O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Tropicalismo

5.421 visualizações

Publicada em

Aula sobre Tropicalismo, voltada para o 3º ano do Ensino Médio. Nela faz-se uma ponte entre a Antropofagia Oswasldiana, passando pela Concretismo, Bossa Nova, Tropicalismo até chegar a Arnaldo Antunes e Chico Scince.

Publicada em: Educação

Tropicalismo

  1. 1. TROPICALISMO
  2. 2. Contexto Histórico•A explosão da Era do Rádio, sobremodo através da poderosa rádioNacional, do Rio de Janeiro,•O nascimento da tevê com a TV Tupi, de Assis Chateaubriand, emSão Paulo, no ano de 1950•A criação da Companhia Cinematográfica Vera Cruz, ainda em SãoPaulo, no ano de 1949•O triunfo da Bossa Nova, a partir de 1958, no Rio de Janeiro, sob abatuta genial de Tom Jobim e com as decisivas participações de JoãoGilberto, como intérprete, e a de Vinícius de Moraes, como letristadas canções.•A emergência do Cinema Novo - estética brasileira decinematografia, que buscava mostrar o país sob ângulorealista, crítico e com formas inovadoras de filmagem e montagem•A criação por jovens artistas e intelectuais, em sua maioriaestudantes, - durante o governo João Goulart - do CPC (CentroPopular de Cultura) da U.N.E.
  3. 3. •A Guerra Fria – disputa entre as superpotências dos EstadosUnidos e da União Soviética – alimentava conflitos na AméricaLatina e no País.•Em 1959, a Revolução Cubana transforma Fidel Castro e CheGuevara em heróis internacionais e atiça a pressão do blococapitalista sobre os países do terceiro mundo•o presidente João Goulart (Jango) propõe uma série de reformasde base para atenuar o grave problema da desigualdade social eas pressões políticas que vinha sofrendo dos movimentos deesquerda•formou-se um movimento da direita política e de parte dasociedade, que preconizavam uma modernização conservadora•Até 1968, intelectuais e movimentos de esquerda podiam agirlivremente, com pequenos problemas com a censura.
  4. 4. •greves operárias e as manifestaçõesestudantis•repressão policial•aumento das guerrilhas rural e urbana•Em 13 de dezembro, Ato Institucional Nº 5decretou o fim das liberdades civis e deexpressão1968
  5. 5. Os tropicalistas deram um histórico passo à frente no meio musicalbrasileiro. A música brasileira pós-Bossa Nova e a definição da“qualidade musical” no País estavam cada vez mais dominadaspelas posições tradicionais ou nacionalistas de movimentos ligadosà esquerda.Contra essas tendências, o grupo baiano e seus colaboradoresprocuram universalizar a linguagem da MPB, incorporandoelementos da cultura jovem mundial, como o rock, a psicodelia e aguitarra elétrica.o Tropicalismo renovou radicalmente a letra de música. Letristas epoetas, Torquato Neto e Capinan compuseram com Gilberto Gil eCaetano Veloso trabalhos cuja complexidade e qualidade forammarcantes para diferentes gerações.
  6. 6. Sincrético e inovador, aberto e incorporador, o Tropicalismo misturou rock mais bossa nova, mais samba, mais rumba, mais bolero, mais baião. Sua atuação quebrou as rígidas barreiras que permaneciam no País.Pop x folclore. Alta cultura x cultura de massas. Tradição xvanguarda. Essa ruptura estratégica aprofundou o contato comformas populares ao mesmo tempo em que assumiu atitudesexperimentais para a época.
  7. 7. Irreverente, a Tropicália transformou os critérios de gostovigentes, não só quanto à música e à política, mas também àmoral e ao comportamento, ao corpo, ao sexo e ao vestuário.A contracultura hippie foi assimilada, com a adoção da modados cabelos longos encaracolados e das roupasescandalosamente coloridas.
  8. 8. Ligação entre o Tropicalismo e a Literatura Brasileira“A atitude tropicalista de incorporar o nacional e o estrangeiro, oerudito e o popular, e de tentar conciliar tradições diferentes, émantida pelos compositores baianos que fizeram atropicália, como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Tom Zé”.Os diálogos com obras literárias como as de Oswald de Andradeou dos poetas concretistas elevaram algumas composiçõestropicalistas ao status de poesia. Suas canções compunham umquadro crítico e complexo do País – uma conjunçãodo Brasil arcaico e suas tradições, do Brasil modernoe sua cultura de massa e até de um Brasil futurista,com astronautas e discos voadores.
  9. 9. Para os tropicalistas, entender a cultura de massas era tãoimportante quanto entender as massas revolucionárias.

×