Um Novo Horizonte de      Desenvolvimento      Perspectivas e Desafios do    Brasil e de Pernambuco na Era       Pós-FHC/L...
PESQUISA      20102
MUNDO/BRASILA CRISE INTERNACIONAL:                           O CRESCIMENTO DA ECONOMIA                                    ...
JUROS/NORDESTE/PERNAMBUCOOS JUROS BÁSICOS (TAXA SELIC) EM 2010:     O CRESCIMENTO DA ECONOMIA NORDESTINA                  ...
MUNDO5
INVENÇÃO QUE TERMINOU MAL         “Nos últimos 20 anos, a economia dos EUA    viveu de invenção de dinheiro, bolhas e    s...
SITUAÇÃO SÉRIA DOS EUA7                        Fonte: Revista Exame
UMA DÉCADA                   “Na atual crise financeira,             o socorro do governo americano             por meio d...
BONS TEMPOS...9
SORTE E PROBLEMAS DOS EUA E DO MUNDO                                  Fonte: Revista Veja10
MAL COMPARANDO...         “Os EUA ‘beberam todas’ e, na     ressaca, pedem sobriedade e abstinência     ao resto do mundo....
PROBLEMAS GRAVES NA EUROPA TAMBÉM                                    Fonte: Revista Veja12
SITUAÇÃO INÉDITA                   “Não é o euro que está em crise, e sim os            países com finanças frágeis que nã...
UNIDADE ABALADA           “A forma como a Grécia se comportou ao esconder suas     dívidas ofendeu os alemães. Hoje se diz...
CRISE DE UM MODELO           “O que se encontra em crise atualmente na Europa     são os excessos praticados por uma socia...
ENQUANTO ISSO...                   Fonte: Revista Época16
TENDÊNCIA     Alemanha                Fonte: Revista Dinheiro17
OLHO NA ÁSIA         “O ‘capitalismo eurasiano’ é alimentado     por formidável taxa de poupança,     desimpedido de encar...
DESLOCAMENTO         “Os europeus têm de trabalhar mais ou     exigir menos benefícios do Estado. Os     americanos não po...
EMERGENTES EM AÇÃO20                     Fonte: Revista Dinheiro
OUTROS EMERGENTES                    Fonte: Revista Exame21
PIPOCO GRANDE         “Um estouro da     bolha chinesa faria o     problema do yuan fraco     parecer um estalinho de     ...
CONCLUSÃO MUNDO            Com a economia norte-     americana combalida, a europeia     de joelhos, a asiática bombando e...
BRASIL24
BEM NA FOTO EM 2009                       Fonte: Folha de S. Paulo25
MAIOR CRESCIMENTO EM 30 ANOS26                             Fonte: Revista IstoÉ
SUBIDA DE PATAMAR                    Fonte: Revista Veja27
MAIOR INFLAÇÃO DO MUNDO           “O Brasil foi o país com     maior inflação no mundo     entre 1970 e 1995. Foi tanta   ...
ACERTO DE RUMO29
EFÍGIES DE FHC E LULA                        “Teremos nos futuros livros                   de história, ao revisarem a    ...
UM OUTRO PAÍS 16 ANOS DEPOIS31
FIM DA ELEIÇÃO         “É hora de desmontar os palanques     e pensar o Brasil.”                                   Eduardo...
É FUNDAMENTAL OLHAR PARA A FRENTE DE FRENTE33
“TAMBÉM PODEMOS”          “Ao povo brasileiro a oportunidade     de educação de qualidade não foi dada.     Quando a elite...
CURVAS IDÊNTICAS                   Fonte: Revista Exame35
MOBILIDADE RECORDE         “O número de pobres caiu 20,5 milhões     desde o fim da recessão de 2003. (...) 29 milhões    ...
REDEFINIÇÃO DAS CLASSES SOCIAIS                                   Fonte: Revista Exame37
CRESCIMENTO DO CRÉDITO PESSOAL38                               Fonte: Revista Exame
E AINDA DÁ PARA CRESCER MAIS39                             Fonte: Revista Exame
LIMITES DO ENDIVIDAMENTO                           Fonte: Folha de S. Paulo40
AVANÇO DA FORMALIZAÇÃO                         Fonte: Revista Exame41
QUEDA DA INFORMALIDADE42                        Fonte: Revista Exame
QUEDA DO DESEMPREGO                      Fonte: Folha de S. Paulo43
MENOS FILHOS               Fonte: Revista Veja44
FUTURO DEMOGRÁFICO45                     Fonte: Revista Veja
MUDANÇA DA PIRÂMIDE ETÁRIA46                           Fonte: Revista Exame
A IDADE MÉDIA SOBE47                   Fonte: Revista Exame
BÔNUS DEMOGRÁFICO48                  Fonte: Revista Exame
CENÁRIOS COM BÔNUS49                   Fonte: Revista Exame
PIB PER CAPITA     PESSIMISTA   BÁSICO   OTIMISTA50                         Fonte: Revista Exame
EFEITO RENDA51             Fonte: Revista Exame
EFEITO RENDA52             Fonte: Revista Exame
DIFERENTES GERAÇÕES NO MERCADO                    SENIORES                 BABY BOOMERS                    até 1945       ...
ENTRAVES EXTERNOS AO CRESCIMENTO     1. Tempo e a dificuldade da recuperação        norte- americana.     2. Tamanho e pro...
ENTRAVES INTERNOS AO CRESCIMENTO     1. Desequilíbrio Fiscal.     2. Apreciação Cambial.     3. Juros Muito Altos     4. B...
DESEQUILÍBRIO FISCAL         Os gastos públicos subiram além da     conta e houve um claro “afrouxamento”     do ajuste fi...
DESVALORIZAÇÃO ANUNCIADA                        “Sempre que o quadro                  externo torna-se insustentável,     ...
2º BIG MAC MAIS CARO DO MUNDO58                              Fonte: Revista Veja
A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR?     Por que os juros são tão altos no Brasil?     Ninguém sabe direito ainda...59          ...
POUPANÇA E INVESTIMENTO                          Fonte: Folha de S. Paulo60
MAIOR CARGA TRIBUTÁRIA DA CATEGORIA                                      Fonte: Revista Época61
MAIOR CARGA DOS EMERGENTES                             Fonte: Revista Exame62
MORDIDA GRANDE DO LEÃO63                       Fonte: Revista Época
10 PONTOS PERCENTUAIS EM 12 ANOS                                   Fonte: Revista Época64
148 DIAS PARA PAGAR IMPOSTO                              Fonte: Revista Veja65
BUROCRACIA             Fonte: Revista Época66
MORDIDA DE BRASÍLIA                      Fonte: Revista Época67
ALÉM DE ALTA, PERVERSA                         Fonte: Revista Época68
APAGÃO DA INFRAESTRUTURA                           Fonte: Revista Veja69
POTÊNCIA ILETRADA?          “Apenas 25% da população adulta brasileira     é plenamente alfabetizada. Só um quarto dos    ...
FALTA DE EDUCAÇÃO         “O Brasil é um dos dez países mais     ricos do mundo, mas está em 73º lugar     no IDH, entre 1...
NONO LUGAR           “Apesar de estar na categoria ‘alta’ e     com nota superior à mundial, o emergente     Brasil tirou ...
PELO MENOS        “Se o Brasil quiser ser um dia país     desenvolvido, tem que ter pelo menos     35% da população na uni...
DESAFIOS DO GOVERNO DILMA                    1. Superar um Ambiente Mundial mais                       Adverso que o do se...
CONCLUSÃO BRASIL           Depois de décadas de crescimento mediocre, o     Brasil nos governos FHC (estabilização) e Lula...
SUSTENTABILIDADE76
IDADE DO PETRÓLEO          “A idade da pedra não acabou por     falta de pedra e a idade do petróleo não     acabará por f...
DESASTRE DO GOLFO DO MÉXICO78
SECA NA AMAZÔNIA                                   “Aquela Amazônia que tinha                                estações chuv...
BOA NOTÍCIA              Fonte: Revista Veja80
LIMITE DO PLANETA     Se todos os habitantes do planeta tiverem               o padrão de vida dos:              ... a Ter...
CONCLUSÃO SUSTENTABILIDADE           Com o vazamento do Golfo do México, a     indústria do petróleo sofreu um golpe que s...
NORDESTE83
GRANDE AVANÇO            “Mais que o programa Bolsa Família, o consumo     das famílias teve na política de reajuste real ...
GRANDE ATRASO A COMPENSAR           “Para chegar a um PIB per capita igual     ao da média nacional, o Nordeste teria que ...
CONCLUSÃO NORDESTE           Como região mais pobre do Brasil, o Nordeste     beneficiou-se muito com novo surto de cresci...
PERNAMBUCO87
PONTO DE PARTIDA          A MELHOR      OPORTUNIDADE DOS     ÚLTIMOS 50 ANOS E DA      PRÓXIMA GERAÇÃO,       APESAR DA CR...
FIM DO SÉCULO 20                   Fonte: Ceplan-Consultoria Econômica e Planejamento89
A INDÚSTRIA NA FRENTE                        Fonte: Diário de Pernambuco90
CRESCIMENTO HISTÓRICO                        Fonte: Agência Condepe/Fidem                                      Revista Din...
COMPARAÇÃO EM 2010                     Fonte: Agência Condepe/Fidem                                   Revista Dinheiro92
CONSOLIDAÇÃO DE UMA TENDÊNCIA93
PROJETOS ESTRUTURADORES                          = R$ 45 bilhões                             Fonte: Agência Condepe/Fidem ...
PIB PER CAPITA                          15.050                           15,05                  7,999                 7.99...
PRÓXIMOS 20 ANOS          “Os investimentos elevarão a taxa de          crescimento do PIB estadual para uma     média [mí...
PERNAMBUCO     DA PRÓXIMA GERAÇÃO97
A MARAVILHA LOGÍSTICA                        Fonte: Jornal do Commercio98
SUAPE GLOBAL     环球苏瓦沛                    Golfo do                    México                                           Áfr...
ESTALEIRO ATLÂNTICO SUL100
ANTES E DEPOIS DO JOÃO CÂNDIDO                                 Fonte: Revista ISTOÉ101
AVANÇA A TRANSNORDESTINA      Fonte: Jornal Valor102
DESAFIOS DO DESENVOLVIMENTO      1. Escassez de mão de obra especializada.      2. Concentração espacial da economia.     ...
ESCASSEZ DE MÃO DE OBRA ESPECIALIZADA            119 dekasseguis no Estaleiro Atlântico Sul104                            ...
ECONOMIA CONCENTRADA            12 %                                            74 %                                      ...
DESAFIOS DO DESENVOLVIMENTO      1. Escassez de mão de obra especializada.      2. Concentração espacial da economia.     ...
COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS      1. COMPETÊNCIA PÚBLICA       • Modernizar a gestão e fazer com que os recursos não se       ...
CONCLUSÃO PERNAMBUCO            Aproveitando a melhor oportunidade de      desenvolvimento das últimas cinco décadas,     ...
RECIFE109
WONDERFUL RECIFE110 Palestra.China2010
11ª. MELHOR CIDADE PARA TRABALHAR                                    Fonte: Revista Voc S/A111
OBJETO DE DESEJO                   Fonte: Revista IstoÉ112
NO MUNDO Clique para editar o título      •Fluxo turístico (aéreo, rodoviário, outros) X população = fator 1,47;          ...
Clique para editar o título      EM PERNAMBUCO      •Liderança absoluta da movimentação turística do estado, com 58,23%, t...
115
116
CONCLUSÃO RECIFE            Como principal benefiário dos investimentos      microeconômicos do crescimento macroeconômico...
IMPERDÍVEIS DO RECIFE118
Bom final de ano.      Excelente 2011.      Muito obrigado!119
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Agenda TGI 2011

538 visualizações

Publicada em

Apresentação feita pelo consultor Francisco Cunha, sócio da TGI, durante evento de lançamento da Agenda TGI 2011.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agenda TGI 2011

  1. 1. Um Novo Horizonte de Desenvolvimento Perspectivas e Desafios do Brasil e de Pernambuco na Era Pós-FHC/Lula sob Nova Presidência1
  2. 2. PESQUISA 20102
  3. 3. MUNDO/BRASILA CRISE INTERNACIONAL: O CRESCIMENTO DA ECONOMIA BRASILEIRA EM 2010 (EM RELAÇÃO AO PIB) FICARÁ: 9,0% 13,6% 21,0% 3,6% Já passou Acima de 5% Vai piorar 74,7% Entre 3% e 5% Vai incomodar Abaixo de 3% 77,4%A ELEIÇÃO PRESIDENCIAL PROVOCARÁ NA O PRESIDENTE LULA FARÁ O SEU SUCESSOR?ECONOMIA: 17,5% 31,6% 48,9% 51,1% Turbulência alta Sim Turbulência baixa 50,9% Não3 Não provocará turbulência
  4. 4. JUROS/NORDESTE/PERNAMBUCOOS JUROS BÁSICOS (TAXA SELIC) EM 2010: O CRESCIMENTO DA ECONOMIA NORDESTINA EM 2010 FICARÁ: 10,4% 16,5% 26,6% 24,4% 65,2%AumentamFicam como estão Acima do BrasilBaixam 56,8% Igual ao Brasil Abaixo do BrasilO CRESCIMENTO DA ECONOMIA O GOVERNADOR EDUARDO CAMPOS SEPERNAMBUCANA EM 2010 FICARÁ: REELEGERÁ? 7,8% 13,9% 17,8% Sim Acima do Brasil 74,4% Não 86,1% Igual ao Brasil Abaixo do Brasil4
  5. 5. MUNDO5
  6. 6. INVENÇÃO QUE TERMINOU MAL “Nos últimos 20 anos, a economia dos EUA viveu de invenção de dinheiro, bolhas e superendividamento. A banca americana criou modos geniais de financiar uma sociedade, governo e setor privado que viviam acima dos seus meios, se endividando barbaramente.” Vinicius Torres Freire jornalista Folha de S. Paulo6
  7. 7. SITUAÇÃO SÉRIA DOS EUA7 Fonte: Revista Exame
  8. 8. UMA DÉCADA “Na atual crise financeira, o socorro do governo americano por meio de pacotes sucessivos, deixou um rombo no orçamento federal que levará pelo menos uma década para ser sanado com uma projeção da dívida pública na casa de 100% da renda interna (PIB), equivalente ao esforço que os EUA haviam feito no fim da Segunda Guerra Mundial.” Paulo Rabello de Castro economista brasileiro8
  9. 9. BONS TEMPOS...9
  10. 10. SORTE E PROBLEMAS DOS EUA E DO MUNDO Fonte: Revista Veja10
  11. 11. MAL COMPARANDO... “Os EUA ‘beberam todas’ e, na ressaca, pedem sobriedade e abstinência ao resto do mundo.” Vinicius Torres Freire jornalista Folha de S. Paulo11
  12. 12. PROBLEMAS GRAVES NA EUROPA TAMBÉM Fonte: Revista Veja12
  13. 13. SITUAÇÃO INÉDITA “Não é o euro que está em crise, e sim os países com finanças frágeis que não podem mais usar a desvalorização do que seriam suas também frágeis moedas como instrumento de ajuste. (...) No momento em que aderem à Zona do Euro, as economias nacionais perdem realmente um instrumento macroeconômico para correção de rumos. A crise – e sua solução – ocorre exclusivamente na dimensão fiscal. É reduzida a um problema de finanças públicas, que pode se tornar longo e penoso.” Paulo Guedes economista brasileiro13
  14. 14. UNIDADE ABALADA “A forma como a Grécia se comportou ao esconder suas dívidas ofendeu os alemães. Hoje se diz abertamente na Alemanha que seria melhor trazer de volta o marco alemão do que resgatar repúblicas de banana quase indigentes. ‘Pigs’ (porcos, na tradução do inglês) é o nada carinhoso acrônimo para os países – Portugal, Irlanda, Grécia e Espanha (Spain) – que constituem o ‘grupo de fora’ inserido no ‘grupo de dentro’. É improvável que países ainda fora do euro – Reino Unido e os da Escandinávia, entre eles – vão fazê-lo agora.” Christopher Hitchens colunista da Vanity Fair14
  15. 15. CRISE DE UM MODELO “O que se encontra em crise atualmente na Europa são os excessos praticados por uma social-democracia hegemônica que ainda não reagiu aos desafios do ‘capitalismo eurasiano’ do século XXI. Excesso de gastos públicos, um modelo insustentável de previdência social, mercados de trabalho inflexíveis, impostos excessivos, discriminação contra emigrantes. Há uma série de problemas a exigir reformas que a social- democracia europeia – como a brasileira – não sabe ou não quer enfrentar.” Paulo Guedes economista brasileiro15
  16. 16. ENQUANTO ISSO... Fonte: Revista Época16
  17. 17. TENDÊNCIA Alemanha Fonte: Revista Dinheiro17
  18. 18. OLHO NA ÁSIA “O ‘capitalismo eurasiano’ é alimentado por formidável taxa de poupança, desimpedido de encargos sociais e trabalhistas, estimulados por juros baixos e câmbio artificial.” Paulo Guedes economista brasileiro18
  19. 19. DESLOCAMENTO “Os europeus têm de trabalhar mais ou exigir menos benefícios do Estado. Os americanos não podem acreditar que imprimir papel é a chave para o enriquecimento. É essa velha ordem que está em cheque.” Paulo Guedes economista brasileiro19
  20. 20. EMERGENTES EM AÇÃO20 Fonte: Revista Dinheiro
  21. 21. OUTROS EMERGENTES Fonte: Revista Exame21
  22. 22. PIPOCO GRANDE “Um estouro da bolha chinesa faria o problema do yuan fraco parecer um estalinho de São João.” Vinicius Torres Freire jornalista Folha de S. Paulo22
  23. 23. CONCLUSÃO MUNDO Com a economia norte- americana combalida, a europeia de joelhos, a asiática bombando e a dos emergentes crescendo acima das desenvolvidas, os olhos se voltam para a China. Se ela tiver alguma descontinuidade no seu crescimento vigoroso, o mundo todo sofrerá muito, os emergentes em especial e o Brasil mais especialmente ainda.23
  24. 24. BRASIL24
  25. 25. BEM NA FOTO EM 2009 Fonte: Folha de S. Paulo25
  26. 26. MAIOR CRESCIMENTO EM 30 ANOS26 Fonte: Revista IstoÉ
  27. 27. SUBIDA DE PATAMAR Fonte: Revista Veja27
  28. 28. MAIOR INFLAÇÃO DO MUNDO “O Brasil foi o país com maior inflação no mundo entre 1970 e 1995. Foi tanta inflação que hoje, mesmo após 16 anos de estabilidade, o Brasil é o segundo em inflação acumulada desde 1970, perdendo apenas para a República do Congo.” Marcelo Neri economista-chefe Centro de Políticas Sociais da FGV28
  29. 29. ACERTO DE RUMO29
  30. 30. EFÍGIES DE FHC E LULA “Teremos nos futuros livros de história, ao revisarem a primeira virada do milênio do Novo Mundo, generosas citações a Fernando Henrique Cardoso e Lula. Novas moedas serão criadas com suas respectivas efígies e serão usadas por intervalos de tempo mais longos do que a memória das pessoas.” Marcelo Neri economista-chefe Centro de Políticas Sociais da FGV30
  31. 31. UM OUTRO PAÍS 16 ANOS DEPOIS31
  32. 32. FIM DA ELEIÇÃO “É hora de desmontar os palanques e pensar o Brasil.” Eduardo Campos Governador de Pernambuco32
  33. 33. É FUNDAMENTAL OLHAR PARA A FRENTE DE FRENTE33
  34. 34. “TAMBÉM PODEMOS” “Ao povo brasileiro a oportunidade de educação de qualidade não foi dada. Quando a elite brasileira vê Lula falar, crítica o seu português; já o povo pensa: ‘Ele fala que nem eu!’. Se ele pode: ‘Sim, nós também podemos’!” Marcelo Neri economista-chefe Centro de Políticas Sociais da FGV34
  35. 35. CURVAS IDÊNTICAS Fonte: Revista Exame35
  36. 36. MOBILIDADE RECORDE “O número de pobres caiu 20,5 milhões desde o fim da recessão de 2003. (...) 29 milhões de pessoas – mais de meia população francesa – foram incorporados à nova classe média (Classe C) entre 2003 e 2009, pessoas que antes eram consideradas pobres, (...) 95 milhões em ação na nova classe média correspondem a 50,5% da população brasileira.” Marcelo Neri economista-chefe Centro de Políticas Sociais da FGV36
  37. 37. REDEFINIÇÃO DAS CLASSES SOCIAIS Fonte: Revista Exame37
  38. 38. CRESCIMENTO DO CRÉDITO PESSOAL38 Fonte: Revista Exame
  39. 39. E AINDA DÁ PARA CRESCER MAIS39 Fonte: Revista Exame
  40. 40. LIMITES DO ENDIVIDAMENTO Fonte: Folha de S. Paulo40
  41. 41. AVANÇO DA FORMALIZAÇÃO Fonte: Revista Exame41
  42. 42. QUEDA DA INFORMALIDADE42 Fonte: Revista Exame
  43. 43. QUEDA DO DESEMPREGO Fonte: Folha de S. Paulo43
  44. 44. MENOS FILHOS Fonte: Revista Veja44
  45. 45. FUTURO DEMOGRÁFICO45 Fonte: Revista Veja
  46. 46. MUDANÇA DA PIRÂMIDE ETÁRIA46 Fonte: Revista Exame
  47. 47. A IDADE MÉDIA SOBE47 Fonte: Revista Exame
  48. 48. BÔNUS DEMOGRÁFICO48 Fonte: Revista Exame
  49. 49. CENÁRIOS COM BÔNUS49 Fonte: Revista Exame
  50. 50. PIB PER CAPITA PESSIMISTA BÁSICO OTIMISTA50 Fonte: Revista Exame
  51. 51. EFEITO RENDA51 Fonte: Revista Exame
  52. 52. EFEITO RENDA52 Fonte: Revista Exame
  53. 53. DIFERENTES GERAÇÕES NO MERCADO SENIORES BABY BOOMERS até 1945 1945 / 1959 GERAÇÃO X x GERAÇÃO Y GERAÇÃO Z 1960 / 1979 1980 / 1999 2000 / 201053
  54. 54. ENTRAVES EXTERNOS AO CRESCIMENTO 1. Tempo e a dificuldade da recuperação norte- americana. 2. Tamanho e profundidade do ajuste que terá que ser feito pela Europa. 3. Capacidade da China manter o crescimento em nível elevado.54
  55. 55. ENTRAVES INTERNOS AO CRESCIMENTO 1. Desequilíbrio Fiscal. 2. Apreciação Cambial. 3. Juros Muito Altos 4. Baixa Taxas de Poupança e Investimentos. 5. Carga Tributária Alta e Regressiva. 6. “Apagão” da Infraestrutura. 7. “Apagão” da Mão de Obra.55
  56. 56. DESEQUILÍBRIO FISCAL Os gastos públicos subiram além da conta e houve um claro “afrouxamento” do ajuste fiscal pós-crise e pré-eleição. Isso terá que ser revisto no início do governo Dilma.56
  57. 57. DESVALORIZAÇÃO ANUNCIADA “Sempre que o quadro externo torna-se insustentável, dificilmente governantes tentam uma transição tranquila para um novo regime cambial. A crise acaba se impondo, tornando as transições muito mais traumáticas. Foi assim em janeiro de 1999 – seis meses antes sabia- se que a desvalorização seria inevitável. Ou em 2002, com a crise das eleições. E será assim após a eleição de Dilma.” Luis Nassif57 jornalista econômico
  58. 58. 2º BIG MAC MAIS CARO DO MUNDO58 Fonte: Revista Veja
  59. 59. A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR? Por que os juros são tão altos no Brasil? Ninguém sabe direito ainda...59 Fonte: Revista Veja
  60. 60. POUPANÇA E INVESTIMENTO Fonte: Folha de S. Paulo60
  61. 61. MAIOR CARGA TRIBUTÁRIA DA CATEGORIA Fonte: Revista Época61
  62. 62. MAIOR CARGA DOS EMERGENTES Fonte: Revista Exame62
  63. 63. MORDIDA GRANDE DO LEÃO63 Fonte: Revista Época
  64. 64. 10 PONTOS PERCENTUAIS EM 12 ANOS Fonte: Revista Época64
  65. 65. 148 DIAS PARA PAGAR IMPOSTO Fonte: Revista Veja65
  66. 66. BUROCRACIA Fonte: Revista Época66
  67. 67. MORDIDA DE BRASÍLIA Fonte: Revista Época67
  68. 68. ALÉM DE ALTA, PERVERSA Fonte: Revista Época68
  69. 69. APAGÃO DA INFRAESTRUTURA Fonte: Revista Veja69
  70. 70. POTÊNCIA ILETRADA? “Apenas 25% da população adulta brasileira é plenamente alfabetizada. Só um quarto dos brasileiros consegue ler e entender um texto como este. Nenhum país jamais se tornou potência com uma população de semianalfabetos. É improvável que o Brasil seja o primeiro, mesmo com todos os recursos naturais de que dispomos.” Gustavo Ioschpe economista brasileiro70
  71. 71. FALTA DE EDUCAÇÃO “O Brasil é um dos dez países mais ricos do mundo, mas está em 73º lugar no IDH, entre 169 países. E o calcanhar de aquiles é justamente a educação.” Eliane Cantanhêde jornalista, Folha de S. Paulo71
  72. 72. NONO LUGAR “Apesar de estar na categoria ‘alta’ e com nota superior à mundial, o emergente Brasil tirou 0,699 e ficou abaixo da média da América Latina, que foi de 0,704. O Chile (45º lugar) e a Argentina (46º) foram os dois mais bem colocados da região, mas o Brasil também ficou atrás de Uruguai, Panamá, México, Trinidad e Tobago, Costa Rica e Peru.” Eliane Cantanhêde jornalista, Folha de S. Paulo72
  73. 73. PELO MENOS “Se o Brasil quiser ser um dia país desenvolvido, tem que ter pelo menos 35% da população na universidade e 99%da população alfabetizada.” Carlos Nobre climatologista, Folha de S. Paulo73
  74. 74. DESAFIOS DO GOVERNO DILMA 1. Superar um Ambiente Mundial mais Adverso que o do seu Antecessor. 2. Desatar o “Nó Monetário-Cambial- Fiscal” (Juros Altos, Câmbio Valorizado, Gastos Elevados). 3. Manter o Tripé da Estabilidade (Ajustes Fiscal; Câmbio Flutuante; Metas de Inflação). 4. Aumentar a Competitividade Brasileira (Infraestrutura, Educação, Tributos). 5.Entregar um País Melhor ao Sucessor.74
  75. 75. CONCLUSÃO BRASIL Depois de décadas de crescimento mediocre, o Brasil nos governos FHC (estabilização) e Lula (ênfase no social) resolveu alguns dos seus gargalos mais fundamentais e tem excelentes chances de crescer, pelo menos por uma década, a taxas acima de 5% ao ano, sem inflação, chegando ao posto de quinta economia do planeta até 2020 se a China não destrambelhar.75
  76. 76. SUSTENTABILIDADE76
  77. 77. IDADE DO PETRÓLEO “A idade da pedra não acabou por falta de pedra e a idade do petróleo não acabará por falta de petróleo.” Sheik Zaki Yamani ex-ministro do petróleo da Arábia Saudita77
  78. 78. DESASTRE DO GOLFO DO MÉXICO78
  79. 79. SECA NA AMAZÔNIA “Aquela Amazônia que tinha estações chuvosas tão bem definidas que você podia ajustar seu calendário por elas acabou.” Daniel Nepstad ecólogo, Instituto de Pesquisa79 Ambiental da Amazônia Fonte: Folha de S. Paulo
  80. 80. BOA NOTÍCIA Fonte: Revista Veja80
  81. 81. LIMITE DO PLANETA Se todos os habitantes do planeta tiverem o padrão de vida dos: ... a Terra pode suportar:81 Fonte: Revista Veja
  82. 82. CONCLUSÃO SUSTENTABILIDADE Com o vazamento do Golfo do México, a indústria do petróleo sofreu um golpe que se refletirá na aceleração do desenvolvimento de alternativas de energia limpa e renovável. O Brasil perde e ganha com isso. O pré-sal perde um pouco mas potencializa-se a vantagem de ser o país com a matriz energética mais renovável do planeta, além do imenso ativo ambiental que possui.82
  83. 83. NORDESTE83
  84. 84. GRANDE AVANÇO “Mais que o programa Bolsa Família, o consumo das famílias teve na política de reajuste real do salário mínimo uma alavanca importante, o que, junto com o crédito, fez da região nos anos recentes a líder do crescimento das vendas no varejo, atraindo investimentos importantes para setores distribuidores e produtores de alimentos, bebidas, calçados, confecções, bens duráveis de consumo, dentre outros.” Tania Bacelar economista pernambucana84
  85. 85. GRANDE ATRASO A COMPENSAR “Para chegar a um PIB per capita igual ao da média nacional, o Nordeste teria que crescer continuamente quase dois pontos percentuais acima da taxa anual da economia brasileira até 2050.” Sérgio C.Buarque economista pernambucano85
  86. 86. CONCLUSÃO NORDESTE Como região mais pobre do Brasil, o Nordeste beneficiou-se muito com novo surto de crescimento do país e tem potencial para crescer ainda pelos próximos anos acima da média nacional. Todavia, para que este crescimento seja sustentado será necessário que os próximos governos federais tenham políticas de desenvolvimento regional explícitas e eficazes.86
  87. 87. PERNAMBUCO87
  88. 88. PONTO DE PARTIDA A MELHOR OPORTUNIDADE DOS ÚLTIMOS 50 ANOS E DA PRÓXIMA GERAÇÃO, APESAR DA CRISE INTERNACIONAL.88
  89. 89. FIM DO SÉCULO 20 Fonte: Ceplan-Consultoria Econômica e Planejamento89
  90. 90. A INDÚSTRIA NA FRENTE Fonte: Diário de Pernambuco90
  91. 91. CRESCIMENTO HISTÓRICO Fonte: Agência Condepe/Fidem Revista Dinheiro91
  92. 92. COMPARAÇÃO EM 2010 Fonte: Agência Condepe/Fidem Revista Dinheiro92
  93. 93. CONSOLIDAÇÃO DE UMA TENDÊNCIA93
  94. 94. PROJETOS ESTRUTURADORES = R$ 45 bilhões Fonte: Agência Condepe/Fidem Revista Dinheiro94
  95. 95. PIB PER CAPITA 15.050 15,05 7,999 7.999 7,213 7.213 2007 2010 2020 Fonte: Multivisão/SEBRAE95
  96. 96. PRÓXIMOS 20 ANOS “Os investimentos elevarão a taxa de crescimento do PIB estadual para uma média [mínima] de 5% ao ano até [a década de] 2030, triplicando o tamanho da economia estadual em 25 anos [próxima geração] e aumentando a participação pernambucana na economia brasileira dos atuais 2,7% para 3,2%”. Jorge Jatobá economista pernambucano Revista Algomais96
  97. 97. PERNAMBUCO DA PRÓXIMA GERAÇÃO97
  98. 98. A MARAVILHA LOGÍSTICA Fonte: Jornal do Commercio98
  99. 99. SUAPE GLOBAL 环球苏瓦沛 Golfo do México África Ocidental Bacia de Campos/ Santos99
  100. 100. ESTALEIRO ATLÂNTICO SUL100
  101. 101. ANTES E DEPOIS DO JOÃO CÂNDIDO Fonte: Revista ISTOÉ101
  102. 102. AVANÇA A TRANSNORDESTINA Fonte: Jornal Valor102
  103. 103. DESAFIOS DO DESENVOLVIMENTO 1. Escassez de mão de obra especializada. 2. Concentração espacial da economia. 3. Concentração na economia do petróleo. 4. Sobrecarga na infraestrutura. 5. Aquecimento global.103
  104. 104. ESCASSEZ DE MÃO DE OBRA ESPECIALIZADA 119 dekasseguis no Estaleiro Atlântico Sul104 Fonte: Revista ISTOÉ Dinheiro
  105. 105. ECONOMIA CONCENTRADA 12 % 74 % 14 % Fonte: Ceplan-Consultoria Econômica e Planejamento105
  106. 106. DESAFIOS DO DESENVOLVIMENTO 1. Escassez de mão de obra especializada. 2. Concentração espacial da economia. 3. Concentração na economia do petróleo. 4. Sobrecarga na infraestrutura. 5. Aquecimento global.106
  107. 107. COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS 1. COMPETÊNCIA PÚBLICA • Modernizar a gestão e fazer com que os recursos não se enclausurem em Suape e se distribuam, tanto horizontal, quanto vertical, quanto espacialmente, na economia estadual. 2. COMPETÊNCIA EMPRESARIAL • Modernizar a gestão e preparar-se para competir com concorrentes capacitados que estão vindo junto com os investimentos estruturadores. 3. COMPETÊNCIA PROFISSIONAL • Capacitar-se para o aumento das exigências relativas aos padrões de prestação de serviços que tenderão à referência global.107
  108. 108. CONCLUSÃO PERNAMBUCO Aproveitando a melhor oportunidade de desenvolvimento das últimas cinco décadas, Pernambuco já mudou de patamar de desenvolvimento e deve crescer acima do Brasil pelos próximos 10 anos, duplicando a economia até 2020 e triplicando até 2030. Para acompanhar, os setores público e privado terão que fazer um esforço competitivo gigantesco, inclusive para que o Estado se prepare para a era pós-petróleo e para o pior cenário de aquecimento global.108
  109. 109. RECIFE109
  110. 110. WONDERFUL RECIFE110 Palestra.China2010
  111. 111. 11ª. MELHOR CIDADE PARA TRABALHAR Fonte: Revista Voc S/A111
  112. 112. OBJETO DE DESEJO Fonte: Revista IstoÉ112
  113. 113. NO MUNDO Clique para editar o título •Fluxo turístico (aéreo, rodoviário, outros) X população = fator 1,47; mestre •Recife faz parte de um grupo seleto de cidades no mundo com fluxo turístico maior que a população, à frente de São Paulo, do Rio de janeiro, de NY, Buenos Aires, entre outros.   •NO BRASIL Clique para editar o texto mestre •Reconhecimento nacional; – Segundo nível •Parceria PCR e RECIFE CVB; •Parceria PCR e trade turístico; • Terceiro nível •Políticas públicas do turismo; •Polos – gastronômico, informática, médico e cultural; – Quarto nível •Ocupação hoteleira; •Plenária exclusiva » Quinto nível no OP.   NO NORDESTE •Terceiro fluxo turístico, com 17,61%, X quinta oferta hoteleira, com 8,79%, resultando no primeiro lugar das capitais do NE em performance, com fator 2,00; •Segunda movimentação do aeroporto X quinto lugar em população, resultando um fator de 3,362, o primeiro do NE; •Melhor ocupação de leitos dos meios de hospedagem.  113 02/12/10 113
  114. 114. Clique para editar o título EM PERNAMBUCO •Liderança absoluta da movimentação turística do estado, com 58,23%, tendo menos de mestre 19% da oferta dos meios de hospedagem; •Escolha por 54,55% dos turistas que desembarcam no aeroporto sendo do internacional  55,34% e do nacional  54,42%; • Clique para editar o texto mestre •Recife tem a preferência dos mercados emissores, sendo 83,33% dos internacionais e 100% dos nacionais; •Melhor empregabilidade no item leitos de hotéis/funcionários (0,24 emprego por leito); – Segundo nível •Crescimento da cadeia produtiva (hotéis, bares/restaurantes, receptivos, atrativos, produtos, entre outros); • Terceiro nível •Crescente relação de destinos emissores; – Quarto nível •Ampla motivação de viagem, consolidando a capital como multidiversificada – lazer, eventos, negócios, sol e mar, saúde, cultura, aventura...   » Quinto nível NO RECIFE •Receita na cadeia produtiva do turismo acima de 2 bilhões em 2009; •Permanência média acima de 3 dias; •Gasto médio diário superior a R$ 300,00; •2.297.000 milhões de turistas, sendo 88% nacionais e 12% internacionais; •40% do fluxo turístico foi aéreo e 60% em outros acessos.  114 02/12/10 114
  115. 115. 115
  116. 116. 116
  117. 117. CONCLUSÃO RECIFE Como principal benefiário dos investimentos microeconômicos do crescimento macroeconômico do estado, o Recife sofrerá uma enorme sobrecarga em sua infraestrutura, o que exigirá um esforço público competente e dedicado, além (e principalmente) de um reapaixonamento dos recifenses pela cidade para que ela não se deteriore sem retorno, se prepare para a Copa de 2014 e reafirme seu potencial de patrimônio da humanidade no mesmo patamar de Olinda.117
  118. 118. IMPERDÍVEIS DO RECIFE118
  119. 119. Bom final de ano. Excelente 2011. Muito obrigado!119

×