8. 8. Proponentes • Secretarias Estaduais Educação • Municípios Territórios Cidadania (2009) de da
  9. 9. Apoio Financeiro do MEC para o proponente •Caráter suplementar – itens não financiados pelo Fundeb ou de financiamento insufuciente •Transferência automática •1200 Reais aluno/Ano + FUNDEB Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  10. 10. Apoio Financeiro do MEC para o proponente Itens Financiáveis: a – Auxílio financeiro para deslocamento dos educadores e coordenadores locais para as formações realizadas pela rede de formação; b - Contratação de educador da formação profissional; c - Aquisição de material de qualificação social e profissional; d - Aquisição de gêneros alimentícios para o período tempo-escola; e – Acompanhamento técnico e pedagógico dos educandos no tempo comunidade; f - Transporte de educandos; g – Certificação dos educandos h – Coordenador de turmas (2009) Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  11. 11. Eixos do Currículo Desenvolvimento Sustentável e Solidário com Enfoque Territorial Economia Solidária Agricultura Familiar: identidade, cultura, Gênero e etnia Agricultura Familiar e Sustentabilidade Cidadania, Organização Social e Políticas Públicas Sistemas de Produção e Processo de Trabalho no Campo
  12. 12. Qualificação Profissional Arco Ocupacional Ocupações 1. Sistemas de cultivo Produção Rural Familiar 2. Sistemas de Criação 3. Extrativismo 4. Agroindústria 5. Aqüicultura O arco produção rural deverá contemplar de modo transversal estudos em meio ambiente, gestão e administração.
  13. 13. Estrutura do currículo PLANO DE PESQUISA REALIZAÇÃO DA PESQUISA TEMPO ECOLA PARTILHA DE SABERES TEMPO COMUNIDADE TEMPO COMUNIDADE AVALIAÇÃO NO PROCESSO SISTEMATIZAÇÃO TEMPO ESCOLA SOCIALIZAÇÃO E PROBLEMATIZAÇÃO TEMPO ESCOLA CÍRCULOS DE DIÁLOGOS: INTEGRAÇÃO DOS SABERES: FORMAÇÃO PROFISSIONAL, ESCOLARIZAÇÃO, VIVÊNCIAS
  14. 14. Formação dos Profissionais •Rede Nacional de Formação dos Educadores do ProJovem Campo - ST •Articulação Universidade e Rede de Educação Profissional •Carga horária mínima de 360 horas. Possibilita a especialização em 2 anos •Convênios das Instituições com o MEC Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  15. 15. Material Pedagógico Nacional • Elaborados e 4 primeiros impressos • Consórcio entre a UFPE/NUPEP e UFPA • Sistematização da produção dos 12 Estados (Relatórios, materiais, instrumentos pedagógicos, fotos, cadernos educandos, planejamentos pedagógicos, etc) • Construção de Cadernos do Educando e do Educador por Eixos Temáticos
  16. 16. Material Pedagógico Nacional • O Caderno do Educando material de leitura capaz de viabilizar a compreensão geral da temática a ser trabalhada no eixo temático, possibilitando ao educando conhecer a diversidade da Agricultura Familiar no Brasil e como o Eixo temático dialoga com a Agricultura Familiar e Sustentabilidade. • O Caderno do Educador orientação para o planejamento do percurso formativo do Saberes: construção da ementa; plano de pesquisa; círculos de diálogos e partilha de saberes. Esse material proverá diretrizes gerais, indicações de como abordar os conteúdos mínimos do ensino fundamental, possibilidades de estratégias pedagógicas e exemplos de experiências desenvolvidas por educadores.
  17. 17. Auxílio Financeiro ao Educando • A título de bolsa será pago, a cada dois meses, aos educandos cadastrados no Programa o valor de R$ 100,00 (cem reais); • É vedado, ao educando, o acúmulo de bolsaauxílio com as demais modalidades do Projovem previstas em Lei; • Para recebimento do valor referente à bolsa será exigida do educando a freqüência mínima a 75% das aulas; • Para recebimento da bolsa o educando deverá apresentar a documentação requerida.
  18. 18. Certificação • Instituição indicada pela proponente ou • Agrotécnicas Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
  19. 19. Metas • Meta I (2005) = 5.060 educandos (as) • Meta II (2008) = 35.000 • Meta III (2009) = 48.377 • Meta IV (2010) = 85.000 • Meta V (2011)= 85.000
  20. 20. Meta por Estado em 2008 Atendimento de pelo menos 42% no Território da Cidadania.
  21. 21. Início da Implementação Resolução 21 – Transferência Automática aos Estados – publicada em 26 de maio de 2008 Resolução 25 – Transferência de Recursos às Instituições de Ensino Superior – publicada em 04 de julho de 2008 I Seminário Nacional de Formação de Formadores – Setembro de 2008 Etapa estadual inicial de formação dos educadores Início das aulas – mar 2009
  22. 22. Contato SECAD/DEDC/CGEC Endereço: SGAS 607 Edifício CNE sala 104 Telefone: (61) 2104-6263 Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade

×