SlideShare uma empresa Scribd logo

Aula Figuras de Linguagem

O documento descreve diferentes figuras de linguagem, incluindo comparação, metáfora, catacrese, eufemismo, hipérbole, ironia, elipse, zeugma, pleonasmo, prosopopeia, metonímia e onomatopeia. Exemplos de cada figura são fornecidos para ilustrar seu uso.

1 de 25
Baixar para ler offline
Figuras de Linguagem
Prof.ª Paula Nery
Figuras de Linguagem
• As figuras de linguagem são recursos de estilo
importantes no texto escrito e também na
oralidade. Elas nascem para atender
necessidades do falante em dizer as coisas de
uma maneira diferente e assim, surpreender o
interlocutor.
• Então, figura de linguagem é um recurso
especial usado pelo emissor para dar maior
expressividade à mensagem.
 Subdividem-se em:
 figuras de som
 figuras de palavras
 figuras de pensamento
 figuras de construção
Observe:
Seu pai é bravo como um leão.
 Nessa frase, observamos a aproximação de
duas coisas bem diferentes: pai e leão. Essa
aproximação decorre de uma única palavra
caracterizadora: bravo.
 Observe que há o elemento conector “como”
entre os termos comparados. Tem-se, portanto,
uma comparação.
1. COMPARAÇÃO
É a figura de linguagem que torna
equivalente coisas diferentes, por meio de
uma semelhança que há entre eles.
No entanto, no caso da comparação, existe uma palavra
de conexão (como, parecia, tal, qual, assim, igual etc).
Ex: "O olhar dela é como a lua, brilha maravilhosamente.".
É figura de linguagem muito parecida
com a comparação; não se tem porém, o
elemento conector. Trata-se de uma
comparação abreviada, emprega-se um
termo pelo outro tendo em vista a relação
de semelhança entre eles.
2. METÁFORA
O relógio pingava as horas, uma a
uma, vagarosamente.
“Amor é fogo que arde sem se ver”
Camões

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Figuras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem slideFiguras de linguagem slide
Figuras de linguagem slide
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
 
Uso dos porquês
Uso dos porquêsUso dos porquês
Uso dos porquês
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimos
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Conjunções coordenativas
Conjunções coordenativasConjunções coordenativas
Conjunções coordenativas
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
 

Semelhante a Aula Figuras de Linguagem

Figura de linguagem
Figura de linguagemFigura de linguagem
Figura de linguagemBRANCA ROMEU
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemSandro Teles
 
Teoria figuras de linguagem - enviar para alunos
Teoria   figuras de linguagem - enviar para alunosTeoria   figuras de linguagem - enviar para alunos
Teoria figuras de linguagem - enviar para alunosKarolina Lopes
 
Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem lumeloczs
 
Aula13 figuras de linguagem
Aula13  figuras de linguagemAula13  figuras de linguagem
Aula13 figuras de linguagemAndré Figundio
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemISJ
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemISJ
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemKauana Manika
 
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdfdf-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdflindamairy1
 
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdfdf-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdflindamairy1
 
Figuras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo - ironia.pptx
Figuras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo  - ironia.pptxFiguras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo  - ironia.pptx
Figuras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo - ironia.pptxSheila Tinfel Cordeiro
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxJssicaCassiano2
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxJssicaCassiano2
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxJssicaCassiano2
 

Semelhante a Aula Figuras de Linguagem (20)

Figura de linguagem
Figura de linguagemFigura de linguagem
Figura de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Teoria figuras de linguagem - enviar para alunos
Teoria   figuras de linguagem - enviar para alunosTeoria   figuras de linguagem - enviar para alunos
Teoria figuras de linguagem - enviar para alunos
 
Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Aula13 figuras de linguagem
Aula13  figuras de linguagemAula13  figuras de linguagem
Aula13 figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de palavras
Figuras de palavrasFiguras de palavras
Figuras de palavras
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdfdf-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
 
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdfdf-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
df-portugues-lorna-5f47b498e3297.pdf
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo - ironia.pptx
Figuras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo  - ironia.pptxFiguras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo  - ironia.pptx
Figuras de Linguagem- antítese - paradoxo - eufemismo - ironia.pptx
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
 
Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020 Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020
 

Último

Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...apoioacademicoead
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024excellenceeducaciona
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...DL assessoria 29
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 

Aula Figuras de Linguagem

  • 2. Figuras de Linguagem • As figuras de linguagem são recursos de estilo importantes no texto escrito e também na oralidade. Elas nascem para atender necessidades do falante em dizer as coisas de uma maneira diferente e assim, surpreender o interlocutor. • Então, figura de linguagem é um recurso especial usado pelo emissor para dar maior expressividade à mensagem.
  • 3.  Subdividem-se em:  figuras de som  figuras de palavras  figuras de pensamento  figuras de construção
  • 4. Observe: Seu pai é bravo como um leão.  Nessa frase, observamos a aproximação de duas coisas bem diferentes: pai e leão. Essa aproximação decorre de uma única palavra caracterizadora: bravo.  Observe que há o elemento conector “como” entre os termos comparados. Tem-se, portanto, uma comparação.
  • 5. 1. COMPARAÇÃO É a figura de linguagem que torna equivalente coisas diferentes, por meio de uma semelhança que há entre eles. No entanto, no caso da comparação, existe uma palavra de conexão (como, parecia, tal, qual, assim, igual etc). Ex: "O olhar dela é como a lua, brilha maravilhosamente.".
  • 6. É figura de linguagem muito parecida com a comparação; não se tem porém, o elemento conector. Trata-se de uma comparação abreviada, emprega-se um termo pelo outro tendo em vista a relação de semelhança entre eles. 2. METÁFORA O relógio pingava as horas, uma a uma, vagarosamente. “Amor é fogo que arde sem se ver” Camões
  • 7. É uma metáfora desgastada. Emprega-se uma palavra por falta de outra. Ex.: cabeça de alfinete, céu da boca, dente de alho, asa da xícara, pé da mesa etc. 3. CATACRESE
  • 8. 4. EUFEMISMO É a figura de linguagem que tem por objetivo suavizar uma expressão considerada “pesada”. Foi desta para melhor. Ele é funcionário da limpeza pública.
  • 9. 5. HIPÉRBOLE Diferentemente do eufemismo, exagera a expressão para realçar uma ideia. Ex.: já llhe pedi mil vezes para não falar palavrões.
  • 10. 6. IRONIA É a figura que expressa o contrário do que se pretende dizer. “... o velho começou a ficar com aquela cor de uma bonita tonalidade cadvérica” (S. Ponte Preta).
  • 11. 7. ELIPSE É a omissão de uma ou mais palavras de um termo de fácil identificação: Posso pegar a minha moedinha de volta? ( Eu) “ Em frente do meu leito, em negro quadro A minha amante dorme.(Ela) É uma estampa De bela adormecida.” ( Álvares de Azevedo)
  • 12. 8. ZEUGMA É a omissão de uma ou mais palavras já expressas anteriormente na frase. “ Uma parte de mim É multidão: Outra parte ( é) estranheza E solidão.” ( Ferreira Gullar)
  • 13. 9. PLEONASMO OU REDUNDÂNCIA Consiste na repetição de um termo, para realçar seu sentido: “ Nas tardes da fazenda há muito azul demais.” “ A mim me enerva o ardor com que ela vibra.”
  • 18. 10. PROSOPOPEIA ou PERSONIFICAÇÃO É a figura que consiste em atribuir qualidades humanas a seres inanimados. “O mato, já zarolho, enrolando as folhas.” (R. de Queirós) “O vento beija meus cabelos ondas lambem minhas pernas O sol abraça o meu corpo.” (Lulu Santos)
  • 19. 11. Metonímia Consiste em usar uma palavra por outra, com a qual se acha relacionada. Ex.: Adoro ler Machado de Assis. Ela comeu toda a caixa de bombons.
  • 20. 12. ONOMATOPEIA Trata-se da criação de uma palavra para reproduzir sons ou ruídos. Veja: Blim-blom Tique-taque Splash Coaxar
  • 21. 13. ALITERAÇÃO OU REPETIÇÃO É a figura que consiste em sugerir um determinado som ou efeito por meio da repetição de sons consonantais.  Viola violeta violenta violada...
  • 22. PRATICANDO! O uso do eufemismo tem como “objetivo” suavizar ou tornar um termo mais agradável. No caso da música do Michel Teló foi usado para amenizar o sentido de traição, pouca vergonha ou safadeza. O jeito é dar uma fugidinha com você O jeito é dar uma fugida com você Se você quer saber o que vai acontecer Primeiro a gente foge depois a gente vê...
  • 23. PROSOPOPEIA Atribuição de características humanas a seres inanimados, não humanos. Afinal, não é possível a Lua trair ninguém. A lua me traiu! Acreditei que era prá valer A lua me traiu! Fiquei sozinha E louca por você...(2x)
  • 24. COMPARAÇÃO Acredito que essa é a mais famosa de todas as figuras de linguagem, afinal quem nunca se comparou com algo ou alguém?? Nessa música, Paula Fernandes com uma belíssima voz se compara a um mato que deseja chuva, a madrugada esperando  Eu tô carente desse teu abraço Desse teu amor que me deixa leve Eu tô carente desses olhos negros Desse teu sorriso branco feito neve Eu tô carente desse olhar que mata Dessa boca quente, revirando tudo Tô com saudade dessa cara linda Me Pedindo fica só mais um segundo Tô feito mato desejando a chuva Madrugada fria, esperando o sol Tô tão carente feito um prisioneiro Vivo um pesadelo, um beijo sem paixão Tô com vontade de enfrentar o mundo Ser pra sempre o guia do seu coração Sou a metade de um amor que vibra
  • 25. METÁFORA É a figura de linguagem em que se estabelece uma relação de semelhança, de comparação entre dois elementos de natureza diferente sem a presença de conectivos ou palavras comparativas. Queria ser um peixe e mergulhar no seu aquário Queria ser a data pra marcar seu calendário Eu e você espera pra ver... Me diga, que você vai entrar na minha vida Que eu sou a sua musa preferida Diga que eu sou seu bem